História Innocence - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias It: A Coisa
Personagens Benjamin "Ben" Hanscom, Beverly "Bev" Marsh, Edward "Eddie" Kaspbrak, Michael "Mike" Hanlon, Richard "Richie" Tozier, Stanley "Stan" Uris, William "Bill" Denbrough
Tags Ben, Beverly, Bill, Eddie, Mike, Reddie, Richie, Stanley
Visualizações 38
Palavras 1.120
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Seven


Richie alugou um apartamento para ficar com Grace, era ajeitado e poderia dar certo. Richie preparou seu próprio café da manhã para devora-lo enquanto procurava no jornal algum studio de tatuagens e piercings. Richie já havia feitos algumas, havia uma teia de aranha enorme na lateral externa de sua coxa direita, não ficava muito aparente, havia uma chave velha em seu tornozelo e um baú em seu costas, nenhuma das era chamativas por conta do tamanho e por ultimo, havia uma mariposa na lateral externa de seu braço direito. 

 

Richie queria desenhar uma tiara de orelhas de gatinho em sua panturrilha direita e escrever "incendeia-me" bem nas suas costas, e fazer um girassol no pé de sua barriga. E quem sabe até um piercing no lóbulo da orelha? Parecia uma boa ideia 

 

Os losers ainda não perceberam as tatuagens, Richie esquecera de contar ou talvez quisesse que os amigos percebessem sozinhos mesmo que fosse difícil a visibilidade

 

"Será que Eddie as achará bonitas?" Pensou Richie antes de achar um tatuador não muito longe de sua casa. Mas não queria ir sozinho, ligou para seus amigos e marcou de se encontrarem na porta do estabelecimento 

 

Eddie vestiu uma saia curta de pregas rosa com uma blusa preta de manga longas que era como uma segunda pele, pois isso, sua pele branca transparecia na blusa. Colocou suas meias pretas que iam até as panturrilha e calçou um tênis qualquer. Claro que ele não poderia se esquecer de sua tiara de orelhas de gatinho. 

 

Sónia não viu quando seu filho saiu. A mulher já estava acostumada com esse comportamento de Eddie, por mais que isso a entristece, Sónia chamava isso de "rebeldia adolescente", mas Sónia nem sabia que Eddie se vestia de menina e também nem sabia que o filho gostava de homens, para Sónia, Thomás era um amigo muito íntimo de Eddie que sempre estava ao seu lado. 

 

Falando em Thomás, o mesmo foi a casa de Eddie mas Sónia dissera que Eddie acabara de sair. Thomás não gostava nada dessa situação, esse reaparecimento de Richie estava ameaçando seu relacionamento com Eddie 

 

Quando Eddie chegou, apenas entrou Richie ali então o cumprimentou com um beijo na bochecha, e o de óculos o puxou para um abraço, Richie aproveitou para sentir o aroma dos cabelos do seu garoto, o mesmo passou a barba rala pela bochecha suave de Eddie, fazendo o garoto gostar e sentir cócegas 

 

-Quer dizer que meu neném tem cócegas? - Disse Richie fazendo cócegas nas costelas de Eddie. 

 

O pequeno nem se aguentava mais, uma parte de si estava com medo de pular de mais e cair e deixar todos na rua ver a sua bunda, e a outra parte não conseguia pensar porque estava rindo muito. Até que Richie parou, ainda rindo do garoto, mas aos poucos foi parando. 

 

Eddie encarava os olhos de Richie com todo amor do mundo, os olhos escuros e grandes por conta dos óculos mas que Eddie amava com toda certeza do mundo.  Richie se pegou olhando nos olhos de Eddie também, mas ao contrário do garoto, não estava pensando com amor e com doçura, e sim pensando em beija-lo enquanto-o prensava-o bem forte contra essa parede. Richie foderia Eddie ali mesmo, com todas as pessoas parando pra assistir com cara de enojadas, sinceramente ele não importava com as pessoas. Só iria se importar se alguém o assediasse, assim como Julius fez uma vez e levou uma surra por isso.

 

Eddie ouviu a gagueira se aproximando e deduziu que Bill estava se aproximando com Stanley 

 

- E-eu na-não acre-dito q-que vo-você não go-gosta de-de Micha-el Ja-ja-jackson - disse Bill enquanto caminhava abraçado com seu namorado 

 

-não é que eu não goste amor, é que eu não acho tanta graça assim - respondeu Stanley 

 

-Ma-mas na-não são mu-musicas en-engraçadas - Bill riu pela forma como foi atingido pelo olhar de Stanley 

 

-você é bobo, Bill, não sei como eu te suporto - brincou 

 

-Hey Bill, o Stanley tem a ponta do pinto cortado? - perguntou Richie a Stanley que apenas lhe respondeu com um dedo do meio - enfia no toba e cheira 

 

Stanley revirou os olhos pela infantilidade do amigo enquanto Bill e Eddie riam da situação 

 

Mike virou a esquina enquanto corria, seu corpo todo estava suado e ele estava sem camisa. Mike havia ganhado músculos e nem parecia ter apenas 18 anos. Passou até pela cabeça de Eddie que se não tivesse abismos por Richie, com certeza teria por Mike e seu corpo esculpido pelos anjos. 

 

Mas Richie notou o olhar de desejo de Eddie e guardou isso em sua mente, um dia iria puni-lo por isso 

 

-Ben e Beverly disseram que não vão poder vim - avisou Mike, ofegando e tinha sua respiração acelerada

 

Um olhou para o outro com aquele ar de "hoje tem". 

 

Os garotos adentraram no estúdio e Richie deu todas as informações necessárias e em pouco tempo, foi chamado para entrar na sala, claro que todos os acompanharam. Eddie estava nervoso, não queria que Richie sentisse dor. 

 

Richie tirou sua camiseta preta para que pudesse se deitar no banco de couro branca do studio. Eddie aproveitou para vislumbrar o corpo perfeito de Richie, os pequenos pelos abaixo do umbigo que desciam e se escondiam em sua calça preta. Richie deitou e suas costas ficam aparentes e Eddie imaginou se ele arranharia aquela região... 

 

O tatuador começou a escrever com caneta para que não houvesse erro. Os amigos olhavam atentamente, e Eddie já começava a suar frio somente de imaginar as agulhas perfurando seu "delicado" Richie. O tatuador ligou o aparelho para começar a furar, Eddie se aproximou de Richie para acariciar seus cabelos para acalma-lo, a verdade era que Eddie achava que estava acalmando Richie mas estava se auto acalmando. Mas Richie não iria reclamar, estava bom demais 

 

Richie queria dizer a Eddie que estava acostumado com a dor, em todas as formas possíveis, até pegou gosto pela dor. 

 

*** 

 

 

No dia seguinte, Stanley chamou todos os losers para dormirem em sua casa, mas disseram que tinha que ser um momento especial e por isso, somente membros oficiais do "Loser's Club" poderiam ir. Em outras palavras, sem Grace e sem Thomás. 

 

Eddie foi, com certeza. Vestiu uma saia curtinha na cor branca e um moletom com um arco-íris estampado. E Richie optou por uma camisa preta de botões transparente, para que pudesse mostrar seu peitoral e sua tatuagem nova. 

 

Stanley aproveitou a viagem dos pais e comprou bebidas alcoólicas. Isso tudo era um plano criado com a ajuda de Bill com o título "Juntando Reddie". De acordo com Bill, Reddie era a combinação de Richie e Eddie, e tudo que eles precisavam era de um empurrãozinho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...