1. Spirit Fanfics >
  2. Innocent >
  3. De BaiXo DoS PaNoS, aS TRaVeSsuRaS

História Innocent - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - De BaiXo DoS PaNoS, aS TRaVeSsuRaS


Fanfic / Fanfiction Innocent - Capítulo 6 - De BaiXo DoS PaNoS, aS TRaVeSsuRaS

''Eu beijei uma estranha em um vestido branco

Ela pôs uma coroa no topo da minha cabeça, disse que todo rei precisa de uma rainha em sua cama

Eu disse: Ei, garota, gostaria de ficar um pouco aqui

Apenas você e eu

Longe dos lugares que não podemos fugir"

 

Gastronomia pode até ser um pouco chato, mas agricultura vence mil vezes nesse quesito. E cá estamos nós, misturados com outras turmas, tentando ensinar alguns deles como se aduba uma terra, um completo saco. Nossa professora de agricultura esta de licença por ter fraturado a perna no taekwondo. Achamos que ela usa a agricultura porque não pode mais dar aulas de luta e como gosta muito da diretora, resolveu dar uma força. Mas ela, definitivamente, odeia plantas, odeia planta-las pra falar a verdade, descobrimos isso numa completa coincidência no primeiro dia de aula com ela.

Pra quem não me conhece ainda, Sasuke Uchiha\Gostosão da porra, prazer!

Depois da aula de gastronomia mais cedo, Tenten mau consegue olhar pra minha cara, até porque eu fiquei encochando ela até o fim da aula pra provocar a Haruno. Ela não curte muito essas coisas de fica fazendo ciumes nos outros e também temos nossa ''historia'' passada, que faz com que ela queira se distanciar ainda mais quando eu estou tão perto assim. Eu sei que eu sou irresistível, mas não é pra tanto.

Eu e a morena tivemos um lance pouco tempo depois de ela descobrir sobre os negócios das nossas famílias. Foi bom, foi muito bom, quase posso dizer que foi a melhor relação que eu tive até hoje, mas a Sakura é a pessoa que me deixa louco, de ciumes, de amores e principalmente de tesão. Mas o que é bom dura pouco e meu lance com a Tenten foi por água a baixo por conta de um pequeno problema que tivemos no caminho, e com isso, as drogas também, o que me fudeo completamente. A parte boa foi que eu conheci a Sakura, ou talvez seja a pior delas.

-Ten, me ajuda aqui?-  Neji pergunta a morena, que esta a alguns passos longe de mim e da minha planta.  

-Me da a planta e você ajeita a terra- ela ficava tão fofinha suja de terra, não devia estar perto daquele imbecil vestido de amigo.

Não me arrependo das coisas que disse e muito menos de ter socado aquela cara feia dele, faria de novo, um milhão de vezes. Como ele pode ser tão baixo assim, comigo ainda, o cara que mais ajuda e da concelhos pra ele. Eu, que escondi que ele foi um dos que fizeram aquela chacina, que deu a desculpa de que fomos por causa de drogas, que o protegeu do próprio pai. Hizashi pode parecer o cara mais legal da face da terra, mas consegue ser pior que Hiashi, perto dele é um santo.

Nem Naruto, que é apaixonadinho pela Sakura desde que chegou, tem essa indecência, tem a coragem de fazer uma coisa dessas comigo. E falando no diabo, lá estava ele na volta da Tenten, enquanto ensinava a Mirai, Hanabi e Konohamaru a adubar. Ele sabe que o que ele disse ela nunca vai esquecer, Tenten é teimosa e alem disso, muito orgulhosa, não vai perdoar aquelas palavras tão facilmente.

-Você é um idiota, só isso- escuto Shikamaru xingando o Naruto, ambos estavam atrás de mim, sendo cercados pelos pirralhos.

-Não se mete Shika- responde irritado

-O que aconteceu com você? Nunca falou desse jeito com ela, é nossa irmã- questiona- Você só foi assim comigo, quando descobriu que tinha um irmão mais velho antes do casamento da sua mãe com nosso pai.

-Ele não é o meu pai, esqueceu?

