História Inquebrável - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Adolescente, Amor, Colegial, Crime, Escola, Justin Bieber, Ódio, Paixão, Romance, Traição
Visualizações 0
Palavras 345
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Mudança


Quando acordei na manhã seguinte, abri os olhos e rezei para a noite passada ter sido apenas um pesadelo.... Mas não era. Não estava pronta para enfrentar minha nova realidade.
Levantei e me olhei no espelho. Lágrimas ainda escorriam pelo meu rosto inchado e pálido. Ao ver aquela imagem, toda a minha tristeza desapareceu,para dar lugar a raiva.
Olhei no fundo dos meus próprios olhos e jurei que NUNCA mais me apaixonaria por alguém de novo. O amor foi feito para destruir a vida das pessoas, por isso, ninguém destruiria a minha novamente.
Lucy, passou em minha casa logo cedo. De alguma maneira ela soube que eu não estava bem. Contei tudo pra ela. Senti que nela eu podia confiar. Decidi não sair de casa naquele dia. Resolvi fazer uma mudança total. Destruir todas as fotos, todos os presentes vindos de Erik , todas coisas fofas e rosas que eu tinha. Até as roupas que eu gostava antes , destrui. Eu já não era a Alexa que todos conheciam.
Voltar pra escola não foi nada fácil. EnTrar por aqueles portões, todos me olhando; pareciam apreensivos. Já fazia três dias que eu não aparecia. E parecia que todos já sabiam o que tinha acontecido. E agora a nova Alexa Sanders: Traída, feita de idiota,aquela garota toda vaidosa, louca por rosa e que chorava se quebrasse uma unha apareceu com um jeans detonado, capuz preto e esmaltes Roidos. Mas eu não estava nem aí. Aquele era o meu mundo agora.
Mesmo assim, ver Erik chegando de mãos dadas com Melinda na escola, doeu muito. As lágrimas queriam descer, mas respirei bem fundo e as obriguei a ficarem lá dentro dos meus olhos.
Passaram- se dois meses. E depois de "sair "das líderes de torcida e ver todos os meus" amigos" parar de falar comigo, fiquei ainda mais convicta de que não seria difícil cumprir meu juramento.
Mas ainda amava Erik. Sentia algo muito forte por ele, e não seria fácil mudar isso. Os outros garotos pareciam tão iguais, tão idiotas. Nenhum valia a pena. Nem que valessem.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...