1. Spirit Fanfics >
  2. Infertil >
  3. Um Noite no Hospital

História Infertil - Capítulo 21


Escrita por:


Notas do Autor


Dois num dia ou quase

Capítulo 21 - Um Noite no Hospital


Fanfic / Fanfiction Infertil - Capítulo 21 - Um Noite no Hospital

Eren entrava no vestiário do hospital com uma cara de zumbi, havia olheiras enormes embaixo de seus olhos, sua pele estava levemente pálida, ele parava na frente de seu armário e começava a trocar de roupa, colocando o uniforme do hospital seu jaleco e seu crachá, saia da sala e ia até a emergência do hospital, lá estava seus irmão conversando entre si, o esmeraldino foi até eles e os dois ao velo o encara-lo surpresos. 

-Que porra aconteceu com você?!- Mikasa o encarava de cima a baixo parecendo indignada. 

-Olha a boca Mika! Você está num hospital! - Armin a encarava feio. 

-Boa noite pra vocês também! - Eren respondia com sarcasmo, Armin bufava voltando a atenção ao seu irmão. 

-O que aconteceu Eren? 

-Nada, apenas o Levi! - O moreno falava coçando a nuca. 

-O que ele te expulsou pra fora de casa de novo?!- Mikasa falava com um sorriso debochado no rosto enquanto cruzava os braços. 

-Não! - Eren estava prestes a insultar a irmã, mas apenas respirou fundo e continuou a falar- Ele tá doente, bem mal pra falar a verdade, acho que ele pegou alguma virose, faz dois dias que ele está com febres altas, está vomitando sem parar, ele também não quer comer nada, esta enjoado com tudo, ele teve dores de cabeça fortes de nem conseguir dormir, eu estou cuidando dele, mas toda vez que desvio o olhar para que mais ele piora, e quando eu fala para vir ao hospital dizendo que não quer, ou pra que ele tem um alfa medico sendo que nem consigo cuidar dele direito. - Eren a baixava a cabeça deprimido e cansado- Passei a noite toda acordado cuidando dele, só consegui tirar um cochilo hoje de manhã quando ele também dormiu. 

-Que droga Eren, tem certeza que está dando os remédios certos a ele? -mikasa o olhava com preocupação 

-Claro que estou, eu tentei de tudo, não são todos os remédios que ele pode tomar, e o fato de ele ter anemia não ajuda muito, ele está muito fraco, se continuar assim vou ter que arrasta-lo para cá contra a vontade dele. 

-Se quiser depois posso ir pra casa dele- Armin se oferecia- Meu turno vai acabar daqui algumas horas, posso ficar de olho nele e ajuda-lo casa necessário. 

 -Sério Armin!?- O moreno segurava as mãos do loiro como se sentisse muito mais aliviado. 

-Claro é o mínimo que posso fazer, mas acho melhor você dormir um pouco, seu plantão e de setenta e duas horas dessa vez, e não seria bom você atender os pacientes nesse estado, vá se deitar um pouco na sala de descanso, a emergência essa bem vazia hoje se aparecer alguma coisa eu te chamo. 

-Armin você é um anjo! - Eren abraçava o irmão. 

-Que nada, agora vá lá descansar. - Eren se virava para ir em direção com ouve as portas da emergência abrirem, contudo, e duas macas entrarem seguidas os paramétricos gritavam os estados dos pacientes enquanto os médicos livres entraram, os irmãos foram até um dos paramédicos que estavam prestes a ir embora. 

-O QUE ESTÁ ACONTECENDO? - Eren gritava para impedir que o cara saísse pela porta. 

-Houve um acidente, um túnel caio, vários carros ficaram soterrados, vários traumas, os hospitais pertos estão lotados então estão mandando para cá, temos que voltar agora- O paramédico saio pela porta com pressa. 

-Parece que seu descanso vai ter que esperar- Mikasa dizia indo se preparar. 

Ao longo do tempo mais pacientes iam aparecendo, casos horríveis, apesar de estar cansado Eren não se rendeu nenhum pouco, atendia todos os pacientes que podia entrava nas cirurgias que era chamado, demorou horas, mas ao longo do tempo os pacientes da emergência iam diminuindo e iam para seus quartos, tinha apenas mais uns 3 pacientes, mas como já estavam sendo atendidos e não foi exigido nenhuma ajuda extra Eren se apoiou na bancada  enquanto olhava as fixas dos pacientes que haviam atendidos naquelas últimas horas. 

