História Into you - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga)
Tags Bangtan Boys (bts), Namjin, Taegi
Visualizações 34
Palavras 1.386
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey babys!
Olha só quem chegou pra alegrar sua noite! Kkkk
Bom... Não tenho mto o que dizer aqui então vamos logo para a história
Boa leitura crianças e
Nos vemos nas notas finais?!

Capítulo 15 - Capítulo XIII


- ... Eu confio em você.

Namjoon morde o lábio interiormente e baixa a cabeça novamente, Jin volta para o seu lugar tomando um pouco do suco e não desvia a atenção do castanho. O mesmo permanece em silêncio e quando volta o olhar para o mais velho afasta um pouco o copo com suco e junta as duas mãos a frente da boca respirando fundo.

- O que saiu nos jornais quando o governador foi assassinado?

- Eu nem leio jornais. - ri baixo e o castanho acaba rindo também - Mas ouvi dizer que ele saiu para caminhar sem supervisão dos seguranças. - passeava o indicador pelo topo do copo - Por que?

- Ele acordava o mesmo horário todos os dias. Se preparava para a caminhada e sempre encontrava seu segurança de extrema confiança no portão da casa... - toma um pouco do suco - Naquele dia, ele não estava lá...

- Por que?

- Rolou uma festa na noite anterior. Tinha muita gente e tudo fugiu do controle... O segurança tirou o governador as pressas do local e o levou pra casa. Na mesma madrugada um outro segurança lhe ofereceu bebida, suco de laranja pra ser mais específico, pra aliviar a tensão. Só que ele não viu que tinha algo efervescente no copo e o virou de uma vez. - Jin o encarava atentamente e percebia seu olhar baixo na maioria do tempo - Depois disso, amanheceu. O governador se preparou e foi levado para um lugar distante onde o torturam até a morte... - o silêncio se fez presente por um tempo - E o segurança só foi acordar na tarde do dia seguinte, com uma dor de cabeça horrível e no porão da casa, desarmado e sem noção do que tinha acontecido...

Por mais que o castanho tivesse contado a história na terceira pessoa,  Jin tinha entendido perfeitamente o que aconteceu. Ficou em silêncio por alguns segundos e logo puxou sua própria cadeira pra perto do mais novo, pegando em sua mão novamente.

- A culpa não foi sua Nam.

- Você me perguntou a causa, lembra?

- Deixa pra lá... - acaricia a mão do castanho - Esquece isso... Eu não quero que pessa demissão se falhar de novo. Está me entendendo? - o castanho baixa a cabeça e Jin segura em seu rosto - Me prometa que se algo acontecer...

- Não vai.

- Se acontecer. - olhava no fundo dos olhos do castanho - Não vai deixar de fazer o que ama, que é proteger pessoas. Promete? - o castanho balança a cabeça positivamente - Eu confio em você... Nam.

- Mesmo depois de saber disso?

- Isso não alterou em nada.

O castanho sorri minimamente e afasta as mãos do mais velho de seu rosto, Jin sorri mordendo os lábios ainda com a atenção no menor que toma o resto do suco e fica encarando o copo vazio.

- Quer mais? - o castanho nega e sorri - Obrigado.

- Já falei pra...

- Eu não vou parar, tá bem? - o castanho bufa - Isso se chama reconhecimento de trabalho. Quantos já te agradeceram por salvar a vida deles? - o castanho baixa a cabeça - Como imaginei. Sua obrigação é me proteger e minha obrigação, é no mínimo dizer obrigado. - se levanta e coloca a cadeira no lugar - A não ser que prefira outro tipo de agradecimento...

- Que seria?

- A primeira coisa que vier a sua mente.

O moreno deixa o cômodo seguindo para as escadas. Namjoon sorri mordendo involuntariamente o lábio e sente seu baixo ventre estremecer, a primeira coisa que veio a sua mente não foi algo muito apropriado o que o fez rir baixo e tentar esquecer o tipo de pensamento que teve.

- Também quero saber qual foi a piada.

- Me assustou, Suga.

- Não me chama de Suga.

- Ah desculpa... Só o Taehyung pode né? - o loiro revira os olhos e pega uma faca logo encarando o castanho - Ah nossa, que medo.

