História Intenso - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Visualizações 10
Palavras 1.196
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Drabble, Festa, Mistério, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction Intenso - Capítulo 4 - Capítulo 4

  Quando você está correndo, as coisas fora do carro passam como borrões, e desses borrões você só identifica os seus adversários. No meu caso a Anna e mas 3 carros que não me importavam quem estava pilotando . Na minha cabeça eu só precisava passar a Anna e no momento estávamos empatados. 

A corrida era de 3 voltas em uma pista com 4 curvas . Eu e a Anna  estávamos no comando, já estávamos na última volta e numa distância mínima, mas eu estava na frente. 

Quando ultrapassei a linha de chegada todos gritaram meu nome . Mas minha mente estava focada na Anna e não me importei com as pessoas que tinham apostado em mim . Então assim que ultrapassei a linha de chegada eu fechei o caminho da Anna impedindo o carro dela de passar . 

Quando desci  do carro veio várias pessoas ao meu encontro, fechando minha visão. Eu não via mais a Anna, o Taehyung estava do meu lado tentando afastar aquela multidão de pessoas que se formou  a minha volta. Eu sai empurrando todos da minha frente até o carro dela . Quando olhei ela estava parada no assento do motorista me olhando. Dei a volta e abri a porta do seu carro . 

Sou uma pessoa de poucas palavras e considerada rude e não me importo. Comigo as coisas sempre eram do meu jeito. Extremo. Quando sai de casa deixei a educação dobrada em cima da cama. 

Agarrei seu pulso a fazendo sair do carro e a prendi no carro com  os braços em cada lado de sua cabeça . Não iria a beijar. As pessoas diminuiram o tom de suas vozes e focaram no que estava acontecendo ali. Me inclinei e sussurrei em seu ouvido :

- Até que você corre bem para uma garota.

Ela riu e abaixou a mascara em que usava surpreendendo todos ali e sussurrou no meu ouvido encostando os lábios na minha orelha : 

- Eu sei fazer coisas melhores do que correr - senti que ela deu um sorriso, e senti também sua respiração pela proximidade. Me arrepiei  - vamos parar com esse show, suas fãs não  parecem felizes  com essa proximidade .

E de repente ela se abaixou e passou por baixo do meu braço esquerdo e entrou no carro fechando a porta e buzinando para que eu tirasse as mãos do seu carro e as pessoas se afastassem . Assim o fiz e ela deu ré, desviando do meu carro ela saiu da arena .

Fiquei ali parado seguindo o carro com os olhos até perde-la de vista. Depois de me recuperar do que tinha acabado de acontecer, girei os calcanhares e fui até o Heechul pegar minha re compensa.

- O que foi aquilo ? Ela até abaixou a máscara pra falar com você. Próximo do seu ouvido... Todos querem essa proximidade com aquele pedaço de inferno  - senti a malícia no sorriso que ele tinha dado 

- Cadê o dinheiro ?

Queria sair desta arena, satisfações era algo que eu dava a mim mesmo. 

- Aqui - colocou o bolo de dinheiro em minhas mãos - o show de hoje foi espetacular. Não demore assim de aparecer .

Só fiz que sim com a cabeça me virando e indo em direção ao meu carro, notei que o Taehyung já estava dentro.  Quando ia abrir a porta do carro uma mulher veio em minha direção passando as mão em um dos meus braços, se aproximou do meu ouvido e disse : 

- Podíamos nos divertir um pouco como da última vez ...

Não a respondi apenas abri a porta do carro e entrei girando a chave para ligar o motor que fez um barulho e sai da arena .

Quando saímos do lugar onde Taehyung (que surpreendentemente ainda estava calado ) se pronunciou .

- Baekhyun o que você vai fazer agora?

- Beber.

- Não tô falando desse  agora seu curzão! Tô falando da Anna. Ela parece querer alguma coisa de você.  

Nem eu sabia o que faria. Ela estava me deixando intrigado, eu queria mais dela.

- Não sei. Não tem nenhuma festa hoje? 

Ele ficou me olhando por um tempo como se quisesse ler minha mente. Deu um sorriso de lado e parou de me encarar olhando para frente. 

- Okay! Vamos para a casa de uns amigos meus.

-Qual ?

-Park Jimin, ele está dando uma festa e o resto da galera está lá.

●●●

Quando chegamos na casa percebi que tinham várias pessoas que estavam na arena.  O Taehyung e eu fomos pro bar da mansão do amigo dele e o Tae pediu pra mim e pra ele. Quando ele me deu o copo eu bebi o líquido que parecia ser vodka e olhei em volta.

A mansão era grande e a decoração era americana. Para chegarmos até o bar foi difícil, encontramos alguns conhecidos e esbarramos com muitas pessoas para chegar onde estamos agora . O bar tinha umas prateleiras cheias de garrafas de bebidas antigas e caras e um cara que estava servindo as pessoas que chegavam ali . Com certeza iria levar duas ou três garrafas para casa.

- Baek! 

- Hm?

- Olha - apontou para um canto - ou é muita coincidência ou ela sabia que você viria pra cá depois depois da corrida.

Era ela . Ela estava do mesmo jeito que estava na arena. Com uma calça azul escuro  um tênis surrado e uma blusa verde escuro que ia até suas coxas, mas agora ela estava sem a mascara. Ela me olhava sem disfarçar e a moça ao seu lado olhava em nossa direção mas não tenho certeza de que ela olhava pra mim . 

Ela falou alguma coisa no ouvido da garota que estava com ela, depois as duas começaram a vir na nossa direção. 

- Baekhyun ela tá vindo com a amiga- ele a olhava sem disfarçar. O Taehyung era confiante quanto a sua aparência e era difícil ver alguém o rejeitar .

Elas estavam meio cambaleantes, claramente afetadas pela bebida. A amiga da Anna chegou já agarrando o Tae pela nuca e o beijando. Ele parecia gostar. 

A Anna parou na minha frente a centímetros do meu rosto. 

- Você é muito interessante Baekhyun!  Eu realmente quero saber o porque de me atrair tanto!

Dei um sorriso de lado. Achei graça daquilo, se ela estivesse sóbria como estava na arena não diria isso assim.

- Quanto você bebeu ?

- O bastante pra chegar aqui e fazer o que eu vou fazer agora. - falou sorrindo 

- E o que seria ? 

Ela puxou minha nuca para que ficasse na sua altura e beijou meus lábios. Quando ela encostou os seus lábios nos meus de inicio foi suave e eu senti um arrepio diferente, quando eu me toquei que ela estava realmente me beijando, coloquei a mão na sua nuca apertando de leve os cabelos que ali estavam e pedi passagem com a língua. Quando passe a língua nos seu lábios senti os pelos da sua nuca de arrepiarem, minha lingua estava em uma dança sensual com a sua, o beijo estava ótimo e o álcool que estava na sua língua estava puxando o resto de sanidade que havia em minha mente. 

Nunca tinha provado um beijo como esse .




Notas Finais


O que será que vai acontecer agora ?????
Vamos ver o que minha mente do mal vai fazer no próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...