História Insônia - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 10
Palavras 489
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Um cafezinho...
Uma insônia constante...
Acompanhe...

Capítulo 1 - Pássaros Deveriam Ser Livres


Fanfic / Fanfiction Insônia - Capítulo 1 - Pássaros Deveriam Ser Livres

Tenho saudade da minha família. Mas, não realmente dela e sim o tempo que passamos juntos. Eu sei que ao completar uma certa idade já temos que procurar nosso próprio caminho, seria rude dizer que eu não quero isso? Nos sentimos bem estando com pessoas que amamos, isso é fato! Mas a vida insiste em levar e levar-nos cada vez mais longe. 

Eu cheguei em um ponto que... Eu falo "só vamo"... É tipo "deixe que as águas me levem". 

Tudo bem... Vamos começar... 


[ Miryan] 

17 anos, linda, popular, queria ser veterinária. Seu amor por animais era muito grande. Quando brincava com Algodão seu cachorro, era como se tivesse em paz com o mundo inteiro. Os dois eram inseparáveis e muito estranhos... Mas nada que extravasasse o conceito de amor e humanização. 

A menina Miryan não tinha como ser derrubada tão fácil, pois, seu amor falava mais alto que todos os gritos e barulhos que o mundo mostrava. Até que aquele dia chegou... 

(06/02/2006)

Eu me lembro bem dessa data. Estava de tarde, um sol bem quente, mas o ar havia mudado quando fui visita-la naquela tarde. Algodão o cachorro de Miryan foi morto por uma pessoa estranha que quis invadir sua casa. 

Nossa... Ela havia mudado muito depois daquilo... Como um olhar alegre passa a ser um olhar vazio e cansado? 

Tudo o que pude fazer era abraça-la e tentar acalma-la daquela situação... Mas não adiantava... Ela continuava chorando... 

Qual é mundo... Por quê? 

Eu me lembro que ela demorou muito para voltar a falar comigo depois daquele trágico acontecido. Poxa algodão, você foi um cachorro bom... Eu não te conheci muito bem, mas eu te amava cara... Porque você fazia a Miryan feliz... Por isso eu te amava... 

Depois daquilo tudo o que eu me lembro era de ver ela indo embora daquela casa. Ela estava tão linda, nunca vi ela vestida daquela forma antes. Era com o se eu tivesse visto ela pela primeira vez, sabe... 

Eu convenci ela para deixar a viagem para o dia de amanhã e passei aquela noite com ela. Assistimos filmes, tiramos onde com a cara um do outro, namoramos muito... Foi uma noite inesquecível para mim... 

E naquele dia, logo pela manhã eu vi ela olhando pela janela, toda arrumada para ir embora. 

Eu até perguntei no que ela estava pensando e... Eu te juro, a última coisa que ela falou pra mim foi " Pássaros Deveriam Ser Livres". E... Ela foi embora... Eu fiquei ali por alguns dias ainda... Mas hoje sei o que ela quis dizer com aquilo. 

O algodão era seu pássaro e ela teve que deixar ele ir, para poder ela ir também... 

E... Por fim, ela era meu pássaro que eu tive que deixar seguir o rumo. 

Vou sentir sua falta Miryan... Sério... Eu vou sentir muito sua falta.

Obrigado por tudo... Eu te Amo... 

E ficarei sempre esperando nessa biblioteca pela sua volta... Ok... 


Notas Finais


Boa noite... já vou indo.


Durma bem...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...