História INTENSE - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Juugo, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Suigetsu Hozuki
Tags Itamina, Narusasu, Naruto, Romance, Sasunaru, Sasunarusasu
Visualizações 331
Palavras 2.753
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - Sixteen


– SEU SAFADO! – exclamou o loiro, fazendo Gaara se desesperar.

 

– pelo amor de Deus, aprende a falar baixo. Cacete. – disse o ruivo, tapando a boca do irmão. Estavam sentados na sorveteria em frente ao colégio, apenas os dois.

 

Naruto prendeu o riso e se acalmou.

 

– certo, certo… o que eu não entendi, é porque vocês não transaram? – perguntou como se fosse a coisa mais óbvia do mundo.

 

– namoro com o Lee, Naruto. Eu o amo. – disse Gaara, sincero e começando a ficar irritado com o irmão.

 

Naruto revirou os olhos.

 

– estou falando de vocês três anta! Se aquele deus grego queria dar pra vocês, porque não comeram? Meu deus! Estamos falando do Neji Babaca, mas estamos falando de um Neji babaca Gostoso. Não seria traição se os dois estavam lá, com vontade. – disse Naruto, perplexo pelo irmão e o cunhado não ter aproveitado.

 

Gaara quis morrer. Não por não achar que o irmão tinha razão, mas sim por concordar completamente. Já fazia alguns dias que aquilo ocorrera, mas ainda corava quando se lembrava do que Lee e Gaara fizeram. O banho que deram no perolado foi péssimo, pra ambos, principalmente por que estava na cara que os dois estavam desconfortáveis e excitados, e eles não eram o motivo um do outro e sim Neji, que ficava os provocando. Assim que conseguiram tirar Neji do banheiro, o mesmo insistia em ficar nu.

 

“não quero me vestir, quero transar” – era o que o moreno vivia repetindo.

 

– disseram a ele? – Naruto perguntou, tirando Gaara de seus devaneios.

 

– dizer o que?

 

– que você e Lee tiveram a melhor transa de todos os tempos e que o responsável foi ele? – Naruto perguntou.

 

– ele nã-

 

– ah, vai tomar no cú, o carinha deixou vocês com um puta tesão e vocês transaram, se não foi ele, foi quem?

 

Gaara gostaria de socar Naruto naquela momento.

 

– olha… cê gosta do Lee, ele gosta de você. A questão aqui é que tem um gostoso que queria dar pra vocês e vocês dois não comeram. – Naruto falava alto e sua frustração era ouvida por todos na pequena sorveteria.

 

– é complicado…

 

– complicado é o cu de quem não foi comido. – disse o loiro, com pena.

 

Gaara revirou os olhos. Nada mudou na relação dele com Lee, seja sentimento ou o sexo. Ansiava do mesmo jeito ou ainda mais depois do acorrido. A questão era que queria experimentar, não trair, mas queria que Lee o acompanhasse, só não sabia como começar a conversa.

 

“oi amor, lembra do Neji? Eu gostaria muito de transar com ele e com você. Topa?” fez careta com o próprio pensamento. Isso é o que classificavam como fetiche? Era isso que tinha? Transar com outro alguém junto de Lee? Suspirou, frustrado.

 

– e o Hyuga? Não voltou a ve-lo?

 

– não. Papai disse que Neji agora representaria a empresa como advogado, apenas não me explicou porque. Vai ser grande alvoroço quando ele começar a trabalhar lá, afinal… ele é o herdeiro da empresa Hyuga. – disse Gaara, não entendendo a situação.

 

– e o trabalho? Tá gostando de trabalhar lá? – perguntou o loiro, pedindo seu segundo sorvete.

 

– tô. Mas é difícil, principalmente usar aquela camisa asocial, quando está fazendo um puto calor. – disse rindo, com Naruto o acompanhando.

 

– posso saber do que meus filhos estão rindo?

 

– MEU DEUS. – disse o loiro mais novo.

