História Inside of Your Eyes - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Personagens Originais
Visualizações 55
Palavras 5.798
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie!! Depois de um milênio voltei para postar o capítulo.
Espero que gostem, nos vemos lá embaixo ❤❤❤❤

AVISO: em algumas partes da fic a Lucy vai ser chamda de albina ou loira/albina por ainda estar na forma de Sulong.

Capítulo 13 - Twisted Ones


     Ryū Onō

Já haviam se passado cinco dias desde o incidente na Ilha da Lua, e como o esperado nenhum dragon slayer percebeu que Lucy fingia estar dormindo. O conselho mágico chegou logo em seguida, levaram os magos inimigos que estavam inconscientes, eles perguntaram que era a pessoa que eu carregava, disse ser a Lucy, e me perguntaram por que ela estava assim, disse que não sabia. Eles disseram que iriam investigar sobre o caso que aconteceu na ilha. Wendy, Levy e Juvia já haviam acordado e vindo para casa, mas Rain, Gazille, Lily e Camellia ainda estavam na enfermaria.

Lucy se recusava a sair do quarto, dizia que não queria que ninguém a visse naquela forma, me senti triste, apesar dela ter ficado diferente continuava a mesma Lucy de sempre, eu agora dormia em seu quarto, ficava com medo de deixa-la sozinha e ela tentar alguma loucura. Era engraçado o jeito que ela me abraçava, rodeando braços, pernas e tudo mais... Não era a posição mas confortável para se dormir, mas era suportável.O maior problema era que... Nessa posição ficávamos muito 'próximos', e eu fazia um esforço para impedir que ele subisse.

E de uns tempos pra cá, eu estava tendo 'sonhos estranhos', o que não ajudava em nada. Não sei por que eles apareceram só agora, talvez por que eu só comecei a namorar ela agora... "MAS POR QUE SÓ AGORA!!? EU PRATICAMENTE CONHEÇO A LUCY HÁ UM ANO E MINHA CABEÇA FOI COMEÇAR A INVENTAR ISSO AGORA!!!?"

Eu me levantei mais uma vez, nos dois sentidos e caminhei até o banheiro para lavar o rosto. "Preciso fazer alguma coisa a respeito disso, se continuar assim a Lucy vai perceber e eu não quero assusta-la e dizer 'oh, preciso transar com você!!'. Não é isso, não quero que ela pense que só quero o hímen dela, para as garotas isso é mais complicado e sensível... Vou tentar levar ela na guilda amanhã."

- ... Ryū... - ouvi a voz sonolenta me chamar na porta do banheiro. Respirei fundo segurando a pia com força, "se controla, rapaz, SE CONTROLA!!"

- Já estou indo, só fiquei com um pouco de calor... - sussurrei, no momento que olhei para ela, vi a cena mais fofa do mundo, Lucy estava quase dormindo em pé, como tinha orelhas de coelho, elas estavam abaixadas.

Seus olhos continuavam na cor escarlate, porém eles transmitiam todos os bons sentimentos e indicava cansaço também. Sorri e fui até ela, lhe dei um selinho, ela sorriu sonolenta e me abraçou, ela dormiu por ali mesmo. A peguei no colo e caminhei até cama, abracei e deitei junto com ela.

- Não vou deixar nada de mal te acontecer meu amor!!

...

Lucy Heartfilia

- Ryū eu já disse que eu não quero sair enquanto estiver nesse estado! - disse pela milésima vez naquela manhã.

- Mas Lucy, hoje o Conselho Mágico vai na Fairy Tail nos informar sobre a missão!! Vamos, ninguém vai te julgar por nada! - me pediu novamente, minha paciência começava a se esvair quando senti uma outra presença.

- Bom dia Lucy e Ryū! - a presença era de Mavis, em sua forma fantasma.

- UM FANTASMA!!! LUCY DÁ UM CHOQUE NELA!!! - Ryū gritou, dei um tapa na minha própria testa.

- Acho que ainda não nos apresentamos, sou Mavis Vermilion a fundadora e primeira mestra da Fairy Tail. - se apresentou.

- E como é que você tá viva e tão jovem? De acordo com o tempo de mestres de guilda, você era pra ser um velha cracuda. AAI!! - gritou colocando as mãos na cabeça por conta do soco que eu havia lhe dado.

- A Primeira já morreu há muito tempo sim, porém essa é a sua forma espectral. E somente magos da Fairy Tail podem vê-la! - expliquei, às vezes essa criatura é tão infantil.

- Não precisa de toda essa apresentação... Mas Lucy vim aqui conversar com você, por que está sumida da guilda? Todos estão muito preocupados com o seu desaparecimento! - quando ela disse isso eu desviei o olhar.

