1. Spirit Fanfics >
  2. INSTEAD - SwanQueen >
  3. Os Preparativos

História INSTEAD - SwanQueen - Capítulo 70


Escrita por:


Notas do Autor


Opa, chegando com mais cap fresquinho

Boa leitura! 💓🤭

Capítulo 70 - Os Preparativos


Fanfic / Fanfiction INSTEAD - SwanQueen - Capítulo 70 - Os Preparativos

Ainda na mesma noite

Storybrooker, Maine

20:26

Como foi combinado mais cedo pela a loira, todos se encontravam na lanchonete da vovó em um jantar em família e amigos. Todos se divertiam dando altas risadas com as histórias de Killian e suas aventuras em alto mar com Tinker ao seu lado. David e Snow, que discutiam por causa da última fatia de torta, Zelena ao lado da irmã e sobrinho riam da situação. Belle com Gideon no colo e conversando com o Dr.Hopper. Os anões se divertiam entre si e algumas vezes compartilhavam histórias na época da Floresta Encantada.

Ao longe, Regina observava Emma que parecia distante em seus pensamentos. A morena olhou brevemente para seu filho que estava distraído com sua tia e o bebê. O garoto havia perguntado o que tinha acontecido com sua mãe loira para ela estar em um canto distante. A prefeita não soube o que responder, então decidiu ir até ela.

Swan estava um pouco distante de todos bebendo um daqueles drinks de pirata. Rum. Ela observava todos com atenção. Horas atrás estavam todos deprimidos e olhares caídos, agora estavam felizes e curtindo aquele momento. Até mesmo Granny se permitiu naquela noite. 

- Pensativa demais, Swan – Pontuou a prefeita se aproximando da namorada e segurando seus ombros. Emma sorriu levando o último gole da bebida garganta abaixo. – O que houve? Henry quer sua companhia.

- Estava pensando no que passamos. Até algumas horas atrás todos achavam que eu havia batido as botas e agora...

- E agora, todos estamos felizes por você estar aqui. Principalmente, eu. – A xerife riu colocando suas mãos na cintura da morena que sorriu fazendo um leve carinho no queixo da loira. – Eu te amo.

- Estranho, achei que me odiasse. – Disse divertida arrancando um riso fraco de Mills.

- Antes, eu não sabia bem como me expressar a isso que temos, mas agora é diferente. Me sinto bem, me sinto mais à vontade e não sinto medo em dizer o quanto eu te amo. – Emma sorriu sentindo seu coração disparar.

– Também te amo. – Regina deixou um selinho nos lábios de Emma. A morena puxou pelo braço guiando a loira até a mesa onde estava sua irmã e filho adotivo. Swan sentou em uma cadeira vazia e a rainha logo usou o colo da xerife como assento deixando beijos na testa da loira. Zelena sorriu ao ver as duas naquele dengo todo.

- E aí? Quando vai ter casório? – Questionou a ruiva chamando a atenção de Henry e do casal. Até aquele momento nenhuma das duas haviam pensado naquela possibilidade. O garoto ergueu uma sobrancelha também curioso de quando vai rolar o "casório".

- Hum... Ainda não. – Respondeu Emma levando seu olhar até os de chocolate que a fitava com um brilho. Ainda elas não pensavam em casamento. Tinham começado o namoro não faz muito tempo, mas isso não era motivo para quererem tal coisa. Somente queriam ir um passo de cada vez. – Quero curtir essa fase de namoro e depois quem sabe, né amor? 

- Com certeza, Emma – Ambas riram ao ver a bruxa rolar os olhos.

- Vocês são muito grudentas. Por Zeus...

- Deixe eu e meu grude em paz, Zelena – Disse Regina pondo seus braços envolta do pescoço da loira. Emma riu devolvendo o abraço e beijos no rosto.

- Belle, me prometa que não seremos assim... Credo. – Pediu a bruxa com uma feição traumatizada com aquela cena do casal.