 

– pai… não faça isso de novo. – disse Gaara, com a mão no peito. Se seu pai os escutasse, adeus vida, olá inferno.

 

Minato riu.

– vamos pirralhos e porque está comendo isso? – disse, tirando o sorvete da mão do loiro.

 

– ei… meu sorvete. – disse tentando pegar.

 

– deixe de atentar o meu filho, Namikaze. – Naruto e Gaara travaram ao ouvir a voz.

 

– PAPA. – correram para abraçar Kakashi, que estendeu o braço para retribuir.

 

– quando você chegou? --- perguntou o ruivo.

 

– por quanto tempo vai ficar? – foi a vez do loiro.

 

– primeiro comida, depois domande* – disse Kakashi e Minato riu.

 

– ainda não consegue falar totalmente em japonês? – zombou Minato.

 

– e você? Pelo menos consegue pronunciar direito em Italiano?

 

Os menores reviraram os olhos.

 

– e a mãe?

 

– Deve está atazanando seu padrasto. – respondeu o loiro mais velho.

 

– vamos pra casaaaaa – disse Naruto, pulando sem parar.

 

Os três riram. Naruto iria crescer algum dia?!

 

*

*

*

*

*

 

(casa Namikaze)

 

– imagina, eu, linda e maravilhosa, grávida. E do cara mais Idiota que havia conhecido. Eu tinha apenas 16 anos. – falou kushina, fazendo o Uchiha rir. A semelhança entre a personalidade dela e de Naruto era impressionante.

 

Itachi ainda não tinha conhecido a ruiva e tinha que concordar… ela era linda. Não pensou que se dariam tão bem.

 

– mas e você? Quando vou ver uma miniatura sua? – perguntou, curiosa, enquanto fazia uma trança em seu cabelo.

 

Itachi corou.

 

– ah, bom… talvez em breve. – respondeu simples. – quero ficar um pouco mais com Gaara e Naruto antes de ter um filho.

 

Kushina entendeu.

 

– Minato nunca me disse no que trabalhava. – disse Kushina.

 

– clinico geral. – falou o moreno. – posso? – perguntou, ao ver a dificuldade da ruiva ao terminar a trança.

 

Itachi fez três tranças pequenas com o cabelo da ruiva, juntando as três como uma só;

 

– gostou?

 

– eu adoreiiii, essas 2 semanas que passaremos aqui, você será responsável pelo meu cabelo. – falou, enquanto rodava, vendo a trança se mexer.

 

“realmente, é mãe do Naruto” riu com o pensamento.

 

 

– MAMÃE – o grito foi ouvido da cozinha.

 

– parece que chegaram.

 

Em 5 segundos Gaara e Naruto estavam jogados por cima da mãe.

 

– parecem que não se veem á anos. Só foram 2 meses. – disse Minato, se aproximando de Itachi. – oi amor. – deu selinho no canto da boca do moreno, sendo prontamente correspondido. – ela não te deu sossego, não é?

O moreno riu e foi cumprimentar o platinado a esquerda do namorado.

 

– Itachi.-- estendeu a mão, se apresentando.

 

– então você é o famoso Itachi, os meninos viviam dizendo de sua comida e quanto era bonito. –falou o homem.

 

– eles me amam. – se convenceu o Uchiha.

 

– vamos, saem de cima de mim, quero comer.

 

– certo, me contem tudo, mas tudo mesmo. – disse Gaara, animado.

 

– mangiare* mangiare, Gaara. – avisou o Kakashi.

 

 

– onde está Sasuke? – perguntou Gaara.

– é verdade, cadê o teme?

 

– está chega- falando no Diabo, olha ele aí. – disse o loiro mais velho, ao avistar Sasuke saindo da porta de trás da casa e atravessando quintal, para entrar na cozinha.

 

– oi Sasu, lembra de mim? – perguntou a ruiva.

 

– e tem como esquecer senhora Uzumaki? – perguntou, indo cumprimentar a mulher.

 

– Sra: Hatake garoto, ela casada. – disse o platinado, fingido-se de sério.