- É que eu não quero que ninguém me veja assim... - sussurrei contrariada.

- Como assim Lucy? O que mudou em você foi somente a sua aparência , nada mais! - disse gentil

- Sei lá, me sinto estranha... Como se eu não fosse eu sabe? - perguntei olhando para as minhas mãos.

- Entendo Lucy... Mas ninguém te julgou, pelo contrário, até seu namorado esta tentando te convencer de quê você esta bem. Todos na guilda sentem sua falta.

- Primeira, eu tento explicar pra essa idiota, mas fica dizendo que tá com medo!! - o tapado do meu lado disse, lhe lancei um olhar fuzilador.

- Acho que você esqueceu um detalhe Lucy - lhe olhei confusa - nós somos a Fairy Tail, uma família unida, independente como sua aparência é. Por exemplo a Mira, ela tem transformações de demônios e nem por isso ninguém a destrata.

- Mas é que a Mira...

- Mas nada Lucy, eu ja te disse, você continua sendo a nossa Lucy, a minha Lucy entendeu? Vou ter muito orgulho de segurar sua mão, te abraçar e te beijar no meio da rua, para que todos vejam que eu te amo, independente da sua aparência! - Ryū disse sério com as mãos em meus ombros. "Ele e a Primeira estão certos, eu sei disso mas eu tô com medo."

- Eu vou estar lá com você viu? Quando sentir medo eu vou estar sempre segurando a sua mão! - o moreno sorriu pra mim, enquanto me dava um beijo na testa. Suspirei.

- Tá eu vou! - cedi finalmente.

- IUHUUUU!!! FINALMENTE A PRINCESA HEARTFILIA ACEITOU SAIR DO SEU COVIL SOLITÁRIO!! - comemorou saltitando, uma veia saltou de minha testa.

- Que bom... Espero vocês lá na Fairy Tail... - a Primeira sumiu logo em seguida.

- Ei Lu, estou com muito orgulho de você! - me deu um de seus mais lindos sorrisos. 

                 ×~×~×~×~×~×~×

As ruas estavam movimentadas, cheias de pessoas pra lá e pra cá comprando coisas. Ryū andava firmemente ao meu lado, sua expressão era seria porém suave e gentil. Era notável algumas pessoas me olhando, também não é todo dia que se vê uma pessoa com cabelo gigantesco, uma cauda enorme e orelhas de coelho.

- Uê, quem é ela? - uma das pessoas que passava perguntou para outro.

- Ah, mas... É a Lucy-chan! - um outro comentou. O reconheci, era um senhor do barco que sempre que me via caminhando encima da mureta perto do rio, me dizia para eu ter cuidado.

- É mesmo, olha a marca da Fairy Tail na mão dela, é rosa! Ninguém na guilda tem a cor rosa na mão! OE LUCY-SAN, VOCÊ ESTÁ LINDA!! - uma mulher gritou para mim.

- Uou, a Lucy-san esta mais bonita ainda, ela pintou o cabelo e deixou ele crescer bastante e está usando lentes coloridas! Kawai! - um garoto de mais ou menos doze anos disse com os olhos brilhando.

- Eu sempre achei que as pessoas que tem os olhos vermelho escarlate tivessem o olhar e a alma fria. Mas a Lucy-san tem o olhar completamente gentil e compreensivo, provavelmente sua alma deve ser assim também!! - uma senhorinha falou calma. Senti alguém segurar a minha mão, era Ryū, ele me olhava como se dissesse: 'eu não te disse!!'

- Parecem que a Lucy-san e o Ryū-san estão namorando! Estão até de mãos dadas! - uma outra garota disse. Do nada o maluco do meu lado me deu um beijo, eu lhe olhei vermelha e ele me deu um beijo na bochecha.

- Eles estão realmente estão namorando!! Finalmente a Lucy-san desencalhou! - um senhor disse. Fiquei mais vermelha do que já estava e saí caminhando mais rápido, puxando Ryū que ria da minha cara. Em pouco tempo chegamos ao grande prédio da Fairy Tail. Respirei fundo, bem fundo, comecei a suar frio e meu estômago congelou, comecei a tremer.

- Lucy lembre-se!! MINHA BELA AMADA, LINDA MULHER QUE EU AMO, TE DARIA UM GRANDE BEIJO ATÉ TIRAR O SEU FÔLEGO... Mas isso só mais tarde!! - ao invés de ele me acalmar ele, saí gritando que me ama, me chamando de linda e que me daria um beijo de tirar o fôlego... Respirei fundo, eu não conseguia ficar brava com ele, Ryū faz o melhor que pode para me acalmar, e uma de suas técnicas é me fazer rir. E funcionou. Abri as grandes portas da guilda, todo mundo olhou pra mim, tremi um pouco mas me recuperei de imediato.

