História Infinity - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Justin Bieber, Selena Gomez
Tags Jelena
Visualizações 81
Palavras 2.574
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem.....
Boa Leitura 🙂

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Infinity - Capítulo 1 - Capítulo Único

SELENA

Flashback On

Justin me beija com calma e amor, suas mãos estava na minha cintura que me puxava mais e mais pra si. Eu tava sentindo um frio no meu ventre, eu o queria e como eu queria. As mais quentes e macias estavam na minha coxa me puxando pra cima, entrelaçei minha pernas em sua cintura. Ele me segura pela bunda e meus braços está entrelaçadas sobre seus ombros. Justin me deita na minha cama ficando por cima de mim.

- Meu amor tem certeza disso. - Justin diz, me fazendo corar.

- Sim. - Digo baixo mais alto o suficiente pra ele esculta.

Quando me dou conta, Justin tinha tirado meu pijama azul bebê. Eu fiquei com muita vergonha sub o olhar dele que queimava em mim. Seus lindos cor de mel estavam um tom mais escuro por conta do desejo, passa a língua pelos lábios.

Os lábios macios de Justin estavam em meu pescoço, os beijos dexia até meu busto. Suas mãos passam pela minhas costas procurando o fecho do sutiã, que abre com uma facilidade incrível ele praticamente arranca meu sutiã deixando meus seios exposto.

Justin atacou meus seio direito, e o outro estimular com a mão. Ele passava, beijava, chupava meu seio, ele passa a língua no vão entre os meus seios. A mão de Justin desse a sua mão até o elástico de renda da minha calcinha roxa. A língua de Justin passa pela minha barriga rodeando meu umbigo e lembe meu ventre e sobra causando um arrepio pelo meu corpo. Um barulho, quando percebo ele tinha rasgado minha calcinha.

- Você fica linda com calcinha, mais agora eu prefiro você sem ela. - Justin sussurra em meu ouvido.

Os dedos de Justin encostam em minha intimidade me estimulando lentamente. Justin estava sem a camisa, ele se entrava com uma calça jeans que eu fiz questão de tirá-la o deixando ele com uma cueca Calvin Klein branca que marca muito bem seu membro duro.

Justin tira sua cueca, e se colocou por cima de mim novamente. Justin alcança a camisinha na mesinha ao lado da cama e se protege.

Ele se encaixa entre minhas pernas, me penetrando devagar, sinto uma dor leve quando o hímen se rompe o que faz ele ficar um tempo parado dentro de mim. Ele começou a se movimentar, as escadas eram leves.



[...]

Assim que acordo pela manhã, não vejo ele, mas tinha uma carta encima do travesseiro.

Flashback Off

Aquela carta a  maldita carta, ele não podia se despedirde mim com desencia, nao claro que não, ele se despediu por uma carta que não sei por que eu ainda não a joguei fora. Eu tinha me entregado pra ele, eu achei que eu significava algo pra pele, mas não ele só queria tirar a porra da minha virgindade pra poder se vangloria por aí.

- Seleninha. - Minha melhor amiga entra na minha sala saltitante e fazendo um barulho com os saltos.

- Perfume é pra passar não pra beber.- Digo desgrudando os olhos do computador.

Demi senta na cadeira a frente a minha mesa.

- Ei, assim você me ofende. - Demi põe a mão no peito em sinal de ofensa.

- Tá tá, agora fala morena que ainda tem muito trabalho a ser feito aqui. - Digo apontando pra uma pilha de papéis pra ler e assinar.

- O novo fotógrafo vai chegar daqui uma hora, E você terá que recebe lo. - Demi disse.

Putz, eu tinha esquecido desse detalhe. Vocês devem está se perguntando o porquê do fotógrafo, eu vou explicar. Minha família tem uma empresa de roupas de grife mas conhecida como The Gomez's e uma agência de modelos Muito famoso The Gomez's Model.

- Deixa eu adivinha, esqueçeu.- Demi disse.

- Exato.- Digo rindo.

- Eu vou terminar de chegar as modelos. - Demi disse.