 

Sasuke riu.

 

– acho que não tenho mais chances então. – disse brincando.

 

Naruto fez careta com o comentário.

 

– credo. – disse Gaara, ao imaginar Sasuke como padrasto.

 

– fome, sabem o que isso significa? – disse Kushina. – não tomei nem café direito.

 

Se sentaram e começaram a se servir. Se com Naruto na mesa a conversa nunca parava, imagina com a ruiva junto?! Vira um circo total.

 

– vão ficar aqui com a gente não é?! – perguntou Gaara.

 

– só por essa noite, tem um hotel, não muito longe daqui, vamos passar essas duas semanas lá. – explicou Kakashi.

 

Naruto pareceu pensar em algo.

 

– ehh, Sasuke, você tem uma cama de casal não tem?! – Naruto perguntou e Sasuke estranhou. Naruto sabia perfeitamente que tinha.

 

– sim.

– podiam ficar no quarto do Sasuke. – Disse Gaara, compreendendo as intenções do irmão.

 

– meus amores, é o quarto do Sasuke, não podemos simplesmen-

 

– tudo bem, não me importo com isso. Vão passar apenas 2 semanas não é?! – falou Sasuke, bom.. se importava sim, era seu quarto, mas Kushina e Kakashi obviamente queriam ficar perto dos filhos.

 

– e vai dormir onde menino? – perguntou a ruiva.

 

Quando Naruto ia responder, sentiu Gaara o chutar, um sinal para que ficasse calado.

 

– nossos quartos tem um colchão, se juntamos os dois, vira uma cama de solteiro. Sasuke pode dormir no quarto do naru, só aconselho a ficar longe das pernas dele, ele chuta. – disse Gaara, rindo.

 

Sasuke entendeu de imediato.

 

– algum problema Sasuke? – perguntou o loiro mais velho.

 

“sim, vou transar com seu filho”

 

– nenhum. – respondeu Sasuke, sorrindo e olhando rapidamente para o loiro, Que sorria.

 

– então está decidido. – falou Itachi. – quem topa um filme? – perguntou mudando de assunto.

 

– EUUUU . – Gaara, Naruto e Kushina gritaram. Arrancando risadas dos demais.

 

– eu escolho. – falou a ruiva, correndo para a sala de estar.

 

Sobrou para Itachi e Minato lavarem os pratos.

 

Kakashi ria ao olhar Kushina brigando com Naruto pela posse do controle e, como sempre, Naruto perdeu. Sentou ao lado do loiro, que estava emburrado no sofá.

 

– deve ser impressão minha. – começou o Kakashi, chamando atenção do loiro mais novo. – mas, me pareceu bastante animado quando Gaara falou a ideia dos quartos.

 

Naruto travou.

 

– claro. Como vou perder a chance de matar o teme? – disfarçou, rindo. - e também, quero vocês por perto.

 

Kakashi o olhou, rindo. Conhecia Naruto, era a cópia da mãe e Kushina não sabia esconder nada.

 

– vamos pegar o controle de sua mãe, antes que ela coloque alguma loucura. – disse o platinado, bagunçando os cabelos do outro. Sabia que mais alguma coisa, mas esperaria Naruto vim lhe dizer.

 

#####

 

 

saiu do banheiro vestindo, apenas um short folgado, encontrando Naruto de bruços na cama, lendo um livro.

 

– sabe ler? – provocou.

 

– vai a merda. – Naruto lhe jogou um travesseiro.

 

Sasuke riu, se sentando no canto da cama, terminado de secar o cabelo. Naruto parou de ler, olhando para as costas do moreno, havia uma corrente tatuada em suas costas, Naruto se aproximou, tocando as costas do moreno, a corrente era feita de pequenos símbolos que não sabia descrever.

 

– significa “Laços inquebráveis” em hebraico. – disse o moreno, ainda de costas.

 

– é lindo. O começo é azul escuro e vai mudando até chegar no preto; – falava, enquanto seus dedos seguiam os símbolos e voltavam, repetidas vezes.

