História Inevitável - Outra história sobre Jungkook - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Brasil, Comedia, Coréia, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Romance, Suga, Taehyung, Tentação
Visualizações 19
Palavras 1.447
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Ah! Sério coração?


Fanfic / Fanfiction Inevitável - Outra história sobre Jungkook - Capítulo 2 - Ah! Sério coração?

Lucy já estava no final da primeira semana acompanhando o grupo. Estava exausta e admirada pelo pique que esses garotos tinham! Não paravam um minuto. Agora mesmo estavam gravando um reality show que eles tinham. Lucy se diverte, eles são espontâneos e não consegue entender porque mimam e aguentam tanto aquele ser irritante que é o senhor Jungkook. Em tamanho talvez ganhasse de todos, mas perturbava o tempo todo e eles não revidavam em nada. Aliás, Lucy já notara que ele é um homem e tanto, várias vezes se pegou olhando mais do que devia para ele. Balançando sua cabeça tenta afastar a imagem dele dançando e também das várias vezes que o flagrou olhando para ela, quando seus olhares se encontravam ele sorria e piscava, nem tentava disfarçar, o que a deixava irritada!

No sábado quando terminaram todos os compromissos que tinham foram até a lanchonete que havia dentro da própria empresa para comerem e conversarem, ela aproveitaria aquele momento para conhecê-los um pouco mais individualmente.

Havia pedido um delicioso sanduíche com muita carne grelhada que eles faziam divinamente, o cheiro era maravilhoso, quando ele é colocado na sua frente ela não contém um enorme sorriso, então pegando passa sua língua pelos lábios fecha seus olhos já imagina o quanto ele deve estar gostoso, mas nem tem tempo de saboreá-lo e ele é tomado de suas mãos:

- Nossa! Esse é meu preferido! Deve estar uma delícia! – diz Jungkook dando uma enorme mordida em seu lanche, Lucy não acredita na audácia dele.

- Ei! Peça um para você! Esse é meu! – ela olha brava para ele pegando seu sanduiche de volta.

Jungkook fica olhando para ela fazendo sua carinha de coitadinho que ela nem liga, ele senta de frente com ela que afasta sua cadeira para que ele não tente sequestrar seu lanche novamente e o segura firme entre suas mãos.

Agora é a vez de Lucy dar uma deliciosa mordida enquanto fecha seus olhos. Sim! Era uma delícia mesmo! Quando olha novamente para ele tem que segurar o riso com a expressão que ele está diante dela, tinha certeza que nem respirando ele estava! Neste momento Jhope senta ao lado dela:

- Hum! Isso tem um cheiro delicioso! Nunca pedi um desses!

- Quer experimentar? Te dou um pedaço!

Colocando no prato ela pega a faca, corta mais da metade de seu sanduíche e entrega a Jhope sorrindo para ele, então escuta a cadeira na sua frente ser arrastada com força e um certo serzinho mimado levantar-se e sair sem nem olhar para trás. Ela apenas dá seu pequeno sorriso de vitória.

Quando termina seu lanche Lucy resolve ir embora, os meninos estavam com muito pique ainda e ela completamente exausta, tinha que colocar isso na reportagem: Eles são incansáveis!

 

Chegando a garagem ela vai lentamente para seu carro, aproveitaria a pequena folga para ir ao mercado, depois tomaria um delicioso banho e não faria mais nada, talvez ler um pouco ou assistir um filme. Seu carro está estacionado numa área um pouco escura do estacionamento, ela se aproxima dele e quando vai destravar a porta uma mão segura seu braço, ela se volta assustada e dá de cara com um par de olhos negros como ônix a fitando:

- Porque você não gosta de mim? – Jungkook pergunta sem rodeios.

- Quem disse que eu não gosto? – Lucy tenta controlar sua respiração que teima em ficar acelerada por estar tão próxima dele e sentindo seu perfume.

- A forma como você me trata! Com meus hyungs você conversa, brinca e até dá seu lanche!

Lucy não acredita naquele ataque de criancice dele:

- É sério isso Jungkook? Você está sendo muito infantil! Não é a toa que as armys gostam de dizer que você é um bebê!

- Eu gosto de ser o bebê das armys!

Lucy apenas revira os olhos para ele. Ela vira novamente para a porta, então ele coloca os dois braços em torno dela segurando a porta e a prendendo entre o carro e ele:

- Mas para você não quero ser um bebê! – ele diz junto ao ouvido dela fazendo com que um arrepio desça pelo seu corpo.

