História Interesse! (Imagine Jungkook) - Capítulo 40


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope)
Tags Bts, Jungkook
Visualizações 977
Palavras 1.489
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores... Sei que estou demorando pra atualizar... Mas agora que estou com projetos para novas fics, vou fazer de tudo para postar... Já que só vou começar outra história, quando acabar essa.

Espero que gostem... Boa leitura!

Capítulo 40 - Capítulo 40 - Desesperado!


Fanfic / Fanfiction Interesse! (Imagine Jungkook) - Capítulo 40 - Capítulo 40 - Desesperado!

Mais um mês se passou, e minha barriga está enorme. Depois do que Jin disse sobre minha gravidez, fiquei surpresa, e aos mesmo tempo preocupada, então parei de fazer esforços.

Eu: Me promete uma coisa?- Pergunto olhando Jungkook com a cabeça apoiada em meu colo.

Jungkook: Eu prometo querida.- Ele me olha terno.

Eu: Se acontecer algo comigo, por favor, cuida bem do nosso filho.- Eu sinto minha garganta embargar.

Jungkook: Por quê está falando isso? Está se sentindo mal?- Ele se levanta rápido.

Eu: Não, apenas estou com medo de acontecer algo com o nosso bebê.- Ele respira aliviado.

Jungkook: Não fique pensando nessas coisa...- Ele segura cada lado do meu rosto.- Não vai acontecer nada com você!- Ele me dá um selinho.

Eu: Tá bom!- Digo já mais calma.

[...]

LIGAÇÃO ON

Bongsun: Oi querida!- Minha amiga diz quando atendo a ligação.

Eu: Oi...- Digo simpática.

Bongsun: O que acha de você e Jungkook virem jantar aqui em casa?- Ela propõe.

Eu: Tenho que falar primeiro com ele...- Digo, já que não falo nada sem falar pra ele.

Bongsun: Vem... Estou me sentindo tão sozinha, agora que meu marido foi viajar...- Ela faz chantagem emocional.

Eu: Tá bom... Nós vamos!

Bongsun: Ah, estou tão feliz!- Percebo sua empolgação.

LIGAÇÃO OFF

Me levanto do sofá, e vou até o escritório do meu marido. Ao chegar na porta, bato.

Jungkook: Pode entrar...- Escuto sua voz rouca.

Eu: Bongsun ligou, e nos chamou para jantarmos lá...- Coloco apenas minha cabeça entre a porta.

Jungkook: Acho melhor outro dia... Estou cheio de trabalho.- Ele fala coçando a nuca, já que ele só está trabalhando em casa por causa de mim.

Eu: Então tá bom...- Digo um pouco triste, já que queria fazer companhia a minha amiga.

Jungkook: Espera!- Ele diz antes de eu fechar a porta.- Posso te levar para lá...- Eu abro um sorriso.- Mas vou apenas te levar, tenho que voltar e terminar o relatório.- Afirmo com a cabeça.

Fecho a porta do escritório, e vou direto para o quarto. Troco minha roupa, e desço, já encontrando Jungkook em pé ao lado do sofá.

Jungkook: Vamos?- Afirmo com a cabeça.

Entramos em seu carro, e seguimos direto para a casa da minha amiga. Antes eu iria a pé, já que não é muito longe... Mas não quero por minha gravidez ser de risco. Depois de alguns minutos chegamos, e ele para o carro.

Jungkook: Ligue para mim, quando estiver de saída.- Afirmo com a cabeça.- Tenha cuidado!- Afirmo novamente com a cabeça.

Ele me dá um selinho, e eu sorrio boba. Logo entro na casa, e sou recepcionada pela Bongsun.

Bongsun: Tenho tanta coisa para contar...- Ela diz animada.

[...]

Já esmos sentadas à mesa, e já nos trouxeram o jantar. Conversamos de tudo um pouco, e fiquei surpresa com suas conversar... Ela até falou de sua vida sexual, o que me fez rir muito.

