História Instinto - Capítulo 5


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga)
Tags Abo, Alfa!taehyung, Fantasia, Ficção, Lemon, Omega!yoongi, Sugaprojectpwp, Taegi
Visualizações 427
Palavras 2.519
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esse é o último capítulo, pessoas. 💜

Capítulo 5 - 05


Taehyung precisou fechar os olhos e pensar em todas as coisas ruins que poderia acontecer se perdesse o controle e seu lobo assumisse. Mas, era tão difícil pensar racionalmente quando era envolvido por aquele aroma enlouquecedor e lamúrios de súplicas vindos do ômega.

Viu Yoongi tentar se levantar e diminuiu a distância entre eles em poucos passos, ajudando-o a se apoiar em si e levá-lo até a cama. Assim que o ômega sentou e abriu os olhos para encará-lo, Taehyung soube que sua luta por controle seria inútil.

 ー Alfa… ー O ômega sussurrou quando um breve momento de lucidez se fez presente. ー Passe o cio comigo.

 Yoongi sentia os espasmos em seu baixo ventre, seu membro endurecido e sensível dentro da calça apertada que usava. Percebeu a dúvida no olhar de Taehyung e sorriu sugestivo, não deixaria seu alfa sair daquele quarto sem obter o que desejava. Aproveitou o fato de estar sentado de frente para Taehyung e abriu as pernas, gemendo necessitado quando outro espasmo tomou seu corpo. A pele clara tremia e os olhos estavam num violeta escuro observando o homem lhe encarar completamente encantado.

 ー Eu preciso tanto de você, alfa. ー Yoongi desceu sua mão direita pelo corpo, numa carícia lenta e gostosa ao que não perdia um único movimento do alfa. Encontrou o volume em sua calça e apertou fortemente, o gemido soando manhoso e necessitado.

 ー Yoongi… ー Taehyung tentou ser firme ao persuadir o ômega a sua frente de que talvez fosse melhor ele passar o cio sozinho, mas as palavras mal saíam de seus lábios. Ver o ômega buscando o próprio prazer estava destruindo os muros que construiu em torno de si para que não cedesse àquilo. ー Não é seguro.

Yoongi riu, o leve movimento de lábios deixando claro que ele não dava a mínima para o que o alfa tentava alertar. Taehyung o queria e Yoongi sabia disso. 

Levantou da cama, aproveitando-se da liberdade que seu lobo lhe dava para convencer Taehyung a possuí-lo. Não sabia quanto tempo tinha, por isso não podia perder tempo com argumentos muito longos. Agir, por outro lado, faria Taehyung perder o controle que tanto tentava manter.

De frente para o alfa e sentindo a lubrificação escorrer pelas pernas molhando a calça, sorriu pelo que faria. Sabia que a falta de vergonha era pelo cio, que, de fato, lhe tomaria a qualquer momento. 

ー Então, acho que preciso te convencer. - Yoongi desabotoou a camisa azul enquanto encarava o alfa, o indício inicial de sorriso não mais existindo. Sentia seu lobo perder a razão aos poucos e ele próprio não mais aguentava controlar tanto tesão que sentia. Seu corpo queimava pedindo toques. Os toques de Taehyung.

Quando os botões foram desfeitos, deixou a camisa sair lentamente de seu corpo e quando a sentiu sobre seus pés descalços, virou-se de costas, encarando-o sobre o ombro. Desabotoou a calça e, como sabia que ela não deslizaria pelas pernas por ser justa, sorriu ao olhar para a parede a sua frente e inclinar seu corpo para frente a fim de descê-la junto com a cueca. Tentou ficar com vergonha sabendo que tinha se exposto completamente para o outro, mas nada veio. A única coisa que sentiu foi a expectativa de ter as mãos do alfa lhe dando prazer.

Ouviu um suspirar seguido de um gemido baixo e controlou o sorriso. Voltou à posição inicial e iria se virar para encarar o alfa, mas sentiu mãos firmes e rudes em sua cintura e um corpo colando-se ao seu. Soube ali que o alfa tinha cedido. Tentou se virar novamente, mas foi impedido.

