História Inside -imagine jungkook- - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan, Bts, Jimin, Jungkook, Ódio, Revelaçoes, Romance, Traição, Violencia
Visualizações 46
Palavras 1.506
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura 💕💓

Capítulo 2 - Se conhecendo melhor


jungkook ON:

ouço o despertador e abro os olhos me sentando na cama,meus olhos ainda estavam fechados e procuro meu celular na cama.

Pego meu celular desligando o mesmo e abro os olhos dando de cara com minha irmã.

Jungkook- PUTA QUE ME PARIU, CARALHO LISA QUE PO...

ela coloca a mão em minha boca me impedindo de terminar a frase

Lisa-cala a boca jungkook

Ela senta em meu colo e coloca os braços pelo meu pescoço

Jungkook- para porra,saí de cima de mim caralho

Empurro ela fazendo a mesma cair no chão,me levanto e vou para o banheiro

eu e a minha irmã transamos uma vez,foi a uns 4 ou 5 anos,na festa de formatura da escola.

Até hoje é não esqueceu essa transa,sempre quer repetir a dose.

Termino o meu banho e saio do banheiro,tranco a porta do meu quarto e começo a vestir minha roupa.

Pego o meu terno preto com uma gravata preta também,eu ficava gostoso nesse terno.

Pego a minha bolsa onde tinha os meus papéis e saio do quarto descendo a escada,logo encontrando minha mãe na cozinha.

Jungkook-bom dia mãe

Beijo a bochecha dela,e passo pela Lisa ignorando a mesma

Jungkook- mmãe mãe não vou comer nada hoje, não posso me atrasar para o primeiro dia, tchau te amo!

Saio de casa e ando até a parada,depois de alguns minutos o meu ônibus passa e entro no mesmo.

Me sento nos últimos bancos e olho para janela vendo as ruas de Busan.

O ônibus chega na parada que eu iria sair,e desço do ônibus,antes de ir para empresa passo em uma cafeteria comprando um café para minha chefe.

Atravesso algumas ruas e chego até o prédio da empresa.

Vejo uma BMW sendo estacionada ali no estacionamento -que era reservado para os funcionários da empresa- e vejo minha chefe saindo do mesmo.

Ela estava com uma cara fechada e logo vem andando em minha direção.

S/N- bom dia

A mesma diz bem seca pegando o café da minha mão e andando na frente

-acho que os "boatos" são verdadeiras-

Falo em minha mente e a sigo

S/N- bom dia

Entramos no elevador e durante o caminho até a sua sala ela parecia sem paciência,olhando seu relógio de pulso a cada 2 segundos e bufando.

Parecia que algo a incomodava, então resolvi perguntar:

Jungkook- está tudo bem?..

S/N- nunca está tudo bem

O elevador se abre e ela anda rapidamente até sua sala,ando atrás dela tentando acompanhar a mesma e entro na sala junto com ela.

Ela joga sua bolsa no chão perto de sua cadeira que ficava na frente de uma janela bem grande dando visão de busan.

S/N- jungkook marque uma reunião hoje as 10:30 com todos os funcionários por favor

Jungkook- claro 

Pego o tablet da empresa e mando o recado para todos os funcionários.

[...]

S/N realmente parecia bem nervosa para falar naquela reunião,estava suando,suas pernas estavam tremendo e ela respirava fundo a todo momento.

resolvo puxar assunto para tentar distrair a mesma de toda aquela papelada que estava fazendo ela ficar assim.

Jungkook- o seu carro é bonito, você mesma que comprou?

S/N- hm? Ah sim,foi eu sim

Jungkook- ih, você deve se sentir muito bem com com esse carro,deve se sentir orgulhosa de si mesma

S/N- sim,o pior é que eu me sinto muito bem sim

Ela tira os olhos dos papéis largando a sua câmera e tirando os olhos jogando seu olhar sobre mim

S/N-  qual é o seu carro?

Jungkook- ah,eu não tenho um carro... minha mãe não tem condições de pagar a auto escola,e muito menos um carro

Falo sem graça

Jungkook- por isso queria tanto esse emprego,para poder pagar o meu próprio carro e se sentir bem como você

Ela parecia surpresa quando disse aquilo 

S/N- você vai conseguir jungkook, você está se esforçando para isso, então irá conseguir

Ela sorri para mim e sinto minhas bochechas fritarem.

Ela ri fraco e volta a atenção para os seus papéis.

S/N ON-

hoje estava super nervosa pelo que estava acontecendo.

A empresa estava passando por problemas financeiros sérios.

Meu pai deve estar super chateado comigo lá em cima.

Irei ter que avisar que vou despedir algumas pessoas da empresa,odeio despedir pessoas.

Choro de um lado,gritos do outro e reclamação de outro.

Estou super nervosa com isso.

[...] 

Já eram quase 10:20 da manhã e eu estava me preparando para dar a notícia a todos.

E nesse momento me encontrava chorando em minha sala,chorando de desespero e de tristeza.

Jungkook tinha saído da sala para colocar todos em ordem lá fora, não queria demonstrar minha fraqueza na frente do mesmo.

Ouço a porta abrir e vejo jungkook com um sorriso no rosto.

Provavelmente por ter conseguido deixar todos em ordem.

Limpo minhas lágrimas rapidamente mas o mesmo percebe que eu estava chorando. claro,meus olhos estavam vermelhos e meu nariz se encontrava no mesmo estado.