Bongsun: Quero te dar umas coisas, espera aqui!- Afirmo com a cabeça.

Vejo minha amiga sair, e voltar com uns briquedos em mãos.

Bongsun: Eram brinquedos do Henry...- Ela diz.- Já que ele cresceu, acho que não vai se importar de dar eles ao seu filho...- Eu abro meus olhos.

Eu: Sério?- Ela afirma com a cabeça.- Obrigada!- Dou-lhe um abraço carinhoso.

Bongsun: E como anda o seu casa mento com o Jungkook?- Ela pergunta simples.

Eu: Melhor impossível!- Nós duas rimos.

Olho para a hora em meu celular, e vejo que está tarde.

Eu: Acho melhor eu ir...- Bongsun afirma com a cabeça.

Pego meu telefone, e começo a discar o número de Jungkook. Ligo várias vezes, mas ele não atende nenhuma. Talvez ele esteja dormindo, e esqueceu de tirar o celular do silencioso.

Bongsun: O que aconteceu?- Ela pergunta um pouco preocupada.

Eu: Jungkook não atende o celular...- Digo simples.

Bongsun: Quer que eu vá te deixar em casa?- Ela ergunta já pegando a bolsa.

Eu: Não, eu pego um táxi.- Digo sem querer incomodar.- Tchau!- Me despeço de minha amiga.

Bongsu: Volte mais vezes!- Ela me abraça.

Eu: Pode deixar!- Sorrio simpática.

Saio de sua casa, e vou andando a procura de um táxi. Paro para ver se vejo um, e é ai que vejo uma luz muito forte vindo em minha direção.

(S/n) PV/OFF

JUNGKOOK PV/ON

Sou dispertado do meu sono.

Eu: Mas quem será?- Me pergunto ao escutar a campainha tocar repedidamente.

Vou até a porta, e vejo Hoseok, ele parece estranho.

Eu: O que faz aqui?- Pergunto estranhando.

Hoseok: Vem comigo agora!- Ele parece nervoso.

Eu: O que aconteceu?- Pergunto sem entender.

Hoseok: É a (s/n)...- Ao escutar o nome dela, meu coração falha.

Eu: Fala logo de uma vez...- Sacudo Hoseok.

Hoseok: Ela foi atropelada...- Ele diz triste.

Eu: Não me diz que ela...- Meu amigo nega com a cabeça,  eu respiro aliviado.

Hoseok: Mas Jin disse que a situação dela é grave...- Vou a me desesperar.

Eu: Me leva para onde ela está!- Eu imploro já com as lágrimas descendo.

Fomos direto para o seu carro, e logo meu amigo da partida, indo para o hopital onde Jin trabalha. Minutos depois chegamos, e eu já desci do carro correndo. Apertei o botão do elevador, e fui para o andar, onde Jin atende.

Eu: Me diz o que aconteceu?- Pergunto ao encontrar Jin.

Jin: Encontraram ela caída no chão, disseram um carro quase a atropelava, e ela desviou, mas acabou se desequilibrando e bateu a cabeça no chão...- Sinto meu sangue ferver.

Eu: Onde ela está agora?- Pergunto já arrancando meus cabelos.- Eu quero ver ela!- Tento andar, mas sou impedido por ele.

Jin: Ela está sendo preparada para a cirurgia, precisamos da sua permissão, já que é o pai da criança.

Eu: Como assim?- Pergunto sem entender.

Jin: Já lhe falei que a gravidez de (s/n) é de risco, e ela ainda bateu a cabeça...- Ele dá uma pause.- Não podemos arriscar, temos que fazer uma cesariana.- Sinto minha cabeça latejar.

Eu: Quais são os riscos de não dar certo?- Pergunto nervoso.

Jin: Cinquenta porcento...- Vejo tudo girar ao escutar meu amigo falar.- Jungkook está se zentindo bem?- Jin me segura.

Eu: Não se preocupe comigo...- Me recupero.- Onde eu assino?

Jin me entrega um papel, e eu assino no mesmo instante.

