1. Spirit Fanfics >
  2. Infinito - imagine (Satoru Gojo x you) >
  3. Treinamento

História Infinito - imagine (Satoru Gojo x you) - Capítulo 2


Escrita por: babynolove

Notas do Autor


Volte com mais um capítulo. Decidi atualizar uma vez por semana, toda sexta feira😁.
Bom é isso, bora para o capitulo🤓.

Capítulo 2 - Treinamento


S/n desempacotou sua coisas e vestiu uma calça moletom, uma blusa de gola alta e seus tênis favoritos antes de sair para o campo de treinamento. Como sempre, seu cachorro-lobo à seguiu.

Algum tipo de treinamento parecia estar em pleno andamento quando ela chegou.

Maki estava aqui, junto com Panda, que S/n conhecia desde que o diretor praticamente o criou. Três outras pessoas também estavam lá.

- S/n senpaii!! - Panda acenou, começando a andar em sua direção, - Bem vinda de volta, quem é o cachorro?

- Yo Panda, - ela sorriu, - conheça o Kuro.

Panda acenou para o cachorro, que apenas rosnou e roçou a perna de S/n. 

-  Não é tão amigável, hmm - Panda riu. Todos os outros se apresentaram com curiosidade.

- Quem é você? - uma garota de cabelo castanho claro perguntou curiosamente.

- Oh, essa é minha antiga escola, eu estou aqui à negócios. - ela explicou - Eu sou S/n.

- Ela é de classe especial, - Maki disse para todos que olharam para ela surpresos e depois de volta para S/n.

- Como Gojo-sensei? - a garota de cabelo castanho perguntou.

´´Gojo SENSEI?´´  

- É, como Sa- quer dizer, Gojo, - S/n concordou indiferente.

- Aquilo é um cachorro invocador? - um garoto de cabelo espetado perguntou.

´´ Espera, esse garoto não é o Fushiguro?´´ ela ponderou.

- Não, ele é um cadáver amaldiçoado modificado. - ela disse.

- Serio? - ele olhou para o Kuro maravilhado.

- De qualquer forma, vou deixar vocês voltarem a treinar. - ela começou a se afastar quando eles a pararam. - O que é isso? - ela perguntou enquanto eles olhavam para ela com expectativa.

- Você é classe especial, certo? Que tipo de técnica você usa? - Fushiguro perguntou.

Ela pensou sobre isso por alguns segundos antes de se afastar um pouco do grupo. 

- Ok, vamos ver se algum de você consegue acertar corretamente, - ela sorriu, e eles acenaram com a cabeça, abrindo algum espaço para ela. - Alguém seja meu oponente. Você garota de cabelo castanho.

- Kugasaki Nobara, - ela se apresentou, caminhando para frente e parando diante dela. Ela estava nervosa, o que S/n percebeu, mas deixou passar porque ela estava determinada a esconder isso.

- Certo Kugasaki, pode vim. - Ela sorriu antes de se virar para o cachorro, - vai e sente naquele canto Kuro.

O cachorro obedientemente sentou perto de uma árvore, sem dizer nada. Fushiguro discretamente foi se sentar ao lado de Kuro, que surpreendentemente não latiu ou reagiu quando ele acariciou sua cabeça.

Enquanto isso, Nobara correu em sua direção, pronta para atacar. S/n ficou parada, um sorriso confiante estampado em seu rosto.

- Essa expressão não lembra você do... - Maki disse pensando alto.

- Gojo sensei, - Itadori completou, - então quem é ela?

A mente de Nobara estava nublada com dúvidas enquanto ela corria para acertar um golpe.

´´Ela está totalmente aberta para eu bater. Tem uma pegadinha, não tem? Eu deveria parar? Não, isso provavelmente vai me dar uma ideia da habilidade dela.´´ 

Ela saltou direto em sua direção, acertando um chute direto em sua cabeça. Mas não houve impacto.

Os alunos que testemunharam isso ficaram lá com suas bocas abertas.

S/n estava de fato segurando Nobara. E usando uma velocidade tão incrível que o resto deles mal viu. A menina mais nova engoliu em seco enquanto ela ria.

- S/n! - uma voz chamou atrás deles, - pare de intimidar as crianças.

- Bem, eram eles que queriam ver minha técnica amaldiçoada, - ela choramingou, escondendo um sorriso na voz familiar. Lentamente, ela colocou Nobara no chão, deixando todos estupefatos.

Ela se virou apressadamente para observar sua veterana da escola.

- Então é verdade. Você esta realmente de volta, hmm. - ela parecia genuinamente surpresa. 

- Ieri  senpaiii!  - S/n correu em sua direção para agarrá-la em um abraço. - Senti a sua faltaaaa.

- Sim, você deixou isso claro com as zero chamadas perdidas no meu telefone. -  Ela respondeu categoricamente, abraçando-a de volta de qualquer maneira.

Os alunos olharam para elas de forma estranha.

- S/n era dois anos mais nova na escola. - Ieri explicou, dando tapinhas na cabeça de S/n. Ela riu.

- Droga, - Maki comentou baixinho e as duas se afastaram dos alunos, entrando em sua própria conversa. 

- S/n?

- Hmm? 

- Satoru sabe que você está aqui? 

S/n endureceu com a menção de seu nome, desviando o olhar, - Ele não sabe.

- Mais...

- Por favor, não conte para ele, - ela olhou para ela e depois para o chão, - Eu não quero vê-lo ainda. Então, onde está Kento senpai? - ela perguntou, - ele enfrentou aquele espírito amaldiçoado, não foi?

- Nanami... - ela pensou em voz alta, - Acho que ele estará aqui em algumas horas. Você quer se atualizar até então?

S/n acenou com a cabeça, e elas foram embora para o laboratório de Ieri.

- Então, o que você tem feito? - S/n perguntou, olhando ao redor do lugar.

- Bem, apenas trabalhando, - ela encolheu os ombros, - Muito chato em comparação com a sua vida, presumo. Você me diz, onde você esteve por tanto tempo?

- Bem, eu vaguei pelo Japão, até fui para o exterior por um ano. Na verdade aprendi muito mais sobre energia amaldiçoada. -  ela encolheu os ombros, - Matei muitos espíritos, fiz de um dos espíritos meu animal de estimação, recebi minha certificação de classe especial.

- Para não falar, saiu sem qualquer explicação. - Ieri disse.

- Eu tive muitos motivos. Por favor não comece... - S/n revirou os olhos.

- Eu sei que você não quer ouvir isso, - ela disse, - mas, você deveria ver ele S/n?

- Foi ele quem terminou, - ela disse calmamente, - nem faz senti... deixa pra lá. Não importa agora.

- S/n isso já faz anos.

- Você acha que eu não sei disso? - ela perguntou. Isso calou a boca Ieri e a conversa mudou para outro tópico. - Tanto faz, eu vou encontrá-lo amanhã ou algo assim.

Poucas horas depois, um homem de terno com óculos e cabelo louro liso empurrado para trás entrou na sala.

- Estou interrompendo? - Ele perguntou indiferente.

- KENTO SENPAI, - S/n correu correu para lhe dar um abraço amigável que ele não pôde deixar de devolver.

- A feiticeira pródigo retorna hein, - ele comentou, dando tapinhas nas costas dela.

- Pode apostar, - ela piscou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...