1. Spirit Fanfics >
  2. Insane Deku >
  3. Consequências

História Insane Deku - Capítulo 50


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem do cap!!!

Capítulo 50 - Consequências


Fanfic / Fanfiction Insane Deku - Capítulo 50 - Consequências

Conseguem ouvir? Esse agradável som do silêncio, misturado com a fragrância do caos? Eles estão tão chocados, estão com tanto medo, estão tão desesperados. Que não conseguem fazer nada além de silêncio. Alguns irão apenas ir dormir nesse noite tão agradável, com suas estrelas escarlates brilhando no céu escuro. Mas igual a um hematoma que parece pular para fora da pele, esse sentimento de desespero irá ficar pior amanhã, no dia seguinte estará pior que o anterior, e assim irá continuar até que tudo despenque por completo. Uma sociedade frágil acabou de perder seu pilar que sustentava suas esperanças. Tenho que admitir que essa situação é hilária. Um dia aconteceu o mesmo comigo, perdi meu “pilar”, então sei o que eles estão passando, sei qual deles irá sobreviver a essa mudança repentina de ares. Das vielas escuras monstros começarão a aparecer, pessoas começarão a morrer, já outras começaram a viver de verdade. Alguns irão me agradecer, e outros me odiarão. Mas isso não realmente importa. Não preciso de seguidores, já tenho aliados o suficiente por agora, o mais importante são aqueles que se tornarão meus inimigos. Pois nesse linda noite estrelada eu anuncie ao mundo, que sou o inimigo que os heróis devem temer, não somente eles, como qualquer outro que entrar no meu caminho. Nessa noite eu disse, que eu estou aqui! E por isso que eles devem temer.

Faziam algumas horas que ocorrerá a grande ascensão do mais novo líder da liga dos vilões Midoriya Izuku, agora conhecido publicamente como Deku. Agora o mundo conhecia seu nome e seus atos hediondos contra a sociedade. Naquela fatídica noite, o símbolo da paz sofrerá sua queda, All Might repousava em estado critico no hospital. Pelo menos sete policias foram mortos no cerco contra a liga. Os corpos dos antigos integrantes da liga dos vilões foram encontrados em pedaços dentro de um galpão nas redondezas, o mais peculiar deles era o homem conhecido como Spinner, pois alguns de seus órgãos estavam com pedaços faltando, marcas de cortes estavam espalhadas pelo corpo do vilão, de acordo com a perícia, Spinner ainda estava vivo enquanto estava sendo mutilado, o vilão só acabou morrendo por perda de sangue vários minutos depois dos ferimentos serem causados. Nessa mesma noite, dois alunos da renomada U.A. foram mortos pelos vilões, e outros seis foram gravemente feridos. Entre esses alunos, estava Tsuyu, que mesmo possuindo inúmeras marcas de chicote e agulhas pela pele, a garota diz não saber o que aconteceu com ela. A aluna também se recusa a usarem a individualidade de uma heroína profissional para vasculhar suas memórias. Mesmo após poucas horas após os acontecimentos, toda a internet já falava sobre o assunto, fotos em posse da polícia foram vazadas misteriosamente, teorias estavam sendo feitas minuto após minuto. O vídeo da luta entre os heróis profissionais e Izuku, circulavam pelos maiores sites do Japão. Comentários infames diziam como os heróis eram patéticos, os mais fortes do local mal conseguiram ferir um simples garoto do ensino médio. Mais uma coisa estava circulando todos as redes sociais naquela noite, e isso era um trecho da luta de Izuku, nesse trecho Todoroki se mostra como um vilão da liga e além disso diz seu motivo por se juntar aos vilões logo após de deixar seu pai cego de um dos olhos, mas as pessoas mal se importavam com a saúde de Endeavor, todos apenas diziam entre si as monstruosidades que já haviam presenciado com relação ao herói número dois. O que ia deste destruição em grande escala durante suas lutas, até fãs que foram hostilizados pelo herói. E claro que todos estavam culpando o herói pelos ferimentos que apareciam em Shouto durante as transmissões, alguns até mesmo teorizavam que Endeavor estava junto da liga dos vilões. Naquele momento a verdade não importava, especulações possuíam mais poder do que qualquer fato.


<Escola de heróis U.A., sala dos professores>


—Esta é a pior situação possível. – Nezu não estava com seu pequeno sorriso no rosto como de costume.

—Temos que achar aquele pirralho imediatamente! – Diz Present Mic enfurecido.

—E depois faríamos o que? – Midnight tentava manter a calma naquela situação horrenda. —Alguns dos maiores heróis do Japão estão gravemente feridos, alguns dos nossos alunos estão mortos ou no hospital, em poucas horas após a derrota de All Might inúmeros casos de ataque de vilões estão acontecendo por todo país.

—Exatamente, o garoto lutou contra todos esses heróis sem descansar por nenhum momento! Se atacarmos agora que ele deve estar exausto podemos vence-lo facilmente! Se derrotarmos, os outros se intimidarão e fugirão com o rabo entre as pernas!

