1. Spirit Fanfics >
  2. Inesperado - Tomione >
  3. Festa de Halloween

História Inesperado - Tomione - Capítulo 16


Escrita por:


Capítulo 16 - Festa de Halloween


Eu respirava fundo. Inspirando e expirando, calmamente. Abraxas a minha frente sorria descansado. Não me importava com o que iriam dizer, eu apenas não havia concordado em namorar Malfoy e ele simplesmente sorriu e disse: "Isso não é uma opção no momento, Granger. Apenas concorde se alguém perguntar."

Eu não sabia o que se passava naquela mente maligna, mas ele havia deixado claro que comigo, ele iria me proteger. Tom era perigoso, disso eu não tinha dúvidas, mas eu não sabia o quanto eu estava em perigo até Abraxas comentar isso.

Tom nos evitava a qualquer custo, quando nos via sentandos no salão comunal, apenas grunhia e seguia em frente com seu grupo de comensais o seguindo como cachorrinho.

Ele não demonstrava nada em seu rosto, o que não era nenhuma surpresa. Então, depois de um tempo, eu apenas aceitei essa condição e seguia minha vida normalmente.

Abraxas estava mais para amigo do que para namorado, ele me acompanhava em todas as aulas, e mesmo quando não estávamos juntos, ele me ajudava a carregar meus livros e conversavamos sempre que podíamos.

A festa de Halloween se aproximava, e como eu já havia prometido a Charlus que iria com ele, eu continuei com meu par e Abraxas ia acompanhado com uma de suas primas. Abraxas me acompanhou até Hogsmead para escolhermos nossos trajes. Eu não queria ir muito chamativa, mas ele brigou comigo o tempo inteiro dizendo que deveríamos aproveitar.

- Mione, devemod aproveitar ao máximo - Ele diz dando um sorriso de lado. Mas ele faz uma carranca e se aproxima de mim, de repente muito Sério - Mas não vá bonita demais, ou eu terei que quebrar a cara do Potter por isso.

Malfoy e Potter, isso sim era uma nostalgia.

.

.

.

A noite da festa havia chegado e o clima no meu dormitório estava melhor desde que eu havia começado a "namorar" Abraxas. As meninas me ajudaram e eu as ajudei como pude a se arrumarem. Apesar de não irmos juntos, Abraxas e eu combinamos nossas fantasias. Eu iria de anjo e ele de demônio, o que era engraçado e apropriado.

Suspirei. O vestido branco com caímento nos ombros era lindo, ele ia até os pés, com uma amarração dourada na cintura e uma leve fenda na perna direita.

Uma maquiagem leve, que dava um ar de saúde que eu mal reconheci. Talvez o tempo aqui houvesse mesmo sugado toda a minha energia. Sorri olhando a fantasia, parecia incrível.

- Granger, não esqueça as asas - Diz Rosier.

Ela estava vestida de Cleópatra e parecia combinar muito com ela.

Sorri agradecida, colocando o par de asas um pouco exageradas. Eu iria descer e encontrar Abraxas, para então encontrar Charlus.

Decidi descer enquanto as meninas ainda estavam no quarto. Vejo Abraxas encostado a uma parede conversando com Tom, prendo o fôlego. Eu não sabia para quem olhar primeiro. Abraxas estava lindo vestido daquela forma, é como se a roupa servisse para ele, como um anjo negro. Ele sorri de lado ao notar minha presença. Vejo Tom seguir seu olhar e paralisar junto ao meu. Engulo em seco.

Ele estava fantasiado de rei, e ele realmente parecia um. Ele estava de tirar o folego, vestia negro dos pés a cabeça.

Céus.

Eu preciso dizer alguma coisa.

Abraxas intervém e entra em meu campo de visão, e eu me dou conta que estou parada tempo demais olhando para Tom.

- Você está esplêndida, Mione - diz Abraxas erguendo minha mão e a beijando em seguida.

Eu sorrio para ele sem graça.

- Você também não está nada mal - digo sorrindo.

- Precisamos ir - ele fala ao meu ouvido.

- Bom falar com você, Tom - ele dá um tapinha no ombro dele e sai. Sinto a magia de Tom instável, como se pudesse explodir a nós dois juntos.

Mas antes que isso acontecesse, saímos para a tão esperada festa.

.

.

.

Encontro Charlus no salão principal, que estava todo decorado para o Halloween. Era incrível como o tempo passava, mas Hogwarts permanecia a mesma. Eu me sentia quase em casa, quase a vontade.

- Mione - diz Abraxas - Nos vemos depois. Tome cuidado - ele beija minha bochecha - Não se misture muito - Ele dá uma piscadela e eu rio com a careta que Charlus faz.

- Mione , esqueça toda essa baboseira, vamos nos divertir - ele diz me entregando uma taça de suco de abóbora.

Eu nunca havia me divertido tanto nesse tempo quanto na festa de Halloween. Eu estava me sentindo mais grifinória que sonserina. Todos estavam dançando de mãos dadas e sorrindo. Pessoas que eu nunca ouvi falar, e pessoas que conheço apenas o sobrenome no futuro. O tempo passava rápido com eles.

- Mione, Mione, olhe para mim - Septimus fazia algum passo engraçado enquanto todos nós riamos sem parar.

Aproximo-me de Charlus.

- Charlus, eu preciso realmente ir ao banheiro - digo sorrindo.

Ele faz um aceno positivo.

Vou cortando caminho entre a multidão, ainda com o sorriso no rosto como uma boba. Eu não havia visto Abraxas por aí, mas ele com certeza estava se divertindo. Um pensamento cruzou minha mente, onde estaria Tom?

Balancei minha cabeça e evitei, definitivamente pensar em onde ele estaria. Cheguei ao banheiro do segundo andar, era o mais próximo e eu não pretendia demorar para me aliviar.

Entro na primeira porta possível e ouço um guincho. Ouço um barulho de pedras se movendo e um pensamento corre de encontro a mim.

Eu estou frita. Eu irei morrer agora.

Ouço Murta choramingar, de quê ela tem medo? Ela está morta.

E eu também. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...