 

Naruto sorriu malvado e colocou seus dedos perto da costela do Uchiha, desferindo cocegas no local, Sasuke segurou suas mãos e se virou.

 

– não. – disse o moreno. avisando Naruto para não fazer de novo.

 

– você tem cócegas. – disse o loiro, rindo da situação.

 

Sasuke riu diabolicamente e atacou a barriga do loiro, vendo-o se contorcer.

 

– ha, tá ha, meu deus, parahaha – ele ria, sem parar.

 

– vou parar se prometer não fazer isso. – disse o moreno, rindo.

 

– prometo, prometo, prometo. – falou desesperando. Sasuke parou, ainda por cima do loiro, estavam próximos. Naruto, recuperado, roçou seus lábios nos do Uchiha, mordendo em seguida.

 

                                                                    I did not think I would find you here.

                                                                    Não pensei que te encontraria aqui

 

a música preenchia toda a casa, estava bem alta, era uma boa melódia, lenta, com seus instrumentos na medida certa.

 

– mamãe e suas músicas. – disse o loiro, revirando os olhos.

 

 

                                                                Believe me, I was as surprised as you are.

                                                                Acredite, fiquei tão surpreso quanto você.

 

Sasuke riu junto ao loiro, devolvendo a mordida que recebera segundos atrás. Naruto abriu mais as pernas, acomodando Sasuke entre elas, o cabelo úmido do moreno batia e grudava em seu rosto.

                                                                     when realizing that there was no return

                                                                      ao perceber que não havia mais volta

                                                                              that I already wanted you

                                                                                    que eu ja te desejava

a barba mal feita do moreno lhe pinicava, mas não se importava.

– uh

por cima da camisa, teve seu Mamilo mordido. Sasuke abriu sua camisa devagar, olhando pra si, assim que seu peitoral foi exposto, teve o mamilo abusado pela boca do mais velho.

                                                                                it was not love 

                                                                                 não era amor

                                                                          it is never at the beginning

                                                                              nunca é no começo

estava completamente nu, de pernas pra cima, enquanto o moreno lhe penetrava língua. Era uma sensação única. Mordia a lateral da mão, para evitar gemer. O moreno lhe chupava com vontade, vez ou outra beijando sua entrada.

                                              but I knew, deep down, that I would have to walk away

                                            mas eu sabia, lá no fundo ,que eu teria que me afastar;

                                                                                 let you go

                                                                                 te deixar ir

Naruto se moveu, se abaixando para ficar de frente ao membro do Uchiha. Sasuke estava de joelhos na cama, quando teve seu short abaixado, fechou os olhos ao sentir a língua úmida lhe envolvendo, raspando o dente, pela extenção. O moreno levou suas mãos a cabeça do mais novo, o incentivando a ir mais rápido. Naruto levou a mão direita á nádega de Sasuke, apertou. Queria testar algo, devagar, foi tateando com seus dedos até chegar a entrada do moreno. Sentiu o mesmo estremecer, mas percebeu que não foi parado. Continuou chupando o pau alheio devagar, sugando a cabeça com força e maldade, enquanto seus dedos tomavam um caminho perigoso.

                                                 

                                                               I discovered new things with you.

                                                           Com você, descobri coisas novas

                                    I shared my body in the time that I saw you, and my soul gradually

                             compartilhei meu corpo no tempo ,em que te vi, e minha alma., aos poucos

. Penetrou o pequeno dedo devagar, sentindo a parede ser rompida.

– ahh escutou o gemido dolorido de Sasuke, tirou o membro da boca e o olhou. O rosto estava levemente corado, e o lábio inferior estava sendo mordido. Movimentou seu dedo, enquanto o olhava, fez movimentos circulatórios, aos poucos… pode mover seu dedo livremente, sem tanata resistência. Voltou a chupa-lo, dessa vez, com mais vontade.

– merda… uh.

– Naruto não lhe dava trégua. Naruto estava adorando escuta-lo gemer.

                                                             it is something carnal, without any control.