- Na hora que você acabar lá passa aqui. - Peço.

Com a Demi é minha família eu não era "seca ou grossa".

- Beleza. - Demi levanta arrumado deu vestido.

- Isso eu tenho de sobra.- digo e beijo meu ombro a fazendo rir junto comigo.

Assim que Demi sai da minha sala, eu volta a trabalhar. Assim que acabou de assinar os relatórios eu olho o checo as horas no meu iPhone 7, dez minutos atrasado esse novo fotografo começou super bem, vou até a grande janela de vidro do meu escritório e fico olhando o movimento da rua fico por cerca de 5 minutos e volto a me sentar abro a última gaveta da minha mesa com a chave e pego um papel velho, o mesmo papel de quatro anos atrás.

Sel, Mamacita!

Eu Sempre tive um sonho que era, terminar a escola e ir pra faculdade de New York, mais isso se tornou quase nada quando te conheci, você era e ainda é sorridente, a garota que não abaixa a cabeça pra nada, mais aquando eu recebi uma carta da faculdade dos meus sonhos eu fiquei na dúvida, você ou New York. Eu nao podía deixar essa oportunidade passa então escolhi New York, mas não me entenda mal, você sempre será a minha garota a dona do meu coração, você é mas importante pra quando você pensa eu te amo Sel . Não se esqueça de mim assim como eu nunca vou esquecer você!!

Com amor

Justin Bieber

- Senhorita Gomez o fotógrafo chegou, eu mando entrar. - Lisa minha secretária Perguntou.

- Não precisa, eu saio. - Falo quardando a carta na gaveta e trancando.

Pego meu celular, e me levanto arrumando minha jaqueta de couro, eu trajava uma calça preta rasgada nos joelhos e uma bota de salto cano curto uma blusa colada preta com mandado longa. Tiro minha jaqueta e saio do escritório.

- Cadê o novo fotógrafo Lisa. - Perguntei.

Ela aponta pra um homem alto. Ele estava de costas pra mim. Então esse é o atrasado. Legal.

- 30 minutos atrasado. - Digo atrás dele.

Ele se vira lentamente, mais quando de vira eu me surpreendo. E ele, mas como, ele é o novo fotografo. Eu não acredito que ele está na minha frente, Justin Drew Bieber na minha frente. 

- Oi Sel.- Disse ele sorrindo.

Arqueiro minha sombrancelha.

- Vamos, vou te explicar como funciona a empresa. - Digo indo pro elevador.


Justin Bieber

Selena estava na minha frente, ela continua linda, com o rosto cheinho a boca gordinha, o tempo fez bem pra ela, mais a sua personalidade está muito, mais muito diferente da garota de quatro anos atrás.

Fui até ela, no elevador o silêncio foi mortal ela nem olhava pro lado, seus olhos não desgruda do celular. Passo a olhar mais pra ela, seus cabelos estao longos com uma tonalidade castanha claro tipo loira, as roupa aperta unhas pintadas de um azul bem chamativo. A porta do elevador se abre deixando nos no primeiro andar. Saímos do enorme prédio e fomos pra outro que era grande mas não igual ao outro. Sempre no silêncio, ela não abriu a boca pra falar nada. No elevador ela aperta o botão do sétimo andar, e volta a mexer no seu iPhone.

- Sério que você vai ficar me tratando assim, com essa frieza toda.- Eu tive que perguntar.

- Eu sou assim, e aparti de hoje é só assim que eu falo com você. - ela nem me olhou pra responder.

Suspirei.

- Me Desculpa. - Falei.

Ela olha pra mim com a sombrancelha arqueada, confusa.

- Se for pelo atraso eu vou... - cortei ela.

- Não é pelo atraso, é sim por quatro anos atrás eu não divia ter feito aqui com você, me perdoa. - digo, com uma pontada de esperança.

O rosto dela estava duro, frio, como se minhas palavras não tivesse causado efeito, e não causou.

- Quem perdoa e Deus.- Selena fala e sai pela porta do elevador que se abre.

