1. Spirit Fanfics >
  2. Infernal Masters ( Daryl ) >
  3. Festa na piscina

História Infernal Masters ( Daryl ) - Capítulo 2


Escrita por: Mick-C

Notas do Autor


Oii pessoas espero que gostem desse capítulo 😁😁
Gente pra explicar aqui rapidinho pra vcs não ficar perdidos, os homens linhas de frente da Kira tem a tatuagem ai de cima, com números, no total são 15, eles e mais o braço direito da Kira são os únicos que conhecem seu rosto, ela é líder de uma grande máfia, temida e respeitada por todo o mundo inteiro, e como ela quis o melhor das duas vidas, resolveu se manter escondida dos outros e só pessoas da sua estrema confiança sabem quem ela é, bom já falei demais kkkkkk
Boa leitura pessoas ❤❤❤

Capítulo 2 - Festa na piscina


Fanfic / Fanfiction Infernal Masters ( Daryl ) - Capítulo 2 - Festa na piscina

- Vamos Kira por favor - Matt esta abaixado ao lado da minha cadeira.

- Matt você mesmo falou que as festas do seu irmão nunca acaba bem - ele da um sorriso sapeca.

- Mas ainda sim são memoráveis - reviro os olhos.

- Você não tem jeito - ele pega na minha mão.

- Vaiiiiiiii, a Lisa já aceitou.

- Como se ela rejeitasse uma festa - ele suspira.

- Kira... - olho pra ele e seus olhos chegam a brilhar, dou um leve sorriso.

- Ta bom, ta bom, só para de me olhar com essa cara de cachorro abandonado - ele levanta as mãos pra cima como se seu time tivesse ganhado o campeonato.

- Legal!! Eu vou aparecer por lá umas 23:00 - confirmo com um aceno.

- A propósito, que roupa eu devo usar? - ele pensa.

- Bom sempre é uma festa na piscina, tem gente que vai com biquíni, umas garotas vão bem ousadas também, do jeito que quiser - confirmo e pego meu celular, Lisa atende no segundo toque.

- Lisa quer carona pra festa?

- Claro seria ótimo amiga.

- Ta bom pego você as 23:00 - desligo sem esperar sua resposta.

- Princesa eu falei que ia chegar as 23:00, não seria melhor vocês sair mais cedo? - viro minha cadeira pra ele com um sorriso irônico.

- Isso significa que você vai chegar 00:00 - ele faz um bico chutando minha cadeira.

Eu tinha acabado de sair do meu banho quando meu celular apito, vou até ele e abro a mensagem da Lisa, "Amiga não vai muito simples, quero arrasar", o que seria muito simples? E o quanto eu devo ousar? Meu celular toca outra vez, "chefe tudo certo com a entrega, os playboy recebeu o pacote" mando um "ok" e vou até meu closet, riquinhos idiotas, sempre falam do pobre nos jornais, mau sabe eles que os ricos são os que mais nos banca, eu vendo só pra classe alta, filhinhos do papai que querem uma aventura, otários de merda.

Escolho um vestido preto com um grande decote em v na frente e um "rasgo" na perna, faço uma maquiagem destacando meus olhos negros e passo um brilho nos lábios, coloco meus saltos e chacoalho meus cabelos pra dar um ar rebelde, será que isso é demais? Olho pro relógio 22:50, não da tempo de mudar, pego minha bolsa coloco meu celular minha carteira e minha arma em um bolso escondido, nunca se sabe, não ando desarmada, pego as chaves do meu Audi r8, já que a Lisa quer chamar atenção.

Assim que estaciono na frente do seu prédio ela quase surta ao ver meu carro, ela esta com um vestido prata curto que realça seus peitos e uma salto fino vermelho, sua maquiagem esta leve mais com um batom de matar, ela ta de parar o transito.

- Entra ai gata - ela abre a porta dando pulinhos.

- Meu Deus Kira, quantos carros você tem? - eu sorrio.

- Alguns - ela bate palminhas.

- Vamos chegar arrasando - dou um ronco com o motor.

- Pode ter certeza disso - ela coloca o sinto e eu dou a partida.

Demora uns 15 minutos para chegar a casa do irmão do Matt, nisso já era 23:30, espero que o Matt já esteja ai, passo pelo portão aberto e damos de cara com uma mansão, faz um ano que conheço o Matt e nunca vi a cara do irmão dele, mas ele não parece viver de forma simples como Matt, como o esperado meu carro chama a atenção, eu estaciono bem na frente, onde todos tem uma bela visão dele, mas não de quem ta dentro.

- O irmão do Matt é um maioral ou coisa do tipo? - Lisa da de ombros.

- É a primeira vez que venho aqui também - olho pra ela.

- Então quer ser a simpática ou a misteriosa? - ela sorri.

- Misteriosa - confirmo.