- Aí, Zelena. Não seja careta – Respondeu French dando um tapa no braço da mesma. O Mills mais novo virou seu copo de suco e pegou seu casaco pondo. Violet havia chegado com seus pais. Ao ver os Morgan's Regina ergueu sua sobrancelha. Naquele momento, Emma pedia mentalmente que tudo ocorresse bem e que a morena sentada em seu colo fosse pacífica.

E foi assim mesmo. Regina levantou das pernas da loira indo receber a família e em seguida Henry acompanhou a xerife que iria cumprimentar eles. O casal conversou um pouco com a família de Violet e logo retomaram ao seus assentos quando viram o garoto sentar em uma mesa afastada com a namorada. Swan beijou a bochecha de Mills.

- E esse beijo?

- Ah, só estou orgulhosa de você. – Respondeu a oficial simplista. – Finalmente, deixou esses ciúmes de lado.

- Percebi que o nosso menino está crescendo e é normal que ele tenha namorada. Acho que era um medo de alguém me roubar o amor dele.

- Regina, ninguém vai conseguir roubar isso de você. Acredite, se fosse pra escolher com quem ele quer morar escolheria você sem pensar – Disse fazendo um sorriso bobo aparecer nos lábios da prefeita.

- Por que você não vem morar comigo? – Swan arregalou os olhos encarando a parceira morena. Ela precisava urgentemente ir ao médico. Não sabia se estava ficando surda.

- Eu? Morar com você? Na sua casa?

- Sim. Com Henry e comigo.

- Regina... Isso é um máximo! – A morena sentiu os lábios da loira indo ao encontro dos seus. Não era um beijo, eram vários. Se parasse para contar quantos beijos haviam trocado só naqueles minutos, elas nem saberiam dizer quantos.

- TRÊS VIVAS PARA O CASAL DO ANO! – Gritou Zelena ao lado de Belle erguendo seu copo de cerveja. As duas que estavam tendo o momento íntimo se separaram ao sentir as bochechas de ambas esquentando ao escutarem todos fazerem o que a ruiva mandou. O que podiam fazer? Era Zelena e a mesma não mentia. Elas são um casal. 

Swan e Mills se entreolharam juntando suas testas, enquanto todos encaravam elas com sorrisos. As duas não conseguiam conter a felicidade e o melhor, a felicidades delas não acaba por ali. Emma tinha certeza que viria muito mais. Seus pais sorriram erguendo os copos de bebidas dando "Viva" para o casal. Estavam felizes e em família. O que mais eles poderiam querer?

~~~

Meses Depois

Mansão Mills's

- Henry, pelo amor dos Deuses, tenha cuidado com essa moto – Regina pediu, enquanto descia as escadas acompanhando o garoto que já estava um pouco maior que ela. Ele revirou os olhos.

- Mãe, vou completar dezessete e é só uma volta. – Henry ajeitou a jaqueta que usava indo já direção da saída com sua mãe adotiva em cima. Ao passar pela porta, Mills viu o piloto da moto. August. Pinóquio havia voltado de suas aventuras dias depois do ocorrido na cidade. Tiveram que segurar Swan para a mesma não partir pra cima do amigo que sabia desde do início sobre a xerife e a prefeita.

- O que Emma acha disso? – Questionou cruzando os braços. O autor segurou seus braços deixando um beijo em sua testa.

- Ela super apoia.

- Era de se esperar. – Bufou a prefeita. – Tá, mas toma cuidado. Ok?

- Certo. – Os dois se despediram e dali Regina observou o garoto partir com o instrutor de pilotagem. Revirou os olhos voltando para dentro de casa. Iria terminar de se arrumar para o trabalho.

Os últimos meses tem sido corrido para todos. A prefeita tentava ao máximo terminar as pendências para ficar livre a semana toda. Precisava focar em si antes do dia esperado. Sorriu entrando no quarto. Pegou sua bolsa e as chaves de seu Mercedes, mas antes que saísse a mulher acabou por tropeçar em algum calçado jogado por ali. Respirou fundo ao ver que era uma das botas de Swan.

- Você não tem jeito mesmo, Emma. – Com um estalo o calçado sumiu de seu campo de visão. Sorriu satisfeita voltando a caminhar em direção a saída. Teria muito trabalho a fazer naquele dia.

Assim que entrou no carro, Regina dirigiu em direção ao seu trabalho na prefeitura. Desceu do carro batendo a porta e seguindo para dentro do edifício. Como sempre, Amélia a esperava para falar sobre os agendamentos daquele dia e para lhe desejar um bom trabalho. Na cidade estava tudo bem e paz, bom... Com algumas reclamações sobre algo fora do lugar, porém nada que a prefeita e xerife pudessem resolver. Era incrível como aquele dia horroroso foi esquecido rapidamente pelos moradores da cidade. Para Mills parecia que foi ontem. 

Deixou aqueles para trás. Não tinha mais motivos para pensar naquilo, pelo contrário, tinha que pensar em outras coisas. Não podia ficar tensa. Não podia.

