História Intense - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 36
Palavras 570
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Drabs

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Encarem isso como um pedido de desculpas por eu ter excluído a minha outra fanfic, mas vamos ser sinceros, aquilo era horrível.

Capítulo 1 - Uma última lágrima


Eu não sei ao certo quando me apaixonei por você, ou o que me fez te amar. Talvez fora o jeito que o seu corpo mexia enérgico com aquela música famosa daquele artista qualquer, enquanto sua voz rouca e embargada cantarolava versos de uma outra canção junto com os olhos fechados e um sorriso assustador ― que, na minha opinião chegavam a ser dramático ― e suas lágrimas de pura angústia e tristeza, escorrendo por suas bochechas coradas.

E, quando percebemos que sabíamos segredos demais uns dos outros já era tarde demais. Hoje vejo que eu não conseguiria viver sem você, até porque, eu sei de cor todos os seus defeitos e amo cada um deles. Certo, algumas vezes eu odeio alguns, mas não é sempre. Não me culpe por isso! E você tem um ego horrendo, eu sei que irá se fazer de inocente ao ler esse texto, mas eu não me importo com suas reações, já sei como será cada uma delas.

E é com toda certeza que afirmo que, quando você leu "horrendo", "ego" e "você" na mesma frase já revirou os olhos e sorriu de lado, logo abrindo a boca em um círculo e levando a mão direita ao peito, fazendo uma feição sôfrega. Já pensou em atuar? Em um teatro ou uma novela, talvez? Não? Okay, mas fica a dica. E agora você pensa se deveria parar de ler, porque acha que não é obrigado a ler uma calúnia como essa. Não é assim que você diria? Eu sei.

Se quer saber, eu amo o jeito que você escreve, menos os erros, porque eu sei que todo mundo erra, mas qual é a difuculdade de colocar um espaço depois de uma vírgula? Bom, voltando a parte em que eu te elogio para não ter que escutar suas reclamações mais tarde, eu amo o jeito que você faz um texto cheio de palavras difíceis ― que eu desconheço a maioria ― junto de uma teoria completamente estruturada e bem contada ( coisa que eu, aparentemente não sei fazer ) e logo depois encerra com as palavras mais vulgares e grosseiras que me fazem rir alto, mesmo sabendo que não deveria. Mas, é sério, quem é que faz uma redação de três páginas que exalam melancolia e sofrimento sobre os Judeus e as câmaras de concentração e, no último parágrafo termina chamando Hitler de "menininha adolescente mimada de filme americano", e logo depois cinco linhas cheias de xingamentos em italiano que eu me recuso a transcrever?

Mesmo que você seja noventa e nove por cento idiotices, tenho que te agradecer por todas as vezes em que você me disse mentiras bonitas me olhando nos olhos com a profundidade do oceano. Se eu tenho que passar o resto da minha vida ao seu lado, ao menos vamos fazer isso direito, certo? Aos poucos eu consigo decifrar o seu olhar intenso, e vamos percebendo que chorar de vez em quando é bom, então, só por hoje, me deixe chorar uma última lágrima e eu juro que será a última. E, mesmo sabendo que isso é uma bela mentira, concorde comigo.

Porque eu sempre acho que te conheço, e no mesmo instante você se transforma graciosamente enquanto eu observo aplaudindo.

Porque eu me despeço de você todo dia.

Porque eu choro sempre que você vai embora.

Porque eu quero chorar.




Então, só por hoje, me deixe chorar uma última lágrima.    


Notas Finais


Obrigada, @Allons-y_SUGA-X por sempre ser a minha inspiração.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...