- Oi pessoal...

- LUCYYYYYYY!!!!!! - todos saíram de seu lugar para pular em cima de mim, me abraçando, o pobre do Ryū se ferrou com essa atitude da guilda.

- Lucy ficamos preocupados com você!! Por que sumiu!? - Cana me perguntou segurando os meus ombros fortemente, abaixei o olhar.

- É que eu fiquei com vergonha de vocês me verem com essa aparência... - sussurei, esperando as reações deles.

- Ahn? Lucy Heartfilia, em minha opinião você está muito mais bonita que na sua aparência original, nela você já era bonita e agora... - Erza olhou para os meus seios e de seu nariz escorreu um filete de sangue - o selo Erza de qualidade é seu Lucy!! Bom proveito Ryū!!

- A BUNNY-GIRL É REALMENTE A BUNNY-GIRL AGORA!! GE-HEE!! - Gazille gritou inflei minhas bochechas, consequentemente, agora que tinha orelhas de coelho elas se levantaram ficando em alerta.

- QUE FOFO! LUCY VOCÊ ESTÁ TÃO FOFA COM ESSAS ORELHINHAS!! - Mira gritou do balcão, emanando uma aura de corações.

- A MINHA CUNHADA CHEGOU!!!? - Rain gritou da enfermaria, e quando me viu pulou de lá mesmo, encima de mim. - LUUUU!!! SENTI TANTO A SUA FALTA!! TA BONITONA, AGORA EU SEI POR QUE O ONII-CHAN TE ESCOLHEU.

- LU-CHAN!! FIQUEI COM TANTA SAUDADES SUA!! - dessa vez foi Levy a me abraçar - sua idiota... Me deixou tão preocupada... - a abracei de volta, "eu fiquei com medo por nada..."

- RIVAL DO AMORRRR!!! - Juvia veio como um furacão, praticamente inundando a guilda toda, me abraçando.

- Lucy... Eu também quero te abraçar! - Camellia disse voando ao meu lado, as garotas me soltaram e ela me abraçou - que bom que está bem sua loira idiota!!

- Bem vinda de volta Lucy!! - Lily disse me dando um abraço também.

- Que bom que melhorou Lucy, a água-viva saltitante, quando vinha pra Fairy Tail ficava todo cabisbaixo e toda hora dizia "eu preciso arrumar uma forma de trazer a Lucy pra guilda". Só sabia falar nisso!! Ge-hee. - Gazille disse me abraçando de lado, fiquei vermelha com aquela revelação, olhei para Ryū, ele também tinha as bochechas vermelhas.

- OH, PESSOAL VOCÊS SABIAM QUE LUXY E O RYŪ ESTÃO NAMORANDO!!? EU ESTAVA PASSANDO VOANDO E VI ELES SE BEIJANDO, TROCANDO SALIVA, DE MÃOS DADAS!!! - "GATO FILHO DA PUTAAA!!!", maldito Happy sempre fazendo palhaçada.

- UHHHHH!! COMO SERÁ QUE SERÃO OS FILHOS DELES!!!? - alguém por aí perguntou.

- TENHO CERTEZA DE QUÊ SERÃO LINDOS!! - um outro ser humano gritou.

- SERÁ QUE DEVERÍAMOS MUDAR O NOME DA GUILDA , DE FAIRY TAIL PARA BUNNY-TAIL!!? - "esse povo é doido!?"

- PERAÍ , AGORA QUE A LUCY É A BUNNY-GIRL, QUER DIZER QUE O RYŪ É O BUNNY-BOY!!? - algum outro maluco gritou. "É cada coisa que esse pessoal começa a inventar!"

- OH, ESQUECEMOS DE DIZER ALGO A LUCY!! - Macao gritou.

- É MESMO!! - Wakaba concordou. Percebi que todos respiraram fundo.

- BEM VINDA DE VOLTA!!! - gritaram todos juntos.

- ...Tadaima... - disse com lágrimas nos olhos.

Sapphire-sama

Todos ainda comemoravam a volta de Lucy, muito felizes da vida. E como todas as vezes na Fairy Tail, sempre em uma comemoração, havia uma confusão.

E numa delas foi que Lucy acabou descobrindo que sabia flutuar, Gazille estava a brigar com Ryū, quando o Redfox jogou uma mesa na direção do moreno que se abaixou, acabando por ir na direção da loira que estava conversando com Rain.

- LUCY CUIDADO!!! - o dragon slayer de água gritou, porém já era tarde.

