1. Spirit Fanfics >
  2. Intercâmbio -imagine Bts- Min Yoongi >
  3. Capítulo 22

História Intercâmbio -imagine Bts- Min Yoongi - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


Hiii
Boa leitura.

Capítulo 22 - Capítulo 22


Levanto colocando minha pantufas no pé e pegando a mala que estava ao lado da minha cama com os presentes, desço as escadas e encontro todos na sala, minha mãe estava sentada no sofá e minha irmã e meu irmão de frente para ela. 

Chego por de trás tampando os olhos dela com cuidado.

-Adivinha quem é. -falo sorrindo e sinto as bochechas da mesma ficarem maior.

-Minha nossa, S/n.

Tiro as mãos dos olhos dela e vou para frente da mesma, sua feição era de cansaço e desgaste, ela estava um pouco mais magra e parecia triste. Olho para Edu como se dissesse "vamos conversar sobre isso" e ele balança a cabeça.

-Mamãe. -pego na mão dela que estava bem geladinha- você está bem? 

Ela me olha e solta apenas um sorriso que pude perceber que ela se esforçou bastante para soltar ele.

-Agora estou bem, e ficarei melhor. 

Balancei a cabeça tentando achar as palavras certas, mas tudo que consigo soltar é um "trouxe presentes"

-Quer ver? -ela abre outro sorriso e balança a cabeça concordando.- aqui.

Fui colocando cada caixa de sapatos dela embrulhados do seu lado no sofá e entregando o urso de pelúcia.

-Obrigada S/n, não precisava e ele é muito fofo. -ela diz pegando o urso e o abraçando- e isso? O que é?

-Surpresa, vou abrir todos para você. -peguei cada caixa e fui abrindo com cuidado para que ela visse todos os sapatos, quando já estavam todos abertos ela me olha e me da um sorriso que pela primeira vez dês de que eu cheguei em casa, foi um sincero e não forçado pela sua dor.

-Não precisava,  eu irei usar todos eles todos os dias pode ter certeza. -ela se levanta e me abraça e eu logo faço o mesmo, ficamos durante minutos abraçadas, como eu sentia falta daquele abraço.

-E os meus? -ouvi a voz de Emi e olho para a mesma que estava com os braços cruzados.

-Estão dentro da mala, senhorita Emilly. -falo imitando a voz de um duque.- os seus também Edu, estão todos etiquetados.

Emi foi a primeira a pegar e ir para o seu quarto abrir eles, Edu pega mais não abre, invés disso ele ponha sobre o sofá e se senta.

-Vou levar para o quarto. -me levanto e pego as caixas e a pelúcia.- Edu fica com a Mãe por enquanto.

Subo as escadas indo em direção ao quarto de mamãe abrindo a porta da mesma, antes mesmo de colocar meu corpo inteiro no quarto, já vejo frascos de remédio na penteadeira, criado mudo e na cômoda,  coloco as caixas no chão e vou até o banheiro na pia e no espelho também tinha alguns, olhei os nomes eu não conhecia nenhum, volto para onde estava as caixas e pego elas de volta ainda chocada com o tanto de frascos que tinham ali.

Ainda estava procurando um lugar para por as caixas quando ouço barulhos de passos no quarto, olho para trás e vejo Edu junto com mamãe.

-Está na hora dela descansar.

Balanço a cabeça e coloco as caixas em um canto no chão e a pelúcia na cama, chego perto de mamãe que já estava deitada e dou um abraço seguido de um beijo na testa nela.

-Boa noite mamãe, durma bem. -ela sorri fraco e Edu faz o mesmo.- se precisar de algo pode me chamar.

Estava saindo do quarto junto a Edu.

-Vamos conversar. -começamos a andar em direção ao escritório que era de meu pai que permanecia intocado dês do dia que ele faleceu, raramente alguém entrava ali foi por isso que decidimos ir para lá- então, me conta o que ela tem.

Edu fecha a porta atrás da gente e caminha até minha frente se sentando em uma cadeira. Ele se solta um curto suspiro e me olha triste, eu nunca o tinha visto com um olhar daquele jeito exceto quando nosso pai estava doente.

