História Inusitado - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Kei Tsukishima, Personagens Originais, Shouyou Hinata
Tags Tsukihina
Visualizações 261
Palavras 3.423
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem pessoal, só vai ter dois capítulos

😍😍😚

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Inusitado - Capítulo 1 - Capítulo 1

Vamos entender como isso teve um fim tão estranho e inacreditável. Começando com a situação que levou a isso e continuaremos daqui por diante

1 mês antes

Hinata estava praticamente deitado na cadeira enquanto a professora de literatura passava alguma atividade que para o ruivo é bem entediante e provavelmente cansativa

- Hinata, creio que minha aula esteja inferior ao seu nivel de conhecimento - a professora falou e os alunos riram - poderia me dizer quais são os maiores autores literários ? - perguntou

Hinata se encolheu, todos estavam olhando para ele com sorrisos no rosto como se rissem dele, tinha até mesmo medo de dizer que não fazia ideia de que existia esses tais autores. Respirou fundo e com a coragem que não tinha, simplesmente deixou que sua boca nervosa falasse como sempre acontecia quando era pressionado ou se sentia ameaçado

- não sei sensei - falou baixo e a mulher o incentivou a falar mais alto

- como não sabe, talvez seja uma ótima oportunidade para fazer um relatório sobre eles não é - falou com um sorriso estranho no rosto - talvez assim você aprenda e nunca esqueça

Ótimo, aquilo não era uma sugestão e sim uma ordem indireta da professora que fez questão de frisar a parte em que queria para o dia seguinte mesmo que não tivessem aula. Conseguiu de alguma forma se manter acordado até o final da aula e meio desanimado o que é bem incomum para a personalidade ativa e agitada do ruivo, seguiu em direção a biblioteca onde provavelmente existiria algum livro sobre os tais autores

A bibliotecária olhou para o ruivo curiosa já que o mesmo só passava ali quando estava precisando de alguma fixa. Hinata procurou na estante de literatura algum livro que disse-se algo sobre os tais autores - Maiores autores literários - o livro é simplesmente grande e por obra do acaso estava na última prateleira, bem seguro das mãos do ruivo

- ótimo, porque você tinha que está tão alto - falou para si mesmo e olhou para o livro como se ele fosse cair em suas mãos

Arregalou os olhos ao ver um braço comprido passar por sua cabeça e pegar o livro na qual ele queria, se virou e bateu seu nariz no corpo da pessoa e olhou para cima

- oe, esse livro é meu

- não tem seu nome aqui

- mas... - ficou calado, a bibliotecária o olhava como se ele estivesse cometendo o maior crime da história - vai usa-lo por muito tempo? Eu preciso para entregar um relatório amanhã Tsukishima - falou passando a mão no nariz dolorido e levemente vermelho

O loiro estranhou o comportamento contido do ruivo que é sempre tão barulhento e simplesmente o ignorou, não devia satisfações a um anão. Hinata o olhou indignado por ter sido ignorado e apertou a ponte do nariz, Tsukishima conseguia ser bem irritante quando queria e sádico o tempo todo, provavelmente ficaria com o livro por uma semana apenas para ver o sofrimento alheio

- droga, adeus treinos - falou para si mesmo e seguiu para fora da biblioteca e no caminho esbarrou novamente no loiro - só pode ser carma - resmungou não por esbarrar no maior e sim por ver a professora no início do corredor o olhando com um sorriso presunçoso

- achei que iria simplesmente treinar Hinata-san - falou apenas para ver o olhar agoniado do ruivo - espero esse relatório amanhã na minha sala - falou e sorriu amigavelmente e foi embora

- droga - falou e olhou no relógio que tinha bem no início do corredor - talvez ele ainda esteja aqui - falou e quando ia começar a correr, seu braço foi segurado

- não vai para o treino ?- Kei perguntou com um sorriso arrogante e viu o rosto do ruivo se fechar como se tivessem conversando sobre um assunto sério

- não tenho tempo - falou olhando o livro nas mãos do loiro e se soltou do aperto correndo em direção a saída

