História Inexperiente em turnês - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bruno Mars
Personagens Bruno Mars, Personagens Originais, Philip Lawrence
Tags Bruno Mars, Peter, Turne
Visualizações 163
Palavras 1.247
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Esporte, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo bem pequenininho e morno, mas se vcs quiserem eu posto postar o próximo hoje também, só comentar aí! Bjss

Capítulo 17 - Capítulo Dezessete


Eu estava no meu quarto arrumando minhas malas , eram quase 23hrs e o nosso vôo sairia as 1hr da manhã. Estava acabando de fechar uma das malas , quando meu celular começou a tocar em cima da cama. Fui até ele e o peguei. O nome de Gustavo brilhava na tela. Atendi.

- VOCÊ FILMOU A BRIGA? POR FAVOR MAVI , ME FALA QUE SIM ! - Ele gritou antes mesmo de falar um Alô.

- Que briga ? - Perguntei confusa.

- Não acredito .. todos os sites de fofocas estão falando dessa briga e você , que tinha que estar grudada no Mars não filmou ? Maria Vitória, era nossa matéria exclusiva. - Eu ainda estava confusa sobre o que ele estava falando , peguei meu notebook, entrei no Google e pesquisei sobre essa tal briga.

- Bem que o Peter estava com hematomas no rosto. - Pensei alto.

- Peter ? Isso não importa , você tinha que ter filmado ! Joe Jonas e Bruno Mars não brigam todo dia , sabia ? - Ele disse e eu perdi a respiração por alguns segundos. O Peter e o Joe brigaram? Entrei no primeiro site que apareceu, e lá estavam fotos dos dois. Em uma delas , Peter estava em cima do Joe prestes a dar um soco em seu rosto. - Alô ??

- Gustavo .. desculpa , eu não sei onde eu estava nesse momento. - Disse verdadeira. Eu sabia que estava na boate , mas não sabia onde estava que eu não vi essa briga.

- Tudo bem , mas da próxima eu não perdoo. - Ele disse já desligando.

Fiquei por mais uns instantes encarando aquelas fotos na tela do meu notebook. Por que o Joe e o Peter brigaram? Onde eu estava? Por que o Peter não me disse nada ? Essas perguntas martelavam na minha cabeça, mas eu iria procurar as respostas delas.

Saí do meu quarto em passos rápidos até o quarto do Peter. O barulho lá dentro me indicava que os meninos estavam lá , mas isso não me importava. Abri a porta numa agressividade que fez todos olharem pra mim.

- Acho que alguém descobriu ... - Kam comentou enquanto guardava as cartas que eles estavam jogando.

- Por que vocês brigaram? - Perguntei quase gritando. Peter me encarava pacificamente , o que estava me irritando. - RESPONDE PORRA. O QUE VOCÊ FEZ ?

- Ele não fez nada. - Phil disse.

- Phil , por favor. Não defenda ele. - Eu pedi tentando acalmar meu tom de voz.

- É sério. - Eric confirmou. Era só o que me faltava , todos estavam do lado dele.

- Não dá pra acreditar que você foi capaz de bater nele, Peter ! - Ignorei Eric.

- Você se lembra de alguma coisa de ontem? - Phil perguntou e eu neguei com a cabeça. - Pois é , senta aí que eu vou contar.

- Não Phil. - Peter finalmente disse alguma coisa. - Deixa ela achar que eu sou culpado, não conta nada pra ela.

- Vai me contar sim. - Disse me sentando na cama.

- Bom , você começou a beber muito e foi pra pista de dança. - Phil começou e eu assenti, porque até ali eu me lembrava. - E de 10 em 10 minutos Joe ia pegar mais um copo enorme de bebida pra você. Você estava pra lá de ruim e começou a sensualizar pra ele. E ele começou a se aproveitar da situação...

- Como assim? - Fiquei com medo da resposta.

- Ele começou a te apalpar, Vitória. Não do jeito " ter pegada é bom " , mas do jeito " Tira sua roupa pra mim aqui agora ". - Peter disse e eu senti meu rosto ficar quente de vergonha.

- E mesmo você bêbada, você se tocou que aquilo era errado e deu um empurrão nele e ele saiu de perto de você. - Sorri aliviada quando Phil completou. - E então perdemos você de vista..

- Foi quando achamos você seminua em cima do palco. - Peter disse.

- O QUE ?! - Gritei. - Vocês estão brincando , ne ?

- Não .. - Phred disse me mostrando uma foto no seu celular, onde claramente estava eu com minha lingerie branca em cima do palco.

- Meu Deus. - Disse passando a mão no rosto. - Gustavo vai me matar.

- Relaxa , não tem nenhuma foto sua na internet. - Eric disse.

- Continuando .. - Phil disse. - Peter foi até você pra te tirar do palco e achou Joe sentado lá filmando você e te incentivando a continuar a dançar.

- Fiquei puto de raiva com aquilo e o mandei parar. Ele estava bêbado e eu também, aí já sabe ne .. - Peter completou.

- Enquanto os dois brigavam , eu te tirei do palco e te levei pra um táxi. Encontramos os meninos no hotel e o Bruno cuidou de você no quarto. - Phil finalizou.

Eu ainda estava meio perdida, mas completamente envergonhada das minhas atitudes na boate e envergonhada também por julgar o Peter.

- Eu nem sei por onde começar.. - Eu disse me levantando da cama. - Eu tô totalmente envergonhada e me sentindo suja por ter feito essas coisas na boate. - Suspirei. - E me desculpa , Peter. Eu não sabia da história e te julguei. - Ele concordou com a cabeça e eu fui dando passos largos pra porta. - Desculpa de verdade. - Eu disse mais uma vez antes de sair de lá. Eu não queria estar lá , me sentindo tão puta e envergonhada.

Essa da boate não era Eu.

P.O.V BRUNO

Vitória estava sozinha no avião, ouvindo música. Não tinha certeza do que ela estava pensando , mas era óbvio que era sobre a noite desastrosa na boate.

Resolvi me levantar e sentar perto dela , pra poder conversar.

- No que pensa tanto ? - Perguntei me sentando ao seu lado.

- Você me acha puta? - Ela perguntou do nada , tirando os fones.

- Não, por que ?

- Eu agi como uma.

- Você estava bêbada.

- Isso não é desculpa. - Ela respirou fundo. - Se o Gustavo descobrir, ele..

- Ele não vai descobrir, relaxa. - Tentei acalma-la.

- Não quero nem olhar no rosto do Ryan. Ele deve tá querendo me matar.

- Na verdade , ele tá super de boa. Ele te entende. Viu , Vitória. Não tem nada com o que se preocupar.

- Sim. - Ela relaxou na poltrona. - Eu tô com tanta raiva dele , Mars. - Ela comentou fechando os olhos.

- Joe ? - Perguntei e ela apenas assentiu. - Se isso for te animar, o DNCE não vai mais fazer a abertura dos shows.

- O que ?! - Ela olhou pra mim. - E quem vai fazer ?

- Estamos olhando isso ainda, mas infelizmente em Lisboa não vai ter ninguém pra abrir o show pra nós.

- Ah .. - Ela lamentou. - Peter ?

- Sim?

- Eu sei que você não gosta muito da minha câmera.. - Ela deu um riso. - Mas meu chefe vai me matar se eu não fizer uma entrevista com você sobre isso e tals ..

- Eu vou adorar. - respondi sinceramente.

- Obrigada. - Ela sorriu. Era bom estar em paz com ela novamente.


Notas Finais


Comentários??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...