-Ele sempre foi o seu pai, nem depois de saber que não era filho dele, continuou o chamando de pai- diz irritado- Você procurou a nossa irmã logo quando soube das mentiras e traições que cercam aquela casa, você tratou ela como irmã, uma coisa que nunca fez comigo. Tirou ela da casa do pai adotivo pra morar com você, porque queria sua recente irmã perto de você. A protegeu ate quando não precisou e agora vem aqui e fala essas merdas? Qual é o seu problema?

-Vai se foder Shikamaru, nunca quis saber da Ten, pra inicio de conversa, sua irmã era apenas a Mirai e agora vem me dar sermão?- retruca.

Naruto nunca tinha me contado aquelas coisas, Shikamaru é irmão dele? Quero dizer, da Ten e da Mirai. É difícil se acostumar com uma realidade e logo ser outra, mesmo que faça tempos, mas ainda não caiu a ficha de que o Sarutobi não é pai do Naruto, não vemos outra realidade senão essa, mesmo que o Minato tenha sempre ficado na volta do Naruto como ''padrinho'', o tratando mais como filho do que o próprio Kakashi fazia.

-Deixa, não da pra conversar com você nesse estado- se levanta irritado- Não é o Naruto que eu conheço.

Se afastou dele e dos pirralhos para ficar ao lado da Ten e da Temari, que estavam mais brincando com a terra jogando no Shino e no Darui do que fazendo seus trabalhos. A fogueira começou a pegar fogo quando Hidan e Sasori chegaram na estufa atrasados, Shikamaru já estava puto por Darui estar ali, ele é um amigo de infância da Temari, e agora com Hidan por perto fudeo gurizada.

-Olha só, o lixo veio pra cidade- exclama logo quando avistou o Shikamaru agarrando a cintura da Tema possessivamente.

-Shikamaru se você fizer alguma coisa...- a loira o ameaça baixinho quando estava prestes a levantar.

-O que sera que a rale fez pra estar aqui?- Sasori argumenta botando gasolina na fogueira- Filho de quem é eu não duvido de nada.

-Se você sair de perto de mim eu entro em greve- as ultimas palavras dela o fizeram se calar emburrado e puxa-la pra si novamente, roubando um beijo pra mostrar aos dois, ou três, que a loira era sua.

Nem eu, que sou eu, sou possessivo assim, pelo menos a Sakura nunca reclamou de ciumes pela minha parte, sou discreto. 

Quando os dois imbecis se ajeitaram um pouco afastados dali, Matsuri e Shion vieram ate mim arrastando Neji consigo.

-Achamos que vocês deviam conversar- Shion começou.

-Eu não quero falar com esse estupido- digo ríspido- O que vocês querem se metendo nesse assunto, nem da nossa turma são.

-Eu não gosto de ver o Neji triste- ele espalma a mão na própria cara, parecia querer sair dali correndo.

-E você, projeto mirim?- pergunto pra Matsuri.

-Só estou fazendo um favor pro Gaara, ele disse que o time anda mau se os dois continuarem assim- responde seria.

-Conversamos depois das aulas, não tenho outra opção já que vamos dividir o mesmo quarto- o sinal bateu e fomos nos separando para ir nos nossos respectivos cursos.