Tsukishima ainda esboçou um olhar surpreso, Hinata negando treino? Nossa, só podia esperar chuva de canivete. No treino todos perguntaram pelo ruivo mas nenhum deles sabia dizer, Kei manteve-se calado já que não tinha nada haver com a vida do ruivo e nem se importava

Não conseguiu o livro e nem fez o relatório e isso resultou apenas em uma coisa, ficar depois da aula com a professora que fazia questão de ensinar o ruivo. Kei achou estranho a falta do ruivo nos três dias que se passou, até mesmo Kageyama já estava preocupado com a falta do ruivo que sequer justificou sua ausência e nem mesmo o viam no intervalo. Nunca imaginou que faria isso, mas deixou de andar com Yamaguchi naquele dia para procurar o ruivo

Sera que seu sumiço tem haver com aquele dia, quando ele precisava do livro? Resolveu procura-lo discretamente e sempre olhava para qualquer buraco, estúpido do jeito que era não duvidava de que ele tenha caido e desmaiado por algum canto. Seu último recurso era a biblioteca e nem estava crente de acha-lo ali pois alem de estúpido, irritante ele também era preguiçoso

Inacreditavelmente Hinata estava sentado bem ao fundo da biblioteca e com três livros de literatura abertos e tinha o rosto enterrado em um deles, se aproximou o sentou na cadeira a frente e viu o livro que dois dias antes tinha pego, tinha uma caneta entre os dedos e bem ao lado umas três folhas repletas de kanjis um pouco tortos mas entendíveis. Permaneceu calado observando a cabeleira ruiva e observou que do lado esquerdo do menor seu celular tocava insistentemente e quando parou pode ver quinze ligações perdidas da mãe do ruivo

- interessante - falou

Hinata pulou de susto quando ouviu a voz, achava que era sua professora e olhou para os lados de olhos arregalados, fechou a cara quando viu Tsukishima sentado a sua frente e tentou de alguma forma manter seus olhos abertos e terminar de copiar aquele relatório para poder se ver livre de sua professora na qual estava começando a odiar

- estudar não combina com você - Kei falou e foi ignorado - e muito menos ficar calado

- você me odeia de qualquer forma - Hinata falou sem tirar os olhos dos kanjis, sua seriedade era nova para o loiro que resolveu testar até onde ia aquele controle

- sabia que estão procurando um novo jogador para te substituir, o Rei até falou que qualquer um seria melhor do que você - falou com um sorriso, mas acabou o perdendo quando viu Hinata olhar para o nada como se pensasse no assunto e depois voltar a ignora-lo

- isso é culpa sua - Hinata falou e Kei pode ver a mão dominante do ruivo tremer - se você tivesse sido menos egoísta eu poderia voltar a jogar com vocês - falou e deu um fungo, estava triste é claro, queria jogar o máximo possível com seus amigos, isso tinha que acontecer logo agora que estava conseguindo fazer novas jogadas com o levantador - eu estou indo - falou juntando rapidamente as coisas, derrubando algumas mas não se importou, se sentia sufocado mas tinha prioridades

Kei observou o ruivo sumir levando suas coisas e ficou olhando para a porta, não era aquilo que queria ver. Hinata procurou um lugar afastado para ficar, um bem escondido onde ninguém pudesse ver ou ouvi-lo, não choraria agora pois tinha que terminar aquele bendito relatório antes que ficasse maluco. Olhou rapidamente para o celular e suspirou ao ver o tanto de ligações perdidas da mãe, retornou pois não queria deixar aquela mulher ainda mais irritada

Kei procurou o ruivo, não era possível que aquele sol ambulante conseguisse se esconder tão bem, encontrou Kageyama fazendo seu santo ritual de comprar uma caixinha de leite e meio a contra gosto se aproximou

- Rei - falou sorrindo e viu o rosto irritado do moreno - viu o Hinata?

