1. Spirit Fanfics >
  2. Innocent Prince >
  3. Amor em dobro

História Innocent Prince - Capítulo 17


Escrita por:


Capítulo 17 - Amor em dobro


Jimin Pov 

A dor consumia todo meu corpo, não só a minha barriga. Taehyung veio correndo para analisar meu estado, ele sabia muito bem sobre essas coisas. Eu estava com medo, suando frio. Não gosto de sentir dores, creio que ninguém gosta na verdade, mas pra mim era um pesadelo. Me deixava irritado e muito triste. Depois que ele verificou meu corpo, ele olhou pra mim sorrindo fraco. Jungkook mordia as unhas nervoso, sem entender o que estava acontecendo. 

—  É alarme falso, seu bebê não vai nascer agora. — afirmou 

— E as dores que ele está sentindo? Será que é algo grave? 

— Não, as contrações que ele está sentindo são muito fracas. Daqui a pouco elas param e depois voltam com mais intensidade. O bebê pode nascer a qualquer momento, mas precisam ter paciência. Principalmente você pequeno príncipe, sei que sentir dor é ruim. Mas você precisa ficar tranquilo, são reações do seu corpinho. 

— Ah, Taetae! Que medo. — fiz biquinho — E por que o bebê não pode nascer agora? 

—  Não sei meu amor, o príncipe Namjoon mandou avisar que você já pode voltar para seus aposentos. Ele também deixou Jungkook ficar aqui no castelo o tempo que for necessário. Agora você precisa tomar banho, está muito suado. 

— Kookie vai poder me dar banho? — questionei tímido fazendo taehyung assentir, Jungkook riu corado mas não negou. Eu fiquei feliz por voltar para meu quarto, o beta e o alfa me ajudaram a levantar dali me levando para o cômodo. 

— Eu vou preparar tudo caso você entre em trabalho de parto. Todos serão avisados. — Tae disse saindo do quarto, Jungkook me levou para o banheiro e eu abracei o mesmo manhoso.

— O que foi? Calma só foi um alarme falso. — tentou me acalmar. 

— Mas eu tenho medo, tá doendo. 

— Eu sei que é horrível, mas são contrações. Isso acontece com todos os grávidos, eu vou te dar banho ok? Posso?! — questionou antes de tirar minha roupa, eu assentir e aos poucos o alfa tira a minha roupa, me deixando sem nada. Eu não tinha vergonha de ficar nú na sua frente. — Sua barriga está linda. — tocou nela fazendo carinho. — Mas um certo grávido precisa de um banho, você está suando muito. Nossa! — foi até a banheira enche-la. Não queria ficar em pé, só queria deitar em algum lugar. Quando ele viu meu estado, me segurou pela cintura me levando até a banheira cheio de água. Finalmente me sentei sentindo a água morninha pelo meu corpo, Jungkook pega um sabonete e esfrega no meu corpo com delicadeza. Enquanto isso, eu brincava com minha barriga. Tava tão grande que poderia ocupar a metade da banheira. 

— Olha hyung, Jimin é um balão. — falei fazendo o alfa rir. — Acho que vou explodir. 

— Vai mesmo, e irá nascer um filhotinho. 

— Sim — bati palminhas — Como vai ser nosso filho? Será ômega ou alfa? 

— Acho que vai ser um alfa. 

— Será? Ou pode ser um ômega igual a mim. 

— Só vamos descobrir quando nascer, pequeno. Você é muito ansioso. 

— Só um pouquinho — fiz biquinho, ele passou a mão no meu pinto e sentir umas coisinhas boas, fazia tempo que não sentia isso. Me fez lembrar de bons momentos que tive com o alfa, eu quero esses momentos novamente. — Hyung?! — chamei manhoso 

— O que foi meu anjo? 

— Acho que o amiguinho do Jimin está animado. — olhei pra baixo

— Oh, céus — tentou tirar a mão dali, mas não deixei segurando seu pulso. 

— Kookie, não para! Você pode tirar a roupa e mostrar seu amiguinho? Ele deixa o Jimin feliz. 

— P-para com isso. — corou — Seu pervertido.

— Por favor, eu preciso de você. 

— Não posso, você está grávido e ainda está sentindo contrações. Pode machucar seu bebêzinho. 

— Não sinto mais, me faça feliz, sim? Eu quero Kookie hyung. 

— T-tudo bem, mas só um pouquinho. Mas eu não sei como vou fazer, sua barriga vai atrapalhar. — riu baixo — Tem certeza que quer isso agora? Podemos fazer outro dia. 

— Não, o Jimin quer agora. 

— Aish, e se eu dizer que não estou afim? Vai ficar chateado? 

— Vou ficar um pouquinho chateado, mas não vou te obrigar, Hyung. — fiz carinho na minha barriga — Se está fazendo isso pelo bebê, então eu acredito em você.

— Que bom que entendeu. — me deu um selinho rápido — Vamos sair daqui antes que pegue um resfriado. — assenti saindo dali, sendo ajudado pelo mais velho. Jeon me vestiu com roupas confortáveis e depois me levou para minha cama. Estava aliviado por ter voltado pra minha caminha, aquele quarto era horrível. 

— Boa tarde meninos — Namjoon entrou no quarto impregnando todo o quarto com o cheiro de perfume forte. Deixei um pequeno sorriso escapar agradecido por ele está me ajudando. — Você está bem, Jimin? 

— Um pouco melhor, mas estou com medo hyung. 

— Entendo o que sente, mas é passageiro. Mandei te trazer aqui para você ter seu filhote em um lugar confortável, Jungkook tem a minha permissão de ficar aqui no castelo para caso Jimin entre em trabalho de parto. Sei que você precisa do seu alfa. — olhou para Jungkook — E obrigado por ter cuidado do meu irmão, você é um bom alfa. 

