História Inverno e Escuridão - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Esther Mikaelson, Finn Mikaelson, Jeremy Gilbert, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Matt Donovan, Mikael, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, Sage, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood
Tags Drama, Romance, The Vampire Diaries
Visualizações 23
Palavras 584
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem!!!

Capítulo 4 - Capítulo 4


Anos depois

 

Nastia acordou com os raios de sol queimando seu rosto, com resmungos de ódio se virou para o lado contrário e não demorou a voltar a dormir. Depois de um tempo o despertador tocou, a garota se levantou assustada se embrenhando no edredom e caindo de cara no chão, com dificuldade se levantou e parou o despertador que marcava o horário de 09:00. Ela tomou um banho e foi tomar café, após isso foi sair, andar pela cidade, era o último dia de férias e não queria passá-lo enfurnada em casa. 

No meio da caminhada foi parada por Caroline Forbes, o que foi realmente estranho, considerando o fato de que só se viam nos corredores da escola e em algumas poucas aulas, mas nunca realmente se falaram. Aparentemente teria um trote na escola e como aluna do último ano “era seu dever participar”, nas palavras de Caroline. Nastia, no entanto tinha a sensação de que algo muito ruim iria acontecer.

Eram sete horas e ela já estava na escola, não estava fazendo nada, pois já tinham várias pessoas trabalhando e não lhe sobrou nada para fazer. Até que um dos meninos que estudava com ela falou que precisavam de ajuda na quadra.  Imediatamente ela disse que cuidava disso e calmamente andou até lá, ao entrar no local se deparou com uma cena assustadora. Elena estava jogada ao chão com o rosto recheado de medo e choque. Stefan Salvatore estava mordendo uma garota ao qual não se lembrava o nome e havia um menino no chão, provavelmente morto, eles estudavam com ela, tinha um homem perto de Elena, ele tinha um olhar maligno e estava com raiva, provavelmente, por Nastia estar ali.

“Corre!” Gritou Elena.

Nastia se virou pronta para obedecer a garota, mas o homem apareceu à frente dela bloqueando a saída. A palavra vampiro gritou em sua mente. A morena recuou e por instinto ergueu a mão, deixando a magia fluir por seu corpo, o homem se curvou com as mãos na cabeça gritando de dor, Stefan tentou atacá-la, mas logo estava na mesma situação que o homem.

“Vem rápido.” Gritou Nastia vendo Elena correr na sua direção.

Nastia agarrou a mão de Elena e juntas elas correram pela escola. Nastia usou sua magia para criar obstáculos contra os vampiros.

“Eles não estão sozinhos.” Disse Elena.

“Quem está com eles?”

“Rebekah, uma vampira original.”

“Por favor, me diz que eu não dei um aneurisma em Klaus!”

O silêncio de Elena deu a Nastia a resposta odiada, a última coisa que qualquer criatura sobrenatural desejaria é se envolver com a família original e Nastia tinha a sensação de que acabou de entrar em uma guerra, de novo. Ambas as garotas avistaram a saída da escola, abriram a porta e correram para o carro de Elena, estavam quase chegando, se sentindo aliviadas, salvas. Nastia foi segurada com um mata-leão e Elena prensada no carro por uma mulher loira, que Nastia não demorou a concluir que era Rebekah. Nastia jogou a cabeça pra trás, acertando a pessoa que a segurava, ela virou e o viu. O legendário Klaus Mikaelson. Ele estava com raiva, porém por baixo dessa raiva havia surpresa. Nastia tentou socar o rosto dele, porém o mesmo segurou sua mão e a torceu, com uma velocidade nata de vampiros acertou a cabeça da garota no carro de Elena. Nastia olhou para cima, o céu estava estrelado, era uma noite linda e com essa visão a garota foi tomada pela tão confortante escuridão.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...