1. Spirit Fanfics >
  2. Inimaginável >
  3. Prólogo.

História Inimaginável - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Heyey lindões, como vocês estão?
Sim, eu voltei com inimaginável e irei dar algumas explicações nas notas finais.
Perdoem-me por sumir 💕

Capítulo 1 - Prólogo.


Fanfic / Fanfiction Inimaginável - Capítulo 1 - Prólogo.


.Shun Kaidou. 


Agora tenho certeza.

Partir e ver meus amigos ficarem está me deixando cada vez mais triste, olhar cada um deles que estão me acompanhando agora no aeroporto é muito doloroso.

Saiki, Toritsuka, Chyo, Nendou, Mikoto e o Aren estão todos ao meu redor, estamos todos tentando consolar o Nendou que estava chorando.

— Você tem que ir mesmo? Com quem eu irei comer lamen agora? — Nendou perguntou fungando.

— Eu preciso ir, mama disse que conseguiu um novo emprego lá. Mas você tem o pessoal! Você pode convidar eles também. — Falei me sentando ao seu lado. Ele se jogou aos meus braços chorando no meu ombro esquerdo.

Suspirei e fechei os olhos, abraçando-o para fazê-lo se acalmar. Abri os meus olhos e por algum motivo minha visão focou no Aren. Ele parece estar chateado e um pouco afastado do pessoal.

Ele me olhou e eu rapidamente desviei o meu olhar.

Calma, por que eu desviei o olhar?

Nendou se afastou e limpou os olhos.

— Eu vou sentir saudades, mande-me uma mensagem todos os dias e não se esqueça de me ligar também. — Mandou e eu assenti rindo.

— Não se preocupe, irei mandar mensagem sempre que possível. — Falei e ele sorriu.

— Shu-shun... eu fiz isso para você, ma-mas só lembrei de entregar agora. — Chyo falou se aproximando com a cabeça baixa e com o rosto vermelho.

— Oh, não precisava... — Falei pegando a caixinha rosa de sua mão. — Mas obrigado — Sorri e abri a caixinha, era um quadro com varias fotos dela comigo. — Irei guardar com carinho. — Completei e ela sorriu, ficando mais vermelha.

— Sentirei sua falta. — Falou e se aproximou, beijando a minha bochecha.

Olhei para o Aren e ele revirou os olhos, voltando com a sua atenção para o celular em sua mão.

Senti meu rosto esquentar e gargalhei.

O beijo da Chyo deve está me deixando envergonhado.

— Olha só hein, até o Shun conseguiu uma namorada e eu ainda to sozinho. — Toritsuka comentou rindo e a Mikoto bateu na nuca dele.

— Ta sozinho porquê nenhuma menina quer um pervertido igual a você. As meninas gostam de homens quietos e que exalam masculinidade.. igual o Kusuo — Mikoto falou e piscou para o Saiki, sendo ignorada logo em seguida.

— Então como a Chyo gosta do Shun? A masculinidade do Shun é tão fraca que um chihuahua é a proteção dele! — Toritsuka falou crusando os braços emburrado, fazendo todos rirem.

— Ah, porquê a Chyo é a Chyo né, os gostos dela são peculiares. — Falou rindo.

— Ouh! Como ousa falar assim? Eu sou um poderoso e forte herói, se a Chyo gosta de mim significa que os gostos dela são os melhores! Eu sou um pacote completo, não me surpreende ter tantas  admiradoras. — Falei e todos gargalharam. Olhei para o Aren e ele parece estar se divertindo.

"Senhores e senhoras, o vôo direto para a França sairá em trinta minutos, peço-lhes para que se arrumem e caminhem para o portão de entrada. Bom dia"

— Bom acho que isso é um adeus... — Nendou falou cabisbaixo.

— Nunca é um adeus... — Completei a referência triste. Depois de alguns segundos ele gargalhou e me abraçou.

— Cuidado por lá.. — Falou e se afastou.

— Shun, se cuida okay? Não se esqueça de mim. — Chyo falou se aproximando e me abraçando.

— Relaxa, eu nunca vou esquecer de você. Você sempre será uma ótima amiga no meu coração. — Falei sorrindo, sua feição mudou para triste e depois se afastou sem falar nada.

— Ouh Shun! Arranja alguns contatos de garotas bonitas para mim por favor, sei que as francesas são lindas! Não vai tentar pegar todas hein. — Toritsuka falou se aproximando para me abraçar também. — Me apresente a mais gostosa que tiver. — Cochichou no meu ouvido e depois se afastou rindo.

Pervertido

— Hey, boa sorte na França, quando você voltar eu te ensino a pilotar uma moto. — Aren falou sorrindo e bagunçando o meu cabelo.

Senti a minha garganta formigar e gargalhei.

— Quando eu voltar, eu irei lhe ensinar a ser um lutador perfeito. — Falei rindo e ele assentiu.

— Vou esperar. — Falou sorrindo.

Depois de me despedir de todos, fui para o corredor de embarque e entrei no avião.

— Só não vai chorar. — Sora falou passando do meu lado e sentando em seu assento.

— O Shun é poderoso demais para chorar, ele já viveu de tudo então é claro que ele não vai chorar. — Toki falou mostrando língua para a Sora que respondeu da mesma forma.

— Não quero bagunças, se arrumem logo. — Mama falou sentando na poltrona atrás dos meus irmãos, me sentei ao seu lado e ela sorriu para mim.

— Não se preocupe querido, você irá para uma ótima faculdade e fará ótimo amigos. — Falou e depois se virou para anotar algo em sua agenda.

— Certo...

Mas eu queria continuar aqui, com os meus amigos de sempre...


Notas Finais


Certo, as explicações.
Como todos sabem, eu retirei inimaginável do catálogo pois não estava indo como planejei e eu queria melhorar para deixar do jeito que eu queria, nesse intervalo de tempo eu fiz e refiz inimaginável várias e várias vezes nos meus rascunhos do word, não foi muito fácil porquê eu não consigo me decidir em algo muito rápido, até que eu cheguei na conclusão de fazer três ou mais partes, então como eu já tenho tudo planejado, voltei a publicar. Estaremos começando com algo leve e aos poucos irei intensificar.
Eu realmente quero me desculpar por sumir e ficar muito tempo sem dar notícias, espero que tenham gostado daqueles dois especiais. ♡ >>dias de postagens ainda não estão definidos<<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...