—Se formos atrás dele, iremos deixar todo o resto desprotegido, e é isso que ele quer. Ele começou aos poucos gerando dúvida e conflitos entre seus colegas de sala. Depois disso forçou All Might emocionalmente o máximo possível, até o ponto em que nosso símbolo abaixasse a guarda e ficasse vulnerável. Agora ele está fazendo com que a própria sociedade duvide da segurança proporcionada pelos heróis. – Nezu estava a todo tempo tentando manter a ordem entre os professores.

—Isso é ridículo!!! Todos viram o que aconteceu na televisão, ele estava ferindo heróis e polícias sem nem mesmo hesitar!

—Eles também viram um garoto colegial vencer o possível maior vilão e o maior herói da história, além de “salvar” um garoto que possivelmente sofria com agressões por parte do próprio pai, que adivinha? É um herói de alto rank. As pessoas podem não estar do lado dele, mas agora ele os fizeram duvidar da nossa competência como os seus protetores.

O silêncio se mantém na sala de reunião por algum tempo, os heróis entendiam a situação que estavam. Nezu quebra o silêncio dizendo.

—Não temos outra escolha. Fecharemos a escola durante um mês, todos os professores irão ajudar a polícia com os problemas pela cidade. No momento nossa maior prioridade é reconquistar a confiança da sociedade.

—Afastar os alunos da escola... Não acha isso perigoso? Midoriya mostra interesse por eles, mantê-los distantes apenas pioraria as coisas. – Cementoss estava calmo porém preocupado com a situação.

—Eu irei resolver isso, mas por agora eu precisaria que você construa alguns prédios novos dentro dos limites da escola Cementoss. E Aizawa, preciso que você entre em contado com os pais dos alunos.

—Certo.

—Sim senhor.


<Local desconhecido>


Passos rápidos ecoavam pelos corredores metálicos bem iluminados daquele local. Uma mulher de cabelos verdes era a responsável por tal som, enquanto andava, vários homens armados abaixavam a cabeça em sinal de respeito ou talvez medo. A mulher chega no final do corredor aonde existia uma enorme porta dupla, sem pestanejar a mulher da uma passo para frente o que faz com que a porta seja empurrada por uma força invisível.

—CHISAKI KAI! Você viu o que está aparecendo em todos os jornais nesse exato momento? – A mulher entra na sala e anda até um grupo de três homens, um deles o que parecia ser o líder estava sentado do outro lado de uma mesa. —Se não me engano, esse aparecendo nos jornais, é o meu filho, e eu tenho certeza que disse para vocês o capturarem usando os dardos que criei, antes que ele acabasse chamando atenção da liga. Adivinha o que aconteceu? Ele se tornou publicamente a porra do líder da liga dos vilões! Vocês sabem as consequências que isso trará?! Ou seus cérebros não se desenvolveram o suficiente para pensar de forma lógica?!

—Abaixe o tom ao falar com o jovem mestre, doutora Inko. – Esse homem usava uma máscara da peste dourada e marrom, se vestia com um manto branco e usava botas altas. Suas roupas cobriam quase todo seu corpo, deixando a mostra apenas suas mãos.

—Chrono, se você dirigir a palavra a mim de novo, vai se arrepender. – Inko possuía um olhar afiado, suas palavras atravessaram o corpo do homem fazendo-o ficar em silêncio. —Primeiramente, isso é culpa sua. Se você não fosse um incompetente, teria conseguido trazer meu filho para o esconderijo após ter usado o dardo nele. – A voz da mulher era calma e fria, porém cuspia ofensas com extrema naturalidade.

O homem que estava sentado atrás da mesa no centro da sala, se levanta e diz para a doutora.

—Doutora, quatro de meus homens foram mortos pelo seu filho naquele dia no shopping. De acordo com o relatório, o seu dardo mal conseguiu deixar o garoto inconsciente. – Aquele era Chisaki Kai, também conhecido no mundo do crime como Overhaul. Ele era um homem inteligente e perigoso, seu olhar era tão afiado quanto o da doutora, naquele local, ele era o único que conseguia encarar a mulher sem piscar.

—O dardo servia para retirar a individualidade dele, e gradativamente retirar suas memórias de tudo que envolvia seu poder. Mesmo incompleto, isso deveria ser o suficiente para que um grupo como o seu o captura-se. Mas vendo que você não é capaz de tal feito, eu assumirei a liderança dessa operação Chisaki.

—Eu já disse para não me chamar por esse nome. Quanto a liderança da captura de seu filho, faça como desejar doutora, deste que você desenvolva o antidoto não me importo com o que vai fazer com sua cria.

—Sabia que era um homem sensato Chisaki. Eu irei criar uma versão mais potente do antidoto, até lá, junte os oito preceitos da morte. Nós iremos entrar em contado com o novo líder da liga dos vilões em breve. E uma última coisa Chisaki, reze para eu encontrar meu filho e conseguir captura-lo.

Inko começa a andar para fora da sala, no exato momento em que ela pisa para fora do cômodo uma força invisível fecha às portas atrás dela.

—Você não devia dar tanta liberdade para ela Overhaul. – Diz Chrono.

