História Infantilism - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Edwin Jarvis, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), James Rupert "Rhodey" Rhodes, Loki, Natasha Romanoff, Pantera Negra (T'Challa), Pepper Potts, Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Scott Lang (Homem-Formiga), Steve Rogers, Thor, Visão, Wade Willson (Deadpool)
Tags Avangers, Spideypool, Stony, Superfamily, Vingadores
Visualizações 247
Palavras 966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Luta, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - A única coisa que quero é Peter feliz


Wade sentira seu coração falhar, afinal, seu baby não era de mandar mensagens ou ligações sabendo que o mesmo estaria ocupado, para fazer aquilo deveria ser realmente algo muito sério, o que deixou o mercenário dividido entre ligar para seu namorado ou entrar no prédio para ajudar Natasha e Clint.

Mesmo com muita vontade de saber logo o que tanto afligia o namorado, decidiu deixar aquilo para depois que terminasse sua missão, ajudar os dois vingadores era prioridade por agora.

E assim o mercenário entrou no prédio, podia ver muitos correndo para fora do local, outros haviam sido baleados, outros estavam amedrontados sem saber o que fazer, já alguns poucos tiveram o raciocínio rápido em decidirem chamar a ambulância para acudirem os feridos.

No andar certo, mal havia entrado mas logo fora baleado no ombro esquerdo, a bala atravessou sua carne, mas não ligou afinal em alguns minutos aquilo estaria cicatrizado. Olhando para o homem que havia atirado em si, retirou suas armas do cinto e atirou no homem, o vendo cair morto no chão, e entrou de vez no local indo ajudar Clint que estava em uma situação complicada, o arqueiro havia sido atingido no braço o que comprometia seu desempenho com o arco e flecha e armas, tinha sido cercado por três dos infiltrados que apontavam armas para o mesmo, Romanoff estava ocupada com dois e aparentemente não precisava de ajuda, então o mercenário fora ajudar Clint, matando-os.

(...)

Antes que voltassem para suas residências, Tony os mandou para a torre, afinal, Fury precisava de todas as informações que haviam retirado de um dos infiltrados, o qual deixaram vivo para retirar dele o que eles estavam fazendo alí, não falou com claresa, o que puderam entender é que Caveira Vermelha queria vingança... Bem, pelo visto mais um vilão chegou para os vingadores. Ou melhor, voltou e queria vingança. 

E enquanto estava naquela sala, Wade batia freneticamente o pé no chão, sua ansiedade era clara, ele queria ir embora logo dalí, não aguentava mais esperar... E se seu baby estivesse em perigo? Wade precisava protegê-lo. Porém aquela reunião se estendeu por duas longas horas, afinal, todos os vingadores precisaram ir até a torre, Fury decidira iniciar uma procura pelo Caveira hoje mesmo com suas tecnologias avançadas e, quando achasse iria comunicá-los, e então teriam de ir atrás do vilão para acabar logo com tudo aquilo.

Deadpool fora chamado para ajudá-los, era bom com armas além de ter o poder que ajudariam a todos a ganharem tempo: Regeneração. Resolveu ajudar, a ajuda do jovem seria essencial e os fariam ganhar muito tempo em campo de batalha.

***

Wilson, após aquela extensa reunião chamara Steve e Tony para conversar antes que fossem embora. Contou-lhes sobre a mensagem que Peter o mandara naquela tarde e como o esperado, os pais do jovem não hesitaram chamar o anti herói para a casa deles, eles deveriam conversar com Peter e saber o que estava acontecendo.

Caveira Vermelha e Peter com problemas... É, o universo realmente voltou com tudo após a calmaria.

(...)

- Peter? Chegamos! - Steve declarou a chegada na mansão, o lugar estava silencioso... Até demais, coisa que não era normal quando se tinha Peter morando debaixo do mesmo teto.

Depois de alguns momentos Peter desceu as escadas, seu estado era deplorável. Abaixo de seus olhos, olheiras fundas e roxas, seus olhos vermelhos e parcialmente inchados, os cabelos desgranhados e seus braços com vergões vermelhos, marcas de unhas.

- F-Filho? O que aconteceu? - Steve pôs a mão na boca, incrédulo, já Tony não hesitou em ir até o filho e abraçá-lo preocupado. Wade não acreditava no que estava vendo, seu baby naquele estado, triste...

- Patey, o que houve com você meu amor? - Wade se pronuncia embasbacado,  o garoto que estava prestes a chorar fora levado até o sofá de couro da sala pelos pais, enquanto Wade os acompanhava logo atrás. 

...

Os três encaravam o garoto com preocupação, este que tomava lentamente um copo de água com açúcar em uma tentativa de se acalmar, os mais velhos esperavam pacientemente o garoto criar coragem para contar, seja lá o que estivesse lhe deixando aflito. E pelo estado de Spidey, o motivo deveria ser preocupante para todos.

- É q-que...- Respirou fundo, tentando conter as lágrimas - Hoje na escola eu fiquei com o Wade no intervalo, a gente ficou dando beijinhos e conversando. O Flash v-viu e sem que a gente percebesse tirou fotos todas as vezes que a gente deu beijinhos, depois ele postou as fotos n-no facebook dele...- Seus olhos ficaram molhados novamente - Um montão de gente do colégio me mandou mensagem rindo e falando coisas muito feias. Uma garota mandou "Você não tem vergonha? Se quer fazer safadezas que faça bem longe de mim, aberração!". P-Papais, eu sou uma aberração?

- Claro que não filho, você é a coisa mais preciosa que temos. - Steve alegou, puxando-o para seus braços deixando que o garoto agarrar-se à sua blusa e chorar.

Os três estavam chocados com aquilo tudo, como as pessoas poderiam ser tão ignorantes para chegarem aquele ponto de ferir os sentimentos de uma pessoa? De xingarem? E pior, poderiam querer bater em Peter por puro preconceito. Todos os dias haviam notícias de pessoas que chegaram a ser mortas por conta de sua sexualidade. Não, definitivamente não queriam que tudo isso chegasse à aquele ponto.

Wade por sua vez tinha uma culpa enorme dentro de seu peito. Primeiro o sequestro, agora isso? Não, ele não podia deixar que seu baby boy sofresse mais, ele queria que Peter fosse feliz e se para isso ele precisasse se afastar... Afinal, todas as coisas ruins passaram a acontecer com Peter após entrar na vida do mesmo...

Então o faria.

A única coisa que queria era ver Peter sorrindo novamente. 


Notas Finais


Sei que foi curto, mas o próximo... Ah, o próximo... Será longo, e sentirão um misto de sensações. Esse capítulo foi apenas para explicar tudo o que aconteceu com Peter e também fazer vocês quebrarem a cabeça, afinal, o que será que o Wade fará?

Até o próximo meus amores ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...