- Não sorri e não olha em volta, como se essas pessoas não fossem dignas da sua presença - ela confirma, aponto pra fora da janela e ela se vira, Matt esta encarando o carro como todos.

- Ele vai vim até a gente - confirmo.

- olha somente pra ele, vai ajudar - ela confirma.

Saímos do carro com os olhos de todos sobre a gente, e ao som de uma música bem sexy, parece que o universo esta a nosso favor, dou a volta no carro enquanto Lisa me espera, assim que Matt percebe que é a gente ele corre na nossa direção, olho de relance para a multidão de curiosos, a inveja brilha nos olhos das mulheres e á desejo no olhar dos homens, acho que conseguimos o que queríamos.

- Minha nossa meninas, vocês estão um arraso - Matt da um beijo na bochecha de cada uma - Me dariam a honra de acompanhar vocês?

- Claro Matt, você nos convido esqueceu? - ele sorri.

- Simpática como sempre Kira - ele coloca as mãos na nossa cintura nos conduzindo.

Ele nos conduz até uma mesa vazia, a gente se senta enquanto ele vai buscar as bebidas, passo meus olhos pela multidão e então entendo o que o irmão do Matt faz, uma dica, é ilegal, as tatuagens dos caras que estavam lá diz tudo, tatuagens de gânguestes, nunca vi tantos diferentes juntos, esse cara ta fazendo uma confraternização de gangues? Meu olho foca em dois caras com tatuagens que eu conheço bem, eles me olham e dão uma leve reverência com a cabeça em sinal de respeito discretamente, é difícil eu esbarrar com meus homens, mas não impossível, claro que todos sabem que minha identidade é extremamente secreta, só os linhas de frente conhecem meu rosto, o resto acha que eu sou um homem, típico, não acham que uma mulher teria tanto poder.

Matt volta depois de alguns minutos e coloca duas taças de drinks na nossa frente, Lisa esta verificando o território, estou dando dicas pra ela, os caras mais barras pesadas estou tirando da sua cabeça, uns aqui são bem loucos, Matt falou que seu irmão vai vim aqui em breve falar com a gente e que ele não deixou passar nossa entrada triunfar.

- Princesa não vai beber - olho pro meu amigo.

- Estou dirigindo Matt - ele empurra a taça.

- Um gole não vai matar ninguém - entrego a taça pra Lisa.

- Quando acabar a sua beba essa - ela confirma sorrindo, meus homens estão aqui, eu tenho que dar o exemplo, não é só minha vida que eu coloco em perigo, mas também a de todos a minha volta, esse sempre é o resultado de um motorista alterado.

Quando meus olhos cai sobre ele é impossível não o notar, ele esta rodeado de mulheres enquanto conversa com um amigo, ele esta usando um terno branco e uma camisa cinza, com um chapéu da mesmo cor pra combinar, se ele estivesse com uma jaqueta de couro eu poderia falar facilmente que é o Matt, mesmo olhos castanhos, mesmo cabelo castanho, ele usa a franja jogada na frente e tem o ar mais ousado o que diferencia do Matt.

- Matt, não me falou que era seu irmão gêmeo - ele sorri todo sacana.

- Ah não é? Devo ter esquecido - belisco seu braço, ele acena pro seu irmão fazendo ele vim até a gente, ele caminha até nos confiante e cumprimentando a todos, parte do seu tronco está a mostra, destacando uma tatuagem que ele tem no peito, aparece metade de uma caveira com rosas vermelhas e uma frase que não consigo ver.

- Hey maninho, dessa vez veio muito bem acompanhado em - ele da um sorriso galanteador.

- Daryl essa é a Lisa - ele pega a mão dela dando um leve beijo.

- Muito prazer - Lisa da um sorriso.

- E essa é a minha colega Kira - ele vira seus olhos pra mim - Kira esse é o Daryl - ele da um leve "uau" com a boca, é eu sei, sou gostosa querido, você também não é nada mau, belo corpo.

- Olha só, essas beldades estão trabalhando do seu ladinho Matt, agora eu sei por que quer continuar trabalhando lá - Matt da uma risada gostosa, o que me faz rir com ele.

- Ficar o dia todo cercado por mulher bonita, quem não quer isso? Devia ver quando ele vai trabalhar de saia é o paraíso - dou um chute na sua canela, o que faz ele soltar um resmungo.

- Posso até imaginar - ele me medi do pé a cabeça.

- Você quer ver? - escuto uma risadinha da Lisa, ele parece surpreso por um momento.

- Se eu falar que sim, o que vai fazer? - Ele estava provocando, mas dois podem jogar esse jogo. Dou um leve sorriso e me levanto, coloco minha perna na cadeira fazendo a parte rasgada escorregar mostrando minhas pernas, dou uma olhada em volta e ele não é o único que me mede, tirando meus homens que desviam o olhar, todos os outros estão me olhando fixamente.