~~~

12:19

Loja Western

- Já andamos a loja inteira, Emma! – Exclamou Mary Margaret pela a quinta vez naquele dia. A loira, com uma jaqueta de couro em mãos, andava de um lado para o outro pela a loja com sua mãe. Indecisa. É essa palavra que define Emma Swan. Ela nunca imaginou que escolher um vestido daria tanto trabalho assim. O pior não era só o vestido, mas também o centro de mesa, os arranjos das flores, as cadeiras, o local da cerimônia e várias outras coisas que a xerife estava se preocupando que envolvia seu casamento com a prefeita da cidade.

Isso mesmo. Ninguém entendeu errado.

Depois de meses em um relacionamento sério e outros meses com Swan e seus "Gay's Panic"... Finalmente oficializaram aquilo e as duas aceitaram o pedido uma da outra. Sim. As duas fizeram o mesmo pedido e no mesmo dia. Nenhuma delas planejavam fazer pedido daquela forma, mas o universo quis assim.

Tudo isso aconteceu no aniversário de Henry de dezesseis anos, uns três meses atrás. Ambas estavam separadas naquela noite. Estavam se preparando para poder fazer a tão aclamada proposta. Mas pela ironia do destino as duas tiveram a ideia de ir ao banheiro ao mesmo tempo. Regina já estava lá pedindo forças e coragem para fazer aquilo e que na hora não tivesse um "Gay Panic", como Swan chama os surtos que tem ao ficar frente a frente com a morena. Enquanto tentava respirar melhor, sem querer acabou soltando um "Como vou pedir Emma em casamento?". Ali a ficha de Swan caiu. Sua cabeça estava cheia de "Era por isso que ela...", "Era por isso que...". Entendeu as reações estranhas da morena. Sem mais enrolação ela acabou entrando no banheiro e aceitando ali mesmo e deixando uma condição, que Regina também aceitasse o seu pedido de casamento. Pois é... Nenhuma delas imaginaram ser pedida em casamento em um banheiro, em uma festa de aniversário. Mas foi perfeito. Tudo é perfeito com Mills por perto.

- É esse! – Praticamente gritou ao ver o que ela chamava de "O Vestido Perfeito". Depois de muitas provas e não ter gostado de nenhum, aquele fora o único que agradou a xerife. Snow se aproximou com um sorriso largo no rosto. Um de seus sonhos estava se realizando. Sua filha iria se casar em poucos dias. 

- Ai que emoção! – Zelena bateu palmas euforicamente junto com Belle que acompanhavam elas. Ficaram aliviadas quando a oficial encontrou o seu vestido que ela tanto falava. Numa velocidade inimaginável, a loira correu para provar e quando saiu do provador sua mãe quase teve um treco. A ruiva teve que apoiá-la, se não o estrago seria pior.

O vestido de Emma era longo de alças delicadas com alguns pequenos detalhes no busto. Ele valorizava o corpo e suas curvas da loira. Vinha com um pequeno cinto discreto como um detalhe. E para finalizar tinha um grande decote em suas costas deixando sua pele cheia de pintinhas à mostra.