-Então como está sendo a sua noite Jeager?- Um garoto loiro mais ou menos da altura de Eren se apoiava ao seu lado, em vez do uniforme normal azul que os médicos da emergência ele usava um rosa que mostrava que sua área de trabalho era diferente. 

-Está sento incrivelmente cansativa ,Kirstein , e como vai os bebês? - Eren pegava uma caneta e começava a assinar alguns papeis. 

-Estão ótimos, fiz uma cirurgia incrível hoje em um bebe que nem havia nascido ainda, e fiz 4 partos- Jean se gabava animada. 

-Parece que sua noite também está sendo incrível, sinceramente eu estou louco para dormir- Eren parava de assinar os papéis e deitava a cabeça no balcão. 

-Parece que se diverti-o bastante depois que consegui-o o seu ômega- Jean ria ironizando. 

-Quem me dera, ele está dando trabalho mais não de um jeito divertido, ele pegou alguma virose, está bem mal, e sua anemia não está ajudando, ele não está comendo, se continuar assim terei que trazer ele aqui e o internar, e eu não quero fazer isso por que ele não gosta muito de hospital. 

-Você parece bem cansado com tudo isso, e ele não parece estar pegando leve, se quiser eu pego um café para você, eu ouvi no noticiaria que ainda pode ter alguns pacientes dentro do túnel. 

-O que houve com você? Não costuma ser tão bonzinho comigo? - Eren levantava a cabeça o encarando. 

-Podemos dizer que eu estou de bom humor, descobri que vou ser papai- O loiro carregava um sorriso ponta a ponta no rosto. 

-Nossa parabéns! -Eren dava um abraço no amigo- Já é o terceiro? 

-Hahahha sim, sim! - Jean ria animado- Parece impossível ainda mais por ele ser um ômega macho, mas eu tive muita sorte. 

-Isso é verdade! - Eren voltava a assinar os últimos papeis da ficha. 

-E quando será a sua sorte grandão? já consegui-o ômega, o pretendes? - A animação de Eren foi diminuindo, e sua expressão ficou meio triste – O que foi? Qual é dessa cara? 

-Levi é... infértil, não podemos ter filhos- Jean pareceu muito surpreso por isso. 

-Me desculpe não tinha a intenção. 

-Tudo bem você não sabia! - Enquanto Jean tentava animar Eren a porta da emergência foi aberta, nenhum dos dois que estavam ali presentes deu muita atenção, pois tinham outros médicos ali que estavam livres, incluindo Mikasa que estava extremamente entediada, ambos continuaram conversando, mas por algum motivo Eren deixou de prestar atenção na conversa e ouviu os paramédicos falando sobre o paciente que acabava de chegar e que estava na maca a uns dois metros atrás de sí. 

-É um ômega! Ele tem entre 30 a 40 anos, foi encontrado desmaiado dentro do apartamento, a vizinha disse que viu um barulho eu foi ver o que era e encontrou a porta da casa dele aberta e ele caído no chão, sua preção esta baixa e não apresentou nenhum sinal de fratura ou machucado -  Depois de ouvir aquilo Eren sentiu um arrepio na espinha e um frio na barriga, se virou no mesmo momento e começou a andar em direção ao paciente, Jean que estava falando achou estranho e segui-o o amigo, ao chegar mais perto e os paramédicos se retirarem e Eren parou assustado, era Levi, bem ali, desmaiado, Mikasa que percebeu a reação do irmão se aproximou e percebeu quem era. 

-Eren, se acalma- O mesmo ao ouvir aquilo parecia finalmente voltar a respirar, Jean curioso perguntou o que está acontecendo- Esse é o ômega do Eren, Jean pode o acompanhar até a sala de descanso, Eren não dorme a 24 horas ele precisa descansar- O loiro apenas concordou, Mikasa se juntou aos médicos ali presente, e começou a cuidar de Levi, Jean acompanhou Eren até a sala de descanso, Eren apesar de perturbado sabia que não poderia fazer nada, e estava cansado, assim que deitou no sofá desmaio de cansaço, Levi não saia de sua cabeça mesmo dormindo. 

 

    Levi 

 

Acordava com uma dor de cabeça forte, havia um grande brilho que incomodava seus olhos, sentia dificuldade em manter os olhos abertos e tentou se sentar na cama, mas sentiu dificuldade e cansaço, assim que consegui-o se sentar olhou em volta tentava entender o que aconteceu, olhava pro lado e encontrava Eren deitado em uma poltrona ao seu lado, usava um jaleco e ainda carregava olheiras em baixo dos olhos. O encarava dormindo quando ouve alguém entrar no quarto, era  Mikasa, ela o olhou a cena com um certo afeto, pegou uma ficha e chegou perto de mim. 

