História Inside. (SCILES) - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Tags Sciles, Teen Wolf
Visualizações 46
Palavras 1.503
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi! Voltei com o nosso primeiro Ep Bônus!
Só uma ressalva. As três histórias serão simultâneas ok? Só isso mesmo pra vocês não ficarem perdidos...
Enfim Enjoy!

Capítulo 35 - Inside the Truth - Parte 1


Fanfic / Fanfiction Inside. (SCILES) - Capítulo 35 - Inside the Truth - Parte 1

Ele me beijava com um completo desejo. Começou pelo meu pescoço e foi descendo por todo meu maxilar até chegar a minha barriga. 

- Nunca pensei que beijar Mieczyslaw Stilinski fosse tão gostoso...

- Então você achava que era ruim? - Perguntei com uma falsa irritação enquanto ele continuava a beijar minha barriga.

- Nuca disse isso! - Ele foi até minha boca e selou nossos lábios. - Onde eu estava mesmo? - Ele perguntou com uma voz extremamente sedutora.

Apontei com um dedo para baixo com um sorriso malicioso em meu rosto e com as bochechas levemente coradas.

Ele voltou sua atenção Para a minha barriga  só que dessa vez foi descendo minha calça de moletom e dando suavez beijos.

- As meninas que já ficaram com você devem ter ficado nas nuvens. - Disse entre gemidos.

- Quem você acha que eu era? Um prostituto? - Disse rindo. Não consegui conter o riso.

- É claro que não.

- Pois fique sabendo que eu tive poucas namoradas. 

- Aé? Não era isso que chegava em meus ouvidos...

- Então quer dizer que você tinha olheiros me vigiando? 

- Não é pra tanto. - Sorri.

Ele então se levantou novamente e ficou com o seu rosto frente ao meu novamente.

- O que você pensava de mim naquela época. 

- O certo não é o que pensava. - Fiz uma pausa. - E sim o que queria fazer com você.

Ele me olhou com um olhar animado e aproximou seus lábios próximo ao meu ouvido. 

- E o que queria fazer? - Disse sussurrando.

- Isso... - Disse pegando forte em seu membro o que o fez gritar de prazer. 

O empurrei para a cama e fiquei por cima dele enquanto repetia o que tinha feito comigo e beijava o seu pescoço e barriga sem soltar o seu membro. 

- Sti... Stiles... - Ele arqueava totalmente tomado pelo prazer.

- O que foi? - Disse descendo o seu short e o deixando de box.

- Você quer que eu infarte? 

- Talvez... - Disse sorrindo. Logo depois comecei a beijar o seu membro por cima da box a deixando úmida. Tinha drecoberto recentemente esse prazer de Scott.

Ameacei abaixar a sua box mas apenas puxei um pouco o elástico da borda e depois me levantei o deixando sem entender nada.

- Bom foi muito bom Scott. Até amanhã...

- Ah você não vai mesmo! - Ele me agarrou sorrindo e me puxou para cama. Caímos na gargalhada por um tempo até que retomei o trabalho. 

Quando já estávamos nus e me preparava para colocar o preservativo no membro de Scott ele segurou minha mão. 

- O que foi? - Perguntei. 

- Sabe Stiles estive pensando...

- Quer terminar comigo? - Fiz um bico forçado. 

- É claro que não eu não estou louco. - Disse sorrindo. - É que queria experimentar...

- Queria experimentar.... - Disse olhando para ele. 

- É isso mesmo que tá pensando. - Disse incomodado. 

- É claro. - Beijei seu rosto. - Mas porque isso agora?

- É que escutei do Danny no vestiário que a sensação é incrível.

Ri da forma que ele falou. Não me importava em ser ativo ou passivo mas já amava ter Scott dentro de mim. Mas se ele queria algo novo não podia negar.

- Então é melhor você se virar.

- Tudo bem. - Ele sorriu constrangido.

Acabei colocando a camisinha em mim e me ajeitei por cima de Scott. Percebi que ele estava totalmente tenso com a situação, então comecei a beijar o seu pescoço. 

- Se eu te machucar voce diz, tabom?

- Ok...

- Calma Scott. - Dei risada do seu nervosismo. 

Posicionei meu membro em sua entrada. Ele arqueou com o movimento e soltou um pequeno grito agudo que foi mas parecido com um susto.

Fui entrando dentro de Scott o mais devagar possível. Enquanto isso distribuía beijos pelo seu pescoço. Quando estava totalmente dentro dele, ele soltou gemidos de prazer.

- Isso é muito estranho. - Disse sussurrando. - Ao mesmo tempo que... ao mesmo tempo que estou sentindo dor eu ainda quero mais...

- Você quer mais? - Disse sussurrando em seu ouvido.

- Sim! - Ele disse em meio a gemidos.

Comecei lentamente com movimentos de vai e vem e como eu suspeitava ele começou a soltar gritos cada vez mais altos. 

- Está doendo Muito?