Mas como em um passo de mágica, e foi realmente mágica, a Heartfilia estava flutuando acima de todos.

- EHHH!!!? - todos os membros gritaram.

- Lu, você sabe flutuar desde quando? - Rain perguntou abismada.

- EU SEI LÁ, ME AJUDEM A DESCER!!! - a loira gritou assutada.

- Lucy você não consegue descer? - Ryū perguntou.

- Não!! Me ajudem por favor!! - a maga estelar quase implorava, com lágrimas nos cantos dos olhos. O Onō vendo aquela cena partia seu coração, mesmo por um motivo muito besta, aquilo ainda o atingia, precisava conversar com a loira urgentemente mais tarde.

- Lucy-san, talvez com essa sua forma, sua magia quando detectou perigo, liberou a mana que estava canalizada em você, se liberou para te proteger, aí você acabou voando! - Wendy explicara para a maga celestial.

- Tá e como ela desce agora Wendy? - Camellia perguntou.

- Lucy-san precisa deixar esse fluxo de mana menor, o retendo. - a pequena sacerdotisa dos céus disse novamente. A loira assentiu se concentrando em diminuir o fluxo de magia em suas veias, e funcionou, aos poucos Lucy começava a descer, devagar.

- Senhor Makarov! - o holograma de Doranbolt apareceu no centro da guilda, todos ficaram em silêncio. - vim aqui informar sobre o ocorrido na Ilha da Lua.

- Prossiga Doranbolt... - o membro do Conselho pigarreou antes de continuar a fala.

- Sobre os magos que atacaram os grupos da Fairy Tail e da Sabertooth, foram identificados como Twisted Ones. Por nossos canais, conseguimos a informação de quê eles são um grupo terrorista que deseja deseja destruir Fiore, nós não sabemos o motivo ainda, mas é melhor ficarem em alerta. - o moreno respirou fundo - quanto ao que aconteceu com a senhorita Lucy, é reversível... Descobrimos também que, no Twisted, alguns membros adoram a Deusa Estelar. As outras noventa e nove magas celestiais que foram sacrificadas, dentre algumas, eles diziam ter um sangue diferente, algo como uma bênção divina, então as sacrificavam. Mas, ainda assim elas simplesmente morriam, o objetivo deles era que o espírito, bom pelo menos parte dele, da Deusa Estelar se apropriasse do corpo das magas e com magia de controle cerebral, usariam seus poderes para a destruição do continente. Uma outra coisa foi que mesmo antes de ser sacrificada a senhorita Lucy conseguiu despertar o poder de Sulong!

- Poder de quem!? - Lucy Indagou um pouco mais ao fundo, ela estava sentada ao lado de Ryū que segurava sua cintura firmemente.

- Poder de Sulong, na antiguidade, as mulheres cultuavam a mesma deusa que alguns membros do Twisted Ones adoram. Nos tempos antigos, algumas crianças eram abençoadas com o poder da Deusa Estelar e se tornavam Sulong's. Esse nome não tem um significado coerente, mas eram chamadas de guerreiras coelhas. Por que eram tão belas, mas perigosas ao mesmo tempo. Você se tornou uma delas. A única restante em milhões de anos. Mas não se preocupe com nada senhorita Lucy, nossos magos mais capacitados estão procurando uma solução para fazer voltar a sua aparência original. Lahar está informando a Sabertooth, e informará a Lamia Scale e a Blue Pegasus. Na Ilha do Sol, eles foram enganados e colocados em uma magia de ilusão, quando os nossos esquadrões chegaram os avistaram desacordados, mas estavam em perfeitas condições. Essas são as informações, mas fiquem alertas dois membros deles foram eliminados, eles não vão desistir de querer capturar a senhorita Lucy, ou podem querer capturar qualquer outro membro para fazer de refém. Cuidado. Bom, por hoje me despesso de todos, tenham uma boa noite. - a imagem de Doranbolt sumiu, e rapidamente todos voltaram as suas tarefas anteriores.

×~×~×~×~×~×~×

Já era noite na Fairy Tail, especificamente sete horas da noite. Alguns membros começavam a ir embora dizendo terem que sair a missões bem cedo, que iriam sair amanhã ou simplesmente irem dormir. Natsu o dia inteiro ficava sério, o que era de se estranhar para todos da guilda, mas todos já sabiam o motivo: Ryū, desde que o dragon slayer da água chegou, ele vem atormentando sua vida. Em sete meses fez amizade com todos da Fairy Tail e agora era namorado de Lucy, esta que estava sentada numa das pernas do Onō enquanto conversavam com os outros magos. Aquilo incomodava Natsu, ele havia vacilado com a loira quando disse que ela era praticamente inútil, incapaz de se defender sozinha, que se arrependeu de trazê-la para a guilda, a segunda foi quando tentou atacar a irmã de Ryū vacilou de novo e nessa última havia atacado o próprio moreno. Ele suspirou cansado. As coisas estavam ficando muito difíceis, daqui a pouco o Onō iria chegar ao ponto de marca-la.

