História Interpretação dos Sonhos - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 4
Palavras 934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Notas sobre um caso de recaída.


Assim que desperta, o paciente recorda-se, de sentimentos conflitantes exponenciais a cada segundo de sua retomada de consciência para a vida acordada. 

Na análise, o paciente apresenta sérios indícios de neurose obsessiva, cuja esta encontra-se abafada e parcialmente controlada pela sua consciência, uma vez que o indivíduo entende que trata-se de uma condição psíquica que foge do seu controle, naturalmente. 

O indivíduo relata resquícios de seu sonho, em grande parte esquecido, uma vez que este sonho ocorrera há meses antes da análise. 

Dentre seus objetos de obsessão, destaca-se a presença de um em particular. Seria sua antiga companheira de um relacionamento mal sucedido e mal resolvido, que pois, para o paciente, seu narciso em questão. 


No início do sonho, este recorda de que era em sua escola, tratava-se de um corredor e duas salas diferentes. Estas duas salas tem provavelmente equivalência subjetiva e na realidade, uma vez que seu objeto de desejo, na vida real; pertencia a outra sala em sua mesma escola. 

O paciente evidência a descrição do ambiente em que se encontra, ressaltando o aspecto épico do sol que entrava pela janela, amarelado. 

O ambiente do sonho em questão lhe passava, com a gradação temporal, sensações de saudade, perfeição e melancolia. 

Lembra-se de pouca presença de outras pessoas nos ambientes em que transitava, mas haviam elas ali. O sonho tem seu objeto em evidência no momento em que sua ex companheira amorosa encontra-se em estado de plena perfeição e autonomia. 

O paciente recorda que no decorrer do sonho, procurava se justificar por uma série de atos ilusórios, justificar seus motivos e fazendo-se de vítima para com a sua antiga companheira. Esta, por sua vez, oscilava entre as duas salas que o corredor dava acesso, prezando pelo seu próprio bem-estar. 

No fim do sonho, o paciente conseguira achar seu objeto de desejo (aqui representado por sua ex companheira) e fazendo-a ouvir o que ele tinha a dizer. Suas palavras pareciam, dessa vez, muito bem compreendidas pela sua ex companheira, fazendo-a entende-lo e compreendê-lo.

Ao fim de suas explicações, após demonstrar seus sentimentos, o paciente sentia um alívio e euforia, a compreensão do seu objeto de amor iria dar sequência ao seu perdão e por conseguinte, à retomada do seu objeto para si. Entretanto, a euforia causada por essa expectativa fez com que seu corpo reagisse, principalmente, no aumento do metabolismo e dos batimentos cardíacos, resultando em seu despertar para a consciência. Ele se acordou. 


Dentre tantas coisas que são válidas ressaltar, destacam-se: 1) A volta do objeto de amor/prazer. 2) O desejo de resolução dos conflitos mal resolvidos. 3)As consequências posteriores ao sonho. 


1) A volta do objeto de prazer:

Antes de sonhar com sua ex namorada, o paciente não estava conscientemente recordando-se da mesma. As memórias do objeto de desejo, por sua vez, encontravam-se no pré-consciente e no inconsciente. A volta da explicitação do seu desejo para com o objeto de prazer mostra que essa questão estava sendo uma preocupação para o seu inconsciente, e não tinha sido verdadeiramente resolvida e superada, mas sim abafada. Em consonância com as ideias de Sigmund, os sonhos são uma amostra ao consciente das preocupações que o inconsciente está sendo atormentado. O fato de abafar os pensamentos conscientes não resolvem em nada sua verdadeira relevância e tormento. 


2) O desejo da resolução de conflitos mal resolvidos:

Uma das duas finalidades dos sonhos é proporcionar alívio do paciente e de seus desejos recalcados (no caso, o desejo de voltar a ser companheiro e amante de sua antiga namorada, e ter principalmente sua compreensão, endoçando sua imagem. O alívio com que o paciente sentiu a resolução desse conflito é muito importante, pois mostra que seu objeto de prazer continua vivo, apenas abafado conscientemente. O alívio causado pela resolução dos conflitos para com seu objeto amado (e odiado) tem precursores após o encerramento dos sonhos. 


3) As consequências posteriores dos sonhos:


Após acordar-se, o indivíduo ainda sentia o sentimento de alívio proporcionado pelo seu sonho, mas este sentimento foi rapidamente substituído por uma decepção, pois percebeu que havia sido apenas um sonho e que não era na realidade, verdade. Um dos primeiros pensamentos que ocorreram em sua mente, ao acordar, foi a sensação de culpa e ridicularização causada pela sensação de alívio que a situação do sonho colocou-o. A culpa e a infetorizacão de si mesmo são marcas d'agua da condição neurótica obsessiva. Ao mesmo tempo que seu ego deseja o objeto, ele se sente culpado por ainda quere-lo, sendo que já faz muito tempo desde que se encerraram suas relações amorosas, tornando seus sentimentos julgados pelo seu superego extremamente exigente, típico do neurótico obsessivo. 


Conclusão: 

A amostra do sonho tem como principal finalidade mostrar o quanto o inconsciente pode lutar consigo mesmo e mesmo assim, essa batalha ser imperceptível ao consciente. O alívio proporcionado ao ego e o posterior sentimento de culpa do ego para com o seu objeto de prazer são as evidências explícitas da relação do neurótico com o ato sexual praticado com prazer na infância e posteriormente recalcado pelas ideias de "certo e errado" da sociedade. 

O anseio do indivíduo em ser compreendido pelo objeto de amor e ódio mostra que estes sentimentos podem ter consequências futuras, como a tentativa de refazer os laços amorosos com sua ex namorada, uma vez que este sonho gerou no meu amigo uma sensação de inquietude quanto a garota, buscando suprir pontualmente esses anseios obsessivos com buscas em redes sociais sobre tudo relacionado a sua ex companheira. 

Por fim, é necessário acompanhar seus posteriores sonhos para adquirir mais informações sobre o seu inconsciente e sobre com o que ele está se preocupando atualmente. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...