História Infantilism - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Jeon Jungkook, Jikook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin, Yoonmin
Visualizações 1.526
Palavras 1.255
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!!!

Capítulo 38 - Chapter Thirty-Eight


Fanfic / Fanfiction Infantilism - Capítulo 38 - Chapter Thirty-Eight

Por que você só inventa de fazer essas coisas quando eu não estou ai? – Minjae choramingou do outro lado da linha. — Vocês são o meu casal da nação, é um pecado fazer isso comigo!

Jungkook revirou os olhos enquanto escutava o seu primo dramatizar ao telefone.

ESPERA! – Ele se interrompeu dando um grito. — Você vai fazer algo para ele sendo que é o seu aniversário que está próximo? – O moreno mais novo perguntou.

— Meu presente é ver cada feição de satisfação no rostinho dele. – Jeon respondeu mordendo o lábio inferior meio duvidoso se Jimin fosse gostar. — Será que ele não...

Ah Jungkook, nem comece! Jimin vai gostar sim senhor, tenho certeza que ele vai se derramar em lágrimas. – O mais novo comentou tentando assegurar seu primo. Jeon respirou fundo. — Já está tudo pronto?

— Sim, só falta chamá-lo. – O mais velho respondeu saindo do hospital. — Eu já estou indo para casa. Me sinto nervoso.

Awn, olha só o que Jimin fez com o meu primozinho. Coisa fofa! – Minjae comentou fazendo Jeon corar. — Mas você não costuma sair tarde do trabalho?

— Abri uma excessão hoje, e também, já está tudo organizado por aqui. – Respondeu entrando no ônibus.

Oh sim. – Falou e Jungkook pode ouvir barulho de alguém teclando do outro lado da linha. — Primo, tem ótimos presentes que eu posso te dar de aniversário.

— O quê?

Um vibrador para você colocar no Ji...

— Tchau Kim Minjae! – Então o moreno encerrou a ligação se poupando das barbaridades que o mais novo estava prestes a falar.

Encostou sua cabeça na janela do ônibus e viu a movimentação da rua, com carros, pessoas passeando, crianças brincando.

Fechou seus olhos tentando ser otimista sobre a reação do seu pequeno.

Esperava que fosse boa.

(...)

— Ah Jungkookie! Me fala logo aonde vamos! – Park resmungou vendo Jeon se ajeitar em frente ao espelho. Últimos detalhes.

— Surpresa, baby. – Se aproximou do mais baixo e selou seus lábios rapidamente. Pôde perceber suas bochechas se tornarem rubras. – Afinal, você está perfeito!

— Você está me deixando envergonhado seu idiota. – O garoto deu um tapa no ombro de Jeon que riu da atitude de Park. – Vamos logo antes que eu infarta de ansiedade. – Falou se levantando passando pela a porta e sumindo na visão do moreno.

Deus, como ele era sortudo em ter Jimin.

Jungkook pegou o carro de Hoseok emprestado para poder levar Jimin ao lugar onde desejava e Park não parava de comentar o quão lindo Jeon ficava enquanto dirigia.

Deus, como ele era sortudo em ter Jungkook.

Não demorou muito para os dois chegarem em um parque, muito bem enfeitado, com luzes em volta nas árvores ou interligando uma na outra. Havia uma mesa e duas cadeiras junto com algumas pessoas com pratos tampados em mãos.

Jimin enquanto retirava o cinto de segurança, intercalava o olhar no local e em Jungkook com dúvida no que estava acontecendo. Jeon nada respondeu, apenas saiu do carro e deu a volta para ajudar o pequeno a sair do veículo. Jimin sorriu agradecido e logo voltou a olhar o local que estava esplêndidamente lindo. Não demorou ao sentir braços rodearem a sua cintura e um queixo ser depositado em seu ombro.

— Gostou? Isso é apenas para nós. – Sussurrou fazendo o mais novo se arrepiar e então se virar para si com um sorriso em seu rosto.

— Eu amei. – Deu um selar rápido. — Está mais do que perfeito. – Sorriu sincero.

Jungkook segurou em sua mão pequenininha e gordinha e acompanhou o mais novo até a mesa, não demorou muito para as pessoas presentes lhe servirem.

Park e Jeon comentavam sobre assuntos aleatórios, riam de algumas historias suas, falavam como ia no trabalho ou na escola, e trocavam muitas vezes elogios entre si o que resultava nos dois envergonhados.