                                                               É algo carnal sem controle algum

                                                                       I'm loving I'm loving

                                                              estou amando, estou amando

                                                      out of control, I own you and you to me

                                                  ra de controle, eu te possuo e você a mim.

queria muito, muito, mesmo gozar naquela boca, enquanto aqueles dedos lhe fodiam. Se inclinou um pouco, até chegar na bunda do loiro, contou até tres e bateu.

Plaft.

O som ecou pelo quarto, se juntando a música. Gemeu enquanto ainda o chupava, ato que o fez quase engasgar. Sasuke lhe empurrou, para que ficasse deitado, com pernas pra cima. A banda da bunda do loiro estava vermelha, Sasuke tinha certeza que aquela cor combinava com ele.

                                                              I want you I want you I want you

                                                                eu quero você, eu quero você

                                                               even if I do not say it out loud

                                                           mesmo que eu não diga em voz alta

a preparação não foi adequada, Sasuke sabia, Naruto levou a mão para a escrivaninha ao lado da cama, pegando um lubrificante. O moreno despejou uma boa quatidade pela entrada do mais novo. Não conseguia mais esperar.

– ahh

entrava devagar, esperando ter preenchido totalmente o canal do menor. Os movimentos começaram rápidos, escutavam o ranger da cama, era baixo, mas sem aquela música, alguém escutaria. Sasuke não esperou para lhe penetrar com força, enquanto suas pernas rodeavam sua cintura … incentivando a velocidade. Em momento algum as bocas se deixaram, Mesmo que estivessem atrapalhados, as bocas continuavam unidas, contendo seus gemidos. Com uma mão, Sasuke se sustentava na cama, com a outra, estendia ainda maos a perna do loiro, sempre lhe penetrando rapidamente. Atacou o pescoço do loiro, deixando marcas muito bem vistas próximas á clavícula. Naruto marcava suas costas com gosto, suas unhas lhe rasgando pele pálida. Já não ligavam para nenhum som que entrava no quarto, apenas escutavam a respiração um do outro, seus gemidos contidos e o pedido por mais.

– vou go-zar. ah.

– tentava falar baixo, não conseguia, o membro grosso lhe estocava sem descanso, saindo e voltando rapidamente. Escutando a fala, Sasuke usou as duas mãos para levantar naruto, colocando-o em cima de si. Agora era mais fundo, seu pau era engulido pela entrada do outro, sendo apertado sempre que entrava.

– Sasu- Sasuke. – chamava o nome de quem lhe fodia, seu desejo era gritar. Rodeou seus braços do pescoço do Uchiha, enquanto acompanhava os movimentos, levantando e descendo. Não demorou para que Naruto gozasse, sujando ambos. Sasuke não demorou muito, sentindo as paredes internas de Naruto lhe esmagarem, gozou forte, fazendo questão de continuar lhe penetrando, devagar, enquanto gozava. Estavam ofegantes, com as testas coladas uma na outra, olhos fechados, apenas aproveitando a sensação maravilhosamente satisfatória do pós-orgasmo. Sem falar Nada, Sasuke carregou Naruto até o banheiro. Suas pernas tremiam, não trocaram palavras, não precisavam. Se lavaram, tocando um ao outro mais uma vez debaixo da água, tendo o prazer de escutar seus gemidos mais uma vez. Assim que saíram do banheiro, notaram que a música ja não era a mesma, já deveriam ter trocado de múcia umas 4 vezes e não havia percebido. A luz foi desligada, Sasuke estava deitado em sua cama, do lado da cama do outro, quando sentiu um ser se infiltrar consigo na cama apertada. Não se importou, podiam muito bem ir dormir na cama maior, mas a sensação dos seus corpos nus, se tocando, era única.

 


Notas Finais


mangiare* é comer em italiano.
domande* é pergunta.
sobre a música..eu que fiz. ainda to fazendo, peguei algumas partes e coloquei na história.
ficou bom? gostaram? estão gostando do enredo da fanfic?
me digam......


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...