1. Spirit Fanfics >
  2. Insaciable (Hot)! >
  3. Galatasaray Göre!

História Insaciable (Hot)! - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura!

Nos vemos nos comentários!

Xoxo

Capítulo 5 - Galatasaray Göre!


Fanfic / Fanfiction Insaciable (Hot)! - Capítulo 5 - Galatasaray Göre!

Acordei e percebi que a Prih estava chegando ao quarto do hotel,pelo visto a noite dela foi longa...

- Ora,ora,mocinha,de onde está vindo?_ Falei rindo

- Da casa do Raj_Ela falou sorrindo

- Quem diabos é Raj?_ Falei sentando no sofá e atirando uma almofada nela

- O segurança do clube_ Ela falou rindo ainda mais

- Aaah cachorra safada,a conversa ta boa mas já tenho que ir andando_Falei me levantando

- Qual o próximo? Achei que ele fosse o último daqui da Turquia

- E seria,exceto pelo o Sneidjer que ficou me encarando ontem e eu não posso perder oportunidade,ele vai estar um restaurante aqui perto,vou la...

Tomei um banho rápido,coloquei um vestido soltinho florido,sem sutiã apenas a calcinha por baixo,como era um almoço fui bem a vontade,coloquei uma rasteirinha uma bolsinha de lado e sai soltando um beijo por alto para Prih,desci peguei um táxi e com 20 minutos cheguei no tal restaurante,observei rapidamente pela porta e logo avistei uma mesa no canto reservado onde o Sneidje estava sozinho,sorri maliciosamente,e entrei,me encaminhei e sentei na mesa da frente ficando de frente para ele,que logo me encarou e sorriu de lado,como quem me conhecesse eu apenas devolvi o sorriso,fiz meu pedido,e almocei lentamente acompanhando seu ritmo,ele em nenhum momento deixava de me olhar entre uma garfada e outra eu retribuindo o olhar,terminamos praticamente iguais porém minha conta veio primeiro,pisquei o olho para ele,me levantei e sai,cheguei na esquina e fiquei fingindo que esperava um táxi,ao lado o Sneidjer passou com o seu Vectra 2015 todo escuro,parou ao meu lado e abriu o vidro.

- Esperando táxi?_ Ele me perguntou

- Sim,estou vendo se passa algum_ Falei rindo de lado

- Pra onde você esta indo?_Ele perguntou

- Para rua Nuh Kuyusu  Cadessi _ Respondi fingindo inocência

- Eu não vou para lá,mas eu passo perto quer uma carona?_ Ela pergunta sorrindo

- Quero sim,obrigada

Entrei no carro rapidamente ,antes que aparecesse algum paparazzi ,afinal de contas o Sneidjer é casado e eu não quero destruir o casamento de ninguém,ele deu partida e seguimos caminho,fomos conversando coisas bobas,até notar que o Sneidjer mudou o caminho,ele começou a passar a mão na minha perna entre uma conversa e outra   e eu já estava ficando excitada,até que eu comecei também a passar a mão em suas coxas torneadas e subir até seu pênis que não demorou muito e já estava endurecendo,não pensei duas vezes e me soltei do cinto de segurança e me abaixei abrindo sua calça,comecei a chupá-lo com o carro ainda em movimento,comecei a suga-lo com gosto,chupando a cada movimento de vai e vem o que foi deixando ele ainda mais doido e gemendo,na verdade eu não sei como ele estava conseguindo dirigir,ele dirigiu por mais 5 minutos e parou,travou o carro e me puxou para o banco de trás,notei que ele tinha parado em uma rua  totalmente deserta ,no banco de trás ele veio pra cima de mim com urgência,me beijando,me mordendo,um beijo com gosto de vinho o que me deixou ainda mais excitada,seu beijo quente com o toque adocicado do vinho,ele levantou meu vestido e afastou a calcinha sem tirá-la e empurrou de uma vez,a essa altura eu já estava mais do que molhada,não senti dor nenhuma,ele veio pra cima e começou a penetrar com força,sem dó nem piedade,o carro balançava de tanta pressão,eu gemia em seu ouvido o que deixava ele ainda mais louco,sentei em seu colo e comecei a cavalgar com força,senti um liquido escorrer pelas minhas pernas e vi o que o Sneidjer tina gozado,vendo que eu ainda não tinha chegado lá,ele me colocou deitada e começou a me chupar,sugando meu grelinho com gosto,metendo a língua dentro da minha entrada encharcada de tesão,apertei seu rosto entre minhas pernas e soltei um grito gemendo alto,gozei na sua boca,ele por sua vez lambeu todo o meu gozo,sem desperdiçar nem uma gota,nos ajeitamos e seguimos viagem,ele parou na esquina do meu hotel,demos um beijo lento e demorado,nossas línguas se entrosaram na mais perfeita sintonia,ele chupava com vontade minha língua,o que já estava me deixando com tesão,nos separamos por falta de ar,estava me organizando para sair do carro ele me segurou e disse:

 

“-Posso pelo menos saber o seu nome?? –perguntou ele. 
-Se tivermos a ajuda do destino, nos encontraremos por acaso novamente. Quando isso acontecer, eu terei o prazer de dizer o meu nome. –disse abrindo a porta.”


Notas Finais


Até a proxima meus amores!

Xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...