História Insanity - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Personagens Ana Paula Padrão, Erick Jacquin, Henrique Fogaça, Paola Carosella, Personagens Originais
Tags Farosella, Henrique Fogaça, Paola Carosella
Visualizações 285
Palavras 910
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero muito que vocês estejam gostando.
Boa leitura meus benzinhos! ❤️

Capítulo 3 - Desejos


Paola ajeitava seus cabelos em frente ao espelho. Estava com um vestido vermelho que marcava suas curvas e saltos pretos.

  - Estou pronta. - Ela sorri esperando Henrique. - Pensei que ele era mais pontual. - Paola diz pra si mesma ao olhar seu celular que já marcava 20:30hrs. Já estava impaciente mas logo a companhia toca. Ela se levanta e abre a porta. Sorri ao ver que é Fogaça com uma garrafa de vinho.

 - Demorei, mas cheguei. - Ele diz sorrindo e entregando o vinho para a mulher. 

 - Pensei que não vinha mais. 

 - Quando eu estava saindo de casa a Carine chegou lá, tive que enrolar e arranjar alguma porra de desculpa. - Fogaça diz enquanto Paola dá passagem para ele entrar. - Aliás, está linda. - Henrique a abraça e beija seu pescoço. 

  - Gracias. Está com fome? Posso preparar alguma coisa. - Paola fala colocando o vinho em cima da mesa. 

 - Com fome eu estou. Mas de outra coisa. - Fogaça a abraça por trás. Ela se vira e o beija. 

 - Eu te desejo, Paola Carosella. 

 - Yo tambien estoy te desejando, meu tatuado. 

Se tinha uma coisa que aquela mulher tinha naquele momento era desejo, desejo daquelas mãos fortes que a sustentavam pelas costas, explorando outras áreas. Desejo daqueles lábios encostando-se aos lábios dela. Desejo daquele homem e pela primeira vez naquele dia, não se segura e ainda segura por ele, desvencilha-se do olhar e encara aquela boca. 

  - Isso tudo está muy errado. - Paola diz vendo que está totalmente entregue ao chef. 

  - Tudo que é proibido é mais gostoso, não é o que dizem? - Fogaça passava suas mãos em todo o corpo da morena.

 - Quieres saber? Dane-se. - Foi a última coisa que saiu de sua boca antes de beija-lo intensamente. Ela o guiava até o quarto sem cessar o beijo. Precisa daquele homem fazia muito tempo. 

Paola tira a camisa do homem e o joga na cama. Começa a tirar seu vestido lentamente, fazendo com que Fogaça a desejasse cada vez mais. Ela se senta no abdômen do tatuado, fazendo com que ele sinta sua intimidade e ao mesmo tempo, sentindo a ereção dele, com parte das costas, que estava encostada nas pernas do mesmo. Ela retira a calça de Henrique e passa suas unhas em todo o peitoral do chef. 

 - Você está me torturando, Carosella. - Ele diz com as mãos na cintura da mulher. O chef troca as posições e fica por cima de Paola, beijando todo o corpo da mesma como se estivesse decorando cada detalhe daquele corpo. Começa a dar leves mordidas e finalmente tira o sutiã da morena, lambendo e chupando um seio enquanto massageava o outro. Paola gemia sentindo toda sua intimidade umedecer. Ele retira sua boxer jogando-a longe e faz o mesmo com a calcinha da mulher. Henrique faz movimentos com a língua na intimidade de Paola fazendo com que ela gemesse cada vez mais alto, e logo a penetra com dois dedos acelerando seus movimentos. 

 - Yo preciso de m-mais. - A chef tentava dizer ofegante enquanto massageava o “brinquedinho” de Fogaça. Logo a livrando daquele curto espaço e a enfiando dentro de si, onde ele faz uns movimentos de vai e vem, bem devagar. A mesma solta um gemido, arrancando um sorriso do homem. 

 - Eu vou goz-zar. - Ela fala gaguejando em meio todo aquele prazer. - Eu também. - Diz o homem enquanto acelerava os movimentos. - Vai Fogaça, vai caralho. - Ela repetia para o tatuado. Pouco tempo depois chegam ao ápice e ele se joga ao lado dela. 

  - Estoy sem forças. - Paola diz encostando sua cabeça no peito de Henrique.  

 - Se quiser eu topo um boquete ainda. - A chef dá risada enquanto deposita um tapa no braço de Henrique. 

  - Quien sabe mais tarde? - Ela sorri dando um selinho nele. 

 - Você quer ir almoçar lá em casa amanhã? Eu preparo uma coisa bem gostosa pra gente comer. - Fogaça convida. 

 - E a sobremesa pode ser eu. - Ela ri do que acabou de falar. - Mas no posso. Jason chega de viagem amanhã e tenho que recebê-lo. - Henrique revira os olhos. 

 - Mas agora você não precisa mais ficar com ele. 

Paola se levanta e começa a se vestir. 

 - O que falei de errado? - Henrique a questiona. 

 - No é bem assim. Eu gosto dele, me sinto protegida quando estou com ele. 

 - Mas eu também posso te proteger. 

 - É diferente, Fogaça. 

 Henrique a encara e se levanta para se trocar. - Ele só viaja, nem cuida de você como você merece. 

 - Fogaça, chega. - Ela agora diz se alterando, respira fundo e tenta explicar ao ver que o homem fechou a cara. - Olha, no vamos se precipitar, ok? Vamos deixar rolar. - Ela o abraça por trás. 

 - Tudo bem, amanhã a Carine almoça comigo. 

 - Você está parecendo uma criança mimada. - Paola revira os olhos. - Bom almoço com a loira oxigenada. 

 - Não vamos mais estragar o clima, que tal um vinho agora? - Ele a puxa até a cozinha. 

Os dois ficam conversando e trocando carícias enquanto tomavam o saboroso vinho. Optaram por Henrique não dormir lá pois Jason chegaria a qualquer momento. Se despediram com um longo beijo...apaixonado? Se sentiam como dois adolescentes namorando às escondidas, e só o tempo poderá resolver. 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...