Isso era o que lhe dava mais medo, a marca de parceiros de matadores de dragões. Se Ryū fizesse Lucy sua e a marca-se, Natsu não teria mais chance alguma com a loira, já marcada, ela seria eternamente dele, só dele. A não ser que o matasse, mas isso seria horrível, todos na guilda o iriam condenar, além de quê seria preso. Mas... E se ocorresse um pequeno acidente? Um sorriso maldoso apareceu em seus lábios, iria esperar para não levantar suspeitas. O rosado ainda não era capaz de sentir que alguém se tornara o parceiro de um dragon slayer, com certeza a loira ainda não havia virado e mesmo que virasse, então teria que tomar medidas drásticas. Pensaria muito para arquitetar seu plano antes que o dominador de água a marcasse.

... Mal sabia ele que esse momento já estava batendo na porta e entrando...

Junto com mestre Makarov, a primeira observava os seus filhos rirem, se divertirem e às vezes brigarem, como uma boa família que são. Seu sorriso desapareceu ao olhar para o Dragneel, ele andava muito quieto ultimamente e sua desconfiança aumentou ao ver o sorriso sombrio que ele dirigira a Ryū, que se divertia com a namorada e os amigos. Mavis estava preocupada, desconfiava que Natsu sempre que gostasse de Lucy, mas agora que está em um relacionamento, achou que o rosado a iria apoiar como toda a guilda. Porém ele demonstrou completamente o contrário, mostrando que jamais desistiria de Lucy.

A loira suspirou enquanto descia do balcão, sua melancolia foi notada por Makarov.

- O que se passa Primeira? - perguntou após dar uma gole em sua caneca com cerveja.

- Nada terceiro, eu apenas vou conversar com a Lucy! Descobri uma forma de fazê-la voltar a sua aparência original! - o velhinho anão acenou com a cabeça e voltou a olhar para os magos. Mavis foi até o grupo de Lucy dizendo precisar conversar com ela, um assunto de suma importância, ela concordou e a seguiu.

...

- Então Primeira qual seria o assunto que gostaria de discutir comigo? - Lucy perguntou, gentil como sempre. Era noite de lua cheia, e sua luz batia perfeitamente em Lucy, lhe dando uma aura angelical. Seus longos cabelos brancos que mais pareciam prata por conta de seu brilho e sua linda cauda, também muito brilhante, seguindo o curso do vento. Na visão de Mavis Lucy estava linda, tão perfeitamente linda.

- É sobre você e o Ryū! - disse séria, a loira prestou atenção. - eu descobri uma forma de voltar a sua forma original.

- Como? - perguntou curiosa.

- É através da marca de um dragon slayer... - Lucy iria falar mas Mavis a impediu, levantando a mão - Ryū terá que te marcar para voltar a sua forma original. Porém já faz cinco dias que descobrimos isso com Levy através de uma profecia que ele nos contou. Eu estranhei a atitude dele, por isso fui questiona-lo, ele me disse que do jeito que ele a conhece , você Lucy, iria achar que é só uma forma de te ajudar e não de te amar. Por isso ele ainda não fez nada, ele tem um grande respeito sobre você e mais ainda, um amor muito maior por você, ao ponto de respeita-la, ele não sabe se essa é a marca que realmente vai estabilizar o seu poder e sua aparência, por isso Ryū ainda não o fez. A marca de um dragon slayer é algo eterno, ele disse que não quer te prender a ele, e que a marca não significa praticamente nada, mas ele disse que se puder te amar mesmo que de longe, ele vai te amar pra sempre!! - o espírito loiro terminou olhando pra Lucy.

- Eu já sabia... - Mavis se surpreendeu - eu ouvi ele conversando com o Gazille hoje a tarde, enquanto falava com Rain e Camellia. Minha audição aumentou e pude ouvi-los conversando sobre. No inicio eu meio que me assustei, mas compreendi que não era somente um ato de compaixão, Ryū me prova a toda que me ama, independente de minha aparência. Ele realmente me ama, e eu também o amo - colocou a mão encima do coração - bem aqui do fundo!!

- Então eu tenho certeza de quê tudo dará certo!! - Mavis sorriu, mas adquiriu uma expressão séria novamente, precisava conversar sobre algumas suspeitas que andera tendo.

.

.

.

