História Instinto de Sobrevivências - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Mortal Kombat
Personagens Hanzo Hasashi (Scorpion), Kitana, Kuai Liang (Sub-Zero), Tomas Vrbada "Smoke"
Tags Jade, Jonny Cadê, Kitana, Smoke, Sonya Blade, Sub Zero
Visualizações 31
Palavras 1.940
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii, eu fiz essa fic com muito amor e carinho e espero que vocês gostem, de coração.

Esta fanfic terá casais que são esses: Sub-zeroxKitana, JadexSmoke, MileenaxScorpion, SonyaxJonny.

Eu não sou muito fã de Lui Kang por isso eu não pus ele com a Kitana aqui na minha fic, muito obrigado para quem lê e boa leitura! *-*’

Capítulo 1 - Surge um Lin Kuei


 

Estava tremendo e não era não de frio, estava sentado de joelhos no chão, apesar do chão estar coberto de neve e isso também fora resultado de suas ações. Ao seu lado, estava um corpo sem vida, já pálido e extremamente gelado e fora ele próprio quem tirou a vida.  
 

Um menino de apenas quatorze anos, descendente de chinês é portador de poderes incríveis havia assassinado alguém que nem conhecia, apenas sabia que o sujeito havia matado seus pais e não sabia porque. Pela primeira vez na vida teve aquele instinto incontrolável de fúria e sede de vingança vindo de seu coração tomara sua mente e razão. Mas de que adiantou? Agora estava sozinho, pois seu irmão Bi Han havia desaparecido. 
 

 Olhou para suas mãos, de tão geladas, saia fumaça delas conforme as movimentava. Como que nunca pode perceber que sua família era especial? Ouviu barulho de sirene e resolveu sair do local, assustado, se levantou e saiu correndo para seu apartamento novamente. 

 

Kuai Liang em seus vinte e cinco anos de idade, estava no quinto ano da faculdade de artes plásticas em Washington nos Estados Unidos, trabalhava como professor de inglês para adolescentes intercambistas da China. O rapaz agora alto, possuía traços asiáticos e olhos incrivelmente azuis e de vez em quando chegava a uma tonalidade branca, lembrando a cor do gelo, seus cabelos eram lisos e escuros. Possuía um gosto sofisticado para arte, era inteligente e introvertido, a maioria do tempo passava com a expressão séria e possuía linguagem fria, havia bastante auto-confiança dentro de si e chamava muita atenção em sua faculdade pela sua aparência. Porém, não era apenas isso, o mestiço escondia sua verdadeira origem. 

 Guardava o segredo sobre seus poderes que demorou muito para dominar-los e sobre seu passado sombrio, além disso, o mestiço se inscrevia em lutas ilegais e havia muitas delas em Washington. Havia uma vontade estranha de estar sempre exercendo todos os ensinamentos aprendeu com sua família. Família que se foi e nunca mais voltará, mas se tinha algo que o segurava vivo até os dias de hoje era sua busca por respostas sobre tudo o que aconteceu e principalmente, sobre sua própria origem e algo lhe dizia que logo iria encontrar.
 

Chegou em seu quarto que dividia com seu colega de sala na pensão da faculdade, jogou as chaves em cima da mesa de estudos feito de vidro e se sentou em sua cama coberta com lençóis azul escuro com branco, passando a mão em um porta-retrato em cima do criado mudo, neste porta-retrato havia uma fotografia de uma mulher de traços asiaticos e cabelos negros ao seu lado um homem alto, de cabelos castanhos e os olhos azuis, na frente dos dois haviam dois garotos, um era mais alto e possuía olhos igualmente azuis e cabelos longos lisos e negros, estava com uma expressão risonha, já o mais novo com a expressão séria. 

 -Os pirralhos deram muito trabalho hoje? -Perguntou Mattew, seu colega de quarto, curso e melhor amigo, estava deitado em sua cama, ao lado da cama de Kuai Liang. 
-Que nada, essa turma nova até falam bem...-Disse Kuai se levantando e observando pequemos flocos de neve caindo pelo lado de fora, achou estranho, pois estava muito cedo para cair neve em EUA. E definitivamente não era si próprio que estava causando isso, olhou até para suas próprias mãos para se certificar. -Tá caindo neve, você sabia? 

-Sério?-Perguntou Mattew, se levantando e se juntando a Kuai em frente ao vidro da sacada. 

 Kuai viu uma luz pequena no meio da escuridão ficando cada vez maior, algo se aproximava. Franziu o cenho. 