— Não precisa agradecer, alteza. — curvou-se — Como está o rei? Ele melhorou? 

— Não, a cada dia está piorando — suspirou — Pelo que vocês vêem, eu estou tomando todas as decisões que meu pai deveria tomar. Estou sendo responsável por tudo neste castelo, confesso que estou angustiado.

— Hyung, papai irá morrer? — perguntei segurando as lágrimas, mesmo ele sendo mau comigo, eu ainda amava meu pai. 

— Eu não posso afirmar nada, porém ele está sendo cuidado pelos melhores médicos. Assim como você, não quero que ele morra. Iria ser um grande impacto na sociedade e na nossa família. Não quero ser um rei, mesmo sendo preparado, eu não queria ter essa grande responsabilidade. Ainda sou jovem, se eu pudesse fugiria daqui. 

— Não pode fazer isso, sempre cuidou de mim e do Yoongi Hyung. Se você fugisse como iríamos ficar? 

— Por causa de vocês que não fui embora, eu aceitei meu destino. Se eu tenho que herdar o trono, então assim será. — sorriu sem mostrar os dentes. — Eu estou indo, cuide bem do meu irmão Jeon. — se retirou, eu e Jungkook ficamos em silêncio, Namjoon estava abalado, nunca tinha o visto assim. Não sabia que o mais velho tinha medo de ser rei, queria poder ajudá-lo. O meu alfa deitou ao meu lado, pousando sua mão na minha barriga. Fechei os olhos sentindo seu cheiro de hortelã, me acalmava muito. Me deixei levar pelo sono por causa do cansaço. 

-X- 

Abri os olhos derrepente sentindo novamente aquelas dores infernais, porém aumentou demais. Nem podia deitar de lado que doía muito, como se algo me furasse. Olhei para janela, vendo que já tinha anoitecido. Jungkook dormia serenamente, não queria acordá-lo, então tentei me levantar para chamar alguém. Não deu muito certo, dei um grito fino passando muito mal, isso acordou o moreno que levantou da cama com os olhos arregalados pelo susto. 

— O que houve? Você está bem? 

— Hyung, a dor aumentou. Eu sinto que nosso bebê vai nascer agora, está insuportável. — gemi de dor logo em seguida, Jeon saiu do quarto para chamar alguém, eu poderia desmaiar a qualquer momento, queria que tudo isso acabasse de uma vez por todas. Taehyung e um outro ômega com uma maleta chegaram. O Taetae trouxe um monte de panos e água morna, não entendia o que acontecia. O mais alto colocou o pano molhado na minha testa e depois abriu um pouco os botões da minha camisa.

— Pequeno, fique calmo ok? Você já entrou em trabalho de parto. Esse é o médico que fará a cesária, ele vai dar uma anestesia e depois vai tirar o bebê da sua barriga. Você vai ficar tonto no início, mas depois você se recupera. Ninguém pode entrar aqui, apenas eu e o médico. — explicou enquanto me dava o remédio 

— Vão cortar minha barriga? — arregalei os olhos. 

— Sim, mas você não vai sentir por causa da anestesia. Melhor você tirar a roupa, assim fica mais fácil. — concordei sendo ajudado pelo beta que rapidamente tirou minhas vestimentas, o medicamento já fazia efeito, não sentia mais nada. Eu fechei os olhos suspirando, só ouvia a movimentação do quarto. Queria que meu alfa estivesse aqui, certeza que ele estava nervoso lá fora. Estava um pouco frio agora e chovia fraquinho, estava tão calmo que acabei adormecendo novamente.

Depois de horas dormindo acabei acordando, sem ver ninguém no cômodo. Me mexi um pouco sentindo dor na barriga, olhei pra ela vendo que tinha um rasgo enorme. Meu bebê não estava mais ali, fiquei desesperado. 

— Meu bebê, cadê meu bebê? — choraminguei — Quero meu filhote de volta. 

— Jimin você acordou — Jungkook entra com taehyung e Namjoon, o alfa estava com a criança no colo, enrolada no paninho. 

— Meu bebê, me dá ele. — estiquei o braço, Jungkook obedeceu colocando o pequeno no colo, era um menino ômega. Sorri largo com os olhos marejados. 

— Era essa cena que esperava ver, que lindo. — Tae falou emocionado — Você dormiu na hora da cirurgia, ainda bem que você não viu nada. 

— Estou estou tão feliz, meu filhote está aqui. Vocês estão vendo? 

— Sim, estamos vendo. — Namjoon riu — A gente ficou um pouquinho com ele, agora ele não vai mais desgrudar de você. Vai dar um nome pra ele? 

— Eu não sei ainda, mas vou pensar depois. — fiz carinho no rostinho do bebê. 

— Você precisa amamentá-lo, ele não comeu nada ainda. Vamos sair daqui para te dar privacidade. — Taehyung comentou indo embora com Namjoon, o pequeno abocanha meu botãozinho sugando, Jungkook ficou olhando impressionado, chamei para que ele sentasse ao meu lado. Enquanto eu olhava para criança mamando, Jeon fazia carinho na minha cabeça. 

— É lindo não é? — perguntou — Agora tenho dois ômegas para proteger. 

— Sim, mas eu também vou proteger meu filhote. — sorri — Você está vendo bebê? O omma e o Appa está aqui pertinho de você. Vamos cuidar sempre de você. Kookie, você pode dormir com a gente hoje? Estamos com frio. 

— Claro, meu amor. — me abraçou — Vou deixar os dois quentinhos, hum? Eu amo vocês. 

— Nós também te amamos. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...