-S/n os médicos realizaram exames, e muitos deram resultados diferentes.

-Como assim diferentes? -pergunto com a voz meio falha.

-Calma, mas dois resultados deram iguais, isso é, amanhã de manhã mamãe fará outro exame e se der o mesmo que os outros dois, ela vai ser diagnosticada com essa doença.

-Mas o que é essa doença Eduardo? Não oculte coisas de mim!! -eu já estava prestes a chorar, eu perdi meu pai e não quero perder ela também.

-S/n, ela pode ser diagnosticada com tumor cerebral, aqueles remédios no quarto são para tentar conter as dores dela, até sabermos o que ela tem de fato, sei que é difícil mas ainda não dê muitos detalhes para Emilly. 

-Como assim "não dê muitos detalhes para Emilly"? Ela já devia saber Eduardo, Emilly não é mais criança, e céus estamos falando da nossa mãe.

-Eu sei que estou pedindo é difícil de esconder, mas é até só a situação dela melhorar eu prometo.

-Então quem vai contar para ela depois será você, e arque com as consequências. -saio do escritório batendo a porta atrás de mim e me segurando no último para não soltar uma lágrima, pelo menos até chegar no meu quarto.

[...]

Já são mais de 2:38 AM e não consigo dormir, meu rosto inchado de tanto chorar e com minha cabeça ocupada tentando achar uma solução. 

Meu celular começa a tocar era Sophia, Jin e Hobi em ligação de grupo em vídeo. Não queria que eles me vissem naquela situação, penso em não atender e depois dizer que estava dormindo, mas Sophia saberia que era mentira então aproveito que a luz estava desligada e atendo.

Ligação on.

-Ela atendeu! -ouvi Jin gritar para Jimin e Namjoon.- mas está escuro, ande S/n ligue a luz. -faço minha melhor voz para tentar disfarçar.

-Sabe o que é,  eu divido meu quarto com minha irmãzinha.

-É verdade Sophia? -Jungkook pergunta na ligação junto com Hobi, foi ai que eu percebi que estavam todos lá, menos Taehyung e Yoongi. 

-É... -Sophia fez uma cara de que estava tentando lembrar, e eu torci para que ela esquecesse.- é claro que não, até onde eu sei todos tem quartos separados.

-Não tente nos enganar S/n, vamos queremos ver você. -a voz de Jimin estava rouca, deve ter pegado um resfriado.

-Gente, eu não quero me mostrar hoje, mas quem sabe amanhã hum? 

-Amanhã não temos como, iremos trabalhar até mais tarde e sem falar que Sophia também estará trabalhando.

-Ai. -suspiro me levantando da cama- está bem, só não se arrependam depois. -ligo a luz mas tampo a câmera até chegar na cama.

-S/n?

-Pronto, eu disse que estava horrível. -eu olhei para mim mesma e vi que meu rosto não estava tão inchado quanto pensei, mas estavam inchados.

-S/n, o que aconteceu com você? Estava chorando por quê? -Namjoon me pergunta entrando na frente de Jin.

-Não foi nada, eu estou bem. -percebo que minha voz falha e que as lágrimas tomam meus olhos novamente, olho para Sophia que parecia ainda mais triste e preocupada que antes.- eu só...não sei o que fazer. -começo a chorar feito uma criança com os olhos meio fechados, olho para cada um em cada quadradinhos, estavam me olhando com preocupação e tristeza.

-S/n...

-Me desculpem, eu realmente não devia ter atendido, não se preocupem eu estou bem. - e mais lágrimas caem, olho para Hobi e vejo Taehyung e Yoongi atrás deles, eles ainda estavam lá, pude velos pela última vez, eu não saberia se os veria novamente, estavam com um olhar pesado e saíram de frente da câmera.

Ligação off.

Meu celular desliga sem por falta de carga, coloco ele em algum lugar na cama e me levanto apenas para desligar a luz, me deito pensando em como eu enfrentaria aquilo tudo até acabar adormecendo. 







Notas Finais


Até o próximo.
Bye.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...