História Insônia - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 0
Palavras 580
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Chocolate...
O fato de não se aceitar do jeito que é...
Complicam o sono...

Capítulo 2 - Eu Espero Te Ver Novamente


Fanfic / Fanfiction Insônia - Capítulo 2 - Eu Espero Te Ver Novamente

Não gosto de me abrir com os outros. Para se ter uma idéia, tenho dificuldades em falar do que sinto com os meus próprios pais. 

Não estou preparado para ter um relacionamento sério... No máximo, serão apenas alguns dias e depois pra mim não terá mais sentido. 

Tenho inveja dos outros... Mas, ultimamente pensei nisso... Não é inveja que eu sinto... É raiva de mim mesmo... Em fim.. 


Vamos lá...

(06/08/19)

(Ana)

É até engraçado falar disso... Eu me lembro da primeira vez que a vi... Nossa, se eu soubesse do que ela me faria sentir, daria valor desde aquele primeiro dia. 

Me sentia bobo quando ficava próximo à ela. A maioria dos meus colegas falavam: "Ahh, essa daí? Cara, mulher tem que ser gostosa, blá, blá, blá... ". 

Ela era simples, nossa... a simplicidade dela me chamava atenção. Seu sorriso até hoje me faz rir a toa. Ela não era como aquelas garotas com corpão, rosto angelical e toda aquela mesmice... Não cara, ela era simples... Simples...

Quando ela usava aquele casaco, nossa... Eu morria por dentro... Eu sempre dava uma desculpa para olhar para trás, já que ela sentava no fundo da sala... Nossa... O jeito que ela abaixava a cabeça como se não quisesse nada... Me fascinava.... Ela me fascinava... 

Eu... Queria pelo menos ter abraçado ela... Meu pedido até os dias de hoje... Se eu falava com ela? Sim... Eu falava e nos dávamos super bem... Sempre que conversávamos era piadas para um e outro rir de  coisas nada a ver... 

Ela gostava de mim cara... Eu sabia que sim... Ela não dizia mas, mandava sinais... Sempre... 

Sempre que eu estava distraído com algo eu percebia que ela olhava pra mim... Mano, poha é foda quando eu quero alguém e tem sempre alguma coisa atrapalhando! 

Sim, eu tenho uma pessoa no meu pé o tempo inteiro... E essa pessoa é aquele tipo de mulher gostosa sabe... Não é que eu não goste desse tipo de mulher... É que no meio de tantas assim, ela era a única que me fazia sentir feliz por estar vivo. Eu passei a amar minha vida quando ela apareceu. 

Queria ir sempre pra aula, todos os dias e ficava triste quando ela não ia... 

Me lembrei, tínhamos uma apresentação de trabalho, e foi nesse dia que tudo começou... Tipo, as pessoas me consideram um nerd, um CDF por estar sempre estudando... Mas naquele dia eu não me importei... Porque eu e ela apresentamos juntos aquele trabalho... E a cada coisa que explicavamos, eu percebia que íamos nos aproximando mais... 

Os outros não falaram quase nada kkk... Coitados... Bom, eu sinto falta dela agora... As aulas ficaram chatas e a pessoa que eu não gosto continua no meu pé... Eu queria falar pra essa pessoa tipo: Oh poha! Larga do meu pé! Vai lá com os teus amigos cracudos, vai dá pro cara lá que você tanto fala que quer dá! Só me deixa sozinho! 

Não sei por quê ainda não falei isso... 

Mas, enfim, eu sinto muita falta dela... To meio que me matando todo dia... Não sei cara... Os dias ficaram chatos por aqui... E eu to passando por uma crise na minha cabeça... Mas, eu espero ficar bem... 

Onde quer que ela esteja... Ana, eu realmente gostei de você e queria de fato que tivéssemos mais tempo, só pra nois dois... Obrigado por me fazer perceber que eu ainda tenho a capacidade de amar... Valeu... Mas...

Volta... Por favor... 

Por favor...




Notas Finais


Eu queria falar dela aqui pra sempre, mas vou indo devagar... Não confio muito em mim... 

Faze o quê...

Boa noite...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...