-Merda...- Murmurou, empurrando rápido seu amigo para longe, o fazendo cambalear e cair de joelhos. Ouviram um estrondo e vidro quebrando. Kuai olhou para frente e viu dois homens de altura mediana vestidos com roupas que lembram ninjas. Kuai petrificou-se, lembrando do dia da morte de seus pais. 

O primeiro ninja vestia com roupas pretas e azuis pois-se rapidamente em posição de combate e avançou sobre Kuai, que reagiu rápido, bloqueando seus ataques rapidamente, lhe deu uma rasteira fazendo o ninja cair no chão, Kuai olhou para o outro lado e o segundo ninja avançou também. O mestiço fazia movimentos rápidos para bloquear os ataques dos ninjas e ele nem sabia o que eles estavam fazendo ali, certamente queriam eliminá-lo, como fizeram com seus pais à onze anos atrás. Rapidamente fez uma estaca de gelo e o arremessou, pegando um ninja de surpresa, que ao desviar, perdeu o equilíbrio caindo na mesa de vidro que se pegou em pedaços, Kuai aproveitou para congela-lo aonde estava. De suas mãos saíram uma fumaça gelada, transformando o ninja em uma estátua de gelo.

-Como que você fez isso?! -Perguntou Mattew histérico, chamando a atenção  de Kuai que tinha esquecido de sua presença no quarto. Ele estava escondido atrás do armário. Kuai em um movimento que durou menos de quinze segundos o congelou também, pedindo desculpas mentalmente para Mattew.
 

Virou-se para o próximo ninja, fazendo uma espada de gelo. Os dois avançaram um sobre o outro, traçando uma batalha de espadas e quebrando tudo que havia no quarto, até que Kuai foi para o lado deixando um clone de gelo para enganar o inimigo, lhe deu um chute com a perna da frente no estômago do ninja, o fazendo desequilibrar e cair. Kuai Liang aproveitou e o congelou também. 

 Estava ofegante. Engoliu em seco, percebendo mais uma presença, sentiu uma energia diferente atrás de si e virou-se. Era um homem alto e possuía traços africanos. Vestia roupas pretas com detalhes amarelos e um símbolo no peito que Kuai se lembrava que já havia visto em algum lugar. O mestiço deu dois passos para trás, olhando diretamente para as bombas presas na cintura do ninja à sua frente.
 

O ninja vestido de amarelo passou a atacá-lo, iniciando novamente o conjunto de socos e chutes, Kuai sentiu uma forte dor no maxilar por conta do soco que havia levado soltando um palavrão. Virou-se de costas, chutando o indivíduo com o calcanhar do pé, pegou impulso e chutou seu rosto do seu oponente no ar. O fazendo cair e se levantar rapidamente. Este riu, deixando Kuai intrigado com sua risada. 

-Você é iguaizinho seu irmão. -Kuai parou, desmanchando sua pose de combate. Bi Han, já fazia onze anos que não o via. 

-Do que está falando? 

-Ele também era rápido, habilidoso...Apesar de ser arrogante e se achar o máximo. -Lhe disse desmanchando sua pose de combate também, pois as duas mãos em frente ao corpo, fazendo um sinal com elas que Kuai conhecia bem repetindo o gesto, logo ambos se cumprimentaram com uma reverência. -Me chamo Cyrax e vim ao plano terreno pedir sua ajuda. 

-Minha ajuda? -Perguntou, não entendendo absolutamente nada.

-Sim. -Disse, se sentando em uma das poucas cadeiras que sobraram inteiras. -Eu vou direto ao assunto, existe um desafio criado pelos deuses ancestrais chamado...Mortal Kombat. Preciso que você entre nesse desafio e desafie diretamente o grão mestre dos Lin Kuei. 

-Lin Kuei? -Já tinha ouvido aquele nome pelos seus pais.

Kuai Liang franziu o cenho, cruzando os braços na frente do peito e sentiu sua respiração acelerar, estava ansioso para entender o que significava aquilo e novamente estava perdendo o controle de seus poderes.

-Sim, o nosso clã. Quero que se passe por um ninja chamado sub-zero. 

-O que eu ganho com isso? 

-A verdade. 

 Kuai pois a mão no queixo pensando no que o ninja tinha dito, desconfiado.

-Desde sua origem, até a morte de seus pais e o desaparecimento de Bi Han. 

 Então ele estava falando a verdade, pensou.

-O que me diz? 

-Como que farei isso? 

-Vou vir novamente e trarei sua roupa de combate e seus apetrechos. Falarei como chegará ao local do desafio e o que deverá fazer.