Ela começou a falar com o funcionamento da empresa, ela me leva ate Uma sala com uma mesa e um computador, sala vazia.

- Sua sala e essa, decora ao seu critério. - falou.

Fiquei olhando a sala, era grande e clara. Ela saiu da sala e eu a sigo até uma porta dubla, o estúdio onde eu ia tirar as fotos, era tudo bem organizado e limpo, os equipamentos eram modernos. Tinha algumas modelos trabalhando fazendo poses. Tinha uma mulher não muito alta, mas con certeza mais alta que selena, Ela trajava um vestido apertado que marca sua bunda grande e suas coxas um salto os cabelos longos e bem liso. Que dava ordens pras modelos e pro fotografo.

- Demi.- Selena chama a morena.

Demi. Demétria Lovato.

- Seleninha, nossa que surpresa.- Demi vai até a amiga. - Cinco minutos de descanso.- disse as modelos e o fotógrafo.

- Eu trouxe o novo fotografo pra conhecer onde ele vai trabalhar. - Selena aponta pra mim.

O sorriso no rosto de Demi some ao me ver.

- Oi Justin.- Demi deu um sorriso forçado.

- Oi.- digo baixo.

- Você tá bem diferente. - Demi disse me olhando. - Esses quatros anos fez bem pra você.- Demi disse.

- Obrigado. - digo.- você também tá linda. - falo.

- E o que o Alfredo diz todos os dias. - Ela disse, Alfredo será que é quem eu tô pensando.

- Selena eu tenho que sair mais cedo, será que posso.- Demi Perguntou.

- Claro. - Selena disse.- Agora vamos, nos termos que assinar um contrato. Selena sai pela porta dubla indo direto pro elevador.

Já no seu escritório, era claro é bem decorado. Uma mesa de madeira escura com uma tampa de vidro que fica no meio da sala, um sofá cor vinho no lado esquerdo com uma mesinha a frente do sofá, uma prateleira com porta retratos.

- Eu vou pegar umas coisa com a secretária, já volto.- Disse Selena.

Olho pra prateleira, tinha muitos porta retrato ali. Mas dois me chamo a atenção. Ela tá com um cara loiro os dois fazendo careta, pego o outro com outro cara loiro com a sombrancelha falhada eles sorriam.

- Então vamos logo com isso, tenho mais o que fazer. - Selena entra na sala com uma pasta você verde.

Me sento na cadeira a sua frente e ela me estende um papel/contrato, pego.

- Leia com atenção cada cláusula, me entrega amanhã. - Selena se refere ao contrato.

- Obrigado. - Digo.

Selena Gomez

Assim que Justin saiu dessa sala foi como um alívio, e duro ver o cara que te abandonou a quatro anos atrás. E pra piorar ele está lindo, conserteza está namorando mais que saber ,fodas. Me levanto pego tudo que eu preciso é minha bolsa e saio indo pro elevador.

[...]

Estou no conforto da minha casa. Me jogo no sofá e mando uma mensagem pra Demi. "Eu fui pra casa, Grace precisa de mim." Assim que envio a mensagem bloqueio o meu celular.

A Grace, é minha irmã mais nova, ela tem 16 anos e é um amor de pessoa.

- Selena, cegou cedo. - Minha irmã disse descendo as escadas.

- Pois é. - digo me levanto.- O que acha de se fomos ao shopping. - sugiro.

- Selena, seu closet e o meu nao cabe mas nada. - Grace Disse rindo.

- Shopping não é só pra fazer compras, podemos ver um filme, comer ou sei lá. - Sugiro.

- A sim, vou pegar minha bolsa e vamos. - Grace de anima.


Estaciono meu carro, e saindo em seguida junto com a minha irmã. Fomos direto pro restaurante italiano, onde comemos um espaguete a bolonhesa com suco de limão siciliano, depois fomos andar pelo shopping. Até que vejo ele, Justin, porra esse Caraí anda né seguindo.

- Grace. - olho pro meu lado.