Lucy se vira para ele que tem seus olhos fixos nela, então ele sobe suas mãos pelo seu pescoço a trazendo para junto de si, fechando seus olhos lentamente ele aproxima seus lábios dos dela:

- O que pensa que está fazendo? – ela coloca as mãos no peito dele que, aliás, é muito forte e bem definido, não tem como ela não notar isso, e o afasta dela – Você não pode chegar querendo beijar as pessoas assim! Não sou uma fã sua que se derrete toda! – pura mentira, ela pensa consigo mesma.

Aproveitando o momento de distração dele, que claramente não acreditava no que ela havia feito, Lucy abre a porta e entra no carro travando-a imediatamente, para ela mesma não sair dali e agarrá-lo:

- Boa noite Jungkook! Não se esqueça de beber seu leitinho antes de dormir!

Ela sai rapidamente deixando um Jungkook muito zangado parado na garagem.

 

Lucy respira fundo enquanto dirige pelas ruas de Seul, não acredita ainda que quase fora beijada por Jeon Jungkook! O que aquele menino tinha na cabeça? Não! Menino não! Homem! E que homem! Ela ri, só lhe faltava isso! Seu coração bater descompassado por estar perto dele, não era mais uma adolescente, embora se irritasse quando estava próxima a ele, não sabia como agir direito.

Respirando fundo em poucos minutos está no hotel que temporariamente é sua casa.

Depois de tomar um banho bem relaxante ela resolve olhar e editar um pouco do material daquele dia, domingo não teriam nenhum compromisso, então aproveitaria para turistar um pouco por Seul.

Lucy conecta sua câmera no computador para analisar melhor as imagens, assim que aciona o aparelho leva um susto, um vídeo entra imediatamente na tela, seu coração dispara no mesmo instante, ela respira fundo quando Jungkook aparece sorrindo para ela, que tem que assistir ao vídeo mais de uma vez para ver se entendeu bem a mensagem dele:

“- Olá Lucy! Queria muito convidá-la para almoçar comigo amanhã, como é difícil sairmos gostaria que viesse em minha casa! Humm! Passar o dia comigo! Não sou um bebê, nem mimado! Isso é só um personagem! Gostaria de te conhecer melhor e que você me conhecesse melhor também! Espero que você aceite!”

 

Lucy tenta manter sua respiração de forma correta. Quanto tempo ele levou para gravar aquilo? A mensagem está toda em português! No final da mensagem ele coloca um papel na tela com seu endereço. Ela sente um arrepio gostoso descendo pelo seu corpo e mordendo seus lábios assiste de novo a mensagem.

Lucy acorda no domingo depois de uma noite em que quase não dormiu, estava com os cabelos bagunçados de se virar na cama e seus olhos deveriam estar com olheiras. Ah! Garoto irritante! Precisava mandar aquela mensagem? Ela olha para o relógio, se corresse chegaria na hora em que ele havia falado no convite! Droga! Ela realmente não acredita que irá fazer isso!

Com um pouco mais de facilidade para se locomover pelas ruas de Seul ela chega no prédio onde ele mora, era lindo! Certeza que os apartamentos eram um por andar! Ela respira fundo, se identifica na portaria e para sua surpresa é levada até um elevador privativo. Como assim? Ele tinha tanta certeza de que ela viria?

O elevador para na cobertura e abre diretamente num hall de entrada, ainda dá tempo dela sair rapidinho dali, parada em frente a porta ela respira fundo, levanta a mão para tocar a campainha mas recua no último instante. Onde ela estava com a cabeça de vir até ali? Nunca misturar trabalho com prazer dona Lucy! Mas quem disse que ele daria prazer a ela? Mas e se desse? Balançando a cabeça ela se vira para voltar ao elevador, então nesse momento a porta se abre, ela vira e fica de frente com um Jungkook que estava com seus cabelos molhados e levemente bagunçados, um sorriso que faria qualquer Cleópatra desistir de um Marco Antônio, ele estava descalço, vestia uma calça de moleton preta e uma camiseta cinza. Lucy mordeu seus lábios, seu coração disparou, passando uma das mãos pelos seus cabelos, gesto esse que fazia o corpo dela se incendiar, ele diz:

- Bem vinda Lucy! – a voz dele estava totalmente diferente, os olhos dele passeavam pelo seu corpo, ele lhe estende a mão – Entre! E pode ficar bem à vontade!

Lucy fica olhando para a mão que ele lhe estende e sem saber porque ela a segura, então ele a puxa para dentro e ela sabe que está perdida!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...