História Infinita, - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 35
Palavras 364
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabble
Avisos: Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Infinito; adjetivo: imenso; incalculável, imensurável.


Não se preocupe, eu não vou chorar. Você sempre quis que a gente fosse feliz, custe o que custasse. Então não vou chorar de tristeza.

Eu sempre vou sorrir quando lembrar o quanto a gente surtou juntas por Digimon; o quanto a gente zoou o Cristiano Ronaldo quando ele perdeu o pênalti; o quanto surtamos com aquela apresentação de dança do Naruto e ficamos indignadas porque eles não ficaram em primeiro lugar (inaceitável, não é?!); ou quando eu lembrar que você comia açaí e camarão no café da manhã.

Você sempre levantava o meu astral quando o que eu mais queria era desistir de tudo (e você nem sabia de nada do que me acontecia, somente chegava com o capslock ligado, me fazendo rir pra caralho... esse é o seu dom). Você chegou na minha vida em Março de 2018, quando eu mais precisava de alguém. Chegou com um contrato desenhado por você e assinado por mim, dizendo que iríamos juntas ao show do DAY6 quando eles viessem pro Brasil... Eu vou manter o contrato, vou cumprir a promessa, pois nós vamos juntas.

Você sempre dava um jeito de colocar o seu jeitinho nas coisas, como trocar o N pelo L e me chamar de Lula. Isso me fazia tão bem...

Quando eu não queria mais dançar, você sempre gritava palavras de apoio e motivação. Você me ouviu cantar e adorou, mesmo eu não tendo mais a voz que eu tinha antigamente. Sempre que eu forçar minhas cordas vocais pra cantar Rolling In The Deep, eu vou cantar sorrindo porque vou lembrar de você. Sempre que eu pensar em desistir de dançar, meus pés vão se mexer por você.

Nanami, por mais que eu tenha passado pouco tempo ao seu lado, você me fez muito feliz, porque você era a própria felicidade. Não vou ficar triste, por mais que esteja me faltando um pedaço agora. Não vou ficar triste, pois você nunca quis me ver chorar.

Engraçado eu te chamar de "Nanami", um nome que significa "mar" em japonês... Eu nunca tinha te chamado assim pelo significado em si, mas agora eu entendo... Agora, mais do que nunca, você é infinita como o oceano.


Notas Finais


Obrigada por tudo, Taehyung do meu Jimin.
Meu pedacinho de mar que se tornou o mais lindo oceano.
Você é incrível.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...