Cadê minha irmã. Até que, ela tava olhanfo uma vitrine perto do Justin. Respira fundo Selena. Fui até ela ignorando totalmente Justin e fingindo que não o vi.

- Você não disse que seu closet está cheio.- fico a minha maninha que olhava um lindo vestido.

- Eu disse, mais a festa de noivado tá chegando, ai eu vi este vestido e lembrei que não comprei minha roupa pro noivado. - Grace fala olhando pra mim.

- Não sei porque você não foi comigo pra fazer o seu. - Falo.

- Também não sei.- Disse e sorri.- Eu tenho que ficar linda igual a minha irmã na festa de noivado. - Disse entrando na loja e me puxando junto.

- Selena. - A voz rouca de Justin me chamou. Droga.

- Fala logo. - me viro.

- Eu ia ligar, mais foi bom eu te encontrar aqui, amanha eu vou te chegar um pouco atrasado. - Disse o loiro.

- Era do isso. - Perguntou e vendo ele assenti.

Me viro pra sair.

- Espera.- ele segura meu braço com a delicadeza de sempre.- Você vai casar, me desculpa né meter na sua vida, mais eu acabei escultando você falando com aquela menina.- Ele disse meio receoso.

- Nao que importa pra você, mas não eu não vou me casar, não mais. - Digo sussurrando a última parte. - Olha eu estou ocupada. - Me viro e tento sair mais ele pega meu braço novamente. - Porra, o que você quer. - Me viro pra ele.

- Será que podemos conversar.- Justin Perguntou.

- Não. - Digo.

- Selena por favor, e tudo que eu peço.- Justin quase implora.

Rio pelo nariz.

- Por favor. - começo a rir debochada. - Eu queria pedir por favor pra você não ir embora, mas nem teve a decência de me falar que ia embora, mas agora você vem pedindo por favor pra conversar comigo. - Falo ironicamente.

Vejo ele abaixar a cabeça. Justin Drew Bieber abaixando a cabeça pra alguém isso me surpreendeu.

- Se lembra daquele dia que a gente foi na boate no seu aniversário, você me deixou de lado se a Demi é a Ashley não tivesse lá eu tinha indo embora, mas você só me percebeu quando bebeu. - Falo lembrando de anos atrás. - " Você não sabe me amar quando está sóbrio. Quando a garrafa acaba, você me puxa pra perto, e você fica dizendo todas aquelas coisas que deveria dizer. Mas você não sabe me amar quando está sóbrio." - falei a porcaria da frase do dia da boate. - Eu divia te me tocado, aquele dia que eu me entreguei a você eu senti o cheiro de bebida mais eu deixei pra lá pois estava cega de amor. - desabafo.

- Selena eu... - Intenrrompir .

- Você tem um poder sobre mim, você é como um sonho desperdiçado, eu te dei tudo mas você não sabe me amar quando está sóbrio. - digo o fazendo abaixar a cabeça novamente.

- Selena eu... - O corto novamente.

- As pessoas são dão valor quando perdem,e você conseguiu me perder. - Digo. - Eu achei que você me amava. - falo levantando sua cabeça.

- Eu te amo.- Justin disse com os olhos cheios d'água.

- Nao, Você não ama e você sabe, eu adoraria ter ido com você pra New York mais você levou a Barbara. - Falei. - Você sabe que no fundo seu sentido e por ela, eu também sempre soube mas quiz acreditar que você ia acabar gostando de mim o quanto gosta dela. - Um nó na garganta se formou. - Quando você deixou a porra da carta na cama você escreveu uma coisa " Nunca se esqueça de mim assim como eu nunca vou esquecer você". -  disse me lembrando. - A cada dia você tava mas distante, Justin. Eu podia provar o batom dela, é como se eu tivesse a beijando também, Ela e perfeita... - Digo e me viro o deixando parado com as lágrimas escorrendo pelo seu rosto. As minhas minhas lágrimas também começa a deslizar pelo meu rosto.

Mas o coração quer o que ele quer.....





Esse é um conto de fadas moderno, sem finais felizes, sem nenhum vento soprando em nossos barcos.







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...