História Infected - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Sobrevivencia, Zumbi
Visualizações 97
Palavras 1.420
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Canibalismo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi!!
A fic é uma junção de coisas que eu gosto, Naruto e filmes de zumbi com ficção científica!
Pode ter coisas parecidas com TWD, Resident Evil entre outros filmes e livros que eu gosto!
Desculpem erros!

Capítulo 1 - Início


 Os dias em Konoha são consideradas as mais  corridos e agitadas por ser a capital de Hinokoku (País do fogo), que fica próximo ao Japão como uma ilha dividida em cinco grandes cidades Konohagakure, Kumogakure, Iwagakure, Kirigakure e Sunagakure. 

 Os prédios e paisagens modernas se misturam com os parques cheios de árvores que dão um pouco de ar fresco a selva de pedra. Eram por volta das quatro da tarde e as ruas ainda estavam consideravelmente calmas por ainda maior parte das pessoas estar trabalhando, em meio a essas ruas quatro carros chamavam atenção por onde passavam pela alta velocidade. 

 Os carros pretos sem nenhum adereço de identificação cortavam a cidade com um rumo traçado, percorreram uma longa distância até chegar ao seu destino o subúrbio de Konoha na área norte onde ficam as pessoas de classes mais pobres. Estacionaram os carros em frente a uma casa branca de aparência descuidada e um jardim sem vida, vizinhos curiosos olhavam a movimentação pelas janelas e algums corajosos abriam a porta para ver melhor mas logo retornavam ao ver o uniforme preto da polícia que os homens vestiam, a residência foi rapidamente cercada em todos os lados em caso de fuga enquanto outros três entravam pela frente.

-3...2...1...-sussurrou um dos agentes para os dois companheiros enquanto arrumava a arma em suas mãos assim como os outros e logo arrombou a porta com um forte chute. 

 Entraram de uma vez apontando a arma para todos os lados procurando o alvo. 

-Hyron vasculha no segundo andar, Kairo pelo resto e eu vou no porão Orochimaru não vai fugir.-ordenou sério. 

-hai Fukari-Taichou! -afirmaram seguindo nas direções indicadas. 

Fukari se dirigiu até a porta que fica ao lado da escada. Ele não podia falhar nessa missão, em todos esses anos de sua carreira essa é a tarefa mais importante em que ele foi designado como capitão, capturar Orochimaru um ex-cientista da divisão secreta de experimentos do exército de Hinokoku ele foi demitido após suas pesquisas e experiências terem se tornado perigosas demais já que sempre procurava criar drogas e substâncias que aumentassem o desenvolvimento dos soldados mas que acabou causando a morte de um dos homens em que a droga foi testada, porém agora três anos depois da demissão foi descoberto que ele continuava com as pesquisas escondido com o financiamento de ricos empresários que investem em novos armamentos e suplementos para vender no mercado negro. 

 Ao chegar na porta Fukari a arrombou como fez com a da frente e desceu as escadas com cautela apontado a H&K Mp5 Navy em suas mãos para frente, ao chegar no final da escadaria percebeu estar no laboratório onde Orochimaru fazia suas pesquisas ilegais, haviam muitos tubos e recipientes espalhados pelo local a maioria quebrados pelo chão com líquidos estranhos espalhados, sinal que foram quebrados a pouco tempo. Olhou em volta e não avistou ninguém então andou mais até que avistou uma porta e entrou percebendo ser uma espécie de corredor pequeno com uma parede de vidro que dava visão para a outra sala, olhou pelo vidro transparente e só viu tudo escuro até que achou o interruptor e o ligou, percebeu ser um pequeno comodo de paredes brancas sem nenhum moveu mas no centro havia um homem em pé virado de costas para ele. 

 Atravessou até o final do corredor e abriu a porta ainda mirando a arma no homem parado a sua frente. 

-você ai! Se vire devagar e se identifique! -mandou o olhando mas ele se quer parecia ter ouvido, o homem parecia muito estranho com uma roupa um pouco gasta, calça e camisa preta mas em suas costas estava escrito o número um em tinta branca e seus cabelos castanhos bagunçados.-não me ouviu! Se vire agora! 

Mas mesmo falando mais alto ele não parecia se mexer, porém Fukari começou a ouvir um som de grunhido vindo dele quando de repente ele se virou rapidamente e o derrubou no chão não lhe dando chance de atirar pois teve que soltar a arma para segurar o homem que aparentemente queria lhe morder. Fukari ficou surpreso com o ataque e em um momento de distração, ele conseguiu se desvencilhar de suas mãos que o seguravam pelos ombros e o mordeu no pescoço, gritou alto pela dor e sentiu seu sangue escorrer mas antes de aprofundar a ferida ouviu um som de disparo e o corpo em cima de si ficou pesado, com dificuldade jogou o corpo morto para o lado e se sentou com a mão na mordida.

