História Instability - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Demashitaa! PowerPuff Girls Z, Meninas Super Poderosas (The Powerpuff Girls)
Personagens Boomer, Brick, Bruta, Butch, Docinho, Florzinha, Furiosa, Kaoru Matsubara (Powered Buttercup), Lindinha, Macaco Louco, Magrela, Prefeito de Townsville, Princesa MaisGrana, Professor Utônio, Senhorita Bellow
Tags Berserk X Brute, Blossom X Butch, Blues, Bubbles X Boomer, Buttercup X Brick, Greens, Ppg, Reds, Rrb
Visualizações 30
Palavras 1.269
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Acidente


Fanfic / Fanfiction Instability - Capítulo 6 - Acidente

Brick: ahaha, precipitada você não é ruiva?

Jurava que o garoto iria ficar nervoso, sei lá, acabar como clima e tal… Ele é estranho sempre mudando de humor, eca. Mas é legal as vezes.

Blossom: hm, e isso é bom?

Brick: Diz você.

Flertando? Na minha frente ainda, oush, credo.

-Vocês estão flertando na nossa frente, é isso, sério?

Butch: Ela fala que ele fez pacto com o demônio, e o cara gosta. As ideias.

Brick: Não estamos flertando, estamos apenas conversando como pessoas civilizadas que somos, diferente de vocês que estão falando de gente morta ai.

Boomer: não estamos falando de gente morta! 

Brick: Ah, vocês estão falando dos irmãos do Buddy, que estão o que...?

- Mortos?

Brick: uhum.

Butch: Aff, eu vou ir é pra minha sala que eu ganho mais.

Boomer: Sim, claro. Isso não tem nada haver com o fato que a Buttercup e você tem as mesmas aulas juntos agora né?

Butch: vai se ferrar… Como você sabe meu horário? Doente.

- Ai que graça! fofo! Vamos lá.

Me levantei junto com Butch e Blossom e partimos para os nossos corredores, nem me importei em descobrir qual era o próximo horário dos JoJos largados, não me interessa! então não ligo.

O dia acabou bem, por incrível que pareça. Bom, talvez seja por medo ou sei lá. Uou não é todo dia que saem assassinos da cadeia de Twonsville e vem estudar onde você estuda, as pessoas têm que serem calmas para lidar com esse tipo de gente.

Boomer: Ei Bub! Bora voltar com o meu carro.

Quando estava nas escadas de saída do colégio o loiro me encontrou e fomos juntos até o estacionamento.

- Seu carro? Ele aguenta todo mundo?

Não querendo falar mal daquela Ford verona… Mas, ne? Prefiro ir voando, obrigada. Antes do loirinho me responder o Butch entrou na nossa frente nos parando, nem o vi chegar.

Butch: Claro que não. Deixa de ser idiota garoto, meu carro ta ai, deixa essa lata velha no estacionamento mesmo..

Boomer: Eu to afim de dirigir hoje.

Brick: Boomer, cara. Sejamos realistas…

Buttercup apareceu logo atrás do ruivo, que apareceu sei lá quando, e em menos de dois minutos estavam todos lá.

Buttercup: Boomer no volante, perigo constante, meu caro.

Boomer: Vocês falam como se fossem pilotos de corrida! Eu tenho carteira tá?

Blossom: ah, a Butter é sim, credo. Corre, e como corre.

Buttercup: Emoção garota! Se não for pra pisar com gosto no acelerador eu nem dirijo.

- Por isso você NÃO dirige.

Butch: Essa é das minhas.

Depois da pequena discussão de quem iria dirigir entramos no carro do Butch, Eu, Blossom e Brick. Enquanto a Buttercup foi com o Boomer testar os dotes de direção do garoto.

Blossom: Estou prevendo uma batida feia.

- Vira essa boca pra lá, doida.

Blossom: Vocês são péssimos irmãos, como deixam ele dirigir aquela ferrugem ambulante?

Brick: Bom, se você quiser comprar um carro pra ele compra.

Butch: E começou. Tava bom demais pra ser verdade.

- E verdade, Casal estressado vocês.

Brick: haha, casal, ata.

Blossom: aff.


(Boomer, pov)

Assim que entrei no carro puxei logo o cinto de segurança e a Bc não tardou a entrar.

Buttercup: Bora?

- Vamo ué.

Ela encarou aquela fita de segurança fazendo uma cara de desaprovação, as ideias.