 ー Eu quero tanto me enterrar em você, ômega. - A voz mais grossa sendo sussurrada em seu ouvido levou arrepios ao corpo de Yoongi, sua entrada contraindo em reflexo. Quis dar uma resposta à altura, mas gemeu dolorido quando soube que seu lobo estava tomando o controle para si novamente. Agora que tinha o alfa, não havia mais motivo para sofrer pela necessidade da espera de um nó.

Taehyung respirou fundo quando entendeu que o cio de Yoongi tinha começado de fato. Precisou segurá-lo firme no lugar porque o ômega estava desesperado por atenção, esfregando-se nele e tentando beijá-lo. O alfa precisava prepará-lo pelo menos um pouco, pois mesmo que estivesse a lubrificação, ainda era a primeira vez do ômega e não queria machucá-lo.

Permitiu Yoongi se virar de frente para ele quando o ouviu rosnar frustrado. Encarou-o e sentiu o próprio pau pulsar para ser liberto do aperto das roupas. 

O ômega foi apressado e tomou-lhe a boca com desespero, agarrando-se ainda mais no alfa. 

Taehyung o puxou para cima e gemeu apreciativo quando apoiou suas mãos nas nádegas de Yoongi e as apertou sentindo-o envolver suas pernas nele. Afundou seus dedos na carne ao que mordeu seu lábio inferior para chupá-lo logo depois, como um carinho por ter maltratado o lábio agora vermelho.

Taehyung caminhou até a cama, querendo deixar seu ômega mais confortável, mas sabia que Yoongi não se importava nem um pouco com conforto. Não naquele momento. Precisaria distraí-lo enquanto o preparava para recebê-lo. 

ー Eu vou cuidar de você, amor.

O alfa deitou-o sobre a cama e pretendia se afastar para poder tirar sua camisa. Queria sentir o corpo do ômega no seu sem que vestes o impedissem, mas Yoongi rosnou insatisfeito e se sentou assim que Taehyung se afastou. Sentiu-se ser empurrado contra a cama e ofegou surpreso quando Yoongi montou nele, o membro duro perfeitamente encaixado entre as nádegas do ômega. Como manter o controle desse jeito?

 ー Temos que ir com calma, Yoongi. ー Tentou arriscar, já sabendo da inutilidade de suas palavras. Levou as mãos até a cintura do ômega, sentindo seu corpo arrepiar pela fricção gostosa que passou a sentir quando sentiu-o rebolar sobre si.

 ー Eu já cansei da sua calma. ー Yoongi rosnou e rasgou a camisa de Taehyung, os botões sendo espalhados pela cama e pelo chão. Olhou o corpo bronzeado sob si e lambeu os lábios sedento para finalmente descobrir se o gosto do alfa era como seu cheiro. Voltou a rebolar contra o membro de Taehyung e gemeu perdido entre sensações nunca sentidas quando ele não o impediu, mas incentivou a aumentar a velocidade e intensidade dos movimentos.

Yoongi não perdeu tempo e inclinou-se sobre o alfa, a língua indo direto para um dos mamilos dele. Não sabia se era o certo a fazer, mas seguia seus instintos e, pelos gemidos ofegantes que o alfa lhe presenteava, assim como o aperto em sua cintura, sabia estar indo no caminho certo. Rodeou a língua em ambos os mamilos, puxando-os levemente entre os dentes quando os via sensíveis e vermelhos. Sua língua experimentava a pele do pescoço do alfa e pôde se deleitar com o gosto de chocolate que vinha dela. 

 ー Não me provoque, Yoongi. ー O alfa o avisou sério quando Yoongi levou uma de suas mãos até sua intimidade que já lubrificava e molhava a calça de Taehyung. 

 ー Não é provocação. ー Yoongi se afastou, seus olhos violetas. Um pouco de saliva escorria dos lábios, seguindo pelo queixo e pescoço. ー Eu não aguento mais esperar!

Yoongi sorriu lascivo e fez tudo tão rapidamente que Taehyung mal pôde processar. O alfa não segurou o gemido quando aos mãos quentes do ômega o envolveram e libertaram seu pau do aperto das roupas. 

