1. Spirit Fanfics >
  2. Inevitable >
  3. Atira na sua própria filha!

História Inevitable - Capítulo 26


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii, ultimo capitulo da maratona. Espero que gostem e boa leitura❤

Capítulo 26 - Atira na sua própria filha!


No galpão:

- Ora, ora. A mamãe desesperada chegou!!

- O que vai fazer a com a nossa mãe Lúcia?

- Acho que matar ela, ou melhor matar vocês e depois matar e fugir

- Não!! Não faça isso Lúcia, você vai destruir sua vida

- Minha vida foi destruída quando seu pai apareceu nela

- E por isso vai descontar em nós 3?

- Vocês são iguais a ele

- Não somos não, somos completamente diferente do nosso pai

- Lúcia, aqui estou eu

- Cadê meu dinheiro?

- Aqui está tudo que pediu

- Abra

- Pronto

- Ótimo, e agora o que fazer com você?

- Soltar as minhas filhas e deixar a gente ir

- Não tão fácil assim, sabe quanto tempo desejei estar no seu lugar Celeste? Quando o nosso pai abandonou a minha mãe para ficar com a sua mãe e nos deixou pobre, eu via você feliz com a sua família e eu sofrendo com a minha mãe. Você rica com tudo de melhor e eu? Eu não tinha nada e nunca tive

- O que? Como assim?

- Isso mesmo querida, além de ser mamãe da suas filhinhas eu sou sua irmã. Isso era o que eu pretendia levar para o túmulo comigo mas agora que consegui o que eu queria né, vocês vão morrer e eu vou fugir daqui. Quem será a primeira? Humm vejamos, você irmãzinha

- NÃO!!!!

- PAI!!!!!

- Droga Maurício, para que foi passar na frente da arma

- Tinha que fazer alguma coisa que preste antes de morrer né Celeste. Por favor não tente me socorrer e nem nada, só me ouve tá?

- T..tá

- Não vou dizer que me arrependo de tudo que fiz, porque de nada vale o arrependimento mas quero te pedir perdão por tudo que eu fiz e tudo que eu não fiz também. Eu realmente te amei Celeste, amei vocês três; Duda fui duro com você mas te amava muito e Sn você sempre me encarou de frente e isso me fez ver o quanto é forte e te peço seja feliz ao lado do Cólon, vocês merecem.

Peça perdão a ele por mim, sei que é difícil perdoar o homem que matou o pai dele mas só isso que eu quero. Cuida do meu filho e da minha neta, sejam felizes…

- Maurício, Maurício. Por favor, acorde

- Olha que discurso lindo, até me emocionei hahaha. Menos um né, ainda não acabei aqui; Sn olhe para mim, quero ver o sofrimento da sua mãe por perder uma filha

- Atire Lúcia, atire!!!

- Sn não

- Atira, quero ver se vai ter essa coragem. Atira na sua própria filha, vamos!!!

- Adeus filhinha!!!

Naquele momento eu vi todas as lembranças passearem em minha frente, quando eu conheci o Erick, ou quando nos beijamos pela primeira vez, ou quando trasarmos, quando nos reencontramos, quando eu tive a Clara, meus momentos com a Duda, minha mãe. Esperei o tiro mas apenas vi um vulto e a Lúcia caindo na minha frente, ela levou um tiro no peito e pude ouvir sua última frase: eu nunca fui amada realmente por ninguém e depois morreu.

- Sn, ei amor. Vai ficar tudo bem ok? Eu tô aqui

- Quem atirou nela?

- Um policial

- Porque?

- Era você ou ela, então né

- Porque não deixou ser eu então?

- Ela ia te matar Sn, eu nunca deixaria que você morresse sabendo que eu poderia impedir

- Ela tá morta por minha culpa

- Amor, ela tá morta por culpa dela mesma

- Meu pai… Ele também tá morto, ele te pediu per...dão

- Eu o ouvi

- E porque não veio?

- Não podia deixar na cara para a Lúcia que estávamos aqui, ela poderia tentar algo como tentou fazer contra você. Eu não permitiria te perder por um vacilo meu

- Quero ir para casa

- Vem aqui, vou te desamarar

- Cadê a Duda?

- Tá com o Davi, você ficou tanto tempo em choque que nem percebeu quando ele a tirou daqui. Está muito abalada também, agora vem aqui deixa eu te pegar

- Eu te amo, desculpa não falar isso tão frequentemente mas eu te amo muito mesmo

- Eu também te amo meu amor

- Promete que nunca mais vamos nos separar?

- Prometo minha vida

- Quero meus filhos

- Você vai te-los, vamos para casa

- Vamos!!!

Meses depois:

Bom, ocorreu os dois enterros da Lúcia e do Maurício. A Celeste, Sn e Duda ainda estão bastante abaladas mas são fortes e sei que vão superar. Com isso tudo, meu relacionamento com a Sn está mais forte e eu tomei uma decisão: vou pedir ela em casamento e espero que ela aceite .

Como é de costume, Christopher e Phoebe me ajudaram em tudo aqui e só estou a espera quem a mulher da minha vida cheguei, falando nisso.

- Amor? Tá aí? Porque tá tudo apagado?

- Não acende, não ainda. Fecha os olhos

- O que? Mas para que?

- Só faz o que eu peço

- Ok, posso abrir?

- Espera- me ajoelhei na frente dela- agora pode

- O que é isso tudo?

- Eu te amo, te amei quando estávamos separados e te amo cada vez mais. Nosso amor é forte e é inevitável, enfrentamos muita coisa para chegar até aqui e eu não quero enrolar muito porque quero deixar isso para os votos, agora eu te pergunto: Sn Álvares você quer casar comigo? Aceita passar o resto da sua vida ao meu lado? Casa comigo?


Notas Finais


Aiii, será que a Sn aceita? 10/10. Quero a opinião de vocês, eu citei em um capítulo a primeira vez da Sn e do Erick e eu quero saber se vocês querem que eu faça um capítulo voltado a isso? Digam aí nos comentários


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...