Quando finalmente terminaram suas refeições e o ambiente se tornou silencioso, Jeon sentiu que aquela fosse a hora certa para o que tinha planejado. Suas mãos já suavam, passava em sua calça para seca-las e aproveitou em colocar uma de suas mãos em um bolso.

Jimin parecia desatento pois o local lhe chamava muito atenção, estava tão belo, lhe fazia se sentir bem, talvez fosse por saber que Jeon fez aquilo com tamanho sentimento.

— Acredito que tenha gastado muito. – O mais novo comentou voltando o olhar a Jungkook.

— Meu novo salário não é pouco. – Riu sem jeito, sua perna não parava de se mexer. Jimin estranhou.

— Está nervoso? Ou ansioso? Você está estranho. – Riu nasalado. Jeon corou mais uma vez aquela noite e então limpou a garganta. Mal conseguia escutar seus pensamentos pois seu coração batia de forma forte. Respirou fundo.

— Jimin...- Segurou uma das mãos pequenas. Park pareceu confuso. — Como foi imprevisível essa nossa história não é? Um psiquiatra “hétero” se apaixonar por seu paciente. – Riu nervoso. — Deus, eu sou péssimo nisso.

— O que está querendo dizer? – Jimin perguntou erguendo uma de suas sobrancelhas não entendendo o que estava acontecendo.

— É que... – Respirou fundo novamente. — Você foi um inesperado mais maravilhoso que eu pude conhecer, uma pessoa tão doce, calmo e forte, eu admiro você de tantas formas Jimin que você fez eu até me apaixonar pelo os seus pequenos defeitos. – Sorriu ao perceber que Park já formava lágrimas nos olhos. — Eu queria dizer o quão lindo você é, o quão maravilhoso e amável você consegue ser, você mudou minha vida para muito melhor e sinceramente, espero ter conseguido mudar a sua também. Me desculpe pelas merdas que eu fiz, por não ter percebido que Amber era uma perturbada que não gostava de você, me desculpe por ter feito você passar por coisas ruins, eu sempre me preocupei demais com você e, Minnie, eu não consigo mais viver sem você. – Sentiu uma lágrima escorrer e passar por sua bochecha enquanto sorria. — Sei que isso tudo pode se tornar clichê, mas é como eu me sinto nesse momento, acredito que eu não consigo nem colocar em palavras o que realmente estou sentindo aqui. – Deu dois tapinhas em seu peito. Jimin já se derramava em lágrimas. – E é por isso Jimin, que eu espero que você aceite... – Tirou a caixinha de seu bolso e colocou em cima da mesa e arrastando até o mais novo. — Ser meu namorado.

Jimin tinha uma mão depositada em sua boca, totalmente desacreditado do que estava acontecendo diante de seus olhos. Jungkook abriu a caixinha revelando um anel simples com uma jóia bem pequena no meio. Park sorriu com aquilo e olhou Jungkook que esperava ansiosamente a resposta do mais novo. Achou uma graça.

— Eu aceito com a maior felicidade. – Respondeu vendo Jeon abrir um sorriso e então se levantar e caminhar até Park que havia se levantado também e segurou em seu rosto.

— Eu te amo. – Sussurrou antes de juntar seus lábios em um beijo lento e calmo.

Jimin sorriu entre o ato e segurou os fios dos cabelos negros do mais velho os puxando, Jungkook aprovou o ato apertando a cintura do menor fazendo o ofegar.

— Ainda não terminou. – Jeon comentou depois que se afastara do menor. Pegou o anel e colocou no dedo anelar da mão direita. — Há outro lugar que quero lhe levar ainda.

— Aonde? – Perguntou enquanto passava uma de suas mãos pequenas em seu rosto para seca-lo das recentes lágrimas.

Jungkook sorriu malicioso.

Aonde mataremos a saudade de algo muito prazeroso.


Notas Finais


HUM.... O QUE SERÁ HEIN? KKKKKKK Prometo que vou tentar fazer um lemon melhor que o anterior.

GENTE O COMEBACK STAGE NA BILLBOARD

O
QUE
FOI
AQUILO?

EU TO MT ORGULHOSA DELES ❤ Batalharam tanto para estarem ali!

Enfim, espero que tenham gostado do capítulo de hoje 💕

Até logo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...