- Sim... quer dizer não! - Disse ele. - Só continue por favor...

- Tudo bem. 

Aos poucos fui colocando mais força e Scott foi se acostumando. Percebi que teria que repetir isso mais vezes com ele pois quando quis tirar meu membro de dentro dele para ejacular ele não quis que eu saísse. Então peguei em seu membro e comecei a masturba-lo. Depois de poucos minutos ele já tinha soltado permitindo assim que eu eu também soltasse dentro da camisinha.

- Nossa... Isso foi... - Ele disse ofegante deitando em meu peito. 

- Perfeito? - Sorri.

- Com certeza... - Ele me beijou. - Se meu traseiro não doesse tanto iria querer um replay. - Ele disse sorrindo. 

- Vamos ter muito tempo pra isso! - Disse. - Mas agora precisamos arrumar as coisas pro acampamento. 

- Ah sério? - Ele disse cobrindo sua cabeça com uma colcha.

- Fala sério Scott. - Disse. - Você é o Chefe dos Escoteiros aqui.

- O chefe dos escoteiros está com sono.

- Então vou sozinho. Agora se algum escoteiro quiser dividir sua barraca comigo não vou impedir.. .

Ele então tirou a colcha de sua cabeça e me lançou um olhar sério. 

- Nem ferrando! - Disse. - Vamos arrumar as coisas.

- Agora Sim!

***

Estávamos de malas prontas esperando o horário para sair de casa. Eu estava sentado no sofá e Stiles estava deirado em meu colo. Já estava com minha roupa de chefe de escoteiro que consistia em uma farda marrom clara com cintos e botas pretas. E uma faixa vermelha que ia do meu ombro até a cintura cheia de brevês que havia ganhado durante minha vida de escoteiro.

Escutamos a campainha soar e como ainda era muito cedo estranhamos. Me levantei para atender e vi Peter parado na porta com um sorriso no rosto.

- Ah que bom, ainda estão aí. - Disse ele.

- Sim o ônibus sai daqui a uma hora. - Disse sorrindo. 

- Qual o motivo da visita matinal? - Perguntou Stiles já ao meu lado. 

- Na verdade vim saber como você estão. - Disse. - Vão fazer uma viagem de três dias, sera que está preparado Scott?

Confesso que um arrepio correu por minha espinha. Não sabia o que Peter queria dizer mas ele não viria até a minha casa a uma hora daquelas se não fosse algo pelo menos sério. 

- Estou... eu acho. - Disse sem confiança. 

- Qualquer coisa vocês podem me ligar. 

- Mas porque precisaríamos? É uma saída de escoteiros. - Disse Stiles desdenhando.

- Não é nada. - Disse  Peter abrindo um sorriso. - Só preocupação. 

- Certo. - Respondi.

- Bom, preciso ir pra casa pra saber sobre Theo e o Bebê.

- Eles estão bem?

- Parece que aconteceu algo. - Disse. - Estou esperando a ligação de um deles. 

- Não esquece de nos avisar. - Disse Stiles.

- Tudo bem, boa viagem. - Disse se virando para ir embora. 

Conversamos um pouco sobre tudo que Peter disse. Confesso que fiquei preocupado. Stiles tentou me tranquilizar dizendo que tudo estava sobre controle.

***

Cheganos até o acampamento de Beacon Hills para pegar o ônibus que nos levaria até o acampamento de Michigan que ficava a uma hora e meia de onde estávamos. 

Stiles me ajudou a colocar nossas coisas no bagageiro e logo depois voltamos para o lado de fora pra recebermos as orientações necessárias. 

Me separei de Stiles para falar com Bill Stud que era o Chefe do nosso campo. Conversamos por alguns minutos então decidi voltar até Stiles, mas ele já tinha companhia.

Um menino moreno alto e forte conversava com ele. Ele devia ser algum comediante pois Stiles não parava de rir. Me aproximei e o reconheci.

- Ele realmente é demais... - Ele olhou para mim sorrindo. - Olha só falando nele...

- Brett Talbot...

- Parece que não esqueceu de mim não é mesmo? 

- Não, não esqueci. - Disse com um sorriso não muito amistoso.

- Nossa você mudou muito, está bem diferente daquele garoto magrelo que eu conheci. - Disse. 

Eu estava sorridente mas me concentrando para não esganalo ali mesmo.

- Tem até um namorado. - Ele olhou para Stiles sorrindo. - E que namorado...

Quando me dei por mim mesmo minhas garras já estavam aparentes e furavam minhas mãos que estavam fechadas.

- Bom, nos falamos durante a viagem certo?

- Claro. - Stiles sorriu.

Peter realmente estava certo. Não sabia se estava preparado para essa viagem pois nem entrei no ônibus e já queria matar uma pessoa.


Notas Finais


Desculpa algum erro ortográfico galera...
Até a próxima! Ah! E deixa comentário!! É tão bom ler o que tão achando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...