Na mansão do time, maior parte do grupo dormia pesadamente por conta das inúmeras bebidas que haviam tomado, e foram arrastados até a mansão por Lucy e Ryū, que com MUITA dificuldade colocaram cada um seu quarto. Lucy lia um livro, calmamente e silenciosamente, Ryū da sacada, observava as estrelas, que lembravam tanto a pessoa que ele ama. Ele adentrou novamente o cômodo, parando e sentando em frente de Lucy. A loira o olhou e em seguida fechou o livro.

- Precisamos conversar... - o Onō disse com uma expressão séria. Essa é uma das poucas vezes que Lucy o vê sério, geralmente ele é brincalhão e muito animado. Mas ela já sabia do assunto. - temos que falar sobre nós dois... E sobre a sua aparência... Descobri uma forma de traze-la de volta!

- Eu já sei disso...

- Como sabe? - o moreno perguntou surpreso.

- Digamos que uma certa fantasminha tenha me contado e bem... - apontou para as orelhas - agora eu posso ouvir igual aos dragon slayers.

- Então você ouviu o que eu conversei com o cabeça de ferro? - perguntou, Lucy acenou que sim - até dos sonhos eróticos? - essa parte ele falou mais baixo, ele desviou o olhar da loira corando, aquela era uma parte muito constrangedora da conversa, então ele engoliu o orgulho e foi falar com o Redfox. Não queria que Lucy o visse como um tarado. A Heartfilia sorriu e deu um risada.

- Não se sinta envergonhado por isso... Aliás, continue assim, você fica super fofo dessa maneira!! - a loira falou sorrindo dócil. Só Lucy para faze-lo ficar assim nessas horas.

- Mas e aí? Você aceita. - Ryū perguntou esperançoso, a maga estelar respirou fundo e se levantou ficando de costas para ele.

- Eu até aceito... Mas sinto como se estivesse roubando a sua liberdade... - disse triste, suspirando logo em seguida. O dragon slayer se levantou e a abraçou por trás.

- Dragon slayers só se apaixonam uma vez na vida , Lucy... - depositou um beijo no topo da cabeça da maga. - eu que tenho medo de roubar a sua liberdade.

- Parece que eatamos em um impasse... Não pense que roubará minha liberdade, eu te amo como nunca amei ninguém! - Lucy admitiu, se virando de frente para o dragon slayer. Este que a beijou apaixonado.

- Então me deixa cuidar de você, amar você, hum? - deu outro beijo, dessa vez mais suave.

- Promete que vai ser cuidadoso? - Lucy perguntou, com os olhinhos pequenos demonstrando preocupação.

- Não té dou nenhuma garantia de quê não vai doer, vai sim... Eu não posso ser o melhor do mundo inteiro, mas vou ser o melhor para o meu mundo, quê é você! - disse sorrindo. Ele segurou seu rosto e lhe deu um beijo de tirar o fôlego, literalmente. Ryū a beijava desesperado, enroscando sua língua na dela, hora ou outra seus caninos arranhavam suavemente sua extensão. Ele segurou a cintura da loira com força , a puxando para mais perto, ela sentiu... Bem... Nesses momentos os casais chamam isso de excitação... Ele desceu os beijos para o pescoço de Lucy, ela arfou soltando um pequeno gemido logo em seguida.

Isso o motivou a continuar alí, descobriu um ponto sensível da garota: seu pescoço. Ele parou por um momento apenas para apreciar aquele momento, Lucy estava completamente entregue, suas bochechas estavam vermelhas pela vergonha, ela respirava pesado, seus olhos brilhavam tanto. O moreno voltou a tomar os lábios da garota, ao mesmo tempo suspendendo uma das pernas da loira/albina, Lucy entendeu e rodeou suas pernas envolta da cintura de Ryū. Ela conseguiu sentir mais como ele estava se sentindo, estava tão duro e quente, mesmo por baixo da roupa. O dragon slayer ainda com a maga em seu colo, os guiou até a cama e sentou, colocando Lucy também sentada encima de si, com ambas as pernas uma em cada lado do corpo.

O dominador de água decidiu avançar mais um nível, timidamente uma de suas mãos adentrou o quimono que Lucy usava, se dirigindo aos seios fartos da loira. A Heartfilia tremeu diante do toque inesperado e ousado e se arrepiou, sua pele dentro da roupa estava gelada, e, com o contato quente da mão de Ryū, causou um gostoso choque térmico.

O moreno estimulava o bico sensível da loira, que endurecia mais e mais. O contato entre as duas intimidades mesmo separadas pelas roupas, estava fazendo Lucy sentir algo se formar no ceu centro, não sabia o que era, mas era uma pressão que aumentava a cada momento. Nesse instante Ryū parou o beijo e encarou.