Buttercup: Fala sério… Hahah, você ainda acredita no pedaço de pano dessa lata velha? Tira logo essa porra meu filho. E anda logo que eu não tenho o dia todo.

- Que? Você tá doida é? Quer me matar?

Buttercup: oh, não acredita nos seus dotes de direção, cara? não vamos bater rilex, dá mais emoção, adrenalina meu rapaz!

Ela apertou o botão do cinto.

- Se eu morrer e você sobreviver quero ser enterrado em um caixão de vidro, igual a branca de neve, e fazer aquela cena do beijo com a Bubbles.

Buttercup: Que gay. Te prometo que não vai acontecer nada, até porque se não eu eu morro também. Agora anda logo sua anta! 

- Ta ta, to indo.

liguei o carro, hmm… passei a marcha e saímos do estacionamento, assim que chegamos a rua os meninos estavam parados na calçada parece que nos esperando, acidentalmente passei a marcha errada e carro morreu.

Buttercup: Puta que pariu, muleque do caralho. Não sabe nem passar a porra da marcha.

- Nossa, calma ae. Tem quase duas semanas que eu não dirijo! pega leve.

Buttercup: Leve, agora eu entendi porque você tem esse lixo de carro, se bater não vai fazer falta. Só dirige que eu passo a marcha, seu imbecil.

- Aff, tá.

Liguei o carro novamente e foi assim por uns dez metros, até a gente “encostar” no carro dos meus irmãos.

Butch: Caralho! Meu carro! Para essa porra agora Boomer seu infeliz!

Puta que merda, acelerei o carro sem nem olhar pra trás.

Buttercup: é isso ai! Acelera!  

Gente, me arrependo amargamente dessa decisão. Acelerei como nunca naquele carro de 165 por hora, e só de ver que o carro do Butch estava pertíssimo a adrenalina já tava no pico.

Buttercup: Hahaha, caralho isso não acelera mais não? Ele já tá nos pagando quase, inferno!

Nessa hora nem senti nada, mas pelo visto ela empurrou minha perna e foi aumentando de 100km até o limite.

- Pelo amor de deus Buttercup! 

Não conseguia me mexer, fiquei estático, meu coração também contava presença, um combo da desgraça.

Buttercup: Bora, bora, bora.

Tentei dizer aquela doente que o diabo do carro não acelerava mais, mas estava tendo um ataque do coração. Flashes de memória  passavam pelos meus olhos e eu tinha plena certeza que iria morrer, ali e na hora. Meus olhos estavam presos na estrada, era apenas para sair da escola para casa, como qualquer dia normal, mas eu tive que inventar que queria dirigir! Não sabia nem para onde estava seguindo com o carro, eu acho que nem nunca tinha passado por ali.

Butch: PARA ESSA PORRA!

Na hora a Buttercup quebrou a janela e jogou a cabeça pro lado de fora do carro e começou a berrar respondendo seja lá quem estivesse gritando do lado de fora, eu só estava pensando que iria morrer nem me liguei.

Buttercup: A GENTE VAI PARA NÃO, ACELERA ESSA PORRA BOOMER! A GENTE SÓ PARA SE BATER! 

Meus pensamentos estavam todos embaralhados em lapsos de memória e pensamentos desconexos de querer parar aquela porra, “sem” pensar pisei com tudo no freio e não precisa raciocinar muito para perceber que a Verona iria capotar feio. (de 1992 pra 2019 é um bom salto de tempo para um carro). E se já não bastasse a desgraça iminente a garota arrancou minha mão do volante, batendo o cotovelo no meu rosto me fazendo minha cabeça ultrapassar o vidro.

 

(Butch pov) 

Comecei a acelerar de 100 para 200 e poucos quilômetros para ver se dava tempo de chegar mais perto daqueles dois idiotas suicidas, mas não contava com a Blossom e a Bubbles terem um chilique por causa da velocidade.

Blossom: Você tá louco!? Já basta aqueles dois quase batendo o carro! eu não quero morrer não!

Bubbles: Pelo amor, desacelera isso daí!

Começamos a discutir sobre o que faríamos para parar os meninos a frente e acabou que fui obrigado a desacelerar o meu carro, pelo radar e pelas meninas. Quando decidimos o que fazer em relação ao carro descontrolado a frente a cabeça do Boomer atravessou o vidro e começou a gritar, em questão de segundos depois o deles carro capotou.

Brick: Puta que pariu! 


(Buttercup pov)

“Hm... Será que sobreviveríamos a um capotamento?” ... Você denovo?


Notas Finais


vish, e ai?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...