- Agora é sério. - escolhe uma das frutas - Qual foi o motivo do sorriso bobo?

- Você sabe.

- Hummm... E como andam as coisas entre vocês?

- Não sei o que estou fazendo. - leva o copo até a pia - Não sei o que estou sentindo. - o loiro apenas o acompanha com o olhar - Não posso continuar com isso. Atrapalha em tudo.

- Nam. - se levanta segurando o maior pelos ombros - Você tem que aprender a diferenciar profissional de pessoal, Ok? Emprego é uma coisa. Sentimento é outra.

- Tá bem...

- Ótimo. - solta o maior - Como não teremos show hoje, vou aproveitar para reabastecer meu estoque de doces.

- Vai acabar diabético. 

- É bom ver que se importa comigo.

Namjoon revira os olhos e diante de toda a movimentação ocorrida até o momento, se deu conta de que precisava de um tempo pra colocar os pensamentos em seus devidos lugares. O castanho segue para o então "jardim" onde sempre o único som presente era o canto de alguns pássaros que passavam por ali, observando algumas folhas encontrarem o chão onde já se encontravam outras em tom amarelado.

Depois de algum tempo, Jin que até então estava na sala procurando alguma série ou mesmo desenho para assistir, mas acaba desligando a tv notando que já estava quase anoitecendo. O moreno vai até a porta, mas alguma coisa o impedia de abri-la tanto que, sua mão já pousava na maçaneta e a única coisa que teria que fazer era gira-la. Mas como num dejavu  o moreno se vê abrindo a porta e sendo atingido por uma bala vinda da arma de alguma pessoa muito bem escondia portão a fora.

- Jin?

- Hã? - se vira vendo o mais novo - V-você não disse nada sobre a porta.

- Tudo bem. - sorri - Pode sair.

- Não. - volta para o sofá - Melhor não.

- Vem.

O castanho estende a mão em direção ao mais velho que o encara, porém não contrareia o ato logo dando a mão para Namjoon. Os dois caminharam até onde o castanho estava com o intuito de "colocar os pensamentos no lugar" e Jin se senta perto das rosas que haviam ali.

- Qual sua preferida?

- Não é óbvio? - aponta para as rosas - As vermelhas de preferência. - o castanho ri baixo - E as suas?

- Violetas. Mas gosto de rosas também. - se senta ao lado do mais velho - Tenho algumas lá em casa...

- Sua vizinha cuida delas também?

- Minha vizinha... É a minha irmã, tá?

- Ah... E-eu pen... Pensei que... - balança a cabeça no intuito de tentar parar de gaguejar - Desculpa...

- Ela é a mãe do Duky apesar de ser meu... Ela quem corre com ele pro veterinário quando ele tem crise.

- Crise?

- Ele foi abandonado na rua, ainda era filhote. Quando o encontrei ele tava tendo um ataque, se debatendo muito. - o moreno o encarava boquiaberto e o castanho ri baixo - É, eu também nunca tinha visto um cachorro com isso, mas... Tem sempre a primeira vez.

- Você é um anjo Nam.

- Não sei se ele pensa isso já que eu quase não paro em casa. - os dois acabam rindo - Meu maior medo é chegar lá um dia e não ver ele.

- Ele é forte. Tem donos maravilhosos que dão muito amor pra ele. - coloca a mão sobre a do maior - E com certeza vai ficar com vocês por muito tempo ainda.

- É... - encara a mão do moreno sobre a sua - Não gosta de animais?

- Já tenho meu irmão. - o castanho acaba soltando uma gargalhada - É sério! - o castanho tenta recuperar o fôlego de tanto que riu - Todos os animais que tivemos, Taeh conseguiu perder cada um.

- Vai ver ele não gostava de ver os bichinhos presos.

- Isso pode ser verdade... - o castanho balança a cabeça - Mas eu amo dogs.

- Bom saber... - baixa a cabeça encarando a mão do mais velho que ainda estava sobre a sua - Temos algo em comum então. 

 


Notas Finais


Vou vomitar arco-iris aqui com esse NamJin todo fofo ♡
Gente doparam o Nam, tadinho...
Bom é isso
Até o próximo
Bjoka da tia aqui ♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...