- Já chega princesa - Matt puxa meu vestido tampando minha perna - Só tem tarado aqui, O SHOW ACABOU PESSOAL VOLTEM PRA FESTA - antes de eu me sentar novamente ele estende sua mão pra mim.

- O que acha de um tur pela minha casa? - analiso sua mão, ele é irmão do Matt Kira melhor não, mas não é como se eu fosse me casar com ele, você não fica com caras sem ser arranjado se controla, tiro meus olhos da sua mão e vou até seu corpo, o observo do pé a cabeça, é ele é gostoso, e já que eu não posso pegar o Matt por ele ser meu melhor amigo, por que não o irmão gêmeo dele, pego na sua mão o acompanhando.

Ele me leva pra conhecer toda sua mansão, todos os quartos, banheiros, cada canto dele, e claro que faz um suspense quando chega no seu quarto, ele abre a porta lentamente me dando espaço pra entrar, não tem nada demais no seu quarto é um lugar luxuoso da casa como todo o outro, vou até sua grande varanda e vejo a festa lá em baixo, quando volto pra dentro sinto seus olhos em mim, me viro pra ele lentamente, dou passo na sua direção e ele fica parado admirando dou mais um e mais um... É interessante flerta com um cara que não tem medo de mim, coloco minha mão no seu peito o empurrando contra parede, mas antes de chegar ele segura minhas cintura nos virando e ficando em posição dominadora, nossa, só nossa...

Ele pegou os meus lábios com selvageria causando arrepios em todo meu corpo, ele beijava minha boca com força passando sua mão pelo meu corpo, quando estávamos quase sem fôlego seu celular tocou, ele deu um rugido nos meus lábios pegando o celular sem se afastar, ele coloca no ouvido e só diz um "ok".

- Gata eu tenho que resolver um negócio - confirmo com um aceno - Eu ainda não acabei, me espera aqui - ele saiu do quarto as pressas.

Ele mandou em mim? Será que eu fico? Hmmm seria bom usar aquele corpo, faz 15 minutos que eu estou aqui esperando quando escuto um disparo, fico em alerta e procuro minha bolsa, droga esqueci na mesa. Vou até a porta e olho pelos corredores, assim que não vejo ninguém saio e vou andando encostada na parede, escuto o show ligado, mas não escuto mais as pessoas. Quando estou prestes a virar vejo um cara armado, sem pensar duas vezes pego no seu pulso e o jogo no chão o prendendo no chão.

- Chefe!! - olho pra cima e vejo um dos meus homens, só então percebo que o outro esta no chão, me levanto o deixando sair.

- Sinto muito - ele nega com a cabeça.

- Foi uma honra chefe - levanto a sombrancelha.

- O que aconteceu? - o outro cara da um passo a frente.

- Um desentendimento entre duas gangues - dei um leve sorriso.

- Por que eu não to surpresa, alguém se ferio? E as pessoas que estavam comigo?

- Saíram em segurança, assim que escutamos o disparo viemos a sua procura - confirmo - Vamos acompanhar a senhorita até seu carro - eles vão na frente me protegendo com seus corpos. Vou até mesa pego minha bolsa e caminho em direção ao meu carro, com eles logo atrás de mim.

- Kira! - me viro e Matt vem até mim - Que bom que te achei, esta tudo bem?

- Sim e a Lisa?

- levei ela pra longe antes de voltar pra te ver - confirmo e ele encara os dois caras comigo.

- Ah eles se convidaram pra me acompanhar até carro - Matt olha de uma forma suspeita.

- Que gentileza de vocês, podem ir agora - Os dois sai sem falar nada - Princesa entra no carro, eu vou procurar meu irmão - confirmo.

- Me mantenha informada - ele confirma e sai correndo.

Entro no carro pegando meu celular, ligo pra Lisa e ela fala sua localização, vou até ela e a levo pra casa, ela estava meio nervosa, nado fora do comum pra alguém que não ta acostumado. Assim que passo pela porta do meu apartamento ligo pro Davis, quero falar com aqueles dois outra vez, descobrir o que viram, e quem foi que deu aquele tiro.

- Um tiro em uma festa que você tava? - Suspiro.

- Ignora essa parte Davis, tinha dois do nossos lá, quero falar com eles outra vez, um número 14 e um número 10 - ele escuta com atenção.

- Eu sei quem é, vou marcar um encontro com eles pra amanhã.

- Ok - desligo sem esperar sua resposta.

Depois de colocar uma roupa mais confortável me deito na minha cama ainda pensando naquele beijo, suspiro frustrada olhando para o teto, pensando na pegada do irmão do Matt.

Seu corpo vai ser meu Daryl Ortega!!!


Notas Finais


Então o que acharam?
Acho que a Kira não vai desistir até ter o que quer kkkkkkk
Obg por ler 😁❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...