- não vi, na verdade não nos vemos a um tempo - Kageyama falou e sorriu sadicamente - mas quando ve-lo, vou lhe ensinar uma lição - falou esmagando a caixinha de leite seca

Ignorando a plena ameaça, passou a andar novamente a procura do ruivo, talvez tenha pegado pesado de mais na hora da brincadeira

1 semana depois

Hinata sequer tinha aparecido nos treinos novamente, evitava ver os jogadores de vôlei e fugia da mulher que basicamente arruinou seu sonho, não tinha mais volta. Preocupados seria pouco para os jogadores da Karasuno, estavam desesperados com o sumiço do ruivo e Takeda que era professor, também se via de mãos atadas quanto ao garoto que parecia evitar o assunto vôlei a todo custo

Hinata estava indo para a biblioteca quando viu não apenas Kageyama como também Daichi e Sugawara o olhando fixamente e cada um com uma áurea mais assustadora que a outra, tremeu até o último fio de cabelo e ficou pálido, só tinha uma única opção. Correr

Nunca tinha corrido tanto em sua vida, desviou das pessoas no caminho como um verdadeiro mestre e não sabia como mais acabou despitando eles. Se recompondo, virou mas deu de cara com um corpo alto

- mas...

Se calou ao ter seus braços segurados e seu corpo empurrado em direção a uma parede, até temeu ser Kageyama e pior, Daichi que era bem assustador quando queria. Olhou para cima e viu olhos castanhos claros o olhando por trás de lentes de óculos e um olhar raramente mostrado

- o que diabos você pensa que está fazendo? - Tsukishima perguntou irritado olhando o rosto confuso do ruivo

- fugindo do Daichi e Sugawara-senpai - falou olhando para o loiro e ficou vermelho ao ver o rosto do mesmo tão próximo do seu - e você, que diabos está fazendo?

Nem mesmo ele sabia, apenas ficou bastante irritado quando viu que o ruivo os evitava e sequer tinha a deiscência de dizer que ia sair do time. Soltou o menor e virou as costas, ia embora pois não tinha nada para falar com o ruivo. Hinata observou o loiro ir embora e tentou acalmar seu coração que estranhamente passou a bater bem mais rápido do que quando ele estava correndo

2 dia depois

Kei era o único que ainda sabia como ver o ruivo, tinha discretamente decorado a nova rotina estranha do mesmo na escola pois já estava ficando entediado dos treinos sem seus gritos irritantes e sem seu brilho que o deixava cego

De forma discreta, passou a seguir o ruivo pois nem que fosse a última coisa que fizesse na vida, o arrastaria para a quadra e o deixaria de frente aos senpais. Hinata quase gritou ao ter seu braço agarrado e seu corpo puxado para trás, olhou para seu sequestrador e viu Tsukishima com o rosto ainda mais sério do que já tinha e seus olhos pareciam determinados

- oe maldito, o que está fazendo ?- gritou tentando se soltar. Ficou branco feito papel ao reconhecer o caminho e quase desmaiou ao ver logo atrás os seguindo como um cão de guarda, Daichi e Sugawara que sorriam estranhamente amigáveis e áureas assustadoras o cercavam

Foi praticamente jogado dentro do ginásio e lá, pode ver todos os jogadores o olhando confusos, curiosos e aos poucos podia ver o quão ferrado estava, só tinha duas únicas opções naquele momento. Sorrir e orar para ficar vivo

O sermão doeu-lhes o ouvido, sequer teve coragem de dar um pio ou respirar mais alto, podia sentir a culpa queimando sua pele e o envenenando aos poucos, quando acabou ainda teve de brinde um cascudo de Kageyama que parecia mais irritado do que qualquer um

- vamos treinar - Ukai falou vendo que tudo estava normal, curioso olhou o ruivo levantar do chão e seguir em direção a saída - onde vai?

As cabeças viraram na direção do ruivo que não parecia afim de ficar ali, se fosse preciso o amarrariam. Hinata suspirou e sentiu seu bolso vibrar, viu a mensagem da professora que parecia não querer largar do seu pé tão cedo e olhou para Ukai

- acho que vou sair do time - falou e a surpresa foi geral, Kei deu dois passos para traz  com a informação - estou indo - falou e antes de sair complementou - amanhã eu entrego a jaqueta e o uniforme - falou e saiu

Kei sentia como se a culpa fosse sua, não deveria ter dito aquilo ao ruivo, as vezes não se controlava e acabava dizendo algo que poderia machucar os outros. Aproveitou que todos estavam petrificados de mais com a recente informação e saiu do ginásio, encontrou Hinata ainda no corredor que ligava com o pavilhão da escola e correu em sua direção segurando seu braço

- mas o que diabos deu em você?- Hinata perguntou e novamente sentiu seu rosto vermelho ao ver o rosto do loiro tão próximo

Kei achou aquilo estranhamente adorável, o vermelhidão tinha maior destaque por causa dos olhos grandes e castanhos. Novamente sentiu seu coração acelerar - que sensação é essa?