Jin: Vou me preparar, vou assistir a cirurgia dela...- Meu amigo já diz se distanciando.

Eu: Por favor, ajuda ela, seja como for...- Digo desesperado.

Pego meu celular para olhar as horas, e vejo as ligações de (s/n).

Eu: É tudo minha culpa!- Me culpo.- Se eu tivesse atendido as ligações!- Bato em uma parece próxima.

Mãe: Se culpar agora, não vai adiantar nada...- Olho e vejo minha mãe de braços abertos.

Eu: Mãe...- Me aproximo e lhe abraço.

Não aguento, e começo a chorar nós braços da minha mãe.

Mãe:  Calma querido...- Ela me consola.

[...]

Já se parassam duas hora, e nada do Jin sair da sala e vim dizer algo. Me mandaram descançar, mas eu não consigo, fico andando de um lado para o outro.

Hoseok: Ai vem ele...- Meu amigo me diz.

Eu: O que aconteceu?- Pergunto nervoso.

Jin: Os dois passam bem...- Respiro aliviado.- Como o bebê nasceu antes do tempo, colocamos ele na incubadora, mas nada de se preocupar.- Sorrio aliviado.

Eu: E a (s/n)?

Jin: Levaram ela para o quarto... Ela está sedada, então só acordará pela manhã.- Sinto uma lágrima escorrer.

Eu: Posso ver eles?- Jin faz uma cara pemsativa.

Jin: Seu filho, só poderá ver por alguns minutos, e (s/n), você poderá passar a noite ao seu lado, já que quando ela acordar, precisará ver um rosto conhecido.- Sem muito pensar, abraço meu amigo.

Eu: Obrigado!- Jin faz o mesmo.

Jin: Você tem que se trocar, se quiser ver os dois.- Ele diz sério.

Eu: Mais eu vou é agora!- Me empolgo.

Jin começa a andar e eu vou logo atrás. Entramos em uma sala, e ele me dá uma roupa descartável. Visto na mesma hora, e já saímos da sala, indo ver o meu bebê.

Eu: Mais ele é lindo!- Digo ao ver meu filho.- Diz aí, é a cara do pai...- Cutuco Jin.

Jin: Não dá pra saber, ele acabou de nascer.- Ele diz rindo, e eu fico sério.- Brinnadeira, ele tem um pouco dos dois.

NO OUTRO DIA

Estou sentado ao lado da cama de (s/n), apenas esperando ela se acordar. Não dormi a madrugada, por que estou ansioso para ver ela acordar.

Derrepente, vejo minha linda esposa abrir os olhos. Ela me olha, e eu me aproximo dela.

(S/n): Onde eu estou?- Ela parece confusa.

Eu: Você está no hospital...- Seguro sua mão, e rapidamente ela solta, me fazendo ficar confuso.

(S/n): Quem é você?- Eu pisco meus olhos várias vezes.

Eu: Como assim querida? Eu sou seu marido.- Ela arregala os olhos, parece mais surpresa do que eu.

(S/n): Do que você está falando?- Ela se recua na cama.- Eu quero que chame o meu pai...- Ela parece assustada.

Apenas decido deixa-la só... E decido chamar o seu pai.



"Filho não importa aonde o destino vai

Saiba que o meu amor de pai

Sempre ira te acompanhar

Que bom que deus fez de nós dois mais do que pai e filho

Permitiu que a gente dividir-se o brilho do sol que pra muito jamais vai nascer

Que bom que deus deu para esse filme um lindo final

Transformando um sonho em vida real, vida que a gente só tem que viver

Filho nesse mundo azul que é tão só seu

Hoje tem um pai que compreendeu

O amor quando te viu nascer..."


Notas Finais


E agora? O que Será que vai acontecer com o casal?

Tenho uma curiosidade... Qual nome dariam para o filho do Jungook. O melhor nome, colocarei na história. Começando agora!

Espero que tenham gostado, e se sim, comentem pois adoro ler e responder os comentários.

Annyeong, e até o próximo se Deus quiser!👋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...