História Inimigo Amado - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Drama, Jikook, Romance, Sugamon, Vhope
Visualizações 39
Palavras 889
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - "Falsa" Relação


Fanfic / Fanfiction Inimigo Amado - Capítulo 14 - "Falsa" Relação

Namjoon estava nervoso de mais, curioso de mais, e sentia algo de diferente no seu coração devido às palavras “nossa relação”, contudo não queria encher mais a cabeça de Suga com coisas inúteis, este já tinha muitas coisas com que se preocupar, não precisava das suas perguntas a atormentá-lo.

No final do dia, Jungkook e Seokjin tinham ido fazer um trabalho visto que, quando era a pares ficavam sempre juntos, era mais um plano deles para juntares Namjoon com Yoongi. E Namjoon achou que o mais novo não se devia preocupar com isso, propondo fazê-lo sozinho quando chegasse a casa. Suga, a princípio concordou com a ideia visto que precisava de tempo para organizar a sua cabeça e voltar ao normal, mas quando se percebeu que estar sozinho e sem nada para se ocupar iria fazer com que se sentisse pior logo desconcordou.

“Namjoon! Vem para minha casa hoje, eu ajudo-te no que puder. Só não quero ficar sozinho, é pior. Preciso de algo para me ocupar, isso irá fazer com que volte a ser eu e a não pensar no assunto.” – Pediu Suga, fazendo beicinho pois tinha certeza que, assim, iria convencer o mais velho. Mal sabia ele que não precisava daquilo para o convencer a nada, Namjoon fazia tudo o que ele quisesse.

“Sim eu vou! É capaz de te fazer bem ter companhia e algo para te ocupar o tempo livre.” – Respondeu Namjoon com uma cara indiferente, mas por dentro estava a saltar com tanta alegria. Iria poder ajudar mais e dar mais força para o seu baixinho.

Quando chegaram a casa, Namjoon subiu para o quarto de Suga enquanto este foi preparar um lanche para comerem antes de começarem a trabalhar, iriam precisar de todas as forças que conseguissem arranjar uma vez que o trabalho era puxado.

Quando, por fim acabaram o trabalho, depois de umas duas ou três horas a fazê-lo juntos, Namjoon decidiu abordar o assunto que tanto o incomodava.

“Suga…eu queria perguntar uma coisa. Achas que posso?” – Perguntou Namjoon com receio.

“Já perguntaste burro.” – Yoongi respondia-lhe com um sorriso na cara, um sorriso verdadeiro que fez com que o mais velho o apreciasse indiscretamente, estava a gostar daquele sorriso, era como se lhe desse forças para tudo e contra tudo.

“Tu, bem não sei como dizer isto. Tu disseste uma coisa ao Jimin que me fez pensar. Eu, realmente, não percebi e ainda não consegui perceber o que querias dizer com “não tem de ficar inseguro com a nossa relação”? Que relação? E inseguro porquê?” – Perguntou Namjoon, transmitindo uma cara muito confusa, no entanto, cada vez que proferia a palavra “relação” corava, o que fez com o mais novo ficasse encantado.

“Tens razão, devia ter falado contigo antes de responder algo daquele género. Eu só queria que ele percebesse que não me faz falta e que andei com a minha vida para a frente, e sem querer meti-te no assunto. Estás zangado?” – Retorquiu Yoongi, não desviando o olhar de Namjoon, pois assim podia analisar a sua expressão facial.

“Não estou zangado por me teres metido. Estou confuso, afinal admitiste uma ralação comigo, e bem, ela não existe.” – Falou Namjoon.

“Sim não existe. Mas achas que me podes fazer esse favor? Só por uns tempos…achas que podes ser meu namorado só até ele me largar?” – Perguntou Suga envergonhado por ter de pedir aquilo, mas era a única solução que conseguiu pensar naquele momento.

“Suga, eu não gosto de rapazes. Gosto de raparigas…” – Disse Namjoon, sendo interrompido pelo mais baixo.

“Eu sei, é pedir-te muito. Desculpa, esquece o que pedi eu ei de me resolver.” – Levantando-se com a intenção de se dirigir para a cozinha envergonhado. No entanto, Namjoon conseguiu agarrar o seu braço, impedindo-o de sair do quarto.

“Eu ainda não acabei. Tens de saber esperar pelas respostas completa Min Yoongi!” - Disse Namjoon, olhando nos olhos do mais novo fazendo o mesmo corar.

“Então, como eu estava a dizer. Eu não gosto de rapazes, mas acho que consigo fazer isso por ti, afinal só vamos fingir na escola. E é isto que os melhores amigos fazem uns pelos outros.” – Puxando Suga para um abraço demorado, aquela imagem parecia mesmo uma imagem de casal vista de fora. E foi isso que Hoseok pensou ao vê-los através da janela.

A semana seguinte iria ser longa visto que teriam de agir como um casal, explicar aos mais curiosos o que tinha acontecido para começarem a namorar. Devido a terem de inventar tantas coisas, Namjoon ficou a dormir na casa do mais novo. Depois de terem uma história inventada para cada tipo de pergunta que poderá surgir, Yoongi adormeceu por causa do cansaço.

Suga estava demasiado acomodado à presença do mais velho, e inconscientemente abraçou o mesmo, deitando a sua cabeça no peito de Namjoon e pondo um dos seus braços finos à volta do mais alto. Namjoon estava a adorar tudo, o facto de ser abraçado por Suga, por ser o apoio dele e por ser “namorado” do mesmo. Mas achava tudo muito confuso visto que, até o conhecer, não tinha tido interesse nenhum por rapazes.

E foi, antes de adormecer, que começou a admitir para ele mesmo que se estava a apaixonar por aquele ser belo que dormia em seus braços e que podia habituar-se a dormir assim até ao resto da sua vida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...