1. Spirit Fanfics >
  2. Insolence (James Potter) >
  3. Quatro

História Insolence (James Potter) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii, espero que vocês gostem!

Capítulo 4 - Quatro


CAPÍTULO QUATRO

the duel

O dia havia começado bem, Morgana se levantou muito mais cedo que o normal e se arrumou rapidamente, logo estava no Salão Comunal da Sonserina esperando o começo das aulas. Afinal de contas, pelo menos por um dia ela precisava ser responsável. Olhou pela janela e o sol ainda nem havia aparecido, mas estava animada demais para ficar parada.

Decidiu passar na biblioteca para entregar alguns livros e preferiu ir sozinha, encontraria seus amigos na aula de Transfiguração. Passou por aqueles corredores silenciosos e pouco iluminados pelo raiar do sol rapidamente, tão rápido que seus cabelos voavam contra o vento.

Quando passou por um corredor mais afastado, notou que estava sendo perseguida por alguém. Bellatrix Lestrange e Narcisa Black a encaravam com sorrisinhos sarcásticos, estavam acompanhadas de Lucius Malfoy e Regulus Black. O grupo se colocou em frente à garota.

— Ora, ora, ora... — falou Bellatrix. — Se não é a nossa princesinha Morgana Bouveair. O que faz sozinha nos corredores?

— Estou indo para a biblicoteca, não é óbvio? — Morgana questionou, já irritada. — O que vocês querem? O que está fazendo em Hogwarts, Bellatrix?

Bellatrix prensou a garota contra a parede e puxou sua varinha de dentro de suas vestes, Morgana fez o mesmo, estava nervosa.

— Por que tão rude, Morgie? — Narcisa perguntou.

— Porque aparentemente vocês não estão aqui na melhor das intenções. — respondeu Morgana, sem demonstrar sua aflição. — O que querem?

— Saber se você será nossa aliada. — contou Malfoy, o loiro sorria. — Sabe do que eu estou falando, imagino que seus papaizinhos já tenham falado sobre isso.

— Não sei do que estão falando.

Morgana tentou contornar a situação, eles estavam tentando puxá-la para o lado dos Comensais da Morte, o lado de Voldemort e a garota já não tinha mais tanta certeza de que pertencia à isso. Sempre questionou se isso seria o certo, matar pessoas só por não possuírem sangue bruxo, ou por não nascerem com ele?

Seria o certo que alguém como Lily Evans morresse, ou até mesmo sua irmã que havia se casado com um trouxa e se afastado da magia fossem assassinados por serem quem são? Todas aquelas pessoas inocentes, morreriam apenas por um ideal medieval e odioso.

Morgana passou a vida toda acreditando que aquilo era o certo, que o sangue trouxa era repugnante e que não deveriam ser aceitos na sociedade bruxa, mas nunca chegou a entender os motivos para ter de acreditar naquilo.

— Como assim "não sabe"? — gritou Bellatrix. — Está mentindo, Bouveair.

Bellatrix apontou sua varinha para Morgana, que fez o mesmo por puro reflexo.

— Como poderia afirmar isso? — Morgana perguntou, ainda apontando sua varinha. — Além de pirada, você é mentirosa, Bella?

Estupefaça!

Protego! — Morgana berrou. — Você quer duelar?

— Você não pode negar que uma hora ou outra, vai se tornar uma Comensal. — Bella exclamou. — O Lord das Trevas adoraria ter você também! Você poderia ser grande, Morgana, poderosa. Expelliar...

Impedimenta! — Morgana gritou e viu a garota ser arremessada para longe. — Ainda não precisam de mim.

Olhou para o lado e viu três dos Marotos se aproximarem, surgiram do nada em meio ao ainda escuro corredor. Apavorados com o duelo, observaram que Morgana havia desacordado uma bruxa muito poderosa. Narcisa Black estava desesperada ao lado da irmã.

— Mas quando precisarmos, você se juntará à nós, quando o Lord das Trevas a chamar. — afirmou Regulus. — Não é?

Regulus parecia ter medo da resposta também.

Com uma dor enorme em pronunciar as palavras, Morgana concordou com a cabeça, pensando nos seus pais e em como eles brigariam com ela se seguisse outro caminho.

Sim.

— Sua cretina, olha o que você fez com minha irmã! — berrou Narcisa. — Cruci...

A Black acertaria Morgana em cheio se não tivesse sido interrompida por James Potter, que saltou em frente à loira, tentando protegê-la.

Petrificus Totallus! — Potter falou e o feitiço atingiu Narcisa em cheio. — Venha, vamos sair daqu...

— Muito bem, James! — gritou Sirius.

Os dois só não contavam com Lucius Malfoy, que apontou sorrateiramente sua varinha para Morgana e proferiu um feitiço contra a mesma:

ABEO! — Lucius gritou e acertou Morgana em cheio.

A garota gritou, sentiu seu corpo queimar como se estivesse caída nas brasas quentes de uma fogueira, seus olhos brilharam por conta das lágrimas de dor e logo ela desmaiou. Foi carregada por James nos braços até uma sala secreta que os Marotos haviam descoberto.

A enorme porta surgiu no meio da parede quando juntos, todos pediram um lugar seguro para ajudar a garota com o feitiço.

Morgana percebeu enquanto era carregada, que James tinha um cheiro peculiar de bolo Floresta Negra, provavelmente porque os garotos haviam acabado de sair da cozinha do Castelo.

Em meio à devaneios, Morgana poderia jurar que viu um ratinho apontar com suas patinhas para um sofá, onde a garota agora estava deitada.

— Aluado, faça algo! — berrou James, desesperado. — Ela está chorando, meu Merlin!

— E-eu vou tentar... — Aluado falou, também muito nervoso. — Acho que já li sobre esse feitiço em algum lugar...

— Ela poderia ter morrido se não tivéssemos chegado na hora! — Pontas afirmou. — Quem em sã-consciência faz isso?

— Ela estava bem, fiquei até surpreso com as habilidades dela. — Sirius acalmou o amigo. — Foi o Malfoy que estragou tudo.

De longe, os dois observaram Lupin realizar alguns feitiços.

— Progresso, Aluado? — perguntou Peter.

— Sim, eu desfiz o feitiço, ela só está dormindo.

Os quatro Marotos observaram a garota deitada no sofá, Morgana dormia tranquilamente, suas mechas loiras caídas em seu rosto e a boca levemente aberta. James sorriu de lado ao ver sua serenidade, que antes era pura aflição e dor. Por um lado sabia que ela era uma sonserina e deveria odiá-la, mas por outro... pensava que ninguém merecia sentir dor.

— Será que ela é solteira?

— SIRIUS! — os outros três berraram.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...