História Instintos (Vkook-Taekook) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Hopemin, Jihope, Kookv, Taekook, Vkook, Yoonjin
Visualizações 283
Palavras 711
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Minha Alma Gêmea.


Fanfic / Fanfiction Instintos (Vkook-Taekook) - Capítulo 2 - Minha Alma Gêmea.

Jungkook (POV)

Mais um dia chato de aula, não aguento mais esse colégio, tem tantos Ômegas, Betas e até alguns Alfas tentando chamar minha atenção que me dá nojo.

Eu sou Jeon Jungkook, tenho 17 anos, sou um alfa lúpus de classe dominante, sou uma espécie muito rara e super exigente.

Até hoje não vi um ômega sequer que chamasse a atenção do meu lobo. Saí com alguns ômegas, foi legal mas, meu lobo nem importância à eles.

Não gosto dessa sensação de vazio que meu lobo faz eu sentir. Só tenho 17 anos,  é hora de aproveitar minha vida, e não de me sentir incompleto.

Estava saindo do colégio, quando mais uma vez sou abordado.

Seulgi: Oppa, eu te trouxe um presente. - fala de forma fofa.

Meu lobo achou nojento, e eu me irritei, odeio que me chamem de Oppa.

Eu: sabe que eu odeio que me chamem de Oppa, eu não sou Oppa de ninguém. - resmunguei com ela, mesmo assim peguei o presente, eu é que não sou doido de recusar chocolates.

Fui para a casa, minha mãe já tinha feito o jantar, meu pai estava na sala, e meu irmão mais velho no quarto dele com o namorado.

Mãe: oi meu bebê, vá tomar um banho que o jantar já vai ser servido.

Eu: mãe eu não sou um bebê. Eu sou um Alfa Lúpus.

Mãe: e ainda assim é o meu bebê.

Não adianta discutir com a minha mãe. Fui para meu quarto tomei um banho e voltei para jantar. Todos já estavam à mesa, inclusive meu irmão Jackson e seu namorado Mark.

Pai: como foi o dia Jungkook?

Eu: o mesmo de sempre. Tudo parece tão chato.

Pai: e a sensação de vazio?

Eu: continua, meu lobo faz eu me sentir como se estivesse sozinho no mundo.

Mãe: tadinho do meu bebê.

Pai: seu lobo quer alguém, mas parece que ninguém do seu colégio agradou ele.

Alfas Lúpus por mais que sejam dominantes, dão muito valor à sua alma gêmea. Tanto que no primeiro cio, aos 16 anos, eles já começam a procura da sua pessoa destinada.

Jack marcou o Mark logo no seu primeiro cio, já eu não tive tanta sorte. Saí com alguns ômegas, mas minhas presas nunca saíram, sem contar que meu lobo nunca fica totalmente satisfeito.

Eu acho que tenho que aproveitar minha vida, mas meu lobo faz eu sentir um vazio no peito, por culpa dele me sinto solitário. Então porque ele não escolhe logo?

XXXXXXXXXXXXXXXX

No dia seguinte, lá estava eu na escola de novo. Eu sou o único lúpus do colégio. O que faz eu me sentir a atração de circo, todos querem falar comigo. Os Ômegas brigando pela minha atenção.  Eu não pedi para ser assim.  Mesmo com tanta gente à minha volta me sinto solitário.

O sinal tocou para a última aula, resolvi sair sem ninguém me ver, o inspetor estava vigiando o muro que dava pra pular, vários alunos sempre matam a última aula.

Fui do outro lado, o muro é mais alto, é quase impossível pular, mas eu queria sair.

Subi no muro, e minha calça ficou enroscada no arame que tinha em cima do muro. Se eu rasgar a calça, terei de dar um monte de explicações em casa, então tentei soltar sem rasgar, mas estava impossível.

Quando estava quase desistindo, vi um belo ômega desceu do carro para me ajudar, subiu no muro e soltou minha calça, na hora de descer ele se desequilibrou e caiu, e eu acabei caindo em cima dele.

Seu cheiro adocicado fazia meu lobo ficar inquieto.

Eu: seu cheiro é maravilhoso.  - disse no ouvido.

O ômega me empurrou de cima de si, e se levantou rapidamente.

Eu: meu nome é Jungkook... Jeon Jungkook.  Qual é o seu?

Ele não disse nada, só fugiu de mim.

Vi que ele deixou cair sua carteira,  abri e vi sua identidade. Kim Taehyung era seu nome. O nome era tão bonito quanto ele.

Eu estava sorrindo sem motivos, não sabia o porque,  foi aí que eu percebi que o vazio do meu peito tinha sumido.

Meu lobo havia feito sua escolha, era aquele lindo ômega, ele era minha alma gêmea, eu estava feliz.

Já não via à hora de vê-lo novamente,  meu amado Taehyung...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...