- Eu vou te deitar agora , tá? - disse carinhoso.

- Uhum... - respondeu tímida. Isso ainda era um pouco estranho para ela.

Ele a deitou na cama, e ficou por cima dela, sua mão agora adentrara muito mais sua roupa, revelando seus seios fartos. Essa mesma mão desceu até a região de sua cintura e desfez o cordão que o segurava, apenas isso. Ele trilhou todo o caminho dedilhando a barriga da albina que se arrepiava a cada toque. Ele deixou os lábios da garota e desceu pelo pescoço, ombro, clavícula, até chegar onde queria, os seios. Ele apertou um, macios como ele pensara. E então abocanhou um dos montes sedosos, o melhor ainda foi ouvir o gemido manhoso que ela soltou assim que sua língua entrou em contato com o botão rosado.

Lucy segurava o lençol com força e arqueava constantemente as costas. Ela ainda nem havia se dado conta de que, se estava tendo todo esse prazer só com alguém lhe beijando e chupando os seus seios. Ela nem imagina o tamanho da sensação que vai sentir quando Ryū ir para a segunda fase. E foi isso que ele fez. Foi descendo, lambendo com a ponta da língua toda a região de Lucy, da clavícula até a virilha. A loira tinha os olhos molhados, nunca sentira isso antes era tão intenso, sua boca se enchia de água ao sentir aquela sensação. Ryū olhou para ela como se pedisse permissão, ela concedeu com um aceno. O dragon slayer lentamente tirou o tecido fino da calcinha, que estava praticamente encharcada. Ao tirar aquele pedaço de pano incomodo, ele pode sentir o cheiro interior da loira. Era uma essência tentadora e muito mais forte que seu cheiro exterior, como que por impulso e dominado por um sexto sentido, ele abocanhou a intimidade da loira. Lucy não conseguiu conter o gemido alto que proferiu, não conseguiu controlar.

Seu corpo estava quente, alguma coisa queria se formar dentro dela, algo intenso, gigante e... Era tão bom. Uma sensação deliciosa de liberdade, como um pássaro que acabara de aprender a voar. Com isso foi seu primeiro orgasmo, sua visão estava embaçada, ela não conseguia ver nada nitidamente. Só sentiu quando alguém a levantou para tirar o quimono, esperou mais um pouco, e sentiu uma testa ser colocada sobre a dela, sua visão melhorou e pode vê-lo, ele já estava completamente nu e só a esperava.

Ele abriu os olhos, um olhar repleto de amor, Lucy segurou ambos os lados do rosto de seu companheiro e acenou positivamente, e em seguida o abraçou. Ela comprimiu um gemido de dor quando ele a penetrou. Ardia muito. Ele perguntava a todo o momento se estava doendo muito, se queria parar. Chegou ao momento de Lucy dar uma risada po conta da preocupação extra do dragon slayer. Ao ter entrado completamente na loira, Ryū percebeu, ela estava fervendo por dentro e constantemente o apertava dentro de sua intimidade. Quando ele sentiu que a loira se acalmou, começou com movimentos leves de vai vem, essa era uma sensação nova para ambos, tão estranha e tão gostosa ao mesmo tempo. Ele acelerou os movimentos enquanto beijava Lucy desesperado pelo prazer de ambos, em dado momento ele para de a beijar e estranhamente seus caninos ficam maiores, a albina estranhou, ia perguntar mas foi impedida.

Ryū dera uma mordida em seu pescoço, cravando seus caninos em sua carne, aquilo doía muito, ele continuava com os movimentos de vai e vem muito mais rápidos para em seguida jorrar em seu interior, Lucy gemeu alto, ela havia chegado novamente ao orgasmo, e não tinha controle sobre sua respiração. Ela era irregular, mas conseguiu se acalmar, porém seu peito ardia. Ryū ainda tinha seus dentes cravados na pele da albina, ele os retirou suavemente tentando evitar o máximo de dor possível que pudesse provocar a ela, ele lambeu a marca de dois pontinhos que saíam sangue, sendo cicatrizadas instantaneamente, como se nunca estivessem ali. Ele voltou a olhar para Lucy, e só agora ela havia percebido que a expressão dele demonstrava muito cansaço, como se não tivesse dormido ou comido por dias. Ele saiu de dentro dela e a olhou com carinho.

- Agora você é eternamente minha Lucy... - ele disse sonolento, estava cansado, ninguém sabe por que, mas estava cansado.

×~×~×~×~×~×~×

- Então quer dizer que você já sabia sobre a marca? - o moreno perguntou o para a garota deitada em seu peitoral.

