História Instagram Carrossel - Capítulo 47


Escrita por:

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Adriano Ramos, Alícia Gusman, Bibi Smith, Carmen Carrilho, Cirilo Rivera, Clementina Soares, Daniel Zapata, Davi Rabinovich, Jaime Palillo, Jorge Cavalieri, Kokimoto Mishima, Laura Gianolli, Marcelina Guerra, Margarida Garcia, Maria Joaquina Medsen, Mário Ayala, Paulo Guerra, Personagens Originais, Valéria Ferreira
Visualizações 489
Palavras 1.240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Esporte, Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Rsrsrrrsrsrsrsrsrsrsrdsdrssrsrrs
Essa capa é a tela de bloqueio do meu celular😂😂😂😂 ✌️
Deixo vcs pegarem♥️
Capítulo não revisado, não deu tempo!

Capítulo 47 - Bônus


Fanfic / Fanfiction Instagram Carrossel - Capítulo 47 - Bônus

Autora

Já era uma manhã de sábado, o céu estava mais nublado, diferente do dia anterior. Alicia acordou com o ventinho frio que batia pela janela de seu apartamento. A garota tinha uma enorme paixonite por chuvas. Deu um pulo da cama e correu para a janela, observando o céu cinza. 

Dizem que quando faz muito calor, mais que o normal, com certeza é índice de chuva. E a garota não podia negar a frase. 

Foi para o banheiro, fez sua Higiene Pessoal e trocou de roupa. Combinou com Marcelina que ela e Valéria iriam para a casa dela assim que acordassem. Colocou uma blusa solta mostrando um pouquinho de sua barriga e um short de estampa bonita jeans. Pegou um tênis da Adidas e calçou. Ela desceu, tomou rápido um café e saiu para a casa da pequena. Estava curiosíssima para saber o que ela queria tanto contar. 

(...) 

Chegando lá, foi atendida pela empregada e adentrou o quarto da amiga. 

-OLÁ, MINHA FÃ!  

-Oiiii -Disse a menor 

-O que quer tanto falar?  

-Bom...vamo assitir filme? 

A morena suspirou 

-Você me chamou aqui pra isso? 

-Claro, cunha! O Paulo não tá aqui então só restava você e Valéria. 

-Cunha, Marcelina? 

-Óbvio, só fica se pegando com meu irmão

-Correção, ele fica me pegando. 

-Mas você cede! 

Alicia revirou os olhos 

-Vamo assitir logo, e já digo que quero terror. 

-Terror não... 

-Marceeee 

-Tá, vai ser terror. 

-Cadê Valéria? 

-Disse que viria mais tarde. 

-Humm 

As meninas foram fazer brigadeiro e pipoca para esperar a amiga. 

-Marcelina Guerra, eu sei que não me chamou aqui só pra assitir filme. Desembucha! 

A pequena ficou procurando palavras para dizer o que queria. 

-Quando...a Val chegar eu falo. 

A amiga riu e foi fazer a pipoca. 

-Cadê seus pais, Marce? 

-Minha mãe tá no quarto e meu pai acompanhou Paulo. 

-E onde Paulo foi? 

-Ele foi mostrar a nova música :) 

-Ah sim. 

Escutaram a campainha e logo Valéria entrando na casa. 

-Oiiii minhas amoras preferidas! 

-Oláá! -Disseram as duas 

-Huuummm comida! ^_^

(...) 

-Caramba, esse filme tá chato. Vamos fazer outra coisa! -Valéria

-Eu sei o que podemos fazer. Marcelinaaaa você não tinha que nos contar algo? 

-A...

-Aaaa... -Valéria continuou a frase

-Eu tô...gostando de alguém. -Ficou vermelha 

-Humm, Mário? -Alicia perguntou 

-COMO É QUE VOCÊ SABE?? -Marcelina disse surpresa enquanto Valéria ria sem parar

-Simples, só ficam juntinhos e olhando um pro outro. Quem não fala que é amor? 

Valéria gargalhou ainda mais alto, fazendo as amigas a fitar. 

-Que foi, doida? -A baixinha perguntou 

-Eu sabia que vocês todos formariam um casal no futuro. Desde o dia em que todos nós nos vimos, não esquecemos ninguém... Agora a turminha tá cheia de casal. 

-An? 

-Olha, tem você e o Paulo, Marilina, Ciriquina que eu sei que serão um casal, Jorgerida já existe, Kobi, Carmiel entre outros. 

-E o Jaime, hein mocinha? 

-Jaime? O que que tem? 

-Tu tá afim dele, né rapariga? 

-Eu? -Riu- Claro que não. 

-Hummm -As meninas disseram juntas 

- E não existe eu e Paulo, tá legal? 

-ATA! ATAZÃO PRA VOCÊ, DONA GUSMAN QUE NO FUTURO SERÁ GUSMAN GUERRA...-A escandalosa disse

-Ai meu Deus... 

-  Ally, você tá xonadinha pelo meu irmão, pode admitir... 

-Marcelina, como assim? Eu te disse, ele que me beija. 

-E você cede, será por quê? 