—Se tivesse escolha eu não o faria, mas infelizmente ela é a pessoa mais inteligente que existe no submundo, criar drogas ampliadoras de individualidade, humanos artificiais, ou até mesmo retirar individualidades de cadáveres, tudo isso é brincadeira de criança para aquela mulher. Se alguém pode criar aqueles dardos em grande escala é ela, não podemos perde-la.


<Nova liga dos vilões, Tokyo>


A nova base da liga dos vilões, era o subsolo de um grande prédio abandonado, o lugar estava extremamente sujo, porém era completamente mobilhado e possuía alguns eletrônicos, além de quartos, banheiro, uma sala principal e um único laboratório. Tudo era feita na base de concreto, deixando todo o ambiente cinza.

—Isso tem cheiro de merda de rato, parece que vai desmoronar a qualquer momento e está tão sujo que minha pele está ardendo... Aaah, lar doce lar. – Izuku se joga em um sofá empoeirado, e liga uma velha televisão de tubo.

Os outros membros estavam esperando sentados em lugares diferentes do cômodo, Toga se levanta ao ver Izuku e logo em seguida se joga no colo do garoto.

—Deku-kun! Eu pensei que você ia morrer lá! <3

—Você sabe que sou duro na queda.

—Deku estamos felizes que você voltou! —Não estamos não! – Twice era tão louco quanto Izuku e Toga, sua dupla personalidade sempre contradizia tudo que ele falava.

—Você parece mal pra caralho. – Dabi cumprimenta Izuku com toda a sua gentileza. —Eu vi o que você fez com o Endeavor, o desgraçado mereceu. Aonde está o garoto picolé?

—Também estou feliz em te ver Dabi-kun. O Todoroki-kun está no laboratório, eu fiz todos os procedimentos necessários, ele vai ficar bem em breve.

—Então, o que faremos agora? – Diz Dabi enquanto puxa uma cadeira para se sentar.

—Que bom que perguntou Dabi! – Izuku se levanta do sofá erguendo Toga no processo. —Vocês três irão para as ruas, devem procurar heróis ou vilões, e mata-los. vocês devem ser o mais discretos possíveis, porém deixem explícito que nós fomos os assassinos.

—Por que matar ambos Deku-kun? <3

—Isso é óbvio Toga-chan. – Izuku coloca a garota no chão e volta a dizer. —Mataremos os heróis pelo mesmo motivo até agora, apenas para mostrar que não gostamos deles e o quanto eles são desnecessários na sociedade. Vilões também são desnecessários nessa sociedade. Eu mesmo, não nos considero vilões, mesmo que o título fique fantástico em mim. Nosso grupo não tem lado, isso tem que ficar claro para todos. Isso também trará notorioridade para nosso grupo. Além de criar um ideal que outros podem acatar.

—Massacrar heróis e vilões em Tokyo? Isso é perigoso até para nosso grupo.

—O nosso maior problema nessa cidade era o Endeavor, mas agora, o merda não consegue nem ir no banheiro sem ser indagado por repórteres. Além do mais vocês não farão ataques em grande escala. Mate aqueles que entrarem nas sombras, sejam letais e precisos.

—E o que você vai fazer? —Não seja preguiçoso.

—Eu vou tentar não morrer de hemorragia interna, pode não parecer mas eu estou mais na merda do que aparenta. Preciso me recuperar antes de fazer qualquer coisa. Além do mais, eu ainda tenho que cuidar do Todoroki-kun. – Izuku lambe o lábio inferior com malicia.

—Agora entendi, descanse bem chefe! —Morra!

—Eu vou indo na frente, acho que vou ficar louco se conversar muito com vocês. – Dabi se despede do grupo e entra em um elevador que leva até a superfície.

—Ele esta feliz. <3

—Eu também ficaria se fosse minha mãe a perder o olho, e ser linchada verbalmente por toda sociedade.

—faz sentido. —Lunático.

—Também estou indo Deku-kun! <3 – Toga rouba os lábios de Izuku e começa a correr em direção do elevador.

—Eu também vou chefe. —Odeio ter que sair.

Twice e Toga entram no elevador e somem daquele ambiente, com isso, Izuku fica novamente só dentro do cômodo. Midoriya se ajoelha no chão e vomita sangue no chão cinza da liga.

(Eu abusei da minha individualidade)

O garoto ainda tonto se levanta apoiando-se nos móveis.

(Maldito seja as limitações do meu corpo)

O garoto vai se arrastando até o sofá, após chegar perto dele o garoto se joga no móvel.

(Preciso apagar por algumas horas, aqueles malditos heróis causaram muitos danos. Pelo menos terei um dia divertido com o Todoroki-kun amanhã)

Izuku fecha seus olhos, e aos poucos o garoto começa a pegar em um sono profundo, mesmo que dentro da sua mente ele está sempre acordado.


Notas Finais


Espero que tenham gostado do cap! Caso tenham alguma, crítica, dica ou elogio sobre o cap ou a fic em geral, deixem abaixo nos comentários que isso me motivo muito a continuar escrevendo!!! Até o próximo cap!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...