O queixo de Zelena batia no chão naquele instante.

- E então?

- Se minha irmã te ver ela tem um infarto dias antes do casamento! – Todas riram, mas não por causa da brincadeira da bruxa e sim por causa das bochechas da loira que a entregaram. A bibliotecária riu.

- Deixa ela, Zelena – A ruiva rolou os olhos divertida beijando a têmpora da princesa.

- Depois de vocês, cunhada, ainda tem eu e a Belle.

- Não brinca! Isso é sério?! – Mary Margaret se virou para a bibliotecária que acenava com um sorriso largo mostrando um anel de noivado. Swan sorriu pela felicidade das duas mulheres que serão suas cunhadas futuramente em alguns dias.

- Diferente de vocês, eu fiz um pedido decente e não em um banheiro – Emma revirou os olhos indo abraçar as duas. Mas para atrapalhar a comemoração delas, o celular da xerife tocou. Sabiam perfeitamente quem era. – Falando na Rainha de Storybrooker... – Mais risos.

- Shiiii! – Pediu Swan ao pegar no aparelho e atender a ligação. Sorriu ao escutar a voz de sua futura esposa. Colocou o aparelho no viva voz.

- Boa tarde, Srta.Swan. Estou ligando para poder marcar um horário com a senhorita, já que anda bastante com a agenda lotada nesses últimos dias – As mulheres riram e ali a morena percebeu que todas estavam ouvindo. Emma mordeu seu lábio inferior, enquanto do outro lado Regina arregaçava as mangas de sua camisa de botões azul.

- Oi, ahm... Se quiser podemos nos ver agora. – Sugeriu fazendo a prefeita sorrir.

- Seria perfeito, meu bem – No mesmo instante Swan sentiu vontade apertar aquelas bochechas da rainha em tamanha fofura que sentiu naquele momento. – Estou terminando uns trâmites, então logo nos vemos. – Emma suspirou querendo conter aquele ataque de fofura que insistia ficar em seu coração.

- Certo. Tchau, rainha

- Tchau, meu amor. Te amo. – E ligação encerrada. Tudo que a xerife escutou foi suspiros e esses suspiros vieram das três mulheres à sua frente. Juntou as sobrancelhas.

- O que foi?

- E essa é a reação de Emma Swan ao falar com sua futura esposa – Novamente suspiros. Entendendo a loira revirou os olhos.

- Eu não suspiro! – Negou. Mary Margaret se aproximou da filha pegando o telefone pondo em sua orelha ficando de frente para Zelena.

- "Estou terminando, então logo nos vemos, meu bem" – A ruiva tentou imitar sua irmã, enquanto Snow fazia uma cara de idiota apaixonada suspirando a cada cinco segundos. Belle se segurava para não explodir em risos.

