1. Spirit Fanfics >
  2. Insuportavelmente linda. >
  3. (único); "Idiota!"

História Insuportavelmente linda. - Capítulo 1


Escrita por: e projetoharuno


Notas do Autor


olá, olá florzinhas! Como estão? Espero que bem.

Cá estou eu trazendo mais uma one para vocês! Dessa vez uma Sasusaku. Eu confesso que estou meio... como se chama? Ah, incerta (?) de trazer essa one pra vocês.

Vejam, eu tentei fazer uma comédia, mas não sei se deu certo. Bom, eu gostei muito e espero que vocês gostem também e que esteja altura, haha.

Boa leitura!

❤🌸

Capítulo 1 - (único); "Idiota!"


"Namore alguém que te ame e suporte até nos seus piores dias"

Autor desconhecido.



Era quarta-feira. E Sakura não sabia porque, mas odiava quartas-feiras. 

Talvez pela sua bipolaridade; estavam no meio da semana, já se tinha passado meia semana, e ainda faltava mais meia semana para ela acabar e recomeçar o ciclo.

Ou talvez seja por causa do seu humor.

Ou poderia ser os dois. 

Mas, em qualquer uma das alternativas, ela odiava quarta-feira.

Assim como odiava tudo e qualquer coisa que passasse na sua frente hoje. 

Odiava o cobertor por a fazer ficar com calor. Odiava a cama por não ser de molas. Odiava o abajur que estava ligado aquela hora da manhã. Odiava seu quarto por ser tão claro. Odiava o sol por ser tão quente.

Ela se levantou emburrada e irritada com tudo e com nada ao mesmo tempo. 

Mesmo com o calor lá fora, seu quarto estava frio por causa do ar-condicionado. Sakura encolheu as pernas imediatamente ao colocar seus pés no chão e sentir calafrios e arrepios com o quão gelado estava.

Sem ver suas meias por perto, Sakura bufou ainda mais irada e, devagar e com calma, colocou seus pés no chão, obrigando-os a ficar grudados no chão até se acostumarem com o frio.

Assim que aconteceu, ela começou a andar até o banheiro, tirando suas roupas pelo caminho, não importando-se de ficarem bagunçadas, afinal, odiava ver tudo arrumado.

No banho, a água estava fria. Isso a fez ficar mais irritada. Odiava frio. Mas forçou-se a ficar até estar totalmente limpa. Odiava ficar suja.

Desceu para as escadas quando terminou, já com roupas confortáveis e folgadas. Ela não ia sair para nenhum canto e, afinal, odiava ficar desconfortável com roupa.

E fato, com a cara emburrada em todos os momentos.

Se jogou no sofá, sentindo as almofadas fofinhas e macias a envolverem e diminuírem, mesmo que pouco, sua irritação.

Seus cabelos rosados se espalharam pela almofada, molhando-as um pouco por ainda estar um pouco úmido.

Os olhos verde esmeraldinos se fecharam, aproveitando a sensação de conforto.

Relaxada, Sakura sorriu.

Sentiu o cheiro de café alcançar suas narinas e emburrou o rosto, que antes tinha uma expressão serena. Odiava café. Ainda mais os fortes e sem açúcar.

Abruptamente se levantou, saindo do sofá e indo em direção da cozinha batendo os pés.

– Olha só, ela acordou. Dormiu bem, princesa? – ele estava desafiando a morte, soube disso quando encarou o olhar mortal dela.

– Quem diabos toma café a essa hora da manhã?! – eram oito da manhã.

– Acordou irritada hoje foi? – debochou. – O que? Não teve seu apropriado sono de beleza?

Sakura grunhiu com o comentário do seu namorado. Batendo a mão na mesa, ela disse alto: 

– Se ousar dizer mais uma palavra, eu juro derramar esse café quente todo em você! – ele sabia que era verdade.

Os olhos negros brilharam em divertimento com a fala da rosada. Deu uma gargalhada alta, indo para perto da garota, sendo seguido pelo olhar verde mortal.

Quem era ciclope perto dela?

Ela a puxou pela cintura e lhe deu um beijo carinhoso na testa. – Eu não duvido.

A pose irritada de Sakura relaxou por míseros segundo, mas logo cruzou os braço.

– Kakashi precisa de mim na oficina, promete não botar fogo na casa até eu voltar? – Sasuke brincou, pegando seu casaco e sua bolsa no cabideiro.

Ela apenas lhe mostrou a língua em resposta. Ele riu dando-lhe uma piscadinha e um beijo de longe, murmurando um "tchau, amor". Sakura acenou, indo ao encontro do sofá.

Abrindo a porta e colocando seu pé no primeiro degrau da pequena escada que tinha em frente a casa, Sasuke parou.

Ele olhou para Sakura emburrada no sofá, com o controle em mãos, buscando algo para assistir na TV.

Ele sorriu e caminhou até ela. 

Valia a pena.

Sakura estava concentrada demais para perceber o moreno vindo por trás de si, tapando sua visão da TV e lhe dando um beijo.

Se assustou e quase deu um soco nele, mas fechou os olhos e retribui o beijo. 

Colocou suas mãos nos fios negros macios dele, dando uma leve apertada, enquanto sentia a língua dele brincar com a sua.

Ao se separarem, eles arfaram, sorrindo. 

Sakura havia sentido toda a sua irritação se esvair por completo que agora reinava uma serenidade depois daquilo.

– Você fica insuportavelmente linda com raiva.

Porém ela se foi tão rápido quanto voltou.

Pegou um travesseiro e jogou nele com toda a força monstruosa que reinava naquele corpo de 1,60. 

Mas Sasuke correu rápido o suficiente para sair de casa e escapar do travesseiro. 

Ele escutou o travesseiro bater com toda força na porta e, rindo, ele se escorou nela. 

Sasuke começou a caminhar, mas de longe pôde escutar um "Idiota!" abafado. Riu mais ainda e desapareceu pela rua.

Sakura, com a cara mais raivosa que nunca, gritou com todas as forças. 

Ele conseguiu deixar seu dia pior.

Ela odiava elogios assim como odiava quartas-feiras.


Notas Finais


eu meio que me coloquei nessa one kkkkkk. Quando eu tô mal-humorada eu fico exatamente assim, porém ainda bem que eu raramente fico assim.

Essa capa linda e maravilhosa que eu amei demais foi feita pela @Terano, essa Deusa perfeita. Gracías, mona😘.

Eu espero que tenham gostado e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...