-Você causou muito trabalho pra gente em? - Seu tom era um pouco mais baixo que o normal, provavelmente por culpa que seu irmão estava dormindo. 

-Eu estou no hospital, o que aconteceu?  

-Sua vizinha o encontrou desmaiado em seu apartamento, consegue lembrar o que aconteceu? - Mikasa pegava uma caneta para anotar no fichário. 

-Eu não estava me sentindo muito bem, então me levantei e abri a porta, Eren tinha me incomodado para vir pro hospital, mas eu não quis, mas percebi que não dava mais para ignorar, então voltei para dentro para pegar meu celular e ligar para o Eren pra avisar que estava indo para o hospital, mas do nada fico tudo escuro e depois disso eu não me lembro de nada. 

-Imagino, seu corpo estava fraco.... -Mikasa parou de falar do nada enquanto olhava algumas folhas do fichário. 

-Está tudo bem! Um outro médico irá vir o visita-lo mais tarde, Eren não dormia direito, ele dormiu um pouco quando chegou aqui por ordem minha, mas não consegui-o muito, assim que terminou todos os exames e veio para o quarto Eren veio para cá, parece que se senti-o melhor por dormir perto de você, é realmente incrível o fato de alfas e ômegas se sentirem melhor na presença um do outro. - Mikasa falava isso já indo em bora, Levi ficou sentado por um tempo, encarando o quarto e organizando seus pensamentos, depois de dois dias se sentindo mal ele finalmente se sentia mais leve, ainda um pouco enjoado e com uma leve dor de cabeça, mas nada que realmente o incomodasse. 

Levi arrumou os travesseiros e deitou de uma forma que ficasse meio sentado, após isso ouve um barulho alto no corredor e alguns médicos e enfermeiros saíram correndo em direção ao barulho, aquilo assustou um pouco Levi, mas toda aquela confusão serviu para acordar Eren, o mesmo acordou meio assustado e desnorteado, mas assim que viu a face de seu ômega ele o olhou como se tudo fizesse sentido, aquilo por algum motivo aqueceu o coração de Levi. 

-Bom dia! - Levi dizia com um sorrisinho no rosto. 

-Bom dia, como está se sentindo? - Eren levantava da poltrona e andava até a cama de Levi se sentando ao seu lado e segurando a sua mão com carinho. 

-Estou me sentindo bem melhor, um pouquinho com dor de cabeça mais nada que esteja me incomodando, e você como está? 

-Bem melhor por velo bem, mas extremamente cansado, por sorte o hospital mudou meus horários para eu ficar com você, assim poderei dormir bem e descansar um pouco quando voltarmos para nossa casa. 

-¨Nossa¨, que eu lembre fui eu que compre aquele apartamento anos atrás e tu está lá de intruso. 

-Você realmente deve estar bem para estar implicando comigo apesar de recém ter acordado. 

-Apesar de eu ter quase certeza que eu implico com você estando bem ou não. 

-Isso é verdade- Ambos riam, mas perdiam sua atenção por batidas na porta. 

-Olá pombinhos! 

-Jean, o que está fazendo aqui? - Eren se levantava da cama um pouco assustado. 

-Eu vim verse estão bem, não deve ser fácil ver seu ômega estar mal na sua frente e não poder fazer nada, sei por experiencia própria- Jean entrava no quarto e se aproximava da cama, esticava a mão para Levi- Olá, eu sou Jean Kirstein, eu obstetra e pediatra aqui do hospital, e é por isso que eu uso esse belo tom de rosa em vez desse azul ridículo de seu namorado- Eren soltou um baixo rosnado de desaprovação, e Levi riu. 

-Eu sou Levi Ackerman, namorado desse idiota que se diz medico- Eren ficava com uma cara de todo mundo está contra mim, e o loiro apenas ri. 

-Acho que vamos nos dar bem Senhor Ackerman.- Os dois apertavam as mão. 

-Já que os dois pararam de me alfinetar e viraram amiguinho, você já pode ir em bora Jean- Eren já dizia levemente irritado. 

-Desculpe, mas não irei, vim falar com seu ômega, aparentemente ele será meu novo paciente. 

-O que quer dizer com isso? - Levi perguntava assustado. 

-Não lhe contaram ainda, você está gravido! 

 


Notas Finais


Então, prontos para me matar, juro que explico depois


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...