- Bem... Você é Gazille não falam tão baixo, além de quê na forma de Sulong, conseguia ter uma audição melhor. - a loira disse tímida por — sem querer querendo — ter escutado a conversa dos dragon slayers.

- Quanto a forma de Sulong, nem eu sabia se iria dar certo... Mas funcionou... E o melhor é que você é só minha e de mais ninguém! - Ryū disse feliz, abrindo um sorriso logo em seguida. Lucy levantou a cabeça, apoiando-se em um braço, seu cabelo caiu da forma mais graciosa, e, era tão reluzente quanto o mais puro ouro, e olhou para o dragon slayer.

- E eu te agradeço do fundo do coração por ter devolvido minha forma original, fico mais tranqüila - a Heartfilia comentou com um sorriso. - o que foi?

- Sei lá... Talvez por que uma senhorita chamada Lucy é teimosa demais e não consegue me ouvir, eu vivo dizendo que 'aquela Lucy', continua sendo a minha Lucy independente da aparência! - exclamou fazendo bico, a Heartfilia riu e se abaixou um pouco para lhe dar um selinho. - só isso? Vou começar a reclamar se é assim que vai me tratar toda vez que eu reclamar com você!! - o Onō riu ao ter levado um leve tapa da loira.

- Bobo!! - a garota riu, porém em seguida adquiriu uma expressão séria - mas você conseguiu descobrir algo a mais sobre a profecia?

- Ainda não, mas pelo o que Levy estudou, me disse que a primeira parte da profecia já está completa! Nós fomos a ilha da lua, o despertar de Sulong foi completo. E cono vimos a magia que emana dessa forma é surpreendente, eu coloquei a marca em você e sua mana se estabilizou. É essa fase foi completa. - o dominador de água respondeu um pouco distante.

- Está preocupado? - a maga celeste perguntou fazendo um cafuné nos cabelos negros com leve toque de verde.

- Tô... Às vezes sinto como se nenhum de nós tivesse controle sobre a própria vida. Nós já nascemos destinados para ter alguém, não que eu esteja reclamando por ter te encontrando, você é uma das melhores coisas que me aconteceu - a loira corou com a revelação do namorando - ter um destino traçado sem conseguir muda-lo em muitos sentidos. Lutar por algo que no final , geralmente, nem havia valido a pena. Em algumas vezes eu penso que Deus ou sei lá quem nos criou, apenas nos usa como soldados para derrotar o mal, talvez por compaixão de seu filho Lúcifer que o traiu, talvez ele o ama ainda, que ainda não teve coragem de destruí-lo de uma vez... E procurou uma alternativa, que no caso somos nós... - completou suspirando.  A Heartfilia se surpreendeu com o pensamento profundo do rapaz, nunca havia visto Ryū REALMENTE muito sério. Ela comprimiu os lábios por alguns segundo tentando pensar em algo.

- Costumo pensar em questões da vida também... - ele a olhou curioso - mas temos uma vida para viver, aventuras para desbravar e amores pra encontar, no meu caso eu já encontrei - ambos riram - então costumo me encher de bons pensamentos e não pensar muito no futuro e focar mais no presente. - finalizou sorrindo para o rapaz ao seu lado.

- Você está certa... Ahh, que sorte encontrei uma pessoa tão inteligente e que entende meus pensamentos mais malucos!!

- Meu Deus... Só você mesmo viu!! - Lucy exclamou sorrindo.

- Então, vamos tomar banho e ficar bem cheirosos pra dormir!! - o moreno se levantou, puxando a mão da companheira, mas esta não saiu do lugar. - não quer tomar banho.

- Não é que... Eu tô com um pouquinho de dor... - as bochechas da maga estavam vermelhas.

- Dor aonde? - o dragon slayer perguntou inocentemente. A loira desceu os olhos até sua própria virilha e ele entendeu - eu te disse pra me avisar quando estivesse te machucando. Por que não me avisou?

- Não é por isso... É por que é a minha primeira vez... É comum sempre doer...

- Ahh, me deixa mais aliviado... Quer vir agora? Eu te carrego!!

- ... Tá bom... Eu vou com você. - concordou sendo logo erguida e levada até o banheiro. Eles conversaram muito, e foram dormir um tarde. 


Notas Finais


Iai?
Gostaram?
Odiaram?
Vimos nesse capítulo o avanço contínuo da relação do Ryū e da Lucy. A descoberta sobre mais informações do Twisted Ones.
A guilda toda feliz da vida com a Lu.

Em próximos capítulos vou arrumar a relação dos antagonistas e coadjuvantes - acho que é assim que se chama - então esperem por bastante casais nessa fic.

Jya-nee ❤❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...