Ele desfaz o seu sorriso e fecha a porta lentamente vindo em minha direção olhando para baixo evitando o contato visual.

Jungkook- por qual motivo está chorando?

Ele parecia preocupado e logo olha para mim,sua voz e seus olhos por algum motivo me acalmavam e me sentia bem perto do mesmo.

S/N- a empresa está passando por uma crise financeira,tenho que despedir pessoas querendo ou não,meu pai deve estar muito chateado comigo lá em cima. Deve estar me culpando por está fazendo isso com a empresa que foi dele por muitos anos

Jungkook- ei! Claro que não! Ele deve estar feliz por você,porque pelo menos está tentando dar um jeito

Por um instinto abracei o mesmo fortemente logo sendo retribuida.

Aquilo era estranho,tinha esquecido de como ela a sensação de abraçar alguém.

Depois que minha mãe faleceu sempre fui assim fria.

Depois de algum tempo me separo do abraço e me afasto um pouco.

O mesmo no qual tinha abraçado se encontrava corado e parecia sem graça.

S/N- está na hora....

Respiro fundo saindo da sala,passo por aquele corredor que eu odiava passar.

Onde todos escutavam o barulho de meus saltos e sabiam quem estava passando por ali.

Subo no pequeno palco que estava ali e vejo jungkook subir tbm ficando atrás de mim junto com os outros mais importantes da empresa.

Olho para o mesmo com meu olhar de nervosismo e o mesmo fecha o punho levantando o mesmo falando um "fighting" baixo.

Rio boba e volto a olhar para todos os funcionários que estava em minha frente fechando minha cara.

S/N- a notícia que tenho para dar hoje não irá se boa para alguns daqui

Falo no microfone para todos ouvirem

S/N- nossa empresa está passando por uma crise financeira,e por isso estou sendo obrigada a demitir algumas pessoas daqui pois se não a empresa que durante muitos anos ficou em primeiro no mercado irá afundar.... então até o final do dia 30 funcionários irão ser demitidos.

Enquanto olhava todas aquelas pessoas de boca aberta e algumas chorando por medo, desço do palco rapidamente voltando para minha sala fechando a porta com força,sem me importar com quem está atrás de mim.

[...]

se passaram horas e horas e já eram quase uma da madruga.

Estava chorando dês daquela hora. Depois do discurso ninguém nem se quer bateu em minha porta,nem mesmo jungkook.

Saio da minha sala vendo as luzes ainda acesas, todos já tinham ido embora e outros nunca mais voltariam.

No caminho do elevador ouço alguém cantando,sua voz era doce e calma.

Eu conhecia aquela música... Lost Star era a minha música preferida.

Sigo a voz e vejo jungkook em uma das cadeiras de olhos fechados com seus fones de ouvido.

Chego perto do mesmo tocando em seu ombro vendo o mesmo abrir os olhos e se assustar.

Ele tira os fones de seu ouvido e se levanta rapidamente me olhando.

S/N- o que faz aqui até agora jungkook?

Jungkook- e-eu estava te esperando...queria ver se estava bem

Ele diz bobo e sem graça.

S/N- vamos, já está tarde e essa hora não passa mais ônibus nenhum

Jungkook- c-como assim?

S/N- irei te levar para sua casa, não pode andar por aí sozinho essa hora, é perigoso

Rio pela sua expressão e balanço a cabeça negativamente indo até o elevador apertando o botão para o estacionamento.

Jungkook veio correndo atrás de mim e para do meu lado.

O olho e logo desvio o olhar quando o mesmo olha em meus olhos.

O elevador se abre e entramos,alguns minutos depois estávamos saindo da empresa.

S/N- quer escutar alguma música?

Falo olhando pro mesmo que até no escuro ficava lindo.

O mesmo assente e ligo o rádio,estava passando uma música do Jay Park.

Eu adorava aquela música, principalmente pela letra imprópria.

Canto ela baixinho enquanto dirigia logo ouvindo outra voz cantando junto a mim,olho para o lado e jungkook também estava cantando.

Jungkook- é a minha música preferida...

S/N- a minha também...

Rimos bobamente olhando para estrada,passaram-se algumas músicas durante o caminho logo chegando na casa de jungkook.

Era uma casa simples, nem muito grande e nem muito pequena. Estava tudo apago e provavelmente sua mãe estava dormindo.

Ela suspira saindo do carro.

Jungkook- tchau S/N, obrigada pela carona.durma bem até amanhã

S/N- você também,boa noite até anjo

Sorrio e vejo o mesmo retribuir, espero o mesmo entrar dentro de sua casa e volto a ligar meu carro.

Mas vejo a luz do quarto do mesmo acender e olho para lá por curiosidade,a cortina estava totalmente aberta dando a visão do quarto do mesmo.

Ele tira sua blusa dando para ver seu abdômen chapado.

S/N- caralho.... que paraíso

Digo enquanto babava e sentia minha intimidade tremer e ficar totalmente molhada.

Puta merda,eu estava excitada.

Volto a olhar pra frente e engulo seco acelerando o carro indo ao caminho de casa.

....

Continua








Notas Finais


Obrigada por ter lido até aqui.
Deixe o seu favorito
Adicione a história na biblioteca
E diga o que achou nos comentários
Bye💗💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...