História Interdimençoes 2.0 - Capítulo 36


Escrita por:

Postado
Categorias Gravity Falls, Seraph of the End (Owari no Seraph), Star vs. as Forças do Mal, Steven Universe
Personagens Ametista, Bill Cipher, Connie, Garnet, Guren Ichinose, Krul Tepes, Lápis Lazuli, Marco Diaz, Mikaela Hyakuya, Mitsuba Sangu, Peridot, Pérola, Personagens Originais, Shihou Kimizuki, Star Borboleta, Yoichi Saotome, Yuuichirou Hyakuya
Tags Gravity Falls, Owari No Seraph, Romance, Star Vs As Forças Do Mal, Steven Universo
Visualizações 4
Palavras 996
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Sci-Fi, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 36 - Cidade sobrevivente


Fanfic / Fanfiction Interdimençoes 2.0 - Capítulo 36 - Cidade sobrevivente

Violeta on

Bem estavamos andando pelas ruinas de moscow enquanto ele olhava a paisagem.

Kiker- que lugar lindo.

Violeta- o que esse lixão tem de bonito.

Kiker- o jeito que a naturesa dominou a paisagem........é espetacular.

Violeta- ei posso perguntar uma coisa?

Kiker- claro.

Violeta- para que serve a humanidade.

Nesse momento ele para de andar e se abraça.

Violeta- kiker?

Kiker- a humanidade é o contra peso do universo.

Violeta- como assim?

Kiker- olha esse mundo.

Violeta- o que que tem?

Kiker- o que aconteseu com ele.

Violeta- uma epidemia devastou quase toda a população acima de 18 anos de idade, e depois as trombetas do apocalipse tocaram e o céu começou a chover monstros, e então os vampiros recolheram os sobreviventes e levaram para o subterraneo, mas algumas pessoas registiram e a familia horuga criou o exercito da proteção da humanidade EPH.

Kiker- hum entendo.

Violeta- agora me diz que papel a humanidade tem?

Kiker- nesse momento todo os humanos do planeta criaram resistencia, para se protegerem se eu não estou enganado essa resistencia elimina os monstros e todos os que são ameaça aos humanos certo?

Violeta- hum.

Kiker- a parte da humanidade que quer restaurar o planeta é como o ant corpo do planeta, porem como o universo é equilibrado, tem humanos que querem dominar o planeta.

Violeta- que confuso.

Kiker- os humanos são os unicos com poder suficiente para consertar os proprios erros.

Violeta- humanos são fracos, não possuem poder nem força para acabar com isso.

Kiker- nunca subestime o poder da humanidade unida, somente uma civilisação para construir isso.(aponta para o muro)

Violeta- chegamos..........a zona segura.

Nos aproximamos de um grande portão de aço que tinha 4 pilares de concreto trancando-o, então uma tela acende na parede.

Tela- identidade.

Violeta- violeta evergardem.

Tela- escaniando.............oficial do exercito nivel 5.

Então os 4 pilares entram no chão e o portão de aço se abre, revelando dois guardas de uniformes militares branco com detalhes dourado, e um rapas loiro de uniforme preto com detalhes verde se aproxima.

Victor- VI!!!!.(me abraça)

Violeta- to.........sem...........ar.(falo com dificuldade)

Victor- quem é aquele?(aponta para o kiker)

Kiker- muito praser.(comprimenta ele)

Victor- tem um minuto.

Nos afastamos do kiker e começamos a conversar.

Victor- não confio nele.

Violeta- por que?

Victor- olha ele, deve ser um expião.

Violeta- nahhh se não ele não teria me ajudado.

Victor- ele te ajudou.

Violeta- o meu sangue tinha acabado, e então ele me deu o dele.

Victor- você tomou o sangue dele.

Violeta- eu não queria mas ele insistiu.

Victor- vi...............você não pode dar um deslise se descobrirem.

Violeta- fica tranquilo não vão.

Kiker- ei violeta o guarda falou que temos que ir a prefeitura.

Violeta- por que?

Kiker- é alguma coisa com um tal guren.

Violeta- aquele besta.

Então um trem chega e as porta se abrem.

Violeta- vamos.