Taehyung sabia que não podia controlar um ômega no cio e, se fosse sincero consigo mesmo, nem queria. Yoongi até tentou domar suas necessidades por ser sua primeira vez, mas até ele tinha limites. 

Taehyung mordeu os lábios quando a mão do ômega usou de seu lubrificante para masturbá-lo. Sentia seu coração bater louco no peito apenas por finalmente poder ter seu ômega por completo.

Yoongi alinhou-se ao membro do alfa e o encarou, ficando surpreso quando viu seus olhos alternar rapidamente entre vermelho e castanho. Taehyung usava todo seu autocontrole para afugentar seu lobo. Mas Yoongi não queria aquilo. Era a sua primeira vez e, mesmo com certo receio, queria ter seu alfa por inteiro.

 ー Me fode, alfa. ー Yoongi usou o peso do próprio corpo e segurou o gemido de dor quando a glande o penetrou. Taehyung o ajudou a descer lentamente, no tempo do ômega e ele só parou quando se sentiu sentar sobre os quadris de Taehyung. A dor era suportável! Ainda doía muito e precisou ficar um tempo sem se mexer, mesmo que os espasmos que sentisse o incitasse a rebolar. Tentou um movimento e gemeu alto, surpreso pelos arrepios que percorreram seu corpo. Ouviu uma risada rouca e subiu seu olhar até o alfa, vendo seus olhos vermelhos e o sorriso luxurioso desenhando-lhe os lábios cheios e vermelhos.

 ー Tão impaciente… ー O alfa estalou a língua e abraçou o torso do ômega contra si. Moveu-se com rapidez sobre a cama e deitou Yoongi nele, ficando por cima. ー Nem me deixou tirar a calça.

 ー Não se a- ー Yoongi foi silenciado. Os dedos de Taehyung pressionaram seus lábios um contra o outro, o indicador fazendo uma leve carícia na carne inchada.

 ー Silêncio! ー O alfa sentenciou e retirou a mão dos lábios do ômega. Procurou pelas mãos dele e as colocou acima da cabeça dele, entrelaçando-as. ー Use essa boquinha apenas para gemer e gritar meu nome. - A primeira estocada do alfa foi firme e ambos gemeram pela sensação nova. Outras se seguiram tão firmes e profundas quanto, a única coisa reverberando pelo quarto sendo os gemidos altos de Yoongi e a respiração profunda do alfa. ー Tão apertado…

 Yoongi se sentia sobrecarregado. Não podia se mexer e precisava extravasar de alguma forma, além dos gemidos altos, assim cravou as unhas no dorso das mãos do alfa e o sentiu ir ainda mais fundo em si. Tudo aquilo era novo para si. Os arrepios que corriam seu corpo, a lubrificação saindo cada vez em maior quantidade, seu corpo correspondendo de maneira tão submissa a Taehyung. E era tudo tão delicioso e intenso que mal conseguia pensar em algo para dizer.

ー Quero tocar você…

Taehyung soltou suas mãos e parou os movimentos percebendo-os muito brutos para a primeira vez de um ômega. Afastou-se e seu membro acabou deslizando para fora fazendo com que Yoongi o encarasse confuso e notasse sua expressão receosa. Mas não havia tempo para isso, Yoongi não queria dar tempo para que o alfa pensasse bobagens. Se ele quisesse algo carinhoso ele teria pedido. Ele queria a experiência completa e poderia muito bem lidar com aquilo.

Yoongi não deu tempo para que o alfa se afastasse muito. Fez Taehyung sentar apoiado contra a cabeceira da cama e montou nele, ele mesmo sentando no pau do alfa e puxando-o para um beijo.

ー Não pense muito, Tae. Eu quero isso. ー Sussurrou entre um selinho e outro e viu o alfa assentir e voltar a ajudá-lo com os movimentos.

Yoongi gemeu o nome do alfa quando sentiu suas nádegas serem pressionadas e afastadas com força para que o outro fosse ainda mais fundo nele. ー Isso… Me fode gostoso, alfa.

ー Eu amo você. ー Taehyung falou entredentes ao que buscava a boca de Yoongi, gostas de suor descendo pelo rosto e pescoço para se perder na bagunça que os dois se encontravam.

