1. Spirit Fanfics >
  2. Inesperado >
  3. As coisas finalmente entram nos eixos...

História Inesperado - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente, aqui está o capítulo de hj.
Espero que gostem.
Boa leitura 😙

Capítulo 9 - As coisas finalmente entram nos eixos...


Fanfic / Fanfiction Inesperado - Capítulo 9 - As coisas finalmente entram nos eixos...

- Espera!

Elizabeth o ignorou e continuou andando, decidida a não olhar pra trás e chegar em seu apartamento, mas ela sentiu seu corpo ficando cada vez mais leve, tudo girava à sua volta e aí... tudo ficou... preto...

Abriu os olhos e encarou a parede branca... Calma, branca? A parede do quarto dela não era azul? Ela estava no quarto dela?

- ONDE É QUE EU TÔ???

- Oi, você acordou.

- Ban? Que? O que? É...

- Calma, eu explico, eu te encontrei no bar, - ela acenou com a cabeça, como se lembrasse disso. - Fui babaca com você, você saiu do bar, - mais um aceno. - Saiu andando e desmaiou.

Ellie arregalou os olhos como se tudo fizesse sentido e colocou a mão sobre a barriga, Ban continuou.

- Eu tinha ido atrás de você e vi você caindo, então te peguei no colo e te trouxe pra casa.

- Ah, obrigada.

- Imagina, meio que foi minha culpa por ter te deixado irritada, se tivesse acontecido com você no bar, alguém chamaria uma ambulância, eu acho. Toma. - Falou entregando uma tigela com sopa pra Elizabeth, que aceitou e bebeu um pouco. - Você deve estar fraca por isso desmaiou.

- Isso tem acontecido com uma certa frequência desde que descobri que estava grávida...

- Sobre isso, você pretende contar ao capitão?

- eu pretendia, mas ele apareceu com a Liz, agora acho que não quero mais contar, mas se ele perguntar, eu não vou mentir... Você est5á proibido de contar pra ele, você me prometeu que não contaria pra ninguém.

- Certo

Ele se levantou e foi pra cozinha, deixando uma Elizabeth tomando sopa, ela não tinha jantado. Enquanto isso, na cozinha, Ban tinha um conflito interno, por um lado, ele tinha prometido e nunca quebraria uma promessa, por outro, era seu melhor amigo, e era uma coisa que ele tinha o direito de saber.

Ele conhecia Meliodas, não era como se ele fosse rejeitar a criança ou mandar ela abortar, ele tinha tido uma infância difícil e não queria isso pra ninguém, ainda mais se fosse seu filho. Mas o que ele podia fazer? Ele tinha prometido e Elizabeth tinha confiado um segredo pra ele, não, ela não contaria mas iria tentar fazer com que ela contasse, em algum momento.

Voltou pra sala e se sentou ao lado da prateada, que ainda tomava a sopa, e ligou a TV.

- Desculpa. Elizabeth pediu, quebrando o silêncio.

- Humm

- Desculpa, por estragar sua noite, te fazer me carregar e despejar em você os meus problemas.

- Não precisa se desculpar, quando eu estava sozinho, você estava lá e me escutou e até contou seu segredo pra mim, e eu ainda não acreditei em você, então agora estamos quites, não precisa se desculpar ou agradecer.

- Obrigada. - Falou encostando a cabeça no ombro de Ban, e começou a chorar. - É que, eu sou tão nova, não era pra eu estar grávida, eu não tenho nem como me sustentar. As consultas médicas são caras, e eu não tenho emprego... Eu só, não pensei que a minha vida seria tão difícil!

- Calma, - Ban estava em pânico, ela estava chorando, o que ele deveria fazer? O que ele deveria falar? Ele deveria falar? Bom, ele tinha que fazer alguma coisa... - Olha, agora somos amigos, se quiser pode contar comigo, eu sempre vou estar aqui, e se você precisar, pode me pedir ajuda.

Com aquelas palavras, Elizabeth ia se acalmando, respirando fundo, parando de chorar. Vamos, ela é adulta, mas ninguém vai deixar ela morrer de fome, certo? Em último caso, ela podia voltar pra casa do pai, por mais que realmente não quisesse fazer isso. Ela abraçou a barriga, onde seu filho se formava, mesmo que ainda não desse pra perceber. As coisas não estavam boas, mas também não era o fim do mundo, tudo tem solução.

Depois de ficar mais um pouco naquele abraço, Ban levou ela pra casa, e por mais que quisesse, não conseguia dormir. Então pegou o celular e fez uma coisa que nunca tinha feito antes, ficou olhando berços, roupas de bebê, mamadeiras, e começou a fazer uma pequena lista de coisas que precisaria comprar em, no máximo, cinco meses.

A lista estava ficando cada vez maior, e no momento, ela não tinha como pagar por tudo isso, é, estava decidido, mais por necessidade do que por vontade, que ela arrumaria um emprego o quanto antes. Mas onde ela trabalharia? Teria que ser um lugar em que ela ficasse sentada a maior parte do tempo, e que o horário encaixasse com os horários da faculdade.

E assim, no dia seguinte ela começou a busca, que era muito mais difícil do que ela imaginava, tinha que ver o horário, o salário, se era longe, se ela sabia fazer o que era pedido... No final, mesmo não podendo fazer várias coisas, acabou enviando vários currículos. E depois de uma semana, já estava indo fazer entrevistas. Acabou trabalhando como recepcionista.

Desde então seus dias se resumiam a acordar, ir pra faculdade, almoçar, ir pro trabalho, ir pra casa, dormir. De vez em quando ela tinha que escolher faltar em um deles para ir à uma consulta médica, mas com bem menos frequência, já que o enjoo e tontura tinham diminuído bastante, aparentemente, eles foram causados pelo estresse que ela estava tendo, e quando as coisas voltaram para os eixos, tudo se resolveu.

Mais um mês se passou, e agora ela estava esperando o médico chamar seu nome para o exame, exame esse que tirou o sono dela durante a noite anterior.

- Elizabeth Liones.

E assim ela entrou, deitou na maca, levantou a camiseta, onde um gel gelado foi colocado sobre seu ventre, agora um pouco maior, mas nada que denunciasse sua gravidez.

- Como você passou esse mês?

- Foi bem tranquilo, menos noite passada, que eu não consegui dormir, mas acredito que tenha sido de ansiedade, esperei tanto por esse dia!

- Sim, vamos ver se está tudo bem com o bebê e depois vamos ver se é um menininho ou uma menininha...


Notas Finais


É isso, obrigada por ler até aqui, falem nos comentários se vocês acham que é menino ou menina...

Beijinhos de purpurina e até o próximo capítulo ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...