- "Aah... Tchau, Sra.Pefeita" – A verdinha se atreveu a acariciar o rosto da princesa que suspirou de novo. French explodiu em gargalhadas e Swan? Bom, aquela podia ser facilmente confundida com uma pimenta. Ela não suspirava quando falava com Regina ou suspirava? Isso não era possível, ou era? Saiu praticamente correndo do campo de visão das três mulheres. Não daria o gostinho delas a sacanearem de novo. E bem, em poucos minutos se encontraria com a prefeita.

~~~

Prefeitura Mills's

- Amélia, cancele as reuniões de hoje. Tenho um compromisso – A secretária assentiu, enquanto tinha uma pasta em mãos e um sorriso no rosto. Sabia perfeitamente para onde a chefe iria. Não perguntou. Seguiu as ordens e saiu do escritório pegando no telefone e ligando para as pessoas que teria que cancelar a tal reunião.

No escritório, a morena pegou sua bolsa e caminhou em direção a porta. Iria se encontrar com sua noiva em poucos minutos. Estava ansiosa para poder ver o vestido da loira, mas sua futura sogra e sua irmã não permitiram com o pretexto dizendo que daria azar. Óbvio que Regina não acreditava nessas baboseiras, porém Swan por causa das sem noção, vulgo Mary Margaret se e Zelena, a loira acreditava fielmente nisso. Riu ao lembrar da birra que a mesma fez só para ver o vestido de noiva da xerife. Tirou as chaves de seu Mercedes e entrou no carro dirigindo com o destino da tal loja que elas estavam.

Assim que chegou avistou as três mulheres saírem do estabelecimento entre risos. Sorriu ao ver as cascatas douradas caindo nas costas de Emma e aquele gogo na cabeça. Seu cabelo havia crescido. Encostou o carro puxando o freio de mão e saiu tirando as chaves da ignição. Apoiou seu corpo no capô cruzando os braços. Esperaria pacientemente até as mulheres notarem sua presença e isso não demorou muito. A ruiva foi a primeira a notar.

- Emma, olha ali – Zelena indicou com a cabeça na direção. Swan se virou prontamente. Sorriu largo ao ver sua futura esposa ali. Mills estava perfeita. Saltos, calça de alfaiataria de cintura, uma camisa de botões azul com a barra dentro da calça. Uns dois botões estavam abertos propositalmente e as mangas arregaçadas. Em seu rosto uma maquiagem leve. Uma frase para definir Regina Mills: Ela era estupidamente sexy. 

- Pode ir com Regina. Eu levo o seu vestido para o apartamento, ok? – Mary Margaret se ofereceu e a filha logo assentiu. Se despediu delas e seguiu para o encontro da prefeita. Estava cansada de andar lenta. Correu. Começou a correr na direção da parceira que assim que sentiu o impacto do corpo dela ao seu, a morena rodeou a cintura dela com seus braços e a tirou do chão fazendo a loira rir, enquanto tinha os braços envolta do pescoço da rainha.

- A quanto tempo está me esperando?

- Tempo suficiente para dizer: Senti sua falta. – Emma sorriu ao ser colocada no chão. – Acabei de chegar. E você? Já tem o vestido?

- Já sim, mas você fique onde está. Só vai vê-lo no dia. – Mills bufou revirando os olhos. Queria ver o vestido. 

- Emma, é só uma espiada.

- Não, Sra.Prefeita. Seja paciente – Swan sorriu deixando um selinho nos lábios da mais velha que a encarava revirando os olhos. – Vamos, escolher vestido dá fome.

- Aí, Swan. Você não tem jeito.

~~~

Apartamento dos Charming's

Mary Margaret entrou no apartamento com o vestido da loira em mãos. David que estava no sofá brincando com Neal, que já tinha seus dois anos e alguns meses, olhou na direção de sua esposa. Juntou as sobrancelhas ao ver o que ela portava em mãos.

- E isso, querida? – Snow subiu para o quarto vazio de cima e o deixou na cama voltando para o andar debaixo.

- É vestido de Emma. Se deixar na casa de Regina possivelmente ela irá bisbilhotar. – Ambos riram ao saber que aquilo era a mais pura verdade. Após a mudança de Swan para a mansão Mills's, Blanchard havia ficado um pouco triste já que não teria a loira todos os dias ali. Mas entendeu que ela precisava sair da casa dos pais e ir morar com a futura nora de Snow. Era compreensível. 

- E por falar nisso... Regina já providenciou o dela? – A princesa ficou pensativa. Não.

- Não. Ainda não. Ela disse que primeiro iria terminar as pendências no escritório e logo em seguida iria ver o seu com Zelena. – Mary Margaret se aproximou dos rapazes beijando a testa do garoto e a bochecha de David.

Os dois estavam felizes com o casamento de Swan e Mills, isso era notório. Ambos desejavam muito que a xerife fosse feliz e estava sendo ao lado da mulher que ela ama e de seu filho. Se sentiam completos ao ver a felicidade da filha. Isso bastava para eles. A felicidade de Emma e de sua família.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...