A morena revirou os olhos enquanto a Ferreira procurava algo na galeria. 

-O que tá procurando? 

-Uma foto que EU tirei de Paulicia. Vou postar no Insta como se fosse a Alicia se declarando para Paulo. 

-AH, MAS NÃO VAI FAZER ISSO MESMO!!! -Roubou o celular da Ferreira e saiu correndo pela casa 

Marcelina ria enquanto corria atrás das duas. 

-VACAAAAA MEU DÁ MEU CELULAR! 

-NÃO! CULPA SUA QUE DISSE AQUILO. 

-Meninaaasss acho que alguém chegou... 

Marcelina disse enquanto Paulo encarava as morenas correndo. 

-O que vocês duas sentem? 

-Paulo, querido! Você aceita eu postar uma foto de Paulicia se beijando, que EU flagrei? 

-Óbvio que não, me dá esse celular, Alicia! 

A mesma jogou para ele e os três ficaram correndo, Paulo jogando o celular para Alicia e vice versa, deixando Valéria irritada. 

-Já deeeuuu vocês vão quebrar minha casa. -Marcelina tomou o celular da mão de Alicia que reclamou 

-E esses dois vão quebrar o meu celular... 

-Toma Valéria. Tô te dando porque eu quero ver essa foto. -Sorriu abertamente 

-Vacas... -A morena cruzou os braços 

-Alicia, preciso te mostrar uma coisa. -Paulo puxou a mesma para o quarto e ouviram o "Huuuummm" das duas. 


Alicia Gusman 

No quarto 

-O que quer me mostrar? 

-Minha música nova, tá boa? 

Entregou o papel pra mim . Comecei a ler e a letra tava boa. 

Pedi para ele me mostrar o ritmo

-Quer ir amanhã comigo? É porque eles adiaram e amanhã meu pai não pode me levar. 

-Pode ser :-)

-Amanhã eu te busco 14:00! 

Afirmei e me sentei em sua cama. Paulo entrou no banheiro e eu peguei seu celular. Vi que não tinha senha, idiota... entrei em suas redes sociais e o que mais me chamou a atenção foi ele ter salvo meu nome de Linda(com um coração). Ri um pouco e fui para seu Instagram. Entrei na minha página e vi que ele curtia todas as minhas fotos, que fofo(^^) até que o celular é puxado da minha mão e encaro ele com um sorriso amarelo. 

-Tava mexendo em meu celular? 

-Que pergunta idiota! -fiz careta

-Alicia, Alicia... 

-Meu nome, meu nome... 

-Você é retardada! 

-Você que é! -Me levantei 

-Chata

-Chato

-Imbecíl 

-Idiota 

-Cala a boca 

-Vem calar! -Desafiei ele e o mesmo sorriu sapeca 

-Não foi o que quis di... 

Fui interrompida por ele me beijando. O beijo era apressado, quente e romântico ao mesmo tempo. Sua língua passava por toda a minha boca e eu o puxei mais pra mim. O mesmo apertava forte minha cintura e eu mexia em seu cabelo. Ele me preensou na parede sem parar o beijo. Desceu suas mãos e eu bati nelas. Voltou a coloca-las em minha cintura enquanto ria. O beijo foi ficando mais quente, até que maldita falta de ar se faz presente. 

Ele ficou me encarando com um sorriso nos olhos e eu fazia o mesmo. 

-Sabia que foi a primeira garota a eu beijar depois que virei cantor? 

-Tô sabendo agora-Ri 

-Pois foi! -Riu também

-Já namorou? 

-Eu já tive um caso sério com uma menina, mas achava ela grudenta demais e desistir dela. 

-Como você ilude, Paulo Guerra... 

-Você é linda, sabia? -Beijou meu pescoço e não tirava as mãos de minha cintura 

-Muitos meninos já me disseram isso! -Provoquei enquanto dava um sorriso sem ele perceber 

-Não estraga o momento. -Olhou pra mim

-Que momento? -Gargalhei 

-Esse nosso! -Olhou pra minha boca 

-Você é um pervertido! Só que eu gosto disso em você...-Mostrei os dentes 

-Bom saber!

Atacou meus lábios novamente e ficamos assim, esqueci até das meninas que com certeza estavam pensando besteira. Ficamos nos beijando quando eu interrompo.

-Paulo, as meninas estão me esperando. -Ele beijava meu pescoço 

-Deixa elas -Falou com voz abafada 

-Paulo...eu tenho que ir. -Ele me interrompeu me beijando de novo 

-Tchau, marrentinha! 

-Tchau, cantorzinho! 

-Chata! 

-Idiota! 

Ele me puxou e me deu alguns selinhos enquanto eu ria. 

Consegui sair de lá e desci as escadas encontrando as meninas assistindo um filme que parecia romance. 

Val: Agarrou muito seu boy? -Sorriu maliciosa 

Marce: Como eu posso ter uma cunhada mais linda que essa? 

Eu: Cala a boca! 

Disse enquanto ouvia a chuva começar a cair lá fora. 








Notas Finais


Continuo depooiiiisss
Pq preciso sair😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...