-Fukari-Taichou o senhor está bem? -perguntou Kairo preocupado abaixando a arma e o ajudando a se levantar. 

-acho que sim.-respondeu vendo o sangue na sua mão, olhou o corpo morto ao lado vendo o estado lamentável do seu rosto que parecia não ter sangue tamanha a sua brancura, seus olhos ainda estavam abertos com a íris preta e uma estranha coloração avermelhada em volta, sem falar do sangue em sua boca e a marca de tiro em sua cabeça, se a bala fosse um pouco para direita teria lhe acertado pensou suando frio.-Belo tiro. 

-obrigado Taichou. O que aconteceu com ele? -perguntou confuso pelo ataque no mínimo estranho do desconhecido. 

-deve ter enlouquecido aqui dentro. Não se sabe o que Orochimaru o fez passar, ja que ele estava preso aqui dentro. -disse o avaliando. 

- não encontramos nada nos andares de cima, nenhum sinal do procurado nas redondezas também. O que faremos?-pergunta aguardando ordens. 

-ampliem as buscas e mandem vasculhar as câmeras que existem por perto, Orochimaru não pode ter desaparecido assim do nada.-disse tirando o colete aprova de balas pois estava começando a suar. Deve ser cansaço pensou. 

-hai.-disse logo saindo para passar as ordens. 

*

 Meia hora depois do lado de fora da casa se era possível ver os carros do IML e pronto socorro assim como os da polícia. 

-Droga! -praguejou Fukari após receber a notícia que infelizmente Orochimaru havia conseguido escapar mesmo com os esforços da equipe. 

-Taichou fique quieto.-pediu Hyron ao lado de Kairo, que assim como ele observavam uma enfermeira fazer um curativo no ferimento de Fukari enquanto ele está sentado na ambulância, ja que o mesmo se recusou veementemente a ir para o hospital pois a mordida mesmo sangrando não havia sido profunda.

-pronto, tente não movimentar muito o pescoço enquanto estiver com o curativo.-avisou a enfermeira guardando seu equipamento. 

-vou tentar.-disse Fukari saindo da ambulância junto com seus dois colegas.

-devia ter ido para o hospital.-disse Kairo ainda insistindo. 

-ora essa! Não vai ser um ferimento desses que vai me derrubar! Deixa de besteira que amanhã eu vou estar novo em folha! -disse o capitão com convicção, não queria preocupar ninguém e so estava se sentindo meio cansado e com um pouco de dor no local da ferida mas nada alarmante, tinha certeza que caso fosse para o hospital iria ficar lá por alguma besteira em sua concepção, e ele queria participar da reunião que haveria no dia seguinte sobre a missão. 

-certo, mas tenha cuidado.-falou Hyron suspirando, sabia que nada o faria mudar de ideia.
 
*

Após trocar de roupa e pegar seu carro Fukari estava dirigindo para casa, seu rosto estava mais pálido e a dor em seu pescoço havia aumentado mas ele ignorou, de repente enquanto dirigia sua visão ficou turva e ele levou a mão até o curativo que já estava com um aspecto esverdeado e suas veias ficando cada vez mais visíveis, assim que conseguiu enxergar com uma certa nitidez viu um caminhão vindo em sua direção e virou rapidamente o volante capotando o carro enquanto o caminhão batia em um poste próximo.

 Após alguns minutos o local do acidente se encontrava cheio de curioso, um dos observadores se aproximou do carro prata capotado no meio da calçada. 

- você precisa de aju...- não completou a frase ao se abaixar e ver que o veículo se encontrava vazio.

 Se levantou olhando o carro confuso, mas não pode fazer nada pois foi brutalmente atacado por Fukari que apareceu em sua costas mordendo seu ombro como um animal faminto, sua aparência agora doentia e cheio de ferimentos e arranhões devido o acidente era assustadora mas entre tantas a que mais chamava atenção era a mordida que agora sem o curativo mostrava a infecção se alastrando pelo seu corpo enquanto ele sacia sua fome com o homem que clamava por ajuda.
 As pessoas que estavam por perto ao verem aquela cena logo correram pelas ruas com medo, mas o que elas não sabiam é que aquilo era só o começo. 


Notas Finais


E então?
Primeira fic sobre zumbis e eu tô nervosa!
Espero que tenham gostado do meu trabalho!
Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...