 

~~~~

Quando a maioria já estava em suas salas de aula, o professor Teuchi e o novo professor de agricultura e inglês passeavam pelos arredores da escola, conhecendo mais um pouco da instituição. Se encaminharam por ultimo na sala dos professores.

Muitos professores não lecionariam naquela instituição por conta do tipo de alunos que traziam ali, então Tsunade teve que contar com a própria família e sócios do seu falecido tutor para ajudar. 

Kakashi Sarutobi, Rin N. Mitsashi e Fugaku Uchiha eram um exemplo, assim como o novo professor. Orochimaru como professor de medicina foi uma exceção, um castigo por ter ferrado eles muito mais com suas pesquisas caras e na maioria falhas, ele voltava ao hospital, onde ele Tsunade antigamente trabalhava, depois das suas horas de tortura lecionando.

-Aqui é a sala dos professores, pode tomar um cafezinho, dar uma cochilada no sofá e também fazer um lanchinho- o professor dizia animado- Esse é o treinador de basquete, Maito Gai.

-Bem vindo professor- dizia animado- RINN, TEMOS MAIS UM UCHIHA, MAS ESSE PARECE LEGAL.

A morena de bochechas marcadas de roxo veio correndo para conhecer seu colega de trabalho.

-É o mais velho do Fugaku, não?- pergunta com um grande sorriso no rosto- Ouvi falar muito de você, sou Rin, professora de artes plasticas e espanhol.

-Muito prazer, me chamo Itachi- cumprimenta- Você é a mulher do Kakashi, sim? A mãe da Tenten.

-Sou- responde meio envergonhada.

-Você conhece minha filha?- Gai fica atento ao assunto.

-Aaah sim, a conheço muito bem- se arrependeu de sua fala quando viu a cara que o outro fez engolindo seco- Nã~ão dessa forma que pensa- suava frio, nem querendo imaginar no que ele pensaria se soubesse como os dois realmente se conheceram.- A conheci em uma convenção de livros, somos muito amigos até hoje, é muito legal conhecer seu pai adotivo pessoalmente- se aproximou para apertar a mão do outro- Ela me falou muito sobre o senhor e Lee.

-Não sabe como estou feliz em saber disso meu jovem- tinha os olhos lacrimejados, emocionado- O sangue da juventude os uniu para se conhecerem, a cultura e arte escrita, você parece um jovem muito culto e é muito educado, os jovens não são mais assim Itachi- diz suas palavras como se atuasse- Me de um abraço. 

-Não se preocupe, ele é estranho assim mesmo- Rin diz com um sorriso envergonhado.

-Me diga mais sobre como se conheceram- o Uchiha tinha gotas de suor que lutavam para não sair de sua testa e mãos tremulas que se escondiam nos bolsos da calça formal.

 

Um pouco mais tarde, quando as aulas tinham recém terminado, os professores foram correndo conhecer ao novo professor e os alunos foram para o salão principal almoçar. Era um auditório enorme com cinco mesas que se estendiam da porta até o outro lado onde ficava a mesa dos professores. As mesas se separavam de acordo com a idade, dos 15 aos 16, 17 aos 18, 19 aos 20, 21 aos 23, para quem ficava para terminar os cursos e a mesa dos funcionários que ficava bem no meio das outras.

-Pensávamos que depois do que aconteceu você não voltaria mais pra escola- Sasuke conversava com Naruto um pouco afastado dos outros.

-Eu prometi que terminaria o curso e é isso que farei- responde ríspido tentando sair do assunto- Eu vou ter que assumir a empresa no lugar dos meus pais, meu avô Sarutobi quer que meu pai, digo, o Kakashi assuma o cargo ja que ele e a minha mãe ainda são casados no papel e esta no nome dela, mas ele não quis e deixou a empresa pra mim.

-E você quer?- pergunta.

-Querer eu não quero, não quero dirigir a empresa como meu pai fez- diz com desprezo- Não quero participar daquelas coisas, prefiro ir a falência pagando a divida e tentar tocar a empresa do meu jeito ou apenas vender o negocio e começar outro. 

-Ainda pensa na oficina?- assentiu para o amigo- Eu sei que não é da minha conta, mas acho que deve fazer o que achar melhor, o que for bom pra você e não o que vai favorecer aos outros, acho que deve abrir a oficina, já tem os cursos na sua mão aqui.

-Obrigado Sasuke- o olhou no rosto pela primeira vez desde que chegou- Você pode me ajudar em uma coisa?

-A Tenten não é?- o outro assentiu- Posso tentar, mas não se preocupe, ela não vai ficar assim pra sempre.

-Espero- termina o assunto quando Neji, Deidara, Gaara, Shino, Kiba, Juugo, Suigetsu e Shikamaru que chega abraçado em Temari se aproximaram de onde os dois estavam jantando.

-É bom ter você de volta, mesmo depois da aula de gastronomia- Neji diz ja se sentando.

-E vocês dois se acertaram? Fiquei sabendo da confusão- Naruto pergunta observando os dois.

-Vamos conversar depois sobre isso, ate porque, o time não tem que sofrer as consequências da burrada dos outros- alfineta o outro a sua frente e se levanta depois de terminar o prato.

-Ta na hora de se acertar- Neji se despede dos outros seguindo seu antigo amigo.

 

"Ela disse: Ei, garoto,

Eu gosto do seu estilo

Deixarei você me tocar por um tempo

Toque-me até o sol nascer

Toque-me como um violino"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...