ー Eu também amo você. ー Yoongi respondeu após um tempo, quando o ar retornou aos pulmões e a sua boca foi liberta pelo alfa.

Yoongi sentia as mãos do alfa em suas costas, numa carícia lenta e bruta, as unhas arranhando a pele branca desenhando-a com vergões vermelhos. Voltou a se movimentar quando Taehyung o deixou livre para se mover como quisesse. 

Nada era tão gostoso quanto rebolar e sentar alternadamente no pau de seu alfa, aquela mistura de movimentos permitindo-lhe que sua próstata fosse surrada. Nem quando sentiu as pernas tremerem ele parou os movimentos, perdido demais na sensação de seu orgasmo sendo formado.

ー Você fica tão gostoso quando é fodido desse jeito. ー O alfa o trouxe para mais perto quando viu suas pernas tremerem pelo cansaço e o guiou nos movimentos, acelerando ainda mais. Ele ia gozar.

Yoongi se agarrou a ele, seu pescoço sendo maltratado com mordidas e chupões. Não sabia mais se os tremores em seu corpo eram pelo cansaço ou pelo orgasmo, mas, quando gozou, envolveu as mechas do cabelo do alfa e os puxou querendo desesperadamente se agarrar em algo para que não gritasse pelo prazer que sentiu. 

Seu corpo ficou ainda mais sensível e contraiu-se contra o membro de Taehyung que gemeu entrecortado e gozou após mais algumas estocadas. O nó os uniu por mais algum tempo e Yoongi se sentiu cheio, tanto pelo gozo quanto pelo nó. Seu corpo amoleceu contra o de Taehyung e adormeceu. 

Quando o nó se desfez e Taehyung saiu de dentro do ômega, ajeitou-o sobre a cama e levantou para ir pedir que alguém trouxesse um pouco de comida e água, mas Yoongi acordou assim que ele se afastou. 

ー Tae…

Taehyung desistiu de ir procurar comida assim que escutou o gemido atrás de si. Virou para poder satisfazer seu ômega e travou no lugar com a visão que tinha. Yoongi estava de bruços, as pernas afastadas e a bunda empinada balançando-a de um lado para o outro.

ー Eu quero você… Alfa, vem aqui.

O alfa não soube como foi parar na cama tão rapidamente, mas ali estava ele: beijando cada pedaço exposto de pele do ômega enquanto socava três dedos nele. 

Ouviu-o gemer por ainda estar sensível, sabendo que as sensações estariam ainda mais intensas para ele e riu. Ficou de joelhos atrás de Yoongi e retirou seus dedos dele. Guiou seu pau até o vão entre as nádegas e roçou ali, provocando seu ômega ao simular estocadas.

ー Você gosta? Quer meu pau fodendo você?

ー Ahh… Quero. ー Yoongi rebolava os quadris contra Taehyung, querendo ser penetrado, mas sempre que seu quadril ia contra o do alfa, ele desviava. 

ー Peça por ele que eu te dou. ー O alfa o provocou penetrando apenas a glande, segurando fortemente sua cintura para que ele não se movesse.

Yoongi se afastou e virou. Levou sua mão até o pescoço do alfa e o empurrou. Taehyung caiu desleixado contra o colchão e gemeu quando Yoongi o montou, seu membro deslizando deliciosamente para dentro dele. O ômega ainda mantinha a mão firme em seu pescoço e aproximou seus lábios do ouvido do alfa quando começou a se movimentar no pau dele.

ー Eu não vou pedir. Você vai me foder forte porque é assim que eu quero. E eu sei que é assim que você gosta. Entendeu? ー Yoongi finalizou e sorriu inocentemente para o alfa que o encarava surpreso, antes de sorrir de volta e fechar os olhos.

ー Como desejar…

Taehyung voltou a abrir os olhos e a aura em torno deles mudou, a sensação mais selvagem. 

Yoongi notou seus olhos vermelhos e as presas expostas e foi aí que percebeu, sorrindo discretamente quando entendeu.

Seu alfa tinha entrado no cio.

 


Notas Finais


Deixando meus agradecimentos para @Tratie_is_life pela betagem. 🤗

Espero que tenham gostado da minha história 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...