- porque você vai sair ?- Kei perguntou soltando o ruivo que ajeitou o uniforme que ficou um pouco bagunçado - se for por causa do jogador novo, eu estava apenas curtindo com sua cara de idiota - falou e viu uma expressão irritada no rosto do menor

- você estava apenas brincando comigo?- Hinata perguntou irritado e puxou os cabelos - seu maldito quatro olhos - gritou apontando para o loiro que riu do comportamento do menor - vou te dar uma surra em quadra maldito

- não se eu bloquear todas - sorriu presunçoso

Tinha conseguido trazer aquela personalidade irritante que passou a gostar, pelo menos teria alguem para irritar alem de Kageyama

2 semanas depois

A saída do ruivo foi apenas um susto, mas o que ninguém entendia era a interação totalmente estranha que Hinata e Kei passaram a ter. Enquanto Hinata se irritava facilmente com o loiro, e parecia não se importar algumas vezes com o fato dele andar ao seu lado já o loiro gostava de ver o rosto vermelho do ruivo irritado e suas crises de histeria na qual sempre conseguia no final o silêncio estranho do mesmo e um bico adorável

- fala sério seu quatro olhos - Hinata falou enquanto comia - não é possível que O Grande Rei chore por algo assim, ele é assustador

- mas eu vi - Tsukishima falou enquanto observava o fluxo de alunos

Estavam no pátio observando as pessoas enquanto comiam, descobriram que tinham assuntos em comum, como filmes e uma mania estranha de observar as pessoa e comentar sobre elas

- Iwaizumi-san não faria algo assim, ou faria? É bem confuso já que ele parece alguém que não perde tempo com coisas desse tipo - Hinata falou e olhou para o loiro que lhe observava - que foi?

- para por Oikawa no lugar, Iwaizumi quebraria até as pernas dele - Kei falou e rapidamente se aproximou tirando alguns farelos do rosto do ruivo

Hinata ficou vermelho com a ação, ultimamente o maior vem se mostrando bem próximo e mesmo que ainda não tenha entendido qual é a dele, podia dizer que gostava da companhia do loiro que podia ser inacreditavelmente bem humorado. Tsukishima observou o rosto vermelho, os olhos castanhos que desviaram para qualquer lugar que não fosse em si e depois a boca pequena do ruivo, só podia está louco ao cogitar a ideia de descobrir se eram macios

- vocês estão ai - Yamaguchi se aproximou rapidamente e notou o quase clima estranho, riu-se por dentro com a ideia do maior está interessado no ruivo - o treino já vai começar

- estamos indo - Tsukishima falou enquanto olhava para o amigo e deu um sorriso sádico e um peteleco na testa do ruivo que estreitou os olhos - vamos Chibi-chan?

2 semanas e 3 dias

- Asahi - Noya falou enquanto fazia um levantamento para o Ace do time

Hinata resolveu não entrar na partida pois disse que queria observar algo durante o jogo, estranharam é claro já que o ruivo é do tipo : grita, desafia, faz e depois comemora e em nenhum desses temas se encaixa os termos : pensar, esperar e observar

Kageyama já estava ficando irritado, gostava de usar toda a sua força na hora de um levantamento e só o ruivo poderia proporcionar tal prazer por ser o único a pegar a bola. Olhou ligeiramente para o ruivo e percebeu que o mesmo olhava para Tsukishima, estreitou os olhos e nem tinha percebido que estava encarando demais o ruivo até sentir a bola bater em sua cabeça

- que foi Rei, esqueceu como levantar uma bola ?- Tsukishima não perdia a oportunidade de tirar o levantador do sério

