1. Spirit Fanfics >
  2. Inferno Coletivo - Furry (primeira temporada - reescrita) >
  3. O 'real' Enah?

História Inferno Coletivo - Furry (primeira temporada - reescrita) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


só avisando que essa história teve alterações da original, só para ser um pouco mais... interessante?... só vou saber mais tarde

Capítulo 3 - O 'real' Enah?


Flashback de anos atrás

??? P.V. on

estava nas ruas faminta e me tremendo de frio quando avisto um jovem veado com roupas elegantes se aproximar, ele me olha com uma cara preocupada e logo depois sai... Nesse momento pensei que era só como os outros que me ignoram, mas... ele volta com um cobertor bem fofo e me entrega

??: pronto, garotinha, se cuide ok? ele acaricia minha cabeça com um sorriso no rosto e se levanta e toma ele me entrega umas cédulas amarradas nos elásticos, todas de 100 furiwd (o 'real' do país deles... Nome horrível da po#&@) para ver se consegue viver mais... 

obrigada! ele sai caminhando plenamente, sorrio e fico abraçando as cédulas "que milagre, hoje vou conseguir viver bem nessa noite!'

e foi assim... Depois desse dia, ele começou a me dar um pouco de dinheiro, comida e até abrigo para mim por um tempo. nunca pensei que ele iria ser tão prestativo comigo, os outros antes eram muito egoístas, ignorantes, agressivos, mas ele... ele era totalmente diferente dos que conheço

chovia numa tarde e eu estava dentro de uma linda casa branca, estava limpa e com umas roupas folgadas, sentada e vendo a chuva na janela quando o veado veio e se sentou no meu lado

uma coisa engraçada é que o senhor me ajudou sem nos conhecemos

??: verdade... haha, onde estão meus modos? ele se levanta e estende seu casco sou Enah, Enah Mc. Denes!

prazer, Enah! pego o casco dele o cumprimento bem... eu não tenho muita confiança em falar meu nome

Enah: por que?

Porque toda vez que digo meu nome para alguém... algo que ruim acontece, não sei porquê... abaixo as orelhas cabisbaixa e ele faz uma cara assustada e meio preocupado algum... problema, Enah?

Enah: talvez... meus pais devem estar vindo, você vai ter que ir para as ruas novamente

ok... saio da casa e tinha parado de chover, fiquei com a roupa porque ele disse que era uma roupa que nem usavam mais, me deito nas roupas como um colchão e durmo um pouco

no meio da noite...

acordo com uma barulheira na noite, me levanto e rapidamente me escondo por dentro da pilha de roupas quando?

Olá?... eu reconheço essa voz... Enah? saio lentamente da pilha e a voz continua sou eu, Enah! quero lhe mostrar uma coisa legal que achei para você

Sério?

Enah: uhum, vem ver! tenho certeza que você vai amar! sorrio e saio da casa a procura dele quando rapidamente sou golpeada por trás, desmaiando na hora

mais tarde...

Acordo e tento me mexer, mas percebo que estou acorrentada e tento sair das correntes. Nesse momento estava completamente sem saber o que saber, o que estava acontecendo... era muita coisa passando na minha cabeça

SOCORRO, ALGUÉM?! me mexo frenéticamente e vejo um lobo surgindo das sombras, um lobo meio alaranjado cinzento e com roupas de motoqueiro? que roupa hein?... Quem é você? o que tá acontecendo?!

??: calma garotinha, você tem muita coisa para aprender antes

aprender o que? me soltem, se o Enah descobrir...

??: Enah? hahaha, como os jovens são inocentes... ele enxuga uma lágrima do seus olhos e se aproxima de mim escuta aqui menininha, foi ele quem trouxe você até mim

o que?! Mentira! ele nunca faria isso!...

na verdade, faria sim me espanto e viro de onde saiu a voz e aparece o Enah com um smoking e um cetro com um diamante. estava com um sorriso meio perverso e um pouco intimidador

não... Você não é o Enah! ENAH!!

Enah: ah, cala boca, filha da puta ele me bate com seu cetro na minha face direita, que começa a sangrar

... Não sabia nem o que dizer, Enah... esse não é você

Enah: você me fez perder muita grana, muito tempo produtivo e ainda fica sujando minha roupa e a casa, tudo imundo!

mas... Você...

Enah: ah, por favor... nada desse mundo sai de graça e você me deve todo esse dinheiro todo!... ele estala os dedos e as luzes se ligam, mostrando um monte de tigres, lobos, ursos e outros apenas com seus membros para fora Hora do show... todos os nus viam em minha direção enquanto o Enah pega uma câmera e começa a gravar

Sorria!...

Voltando para o presente

"Martinez" P.V. on

vejo uma fita mostrando um 'flime' de 2 horas de todos os abusos que uma lobinha sofria, ela chorava enquanto os outros a fodiam sem dó, rosno e tiro essa fita desgraça anti-Deus! jogo a fita na parede, a quebrando na hora... estava numa pequena locadora local e decido voltar para minha casa aos pedaços, no chão da entrada encontro uma coleira rosa. A pego e depois olho para o Predio central Você nunca vai ser perdoado pelo que fez... Enah deixo cair a coleira listrada de rosa e preta com o nome "cofre de leite" escrito em um coração de prata, logo o piso com força, o quebrando

continua...


Notas Finais


Eu sei que tem outra versão mais 'pesada' dela, mas decido abaixar só um pouquinho e estou fazendo esse capítulo num sono do k7, então provavelmente vai ter erros... sorry ;^;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...