História Infinity Love - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Crowley, Dean Winchester, Gabriel, Lúcifer, Personagens Originais, Sam Winchester
Tags Castiel, Dean, Destiel, Gabriel, Sabriel, Sam, Supernatural
Visualizações 22
Palavras 585
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Capitulo 7


Vermelho pintava o chão daquele pequeno bar, Samuel e Balthazar estavam jogados no chão com cortes por todo o seu braço, o cheiro de sangue e Whisky reinava pelo ar e o braço dos dois estava coberto de sangue, havia uma lâmina na mão de cada um e os dois sorriam.

- Vida de merda - Balthazar falou levando sua lâmina até uma parte de seu braço e fazendo um corte não tão profundo ali, rindo em seguida, Samuel sorriu e quando ia cortar sua veia para acabar com seu sofrimento lhe vieram flash backs de Giulia

- Papai eu te amo - A pequena de dois anos e meio falou lhe abraçando, Sam sorriu e lhe deu um beijo na bochecha.

- Eu também te amo minha pequena - Sam falou sorrindo, logo Gabe entrou no quarto e deu boa noite para a filha, saíram do quarto.

¤¤¤

- Papai, papai, papai, olha - A pequena de agora três anos falou correndo em direção ao pai e lhe mostrando um desenho que ela tinha feito, Sam pegou o desenho e sorriu ao ver que havia ele, Gabriel e Giulia, em cima ela tinha escrito "Eu amo meus papais".

- Nossa filha isso tá lindo - Falou o Winchester sorrindo, Giulia sorriu também e deu um beijo na bochecha de seu pai, voltando para o quarto pra brincar ou desenhar, Sam dobrou o papel com cuidado e o levou para seu quarto, guardando em uma das gavetas de seu criado mudo.

¤¤¤

- Papai, eu tá com medo - Giulia falou entrando no quarto de Sam que chorava, fazia uma semana que Gabe havia morrido naquela merda de acidente, uma semana que sua filha perguntava todos os dias sobre o pai, uma semana que ele não sabia o que era dormir bem, as vezes ele cochilava mas logo acordava por causa de um pesadelo.

- Calma pequena, tá tudo bem agora - Sam falou sorrindo e abraçou a pequena, secando as lágrimas que havia em seu rosto. Giulia abraçou o pai fortemente e eles ficaram ali, abraçados até Sam sentir a respiração da menor ficar mais calma e ali percebeu que ela dormiu.

Samuel jogou sua lâmina longe enquanto chorava, ele se levanta e vai em direção ao banheiro, lava seu braço e suas lágrimas, ele sai do bar mas antes passa por Balthazar, dando um meio sorriso.

- Um dia eu volto... Amigo - Sam falou e saiu do bar, se dirigindo até seu carro, ele deu partida até sua casa e suspirou, entrou rapidamente e tomou um banho gelado, fez um curativo em seus machucados e logo foi até a casa de seu irmão, tocando a campainha da casa e logo sendo atendido por um Dean sorridente.

- Oh, Sammy - Dean sorriu e Sam também, logo Dean percebeu os curativos no braço do mais alto e o encarou sério.

- Você tinha prometido seu babaca - Dean disse começando a chorar, Sam suspirou e abaixou a cabeça, deixando sua franja cair sobre seus olhos.

- Desculpe Dee... Foi mais forte que eu... e eu tava bêbado na hora - Sam falou começando a chorar, Dean suspirou e abraçou o irmão.

- Shh, ta tudo bem agora Sammy - Sam sorriu e os dois entraram em casa, Giulia ao ver o pai correu até o mesmo se jogando em seus braços e abraçando seu pescoço.

- Eu senti saudades papai - Giulia falou e Sam sorriu.

- Eu também minha pequena... Eu também...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...