História Injured - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bungou Stray Dogs
Personagens Chuuya Nakahara, Osamu Dazai
Tags Angst, Dazaixchuuya, Soukoku
Visualizações 21
Palavras 1.041
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção Adolescente, LGBT, Yaoi (Gay)
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oie, faz tempo que estou tentando escrever essa fic, mas n sei se o resultado esta muito bom hehe;
espero que sim
AVISOS
estou escrevendo pelo computador, n sou muito acostumada, porém estou tentando
estou RUIM, péssima, então foi dificil escrever isso passando mal
BOA LEITURA

Capítulo 1 - Juntos


Embora eles estivessem trabalhando em organizações inimigas, eles continuavam a se ver. Era um grande risco a ser corrido, mas valia a pena quando estavam sozinhos aproveitando o tempo um com o outro.

Se a ADA descobrisse desse relacionamento entre Chuuya e Dazai, o máximo que ocorreria seriam brincadeiras e avisos. Nada sério. Mas se por acaso fosse a Porto Máfia que descobrisse isso, seria mais grave. Chuuya seria acusado de traição e muito provavelmente morto, e esse era o principal medo de Dazai.

Tinha um medo imensurável de que machucassem seu ruivinho, pois afinal, foi por ele que um maníaco suicida viu valor na vida correto?  Por isso, quanto menos soubessem, melhor. 

Mas deslises acontecem . E alguns podem ser mortais. 

Eles foram descobertos, e agora estavam numa sangrenta batalha. Embora Chuuya fosse um executivo de grande importancia na máfia e Dazai soubesse de coisas o suficiente para derruba-la ou acabar com o ''governo'' de Mori, eles poderiam ser descartados caso vazassem informações, e, mesmo conhecendo Dazai o bastante para saber que ele não faria isso, Mori o achava uma pedra no sapato. Afinal, ele poderia matar Mori com minimo de esforço, simplesmente pelo fato de ser calculista e conseguir se infiltrar a qualquer momento.

A batalha não estava sendo fácil, eles eram a double black. Conseguiam o que queriam, desde ganhar uma luta, até persuadir quem quisessem. Chuuya teve que utilizar a 'corrupção', enquanto o moreno acabava com alguns outros bandidos. A lua descia no céu, enquanto o sol subia do outro lado. Daqui a pouco (se fosse um dia comum)  ambos iriam para o trabalho. O leve brilho do sol nascente fazia contraste com o sangue no chão. Vendo que o ruivo iria se machucar se ficasse mais tempo com sua habilidade ''livre'', Osamu coloca a mão na nuca do garoto, que volta a sua forma normal, sem as gravuras vermelhas no corpo, com as pupilas do tamanho normal  e com seu juízo. O menor cai de quatro apoiando os cotovelos no chão e tossindo sangue. O outro então fica por acabar com os que sobraram e assim o faz.

Outro deslise, também pequeno, mas mortal.

Um dos soldados, com o que restava do pouco de força, aponta sua arma para Dazai, que já tinha o ruivo em seus braços (semiconsciente), pronto para levá-lo a Agência (já que não tinham nada a perder, Chuuya oficialmente havia sido expulso da Máfia, e o maior faria de tudo para introduzir ele na ADA) e puxa o gatilho. Maldito gatilho.

O tiro havia atravessado a barriga de Osamu, que coincidentemente, foi num lugar parecido com o que o menor havia levado a facada alguns anos atrás. Agora, ambos estavam feridos. Ambos corriam risco de morte, o menor por não se saber os danos internos causados pela ''corrupção'' e o maior pela perda de sangue.

O suicida estava desesperado, ele usava toda sua força para se manter acordado e levar Chuuya até a agencia, até Yosano, que poderia ajudar ele. Pela segunda vez, o ruivo fez com que Dazai quisesse viver.

Com a consciência se esvaindo aos poucos, ele se via chegando na sede da agencia. Chutou a porta para entrar e caiu no chão, a poça do liquido avermelhado se formava embaixo dele, que tossiu um pouco e não viu mais nada. Mas havia conseguido, trouxe seu amado até a agencia.

Os que viram a cena se assustaram de inicio, mas logo depois correram para ajudar os que estavam no chão. Dazai precisaria de um médico, como Yosano não poderia usar seus poderes nele. Mas poderia ajudar o ruivo, que mesmo já tendo lutado contra si e contra a ADA, ela sabia que tinha um motivo de Osamu tê-lo trazido até lá. 

Chuuya e Dazai foram levados até a sala da média, para que ela pudesse estancar o sangramento (no caso de Dazai) e curar completamente (no caso de chuuya)

Pouco tempo depois o suicida já se encontrava na sala de cirurgia enquanto Kunikida o esperava fora dessa.

Na agencia, Chuuya abria os olhos, mesmo estando muito incomodado com a luz e com os barulhos de vozes no fundo. Se sentou na cama, tomando a atenção de todos na sala, apoiou os cotovelos no joelho, olhando para baixo e com as mãos no rosto. Seus cabelos caiam na lateral de seu rosto, o impedindo de ver os olhares aguçados sobre si. Puxou o ar e encheu seu pulmão, tudo doía. '' Chuuya, você poderia explicar o motivo dessa confusão toda?''  incrivelmente quem falou, chamando a atenção e a curiosidade de todos, foi Kyouka. Não que desgostasse do ruivo, apenas não gostava da situação que se encontravam.

''Não... sou mais da porto máfia'' 

Isso foi um choque para todos, ontem mesmo ele era um dos mais importante dela, e hoje não era nada! ''explique-se melhor Nakahara'' Fukusawa pediu. Ele não ligou para o nome que foi usado para si, e nem para a o pedido anterior '' onde o Dazai esta?''  Foi direto ao ponto.

A audácia dele fez com que se assustassem, afinal, ele acabou de ser salvo e nem ser educado ele foi com o mais velho. Explicaram toda situação para ele, que tentou se colocar de pé, porém foi impedido pelos agentes, e mesmo se não fosse impedido, ele não conseguiria se manter de pé. Havia usado muito sua 'corrupção'. Então decidiu explicar melhor o ocorrido e pedir mais informações sobre Osamu.

Ninguém entendia o que haviam acabado de escutar. Dazai tinha um relacionamento escondido de todos COM CHUUYA. Seu ''ex parceiro'' ( que não era tão ex assim) . O ruivo não era mais da máfia. E agora todos sabiam sobre a ligação das habilidades de Chuuya com a de Osamu.

Kyouka falaria algo, se Kunikida não tivesse ligado avisando que o moreno suicida estava bem e estável, mesmo tendo perdido muito sangue.

Assim que o Nakajima estivesse em condições para andar, ele iria ver Dazai,

Assim que ele visse o moreno, ele o beijaria a testa e pediria desculpas pela situação, lhe afagando as mechas,

Assim que ele acordasse, eles se beijariam carinhosamente,

Assim que eles encarassem os membros da ADA, todos os veriam de um jeito diferente,

Assim seria daqui para frente,

Assim eles irão fazer tudo, 

Juntos

 

 


Notas Finais


EU AMEI ESCREVER ISSO
Essa eh minha primeira soukoku, e gostei mto
comentários e favoritos me incentivam a escrever mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...