História Insanity or Love? - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bipolaridade, Esquizofrenia, Jikook, Jimin!bottom, Jungkook!top, Koomin, Manicómio, Namjin, Taegi, Taehyung!top, Yoongi!bottom
Visualizações 258
Palavras 1.163
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Maus conselhos


                      Jimin Pov

Hoje eu estava triste, beijei o moço bonito novamente e acabei sendo rejeitado por ele. Ah, é ruim não ter os sentimentos correspondidos. Ele era tão bonzinho. Mas eu vou conseguir, acredito que Kookie possa gostar de mim como namorado. 

Eu estava no campus do instituto com Yoongi. Fiquei sentadinho na grama com ele. Era legal conversar com as flores. Elas são tímidas, não gostam de falar muito. As vozes sempre me avisam que estão por perto. Não quero brincar de esconde-esconde agora. Eles vão me matar. 

— Mochi?! Você está bem? — Yoongi perguntou — está tendo aquelas alucinações de novo é? 

— O que é isso? É algum tipo de remédio? Você quer me envenenar? — perguntei assustado, tenho certeza que ele tem um plano de me matar. Estão substituindo Yoongi. 

— Calma, não vou te fazer nada — riu — você gostou daquele passeio? 

— Sim, o dois moços são legais. Eles são os anjos que vinheram nos buscar, Hyung. Eles vão nos levar pro céu, eu gosto do Kookie. Mas ele não quer ficar comigo. — fiz biquinho 

— Depois ele vai gostar de você como homem, só seja paciente mochi. — sorriu largo — Eu também gosto do Taehyung, aquele puto é uma delícia de homem. Quero que ele me foda até eu morrer. Só de falar já estou com tesão aqui. — se abanou com as mãos. — E você?! Quer que o Jungkook te foda também? 

— Não Hyung, isso é feio! — corei — não quero ser um mal menino de novo. 

— É assim que eles gostam, seja um mal menino. Jungkook só não está com você porque você ainda não o provocou, como tirar a roupa na frente dele. Duvido que ele não ficaria atrás de você. Já ta na hora de colocar a rola pra chorar. — sorriu malicioso 

— Assim não Yoonie, eu tenho vergonha. — cobri meus olhos com as duas mãos.

— Não é pra ter vergonha, ouça o que eu digo. Fica pelado na frente dele e ainda de quatro na cama. — tirou as mãos dos meus olhos me obrigando a encara-ló. — Assim ele se apaixona. 

— Tem certeza que ele vai gostar de mim fazendo isso? — perguntei confuso 

— Óbvio, vai nessa viado! Confia em mim. Mas me conta, aquele enfermeiro ta ainda na sua cola né?! — assenti — Taehyung vai ajudar nos dois, assim saimos desse pesadelo. Só aguente as pontas. 

Você está louco? 

É estranho, seu sorriso é estranho. 

Ande, se mate! Por que está aí? Não me ouviu? 

As vozes estavam me perturbando de novo, elas querem me pegar. Tenho que fugir. Preciso sair daqui. Não, não, não. Eles não me deixam em paz. 

— Jimin?! — Yoongi tocou em meu braço

— Saí, saí! Tire a mão de mim — empurrei o mais velho. Colocando a mão no ouvindo. — Eu não quero escutar, saí de perto de mim. Eles vão me matar. 

— De novo? — suspirou — Quer que eu chame o Jeon? 

Sem responde-ló, me levantei do chão saíndo correndo dali. Voltando para meu dormitório. Eles estão atrás de mim. 

Por que está chorando? 

Vamos pegar você, estou te observando. 

Não chore, suas lágrimas vão sair sangue. 

Vou te perturbar essa noite, estou de olho em você.

— PARA, SAI DAQUI! — gritei chorando — ME DEIXA EM PAZ. 

Vamos pule! 

Covarde!

Corri até a janela do quarto abrindo vendo a altura que daria até o chão. É muito alto. Será que consigo voar? Preciso sair daqui. 

Pule, pule! Sei que quer isso. Vamos lá. 

Eu vou obedecer as vozes, elas vão acabar. Coloquei um pé pra fora da janela sentindo uma ventania. Quando iria colocar o outro Noona e kookie aparecem no quarto. O moço me tira de perto da janela, me colocando sentado na cama. 

— O que pensa que estava fazendo Jimin? — Jungkook falou assustado 

— Eu quero voar, eu preciso voar. — respondi rindo 

— Você não vai voar, meu amor — Hyuna afirmou — Você iria se machucar ou morrer. Não pode ficar perto de uma janela. Você pode cair. 

— Eles disseram que eu posso voar sim, tenho que pular. Vai ser divertido. — sorri, fazendo Jungkook suspirar triste. O mesmo se aproxima de mim com uma seringa com um liquido transparente, injetando no meu braço. Esse remédio me deixava com soninho. Mas eu não dormia, parecia que eu estava bêbado. Hyuna saiu do quarto deixando eu e o moço sozinhos. Enquanto eu brincava com o coelhinho, o moço me olhava de longe. Pensando em alguma coisa. Me lembrei que eu precisar conquistar o moço bonito. Tenho que fazer o que Yoongi mandou. Aish, estou com vergonha. 

Me levantei da cama, começando a tirar as minhas roupas. Kookie franziu o cenho confuso. 

— O que está fazendo, pequeno? — Não dei ouvidos, tirando a minha última peça ficando completamente despido. Voltei pra cama ficando de quatro, com a bunda empinha em sua direção. — MEU DEUS! QUE É ISSO? 

— K-kookie, Q-quero Q-que M-me foda — falei envergonhado. Será que ele gosta de mim agora? 

— J-jimin, se vista! — Murmurou — Você não é assim. 

— Você não gostou? — sai da posição vestindo minhas roupas de volta. Droga! Não funcionou, O moço não me ama. 

— O que estava pensando? Por que fez isso? 

— Pensei que iria gostar de mim se eu te pedisse isso... — abraçei o coelhinho

— Não é assim que vou gostar de você, pequeno. Eu já tenho namorada, e só somos amigos. Não pode ficar exposto na frente das pessoas. Quem te deu essa ideia maluca? — arqueou uma das sobrancelhas, eu me encolhi com medo. Kookie estava sério demais. 

— Y-Yoongi — murmurei com os olhos marejados. 

— Tinha que ser... Não chore — riu fraco — Só não faça isso de novo. 

                   Taehyung Pov

— AWN, ISSO MAIS FORTE PORRA — Gemeu Yoongi alto. Enquanto o estocava. 

— Calma, meu amor! — dei um tapa na sua bunda. Deixa eu explicar, Eu e o baixinho estávamos sem nada pra fazer. Então Yoongi ficou me provocando até eu ceder. Já que ele insistiu... Então só rola pra dentro. 

— FODE MAIS GOSTOSO, ALFREDO — Gemeu 

— Porra, Yoongi — arfei — Você quer me broxar?... Oh, céus! 

— C-cala boca, Ain — agarrou os lençóis — vou gozar, macho. Anda logo. 

— Calma vadia! — aumentei a velocidade fazendo o branquelo gozar nos lençóis. Logo em seguida me desmancho na sua entrada. 

— Que pau gostoso — comentou — deveria ter me fodido antes. 

— Vou te foder, a hora que você quiser — dei um selinho. 

— Alfredo, você é tão romântico — ironizou — adoro! Você é melhor do que os negões. 

— Sou somente seu — sorri quadrado 

— Aí, vamos de novo? Dessa vez eu vou enfiar o dedo no seu boga. — falou manhoso

— Claro que si... QUE? TÁ REPREENDIDO 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...