-Eu não falei ainda que irei entrar nessa bobagem. -Lhe disse frio, não conseguindo controlar sua ansiedade e a temperatura do quarto estava abaixando muito rápido. 

-Quem ganha o desafio, tem direito a um desejo até o mais impossível, os deuses que organizam esse torneio irão dar.

O olhou sério.  -Sei...-Lhe disse em tom de deboche.

-Você é um cryomancer. 
 

Kuai Liang olhou novamente para Cyrax, com sua expressão séria. 

-Sua família são de origem Cryomancer, são os seres controladores de gelo. São de Outword, ou seja, fora do mundo real ou plano terreno. 

-Está dizendo que sou um alienígena? 

-Não... -Disse Cyrax se levantando. - Mas seus pais eram...

 Cyrax suspirou. Ele era muito controlado e esperto. Era perfeito para essa missão.

-E aí? Vai nos ajudar ou não? 

 Não acreditava nem um pouco nessa história de desejo realizado por deuses ancestrais, mas precisava saber a verdade da sua família, nem que pra isso, tenha que dar a vida. 

-Vou sim. 

-Muito bem, Sub-zero. -Disse Cyrax sorrindo de canto, ergueu a mão cumprimentando o mestiço. Era o fim do sofrimento dos Lin Kuei, logo estariam todos livres. 
                                     

                                    —-

 

 Após a bagunça dos ninjas em seu quarto da pensão da faculdade, Kuai Liang contou mais uma de suas desculpas para a polícia, pois já estava acostumado a fazer esse tipo de coisa. Porém dessa vez Mattew o ajudou. O rapaz não tinha entendido muito bem o que aconteceu no quarto, principalmente como perdeu a memória, pois quando acordou estava em cima de sua cama e encontrava-se intacto, diferente de Kuai Liang que estava com vários cortes e hematomas pelo corpo. Como a polícia constatou ser invasão de ladrões, a faculdade arcou com as consequências.
 

O mestiço arrumou uma forma de manter seu amigo fora do quarto, enquanto Cyrax  novamente lhe fazia uma visita acompanhado por aqueles ninjas desastrados e dessa vez, não quebraram nada, vieram com roupas de civis e entram pela porta da frente. Pediram licença e entraram, Cyrax sentou na cadeira diante da pequena mesa que usavam para comer, aceitando imediatamente um chá oferecido por Kuai, enquanto os outros ninjas ficaram em pé. 

-Bem, vim trazer sua roupa de combate. -Falou, porém dessa vez em chinês. Provavelmente por precaução, caso Mattew chegasse a ouvir parte da conversa. Cyrax fez um movimento com a mão, para um dos ninjas lhe trazer um embrulho. Dentro, havia um uniforme preto com azul feito com um pano diferente e resistente, o símbolo no peito igual do uniforme do Cyrax naquele dia da invasão estava bordado no peito, botas de ninja, máscara e por último algo que deixou o mestiço mais interessado, uma cartucheira de por na coxa. O mais incrível é que era exatamente o seu número de roupa. 

-Como sabia que meu número de roupas era esse? 

-Vamos dizer, que tínhamos um sujeito que vestia o mesmo número que você.

-Hum...-Respondeu desconfiado.

-Não se esqueça, seu codenome é Sub-zero. Você é um integrante dos Lin Kuei, está nesse torneio atrás de Shang Tsung. 

-Tá. 

-Essa é a passagem do navio. -Disse, lhe entregando um bilhete comprido e aparentemente caro.

-Navio? 

-Sim, o encontro será no navio. A partir daí você irá sozinho.

-Não se preocupe, eu tenho carro e vou até o porto. -Disse e Cyrax concordou.

-General, não seria melhor se ele tivesse um treinamento antes? -Perguntou um dos ninjas que estava em pé. 

-Não temos tempo! 

-Não se preocupem, eu vou conseguir ganhar esse desafio aí. -Disse confiante, sempre fora assim. 

-Não se engane, não será nenhum pouco fácil.  

-Veremos se não... -Disse, pegando a passagem e olhando. 

-Boa sorte, Sub-zero, os Lin Kuei depende de você. 
 

Kuai Liang não sabia o que iria encontrar nesse evento, mas iria dar o melhor de si e descobrir toda a verdade sobre sua família e sobre esses tal de cryomancers.
 


Notas Finais


Muitíssimo obrigado a quem leu. E se gostaram, eu ficarei muito mais feliz, fiquem com Deus meus amores ❤️‘

E até a próxima, beijoos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...