Entramos no trem e fomos até a prefeitura.

Prefeitura 12:45 zona segura setor oeste

Violeta- vamos entrar juntos, e você mocinho.(aponto para o kiker)

Kiker- o que tem eu.

Violeta- nada de sair desfilando com aquela sua espada futurista.

Kiker- entendido.

Entramos no salão e vimos um rapas de cabelo azul escuro com um uniforme azul marinho com detalhes vermelho.

Guren- violet.

Violeta- o que ouve gurem.(fala seria)

Kiker on

Eles dois estavam conversando e então eu me aproximo do victor.

Kiker- ela é bonitinha quando esta seria néh.(coxixa)

Victor- o que?

Kiker- ahhh tu sabe do que eu estou falando.(pisco)

Victor- despresivel.

Kiker- kkkkkk sou mesmo néh.

Gurem- e você quem és tu.

Kiker- sou kiker senhor.

Gurem- um soldado?

Kiker- sim um ex spec ops.

Gurem- spec ops?

Kiker- operaçoes especiais da NATO.

Gurem- quantos anos você tem?

Kiker- 350 anos.

Violeta- IDIOTA!!!!!!!.(me bate)

Gurem- um vampiro?

Kiker- sou um demonio.

Gurem- pode provar?

Kiker- claro.

Eu invoco minha aura e então ela fica roxa.

Gurem- por que um demonio estaria aqui?

Kiker- eu estou desabrigado.

Gurem- quer entrar para o exercito?

Kiker- com uma condição senhor.

Gurem- qual seria?

Kiker- eu quero uma unidade.

Gurem- meio anbisioso não?

Kiker- sou um demonio fazer o que.(dou de onbros)

Gurem- okay, mais tarde mando a lista dos recrutas.

Kiker- obrigado senhor.

Gurem- dispensados.

Saimos da sala e quando saimos a violeta me prensa na parede.

Kiker- ta braba?

Violeta- babaca.(segura na gola da minha blusa)

Kiker- eu sou um bom ator não acha.

Violeta- eles vão fazer pesquisas com você idiota.

Kiker- por que você acha que eu entrei para o exercito?

Violeta- s.......seu ba............baca.(se aproxima do meu pescoço)

Ela ia morder meu pescoço e então ou ouso pessoas se aproximando.

Victor- q..............que?(fala espantado)

Eu estava beijando ela para disfarçar, e quando os soldados passaram nos separamos e ela ficou me olhando corada.

Kiker- calma querida estamos muito expostos aqui.

Violeta- o........o...........o.........o.......o......o..(fica ultra corada)

Victor- ora seu.(me empurra)

Kiker- quer comprar briga mortal?

Victor- como ousa?

Kiker- iamos ser pegos, eu só disfarcei...............droga ela beija bem mano.(coloco dois dedos na minha boca)

Violeta- c.............casa.(sai andando)

Kiker- traumatisei ela.

Victor- hummmm.

Kiker- fica com siumes não na proxima eu te beijo.

Victor- QUE SAI FORA!!!!!.

Entramos no trem e fomos até o centro, onde paramos em um predio.

Violeta- aqui.(abre a porta)

Kiker- uhhhhh que casa mais confortavel.

Victor- eu vou para o meu dormitorio, qualquer coisa grita.

Kiker- okay.

Ele sai e a violeta fica me encarando.

Kiker- aé.(tiro a blusa de friu)

Kiker- aqui, pode beber.(tombo o pescoço para o lado)

Ela se aproxima e morde meu pescoço e fica sugando meu sangue.

Kiker- humm.(mordo o labio inferior)

Eu caio no chão e ela fica em cima de mim sugando meu samgue.

Violeta- ahhh.............desculpa.(fala assustada)

Kiker- tudo bem só pega leve da proxima.

Ela se senta em minha barriga e fica me encarando.

Kiker- ei não tenho mais sangue não.

Violeta- não eu só estava pensando.......................por que?

Kiker- disso?

Violeta- uhum.

Kiker- eu sou masoquista.

Violeta- besta.(levanta)

Kiker- o que vamos ter de janta?

Violeta- miojo.

Kiker- QUE!!!!!!..............ahh não eu cozinho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...