- Hinata boke, acha que está fazendo o que, hã?- Kageyama ignorou completamente o loiro que perdeu o riso e olhou para Hinata

- o que eu fiz Bakayama? Não estou nem mesmo em quadra - Hinata falou irritado, quando ele não fazia nada o levantador brigava e quando fazia brigava do mesmo jeito - está tentando me culpar pelo seu erro?- falou com um sorrido olhando para o lado

Geral ficou surpreso com o fato do ruivo ter sido sarcástico, até mesmo Ukai tentou prender o riso. Tsukishima deu um sorriso de lado mas o perdeu quando todos voltaram suas cabeças para si, confuso apenas ajeitou os óculos

- o que você fez com o Hinata?- Tanaka perguntou para a confusão tanto do loiro quando do ruivo - vocês estão passando tempo de mais juntos, isso está influenciando nosso garoto inocente

- e você, porque estava olhando tanto para o Lixokishima? - Kageyama perguntou e novamente as cabeças viraram do loiro para o ruivo que franziu o cenho

- e o que você tem haver com isso?- resmungou

- wow, Hinata está bem tirado não é ?- Noya falou rindo

- estava observado o bloqueio do Tsukishima, quero testar algo novo com você idiota, por isso estava olhando para ele - Hinata falou para a surpresa do loiro e do moreno que se olharam e depois olharam para o ruivo

É, talvez estejam realmente passando muito tempo juntos e isso esteja influenciando o garoto e o deixando perspicaz. Quem liga, se o ruivo continuar a evoluir assim eles vão vencer todas as partidas e simplesmente ir para o nacional

3 semanas depois

Ótimo, se continuar assim o ruivo não vai ter que se preocupar com nada em relação a notas baixas. Tsukishima tinha se voluntariado para ajudar o menor a estudar já que Takeda foi claro quando disse que só participariam da próxima partida quem tivesse notas altas

Estavam na casa do loiro e Hinata depois de quase ter que sair do time por causa dos estudos, estava dando tudo de si e estudando como um condenado, Kei ajudava no sofrimento já que é bem sádico e gostava de ver o rosto agoniado do ruivo e suas expressões chorosoas diante de questões difíceis demais para o seu conhecimento

- que foi, isso é difícil demais para você?- Kei perguntou sarcástico enquanto olhava o garoto com uma expressão agoniada no rosto enquanto encarava uma questão de japonês - fala sério baka, você é japonês

Hinata o olhou irritado, parecia que era de proposito já que o maior aproveitava sua falta de conhecimento para o insultar. Kei observou o ruivo levantar jogando a caneta na mesa e recolhendo os papeis e livros

- onde vai?- perguntou olhando para o mesmo

- você me insulta a cada segundo maldito - Hinata falou - eu vim estudar com você e não ser difamado de graça

Involuntariamente seu corpo se mexeu e segurou o braço do ruivo que o olhou rapidamente, era bom perturbar o ruivo mas ver seu rosto triste é bem estranho e o deixa mal? Puxou o menor ao seu encontro e segurou seu rosto - o que estava fazendo ?

- o-o que está fazendo? - Hinata perguntou sentindo seu rosto muito quente, seu coração batia descompassado

- você fica melhor sorrindo do que triste - Kei falou se recriminando mas compensou ao ver o rosto já vermelho tomar proporções ainda mais vermelhas e um sorriso trêmulo se abrir nos lábios cheios do menor

Estranhamente, Hinata sentiu uma enorme curiosidade em saber como seria beijar loiro, estava com medo da reação mas sempre foi impulsivo e sempre pensou nas consequências depois que acontecia. Já tinha certo desejo de descobrir se eram ou não macios, mas teve sua resposta no momento que o ruivo encostou os lábios nos seus, ficou surpreso pelo atrevimento. Hinata esperava ser repelido, era dois homens afinal mas o que o deixou mais confiante foi ter seu corpo abraçado e retribuindo mesmo que de forma brusca e digamos que desajeitada por causa dos óculos


Notas Finais


Não sei se ficou bom, mas eu tento !!! 😔

(☞゚∀゚)☞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...