História Inevitavelmente Atraídos - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bertolt Hoover, Connie Springer, Eren Jaeger, Erwin Smith, Hange Zoë, Historia Reiss, Jean Kirschtein, Kenny Ackerman, Levi Ackerman "Rivaille", Marco Bott, Mikasa Ackerman, Petra Ral, Reiner Braun, Sasha Braus, Ymir
Tags Levi X Mikasa, Rivamika
Visualizações 131
Palavras 1.037
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 12 - Jantar, banho e o começo de uma manhã agitada..


Fanfic / Fanfiction Inevitavelmente Atraídos - Capítulo 12 - Jantar, banho e o começo de uma manhã agitada..

Era estranho ficar tão próximo de minha própria família a quem eu não via a tanto tempo.. ao lado de uma nova pessoa.

Levi apertou minha mão por debaixo da mesa.

A essa hora estavamos todos juntos sentados a mesa. Annie também – a Leonhardt não estava presente pois estava se arrumando. Afinal ela tinha de ser a grande atração: A “noiva”.

A loira não me encarava ou mandava perguntas. Na verdade Annie não parecia estar com o maior interesse na minha vida. E isso me deixava bastante aliviada, não gostaria de dar satisfação da minha vida para ela.

____ Então, como vocês se conheceram?

Minha mãe perguntará, sentando a mesa conosco.

____ Também queria saber.

Zeke, meu irmão mais velho, e consequentemente o mais idiota, falara.

____ Nos somos vizinhos.

_____ Ah.. vizinhos! – mamãe exclamara – Eu esqueci. Desculpem me. Mas Aproposito, você trabalha Levi?

_____ Sim. Eu sou mecânico, tenho uma oficina bem em frente ao prédio que moramos. – Levi responderá relaxado, levando um pequeno pedaço de bife grelhado a boca.

_____ E faz um bom trabalho, meu carro está novinho em folha. – Eren falou, orgulhoso olhando para o próprio carro, através da vidraça.

Armin então falou em tom de brincadeira:

_____ Cuidado para não deixá-lo em baixo de uma sacada pré construída de novo, Eren.

O moreno de olhos verdes revirou os olhos e nos rimos.

____ Não vou fazer isso. Além do mais Annie me pouparia de fazer uma coisa assim não é, amor?

Annie permaneceu seria quanto ao tom meloso que Eren usará. Apenas respondeu com leve descontração.

____ Isso é problema seu.

E novamente todos riram. A cara emburrada de Eren enquanto levava a carne a boca – era a mesma que ele sempre usará quando criança.

Sorri de lado.

Aquele jantar era realmente um alívio cômico.



                              °


Chutei a mala pesada, já não aguentando segura-la eu meus braços, que a aquela altura estavam doloridos.

O quarto era perfeito para nós dois: Espaçoso e aconchegante.

Confesso que quando minha mãe disse que tinha separado um único quarto para nós dois a vergonha se estampou na minha cara. Todavia não fora ruim do total, na verdade seria ótimo ter uma privacidade para nós dois.

Minha mãe estendeu um lençol pesado para mim – e já se dirigia com pressa para fora do quarto. Porém, antes sorriu para nós e falou:

_____ É grande e bastante confortável. Perfeito para vocês.

Sasha que também a acompanhava, abriu a boca e falou em um tom de perversão:

____ Nós o chamamos de “fazedor de bebês”.

Mamãe riu e eu a repreendi evitando olhar para Levi – que aquela altura do campeonato estava constrangido.

Sasha saiu correndo e mamãe nos desejou boa noite antes de ir para os corredores. Assim que as duas saíram com a felicidade estampada no rosto, tranquei a porta e soltei um suspiro.

Levi me olhou sentado na cama.

_____ Sua família é realmente demais. – Riu pelo nariz, me olhando com aprovação.

_____ Sim, demais. Acho que vou tomar um banho... Estou cansada, tudo que quero é dormir.

Levi brincou, falando de um modo decepcionado.

____ Ahh, que pena. Pensei que queria brincar um pouco. – o mesmo me lançou um sorriso malicioso.

____ Safado.

Me levantei do chão, puxando sua mão em direção ao banheiro.

____ Vamos tomar um banho.

Felizmente a banheira estava em um temperamento perfeito. A espuma maciça desprovida de corante era perfeita.

Me encostei no peito quente de Levi, enquanto suas mãos agarravam minha cintura. Pendi minha cabeça para o vão de seu pescoço, nos encaixando perfeitamente.

A leveza da água era um verdadeiro alívio depois de daquele jantar. Sem contar que no domingo teria finalmente o pedido de noivado de Eren. Mas precisamente, uma festa de noivado. Estava tudo previsto para está noite, todavia Eren perdeu o anel.

“Que espécie de novo perde o anel?”

Levi indagou enquanto acariciava minhas costas.

Me apertei mais ao seu peito, apertando seu tronco.

____ Acredite, Eren tem um dom para amarelar nessas horas.

O homem riu fraco, levando sua outra mão para levantar meu queixo. Segurei seu rosto com a palma, erguendo-me para finalmente encostar nossos lábios.

Eu adorava isso. Seus beijos, seu jeito de me tocar – com suavidade, sem pressa. Querendo apenas apreciar o momento.

Era sincronizado como uma nota de música.

Depois de um tempo colados na banheira, nos levantamos.

Coloquei o roupão, e voltei para o quarto – sendo seguida por Levi.

Aquela hora da noite, imaginei que somente nos dois estaríamos acordados. Estava tarde como nunca, e nem mesmo o barulho da rua se ouvirá em meus ouvidos.

Vesti meu pijama com pressa, desejando profundamente me jogar naquela cama bastante convidativa, e acordar somente no outro dia.

Quando meu corpo bateu naquele tecido macio a suavidade atingiu cada pelinho do meu corpo; era relaxante demais. Muito melhor do que a minha própria.

Levi se deitou ao meu lado – lançando me um olhar cansado.

_____ Tenho a sensação de que a sua família pensa que estamos transando.

Ri baixo de sua exclamação.

_____ Eu não duvido nada.





                               °°°


O cheiro forte de hambúrguer infestou minhas narinas.

A carne sendo grelhada junto as batatinhas fritas, me fez sentir uma fome imediata. Sasha também babava no café da manhã – todavia estava confirmada com sua salada de frutas, pelo menos a aquele momento. Conhecendo a garota, ela provavelmente seria a primeira a pegar um dos sanduíches.

Observei de longe, Levi ao lado de Eren e Zeke. Ambos o ensinava como usar um taco de golfe.

Sasha cruzou os braços sob a cerca amadeirada.

____ Ele não é tão mal assim, sabe direcionar a bola. É bom com o taco não é?

____ Sim.. muito bom.

Nem mesmo eu notará a forma avoada de como falei.

Armin me lançou um olhar esquisito e Sasha se limitou a rir.

_____ Não é desse taco que eu estou falando, bobinha.

_____ Hum.. ahh Sasha! E quem disse que eu estou falando disso?

_____ Está estampado na sua cara, safadinha.

Corei um pouco e desviei o rosto.

Ao longe ouvi a voz gritante de Zeke nos chamar;

____ Ei vocês! Venham aqui! Vamos mostrar para o Ackerman como era o nosso divertimento!

Revirei os olhos.

Nos iríamos para o lago.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...